CODINOME: ████ ███ - A Verdade
avaliação: 0+x

Qual é o jeito mais fácil de esconder a identidade do SCP-001?

Essa seria uma pergunta desconcertante para a Administração, que concebeu o Aviso Geral 001-Alpha. Como você esconderia a anomalia mis importante que a Fundação já encontrou ou encontrará? Como você esconde a criação das duas mil anomalias seguintes? Como você esconde a arma definitiva? Como você esconde o próprio universo? Como você esconde algo pior? Assim como a identidade do Administrador, as circunstâncias envolvidas em como eles chegaram à decisão final são cobertas em mistério e conhecidos por poucos selecionados.

Independente do quanto o processo foi ardoroso ou veio em uma epifania, o resultado é evidente para todos verem e funciona precisamente como planejado. Diversos arquivos completamente diferentes estão presentes no registro, precedidos por um prefácio, afirmando que nenhum, um, diversos ou todos esses arquivos são o verdadeiro SCP-001. A tática funcionou como esperado, com uma quantidade inumerável de explicações conflitantes emergindo e lutando para provar que elas são corretas, mas nunca tendo evidência o suficiente para desprovar as outras. As conclusões mais simples eram as mais comuns; que não tinha um verdadeiro 001, que era simplesmente uma estratégia utilizada pelo conselho O5 para instigar um sentido de propósito nos funcionários da Fundação, escondendo a verdade que essas anomalias não tinham fonte ou explicação; ou, que todos os arquivos eram o verdadeiro 001, que por alguma reviravolta do destino eles conceberam um método de coexistência, de algum modo.

Apesar disso tudo, um tema recorrente emergiu – muitos, muitos poucos pensavam fora da caixa. Muitos poucos conseguiam perceber a verdade.

Transcrição dos registros de áudio recuperados de [DADOS EXPURGADOS]

<Iniciar Registro, ██:██, ██/██/████>

Frank ██████: Muito bem, esse é Frank ██████ a bordo do…uhh… do que a gente tá chamando essa coisa, David?

David ██████ (Distante): S-C-P-S [DADOS EXPURGADOS].

Frank ██████: SCPS [DADOS EXPURGADOS]? Muito bem. Esse é…pera, mesmo? Eles nomearam isso [DADOS EXPURGADOS] e nós vamos…. Ah, tanto faz. Esse é Frank ██████ à bordo do SCPS [DADOS EXPURGADOS], horário atual é [DADOS EXPURGADOS] e nós estamos à uma hora do lançamento. Os Overseers tem feito essas embarcações por um tempo, já, e parece que eles decidiram manter a gente para dar uma olhada nesses pedações do universo que ainda não podemos ver.

Eu sou uh… só sou um guarda de registros para essa viagem, então eu entendi que seria útil começar minha guarda antes da partida. ‘cê sabe, no caso de algo acontecer.

Enfim, pelo menos vou começar com os registros de sistema. Reator está funcional por completo, armas parecem boas…


<Iniciar Registro, ██:██, ██/██/████>

Frank ██████:** Frank de novo. Estamos prestes a lançar, e vendo que ninguém nunca fez isso antes eu resolvi que algumas, uhh, palavras apropriadas seriam uma boa idéia.

<Frank pausa por três segundos.>

Não tenho nada. Ah diacho, devia ter pensado nisso antes…

<Frank pausa por sete segundos.>

Oh! ‘Agora nós viajamos p-‘

<Um barulho fino é ouvido, prontamente seguido por diversos objetos colidindo pela sala. Frank produz vocalizações altamente distorcidas até o barulho fino cessar.>

Frank ██████ (Abafado): Caras de bunda fodidos, pelo menos poderiam dar um aviso antes da gente sair. Estragaram a minha fala. Foda fodida…

<Fim de Registro, ██:██>


<Iniciar Registro, 04:18, 18/00/00>

Frank ██████: Primeiro de tudo: Já que nós não sabemos realmente qual é a data atual na Terra, nós ajustamos todos os relógios e datas de maneira que nós estamos contando para cima de quando nós lançamos. Atualmente se passaram… dezoito dias, quatro horas eeeee… dezenove minutos, desde que lançamos. Nós ainda estamos viajando em aceleração máxima, então não tem muito pra ver do lado de fora além de escuridão, já que estamos indo mais rápido que a velocidade da luz. Muito mais rápido.

