Grupos de Interesse da Fundação Lusófona

GRUPOS DE INTERESSE LUSÓFONOS


A Fundação não é a única organização existente com interesses, investimentos e que interage com o cenário anômalo e seus elementos paranaturais. Existem vários outros grupos que possuem, usam, interagem, e desenvolvem paratecnologia de forma prolífica.

O arquivo a seguir documenta alguns dos Grupos de Interesse mais proeminentes que atuam principalmente em território Lusófono.



A Superintendência Brasileira do Paranormal

~ SBP ~

Status: Desativado.

Descrição: A Superintendência Brasileira do Paranormal era um órgão governamental de inteligência militar fundado durante o Governo Militar Brasileiro, e extinto em 1992 devido a um incidente; seus ativos e passivos sendo transferidos à Fundação Lusófona após décadas de conflito velado entre ambas as organizações.

Durante este período do governo brasileiro, a Superintendência agiu no Brasil como a principal instituição associada ao macro interacional do anômalo em detrimento à Fundação (e outros grupos de interesse) por meio de manobras políticas e militares para hegemonizar sua presença no território.

A Superintendência estudava, contia, destruia, desenvolvia e produzia anomalias com grande enfoque no desenvolvimento tecnológico brasileiro (principalmente de industria e militar) enquanto submetida à administração do Ministro da Defesa e do Presidente da República e a reitoria do alto-escalão militar brasileiro.

A Superintendência é um segredo de estado mor. Poucas organizações e indivíduos possuem registros de sua existência.

Tipo: Científico-Militar; Tecnocrático.

Organização: Um Superintendente apontado pelo Presidente da República e o Ministro da Defesa gerenciava as operações administrativas da organização, definindo diretores de departamento para administração de ciências. Estes diretores departamentais coordenavam grupos de cientistas em projetos e pesquisas.

Grupos possuiam um líder de projeto que reportava diretamente aos diretores departamentais. As pesquisas realizadas eram comissionadas pelos governantes/militares relevantes, ou pleiteadas pelos próprios cientistas.

Um Comandante era apontado pelo alto escalão das forças armadas, gerenciando os ativos e passivos militares da organização em operações; a estrutura militar brasileira da época e suas elementariedades eram mantidas e coordenadas ativamente.

Atitude em relação à Fundação: Hostil.

Tag: Insira a tag superintendência-brasileira caso seu artigo contenha este GdI.

Envolvimentos:



A Acadêmia Científica do Anômalo

~ ACA ~

Status: Desativado.

Descrição: A Academia Científica do Anômalo era um órgão acadêmico independente de pesquisas científicas associadas ao cenário do anômalo em territórios governados por, ou de interesse de Portugal.

A existência da Academia é centenária, compreendida por suceder dois outros órgãos portugueses inseridos no cenário anômalo (uma instituição relacionada à Coroa Portuguesa e outra associada ao Estado Novo de Salazar) e, com a Universidade de Évora, sendo reestruturada diversas vezes ao longo do anos.

A Academia é uma instituição acadêmica pluridisciplinar (englobando o anômalo e o ordinário em dois macros diferentes, referentes à sua atuação nominal cívica e a sua atuação no cenário anômalo, respectivamente), assumindo o papel de uma universidade em ambos os contextos e em funcionamento geral. A Academia desenvolve conhecimento e tecnologia.

Em 1992, tornou-se parte da Fundação Lusófona.

Tipo: Científico-Educativo; Tecnocrático.

Organização: Um conselho de diretores organizava as operações, apontando um reitor para presidir e administrar a universidade. Professores eram apontados como diretores departamentais, organizando suas equipes de pesquisas e funcionários.

As organizações hierarquicas e de funcionalidade gerais espelhavam os modelos de universidades portuguesas.

Atitude em relação à Fundação: Amigável.

Tag: Insira a tag academia-científica caso seu artigo contenha este GdI.

Envolvimentos:



Os Tecnotaumaturgos

~ OTM ~

Status: Ativo.

Descrição: Os Tecnotaumaturgos são uma sociedade de indivíduos que utilizam taumaturgia conjuntamente à implementos de tecnologia associada à modalidades de engenharia para a criação de paratecnologia. A tecnologia criada não é aberta ao público, preterível e destinada apenas aos membros desta sociedade.

Há indícios e que Os Tecnotaumaturgos existam desde a Primeira Revolução Industrial.

Tipo: Científico-Industrial. Tecnocrático.

