SCP-003-PT
avaliação: +7+x
1.jpg

Área com proliferação suspeita de SCP-003-PT-1 (amarelo) e área com proliferação confirmada de SCP-003-2 (vermelho)

Item nº: SCP-003-PT

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: Toda a área suspeita de abranger SCP-003-PT-1 deve ter introdução externa de Euschistus heros1, criados e geneticamente modificados para propagação independente e preferência alimentar por SCP-003-PT-2 e qualquer planta de gene abrangente; amostras de E. heros são mantidas em reserva no Sítio de Bio-Pesquisa-60-PT em caso de perda de dominância para possíveis predadores.

Inspeção na área deve ser feita uma vez ao mês para avaliação e confirmação de efetividade contínua na extinção local de SCP-003-PT-2. Além disso, áreas com bioma semelhante ao nativo de SCP-003-PT-1 devem ser inspecionadas mensalmente por sinais de proliferação inicial de SCP-003-2 (detalhes sobre áreas a serem inspecionadas deve ser solicitada ao atual Chefe de Pesquisas 003-PT no Sítio de Bio-Pesquisa-60).

Falha observada nos procedimentos de contenção descritos deve ser registrada e submetida em um período máximo de 2 meses. Após este período, medidas de evacuação de população em um raio de 600,000 km² devem ser executadas com prioridade máxima.

Descrição: SCP-003-PT é um fenômeno climático-geológico causado pelo cultivo natural de pelo menos 202 mudas/plantações individuais3 de SCP-003-2 em solo com altas concentrações (superior a 44% do solo abrangente em um raio de 1 km) de SCP-003-PT-1, seguido de escassez de nutrientes, durante um suposto intervalo de 4 a 6 meses. Registros históricos apontam SCP-003-PT como um evento ocorrido nos anos 1███ e 197█, porém teorias de causas anômalas só foram levantadas após descoberta e avaliação das propriedades de SCP-003-PT-2. estudos sobre possíveis fenômenos geológicos históricos e/ou mundiais associados a SCP-003-PT-1 e -2 estão em progresso(Ver Descobertas Adicionais). Condições semelhantes foram simuladas com sucesso (Ver Registro de Experimento 003-4-B-2).

SCP-003-PT-1 é a designação para um composto de solo, constituído principalmente de brunos não cálcicos de pH 5,2 a 5.6, com uma concentração levemente elevada de teor de P (36,2 para 20% de argila). Este tipo de solo aparentemente se desenvolveu pelas condições climáticas naturais de onde se originou; regiões semi-áridas, em especial a ecorregião de Depressão Sertaneja Setentrional da região Nordeste do Brasil. SCP-003-PT-1 tem aparência idêntica a tipos semelhantes de solo em seu bioma e não possui propriedades anômalas enquanto não tem relações de cultivo com SCP-003-PT-2, junto às condições necessárias para o desencadeamento de SCP-003-PT. Para ver experimentos sobre possíveis condições anômalas adicionais, consulte o Registro de Experimento anexado abaixo.

periquito.jpg

SCP-003-2

SCP-003-PT-2 são grupos de planta do gênero Alternanthera dentata4, comumente encontradas em biomas tropicais e temperados. SCP-003-PT-2 raramente é encontrado em biomas semi-áridos (nativos de SCP-003-PT-1) pela sua alta demanda de nutrientes e hidratação contínua. Como e quando tais plantas foram proliferadas em biomas nativos de SCP-003-PT-1 ainda é desconhecido, mas hipóteses citam possível introdução externa por fauna aviária migrante ou experimentos com Organismos Geneticamente Modificados por produtores agrícolas da região. (Ver Descobertas Adicionais)

SCP-003-PT se manifesta como um evento composto climático-geológico de alto impacto, apesar de a área em si afetada ser relativamente baixa5. Este evento costuma ter uma ordem padrão de execução (denominadas Etapas):

  1. SCP-003-PT-1 sofre de escassez de água e SCP-003-PT-2 perde nutrientes, desencadeando SCP-003-PT.
  2. SCP-003-PT se inicia, criando Cumulus congestus6 em um raio de 300 km durante 10 minutos. Garoa se inicia.
  3. Maremotos de magnitude 8.0 a 9.0 se iniciam na zona de convergência de placas tectônicas mais próxima a SCP-003-PT-1 e -2.
  4. Garoa da Etapa 2 se agrava, tomando forma de tempestade. Ventos com grau 7 na escala de Beaufort podem ser registrados se locomovendo em direção ao terremoto marítimo causado anteriormente.
  5. Sinais de tsunamis podem ser registrados a ~200km do terremoto anterior; fenômeno se direciona á localização de SCP-003-PT-1 e -2, independente do fluxo marítimo preexistente na zona.
  6. Tsunami alcança zona costal do continente, no momento com amplitude variando 15 a 25.
  7. Tsunami percorre distância necessária para alcançar a localização de SCP-003-PT-1 e 2.
  8. SCP-003-PT cessa atividade aproximadamente 2 dias após seu início. Apesar do impacto de SCP-003-PT, SCP-003-PT-2 se mantém enraizadas e com aparência mais saudável.

Como dito, fenômenos causados por SCP-003-PT costumam ser catastróficos para fauna, flora e população nativa da região; apesar disso, a nova extensão de corpo aquático criada não é preservada, e é rapidamente absorvida7 por SCP-003-PT-1 em solo misturado. Tempo de "recuperação" da área geográfica (com exceção da perda de fauna/flora) costuma ser de 1 mês, após ao qual formas adaptáveis de vida podem ser reintroduzidas8.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License