Mas erm, sim. Nós recentemente passamos… Ei David, qual é o nome do lugar que nós acabamos de passar? Messi-algo? É, mas tipo, o mais perto. Perdão?

David ██████ (Distante): Messier Oitenta-e-três!

Frank ██████: Oh, certo! Nós acabamos de passar Messier Oitenta-e-Três, que é mais ou menos quinze milhões de anos-luz da Terra. Me fale de estar longe de casa, heh heh.

David ██████ (Distante): Você sabe que os ó-cinco provavelmente não vão apreciar suas piadas bestas!

Frank ██████: Isso é só mantimento de notas, não os registros finalizados! Vish, David consegue ser um cu doce ás vezes. Apesar de que considerando que ele gasta a maior parte do tempo dele consertando máquinas, é meio compreensível.

Vou tentar fazer outro registro assim que algo mais significativo acontecer.

<Fim de Registro, ██:██>


<Iniciar Registro, ██:██>

Frank ██████: Frank aqui. Tem algo como dois meses. Não aconteceu muito, fora que agora nós passamos GN-Z11, então nós estamos oficialmente fora da visão dos telescópios da Terra. Oh, e é claro que nós fotografamos enquanto passamos.

Não tem muito aqui, mas nós podemos ver algumas pequenas galáxias se espalhando aqui e ali. Os pesquisadores superiores ficam usando a palavra ‘gigaparsec’, então isso deve dar uma boa ideia da distância entre essas coisas. Eles também têm murmurado sobre algo parecer estranho com elas, mas fora disso eu não consigo ver muito.

Tiveram alguns casos de saudade de casa do time a bordo, mas nada que não vá se acalmar com o tempo.

De qualquer modo, tudo está se segurando bem, excluindo a cafeteira automática. Ou David, você vai consertar a cafeteira, certo?

David ██████ (Distante): Não, porque não tem nada de errado com ela!

Frank ██████: Mas a pasta tem gosto de merda!

David ██████ (Distante): É uma maldita pasta de nutrientes, É PARA TER GOSTO DE MERDA!

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 14:37, 20/03/00>

Frank ██████: Bem, nós erm… nós descobrimos o que os pesquisadores estavam inquietos sobre. Nós estamos perto o suficiente para ter uma boa vista da galáxia mais próxima e, uhh…
Bem, é uma cópia da Via Láctea. Não uma cópia perfeita, digo, tem umas estrelas faltando, mas os maiores corpos identificáveis estão lá.

Nós uh, planejamos dar uma olhada pra ver se a Terra está ali, e se estiver, olhar pelos habitantes. Mas é amplo dizer, isso pode acabar sendo classificado como uma anomalia – talvez não como um completo SCP, mas pelo menos como um E-traço. As chances de uma galáxia em replica se formarem são… bem, baixas, pra dizer pelo menos.

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 06:48, 02/04/00>

Frank ██████: Esse lugar definitivamente é uma anomalia.

Primeiro ele era suspeito, por causa de quanto ele era similar a nossa casa, mas tipo… distantemente, esse é um novo nível de não-natural. No nosso caminho de analogia à Terra, nós passamos por alguma estrelas “faltando” e descobrimos que elas estavam lá, só bagunçadas além da imaginação.

O quão bagunçadas? Olhe Epsilon Boötis… prime? Alpha? Que seja, o grandão? É feito de sorvete. Nós pegamos uma amostra – tem gosto de abacate e fumaça de cigarro, aparentemente. A pequena é uma bola de clorofila líquida, se mantendo junta de algum modo.

Antares é só iodo sólido. Sem fogo, sem ferro, nada. Só uma bola colossal e fria de iodo. Proxima Centauri é feita de carvão também.

E é claro, nós finalmente alcançamos a ‘Terra’ – A maioria de nós começou a chamar ela de “Sub-Prime”. É só uma grande bola de ferradas e erros. Dá pra ver que é a Terra, todos os continentes estão lá com o formato certo, mas eles são todos feitos das coisas erradas. Austrália é um bloco sólido de ouro, os oceanos brilham azul, todo o continente Americano é feito de xarope de bordo…

Nós estamos coletando tantas informações quanto conseguimos, aí vamos zarpar pra próxima galáxia. Isso só é… muito louco.