Organização: Um conselho geral superintendente indica um Diretor de Operações para gerenciar as atividades da organização que, por sua vez, indica Gerentes de Operações específicas. No entanto, membros possuem ampla autonomia.

Atitude em relação à Fundação: Amigável. Os Tecnotaumaturgos já trabalharam com a Fundação no passado.

Tag: Insira a tag os-tecnotaumaturgos caso seu artigo contenha este GdI.

Envolvimentos:

  • [ACESSO NEGADO].



A Ordem da Torre e do Valor

~ AOTV ~

Status: Ativo.

Descrição: A Ordem da Torre e do Valor é uma organização de cunho acadêmico-militar que busca amassar uma guarnição de relíquias relacionadas à culturas religiosas, tanto de teologias naturais quanto das anômalas.

Sua estrutura política, social e cultural possui raízes históricas nas Ordens Templárias Portuguesas.

Um elemento idiosincrático da organização é o Código das Três Virtudes: Respeito, Tenacidade e Compaixão, intrinsicamente relacionado ao estilo de vida e as habilidades taumaturgicas menores relacionadas ao uso de uma substância anômala denominada "Valor".

Os integrantes da organização são variados; acadêmicos, militares, filantropos, políticos, entre outros, no entanto, qualidade é prezada em detrimento da quantidade.

Tipo: Militar. Meritocrática.

Organização: Um Grão-Mestre e um Chanceler eleitos por um Conselho de Comendadores; estes poderes realizam a supervisão das operações da organização. Membros eram promovidos em graus e ranques, definindo seus poderes hierarquicos e funções.

Atitude em relação à Fundação: Neutra.

Tag: Insira a tag ordem-da-torre caso seu artigo contenha este GdI.

Envolvimentos:

  • [ACESSO NEGADO].



O Relicário

~ OR ~

Status: Ativo.

Descrição: O Relicário é uma organização paramilitar que coleta objetos anômalos a fim de utiliza-los em função de expandir a influência econômica de seus membros por meio do valor agregado destes objetos e seus possíveis usos. Supõe-se que esteja envolvida com o crime altamente organizado.

Tipo: Indeterminado; associações envolvem meritocracia e plutocracia.

Organização: Desconhecida.

Atitude em relação à Fundação: Hostil.

Tag: Insira a tag o-relicário caso seu artigo contenha este GdI.

Envolvimentos:



O Clube de Caça da Fauna e Flora

~ CCFF ~

Status: Ativo.

Descrição: O Clube de Caça da Fauna e Flora é uma associação de indivíduos afluentes e influentes que buscam o entretenimento por meio da caça esportiva de objetos anômalos biológicos que apresentem habilidades peculiares e/ou periculosas.

Membros deste grupo possuem acesso a paratecnologia militar porém não constituem poderio bélico de alto nível.

São inimigos declarados do Relicário.

Tipo: Indeterminado.

Organização: Associação similar à uma Guilda, com um Mestre de Caça eleito e Associados. Meritocracia.

Atitude em relação à Fundação: Neutra. A Fundação e a CCFF já trabalharam juntas no passado. Apesar das diferenças ideológicas, a CCFF nunca interrompeu ou se mostrou hostil a operações oficiais da Fundação Lusófona.

Tag: Insira a tag clube-de-caça caso seu artigo contenha este GdI.

Envolvimentos:



Olhos Anônimos, Ltda

~ OA ~

Status: Ativo.

Descrição: Olhos Anônimos é uma empresa privada e secreta de espionagem especializada na coleta de informações diretamente ligadas a anomalias. Seus objetivos são somente a aquisição e venda de dados para seu contratante, como relatórios, documentos, credenciais, softwares, plantas de edifícios, entre outros. A empresa visa apenas o lucro, sendo o preço pelos serviços calculado pela dificuldade de aquisição da informação e de sua confidencialidade.

Apesar de sua área de atuação, OA não adquire, possui ou utiliza itens ou fenômenos de natureza anômala em suas operações. Não há dados suficientes para poder especular um numero exato, mas sabemos que OA possui uma quantidade considerável de clientes ao redor do globo, sendo eles grupos, igrejas, organizações e grandes corporações.

Tipo: Mercenária.

Organização: Utiliza um sistema praticamente idêntico aos de uma sociedade limitada convencional.

Atitude em relação à Fundação: Essencialmente imparcial, porém hostil devido a natureza de seus serviços.

Tag: Insira a tag olhos-anônimos caso seu artigo contenha este GdI.

Envolvimentos:


Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License