Gatinho Fofo
avaliação: 0+x

Ato I - Cena IV


Destaque na seção de bar do bar. A iluminação está mais fraca do que na Cena I, e os bancos de bar se foram. Dana está sozinho no palco, limpando copos com um pano e então colocando eles no final do balcão do bar. Ele faz isso, cantarolando "Where Everybody Knows Your Name" baixinho enquanto trabalha, por cerca de meio minuto.

HENRY
(gritando de fora do palco)
Ei, Dana, você ainda está ai?

DANA
(gritando)
Sim, só terminando de limpar!

HENRY
(gritando de fora do palco)
Bem, tô indo pra casa, Michael me pediu para lembrar de desligar todas as luzes e alimentar as vespas, então você se importaria…

DANA
(gritando)
Tudo bem.

HENRY
(gritando de fora do palco)
Muito obrigado, boa noite!

DANA
(gritando)
Noite!


Dana continua limpando copos, enquanto escuta com atenção. Passos podem ser ouvidos de fora do palco, ficando cada vez mais silenciosos, terminando com o som de uma porta abrindo e fechando. Ao som da porta fechando, Dana guarda o copo, pega um molho de chaves debaixo do bar e sai do bar. Apagão.

O holofote acende sobre uma única mesa com duas cadeiras de cada lado. Sentados nas cadeiras estão Jazz e Brimley. Brimley está comendo um taco, sentado em frente a um prato coberto de molho e partículas de comida. Jazz está segurando a cabeça entre as mãos, sentada na frente de um prato com três tacos intocados. Brimley engole seu último taco antes de olhar para o prato de Jazz.

BRIMLEY
Amor, você ainda nem comeu nenhum dos seus tacos.

JAZZ

BRIMLEY
(um pouco mais alto)
Amor, você não comeu nenhum dos seus tacos!

JAZZ
Oh… o que… desculpe.

BRIMLEY
Você não gosta de tacos, amor? Porque eu definitivamente vi você comer tacos então tipo, isso está realmente mexendo com minha cabeça, sabe?

JAZZ
Não, eu gosto… Eu só estou… pensando… sobre coisas.

BRIMLEY
Ok, mas tipo… então tipo… você vai comer isso?

JAZZ
Eu… o que?

BRIMLEY
Você vai comer esses tacos?

JAZZ
Eu…


Jazz parece que quer dizer algo forte, mas desiste no último segundo.

JAZZ
Você pode comê-los. Eu não me importo.

BRIMLEY
Daora!


Brimley pega o prato de Jazz e o coloca em cima do seu. Ele começa a comer seus tacos com tanta força quanto antes. Jazz encara o rosto dele por alguns segundos, fazendo uma tentativa um pouco mais hesitante de dizer algo sério para Brimley, mas como antes, ela se impede. Resignada, ela deixa seu rosto cair mole em suas palmas. Apagão.

As luzes se acendem e Dana está esgueirando pelo palco, que está vazio, exceto por uma mesa com uma impressora e uma cadeira de escritório. No lado oposto do palco, Crystal-INE está parado com os olhos fechados, desligado. Dana se esgueira até ele e anda em volta dele algumas vezes, inspecionando se há algum botão ou interruptor de ligar.

DANA
Uhh… Ligue.

CRYSTAL-INE

DANA
Crystal-INE, ligue.

CRYSTAL-INE

DANA
Filho de uma puta…


Dana pensa por alguns momentos.

DANA
(gritando)
Crystal-INE!

CRYSTAL-INE
(rapidamente ligando)
Que, o que está acontecendo? Estamos sendo atacados?

DANA
Jesus, às vezes me esqueço do quão humano você é.

CRYSTAL-INE
Oh, olá, Dana. Não é um pouco tarde para você ainda estar no sítio?

DANA
Isso não é importante. Eu preciso ver alguns documentos. Você tem acesso ao banco de dados da Fundação?

CRYSTAL-INE
Claro, você poderia me dar seu código de acesso?

DANA
Qualé, você sabe que sou eu.

CRYSTAL-INE
Infelizmente, não posso lhe fornecer nenhum dado sem seu código de acesso.

DANA
Ugh… tá, mas… não me julgue, ok? Eu não achei que teria que usar essa coisa com muita frequência.

CRYSTAL-INE
Só me diga seu código.

DANA
(suspirando)
Gatinho fofo 2, 13, 13.

CRYSTAL-INE
Heh.

DANA
Não comece, porra.


Crystal-INE fecha os olhos por alguns segundos.

CRYSTAL-INE
Código aceito. O que você gostaria de acessar?

DANA
Me mostre os arquivos do Projeto da Coreia do Norte.

CRYSTAL-INE
Eu tenho acesso a 11 páginas de documentos relacionados ao Projeto da Coreia do Norte. Você gostaria que eu os imprimisse para você?

DANA
Sim… calma ai, como isso funciona? Você vai tipo, vomitar papel, ou algo assim?

CRYSTAL-INE
… Nós temos uma impressora, Dana.

DANA
Oh… certo.


Crystal-INE fecha os olhos por um momento. Na mesma hora, a impressora do outro lado do palco começa a imprimir páginas. Dana se aproxima e as coleta conforme elas são impressas, folheando-as. Depois de folhear algumas páginas, ele percebe algo.

DANA
Espere um pouco, Crystal-INE, você tem acesso às câmeras de segurança, certo?

CRYSTAL-INE
Sim, no entanto, você não está autorizado a ver gravações de segurança do Sítio-96 sem a permissão do-

DANA
Não, não, eu sei, só ouça. Você pode analisar as gravações das reuniões da equipe do Projeto da Coreia do Norte?

CRYSTAL-INE
Teoricamente, por quê?

DANA
Só, faça isso, certo?


Crystal-INA fecha os olhos por 4 segundos, antes de reabri-los.

CRYSTAL-INE
Pronto.

DANA
Quantos membros havia na equipe?

CRYSTAL-INE
Seis.

DANA
Então por que esses documentos são todos autorizados para um grupo de cinco pessoas?

CRYSTAL-INE
O que você quer dizer?

DANA
Em todos esses documentos aqui relativos à fundação da equipe e à distribuição de material e rações, menciona cinco pessoas, mas eu me lembro de que eram seis pessoas, e parece que você confirmou isso.

CRYSTAL-INE
Você está… certo. O conselho de administração aprovou apenas um grupo de cinco indivíduos, incluindo o líder do projeto. O que significa que ou toda a documentação está errada…

DANA
Ou alguém estava lá onde não pertencia.

CRYSTAL-INE
Interessante…

DANA
Tenho que falar com a Jazz sobre isso na segunda. Ela precisa saber que algo está acontecendo.


Dana, pegando o resto dos documentos da impressora, corre para fora do palco.

DANA
(de fora do palco)
Obrigado pela ajuda, Crystal!

CRYSTAL-INE
Até amanhã, Dana.


Crystal-INE retorna ao local exato em que estava antes de ser acordado e desliga instantaneamente.

Fim Da Cena

« Ato I - Cena III | Demasqed | Ato I - Cena V »

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License