Em outras notícias, veio a notícia de que Maria ████ está grávida. Ninguém está perguntando muitas coisas sobre isso, especialmente porque nós não temos certeza se o filho é do marido dela. Eeeentão… é.

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 07:48, 02/05/00>

Frank ███████: Que porra é essa.

Nós chegamos na galáxia mais próxima, e é a mesma coisa. Outra cópia ferrada da Via Láctea. Ferrada de jeitos diferentes, digo, mas ainda é basicamente a mesma coisa que antes.

Mercúrio é feito de gelo, Júpiter é feito de geléia comestível. A Terra parece uma utopia Carnista – tudo dela é carne, osso e sangue. Nós decidimos que provavelmente não é bom se aproximar, em caso disso não gostar de máquinas. Mas de qualquer forma.

Nós esperamos que sejam só essas duas, mas estamos duvidando. O que diabos está acontecendo aqui?

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 12:01, 17/05/00>

Frank ██████: Nota para mim. Traga mais quebra-cabeças e brinquedos nas próximas viagens. Acabaram.

<Frank pausa por quatro segundos.>

Bah, eu prefiro botar algo com valor aqui. Ahh… Time está ok. Nós estamos lidando com o fato de a terceira galáxia que vamos alcançar ser parecida com uma repetição das duas primeiras. Não tem nada grandioso nisso, é só loucura pensar que essa anomalia se repete até onde podemos enxergar.

Oh, teve um incidente semana passada. Johnathan estava consertando alguma falha mecânica mais pra baixo, quando algo se soltou e quebrou o braço dele. Mas já foi consertado, e os doutores disseram que ele vai estar bem em algumas semanas. Ele jura que isso não devia ter acontecido, então tem algumas investigações sendo feitas.

Nada a mais que eu consiga pensar. Você lembra de algo que eu não?

<É assumido que Frank ██████ estava falando com David ██████, o qual respondeu com uma resposta inaudível ou não-verbal.>

Beleza. Finalizando registro.

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 01:59, 07/06/00>

Frank ██████: Outra cópia da Via Láctea. Não é lá grande surpresa.

É só isso que tem aqui fora? Só cópias sem fim de casa, cada uma mais bagunçada que a anterior?

<Frank pausa durante três segundos.>

A Terra era feita de algum tipo de vidro dessa vez. Marte era feito de gelo seco. Urano era horrivelmente magnético – nós quase ficamos muito ferrados.

Nada pra fazer a não ser continuar.

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 00:00, 30/08/00>

Frank ██████: Mais dois. Não tem jeito desses lugares não serem parte da mesma anomalia.

Falando em anomalias, tem uma porrada delas aqui. Tem uma galáxia inteira que não podemos aproximar, sempre parecendo distante, outra que os computadores não recebem de jeito algum, mas que podemos ver claramente.

Teve até algumas vezes em que o espaço em si falou com a gente. Eu não sou insano, nós recebemos isso e restringimos para certos bolsos de espaço. Tem outras vezes onde nós repentinamente não temos energia o suficiente, e nós flutuamos por uma boa distância antes de tudo voltar, como se nada tivesse acontecido.

O universo é plano? Estamos caindo da beira ou algo assim?

<Frank pausa por quatro segundos.>

Antes de eu esquecer, Marie foi para quarentena por algum motivo. Nós não tiramos muito da segurança, mas parece que ela acidentalmente contrabandeou alguma doença pra dentro da embarcação. Espero que o bebê esteja bem.

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 05:14, 10/10/00>

Frank ██████: A Terra mais recente, err… Sub-Prime-Dez, eu acho, tinha sinais de civilização humana. Especificamente a nossa.

Tem tipo… Las Vegas está lá, toda feita de fichas de pôker empilhadas e cartas de jogo. Nova Iorque é essa única, grande pilha de obsidiana, que parece que é convenientemente erodida para ser idêntica a Nova Iorque de casa.

Não tem humanos, digo. Sem nenhum sinal de vida, e considerando que os oceanos são cianeto de hidrogênio puro, é provavelmente melhor que nada evoluiu pra sobreviver a isso.

Por que nós não estamos sendo copiados se nossas casas também estão?

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 16:05, 18/11/00>

Frank ██████: Tóquio é feita de algas marinhas e é localizada no pólo norte.

América é feita de um bloco sólido de pólvora, com Chicago sendo feita de uma grande manga esculpida.

O sol é abrangido em uma casca de quitina, e é colonizado por vastas hordas de pedra, que mudam e movem sempre que nós paramos de olhar para elas.

Marte é feita de couro de camelo e um único imortal furioso anda em sua superfície.

Urano não é nada além de uma estrutura silenciosa de engrenagens girando.

Não tem nada lá fora além de caos e anarquia. Nós estamos dando uma volta para ir pra casa.

A segurança em volta de Marie foi reforçada. Vinte guardas, todos armados até os dentes com metralhadoras e granadas? Que tipo de doença ela pegou?

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 23:17, 23/12/00>

David ██████: -deu fodeu fodeu fodeu fodeu…

Esse é David. Frank está morto, junto com a maioria do time. Marie deu luz à algum horror sobrenatural fodido que estava correndo em volta e matando tudo que ele podia. Eu… fodeu, eu não acho que a segurança pode lidar com isso. De todos os momentos fodidos pra algo assim… fodeu!

O que é que seja esse lugar, fique longe. É uma fossa de anomalias, não tem nada aqui fora além de réplicas de merda da nossa galáxia, e só continua e continua e continua.

Do que é que esse lugar seja feito, com certeza não é realidade. Só fica expandindo, crescendo mais e mais pl-

<David pausa por dois segundos.>

É claro. Por que isso não iria com [DADOS EXPURGADOS] do lado de fora. Será que os Overseers já sabiam o que nós iríamos encontrar? Ou eles só queriam confirmar?

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 02:02, 14/03/01>

David ██████: Cafeteira está quebrada, só cospe veneno de rato. Nós não vamos conseguir, mas a embarcação vai.

Eu não acho que nós fomos longe o suficiente para a embarcação ficar distorcida demais. Nós não vimos nenhuma outra anomalia a bordo, fora a falha na cafeteira.

<David pausa por quatro segundos.>

Pelo menos diga à minha família que eu a amo.

<Fim de Registro>


<Iniciar Registro, 00:00, 00/00/00>

<O áudio no registro é assumido como sendo automatizado, por ser completamente composto de fragmentos de áudio usados em registros anteriores. Mudanças no áudio são denotadas por quebras de linha. >

Frank ██████: Esse é Frank ██████ a bordo do SCPS [DADOS EXPURGADOS]
nós ajustamos todos os relógios e datas de maneira que nós estamos contando para cima de
agora,
Já que nós não sabemos realmente qual é a data atual na Terra,

Primeiro de tudo:
o time a bordo está funcional por completo,
nós estamos indo mais rápido que
aceleração máxima
Muito mais rápido.
tudo está se segurando bem,

Teve alguns casos de saudades de casa do time a bordo,
Nós estamos dando uma volta para ir pra casa.

Não tem muito aqui fora,
Só cópias sem fim de casa, cada uma mais bagunçada que a anterior?

Você lembra de algo que eu não?
Oh, certo!
Teve um incidente semana passada.
Mas já foi consertado
Time está ok.
nada que não vá se acalmar com o tempo.

De qualquer modo, tudo está…
ok.
tudo está
Muito bem
Eu não sou insano,
certo?

David ██████: É claro.

David ██████ (Distante): não tem nada de errado

Frank ██████: Enfim,
nós estamos
indo para
Messier Oitenta-e-Três,

Me fale de estar longe de casa, heh heh.
Eeeentão… é.

<Fim de Registro>


A informação coletada e os nomes listados nunca iriam ver a luz do dia. Seria mandado direto para o escalão mais alto da Fundação, que ouviu, considerou e agiu. Não precisaria de um gênio para conectar as implicações entre os fatos e as gravações, então cada pedaço dela foi expurgada ou redigida para que os esforços do Administrador não fossem em vão. Seria como se a expedição nunca tivesse acontecido, como se fosse simplesmente uma anomalia que apareceu de repente. A informação nunca seria vista por um olho humano novamente, até que ela foi, mais uma vez, desvelada pelo destino, enterrada apenas para esconder a verdade.

Qual é o jeito mais fácil de esconder a identidade de SCP-001, o arquiteto do universo e sua horda infinita de falhas?

Não classifique como SCP-001.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License