SCP-005-INT
avaliação: +2+x

AVISO: ACESSO RESTRINGIDO POR ORDEM DO CONSELHO O5

O arquivo que você está prestes a acessar requer o Nível de Acesso de Segurança 3/005-INT. Seu acesso a este arquivo será notado, arquivado e monitorado. No evento de acesso não-autorizado, seu terminal irá se tornar inoperável. Funcionários da equipe de segurança serão enviados para escoltá-lo a cela de detenção para interrogação. Tentativas de acessar este arquivo de um computador não conectado à intranet da Fundação resultará em terminação imediata não-obstante ao seu nível de permissão de acesso.



    • _
    9417284762_cc12034db2_z.jpg

    SCP-005-INT pouco antes de submergir.

    Item nº: SCP-005-INT

    Classe de Objeto: Thaumiel

    Procedimentos Especiais de Contenção: Enquanto não estiver em uso, é requerido que SCP-005-INT permaneça ancorado no Sítio-DE25 ou Sítio-PT-20 para a condução de estudos. A Força-Tarefa Móvel DE15-𝔑 "Nemos Crew"1 foi formada para operar SCP-005-INT durante campanhas, sendo a única tripulação com permissão para navegar a embarcação em circunstâncias ortodoxas.

    Quando em uso, membros da tripulação são instruídos a não entrarem e nenhum canal oceanográfico, nem áreas com um tráfego oceânico denso. Caso isto não seja possível por quaisquer razões, SCP-005-INT deverá cruzar numa profundidade de pelo menos duzentos (200) metros, a não ser que seja perseguido por hostis; se manobras evasivas não forem o suficiente para desengajar do conflito, a tripulação está autorizada a engajar plenamente em combate e utilizar força letal para manter a integridade física de SCP-005-INT.

    Embora a maioria dos produtos não possa ser mantida em segredo dos funcionários da Fundação, a existência de SCP-005-INT deve ser revelada apenas para funcionários com um Nível de Acesso de Segurança 3/005-INT ou superior.

    Histórias falsas serão implementadas para com sítios criados por SCP-005-INT, bem como as tecnologias não provenientes da Fundação. Para este fim, arquivos de engodo foram adicionados aos arquivos da Fundação, descrevendo estes ativos como paratecnologia2 que funciona em apenas dadas certas circunstâncias.

    Requisições para a criação de sítios que requerem o uso de SCP-005-INT devem ser feitas com o Formulário INT-AQUA-7 que está livremente disponível para todos os times de contenção de anomalias aquáticas para todas as filiais da Fundação. Estes requerimentos são revisados pelo Departamento de Logísitca e então pelo Conselho O5 para serem aprovadas ou negadas dependendo da praticibilidade e lucros reais para benefícios de contenção e/ou pesquisa.

    Nenhuma tentativa de acessar o centro computacional de SCP-005-INT-4 deve ser realizada em quaisquer circunstâncias. Para deter qualquer tentativa de acesso, um invólucro foi instalado am redor do painel de acesso necessário para acessar o centro computacional. Este invólucro é protegido por um scanner de retina ajustado às retinas dos Diretores de Projeto de SCP-005-INT. Por este motivo, Diretores de Projeto de SCP-005-INT não são permitidos á bordo de SCP-005-INT exceto para ajustar o scanner para as retinas de novos diretores.

    Descrição: SCP-005-INT é um submarino que possui 960 metros de comprimento, 180 metros de diâmetro em seu ponto mais largo e 80 metros de altura, excluindo sua vela de 30 metros de altura. Seu peso é estimado em 20 gigatoneladas. Seu casco é completamente negra e consiste de um metal similar à aço, cujo os componentes, até o momento, não foram completamente identificados. A embarcação é propelida por seis turbinas localizadas na popa e aos lados, que podem ser controladas de maneira independente uma da outra. SCP-005-INT pode chegar a velocidades de até vinte e cinco (25) nós e tolerar a pressão d'água excedendo uma força de 400 mca. A profundidade qual SCP-005-INT pode descender sem sofrer danos associados à pressão ainda é desconhecida.

    pexels-photo-842153.jpg

    Interior de SCP-005-INT.

    O interior de SCP-005-INT é compreendido por seis deques, majoritáriamente pintado em cores monocromáticas. A embarcação contem uma ponte de comando, quartos para a tripulação, uma cozinha, salas de máquinas, instalações de armazenamento, instalações sanitárias, tanques de combustível, uma doca seca, um pequeno centro fitness — e outras instalações para recreação —, instalações para pesquisas hidroceanográficas — embora estes laboratórios possuam equipamento para realizar diversas funções relacionadas à manutenção da integridade de SCP-005-INT —, uma pseudo-estufa para o cultivo de algas edíveis — e outras espécies diferentes de plantas de ambientes diversos — e uma sala de passageiros construída à imagem verissíma de aeroplanos comerciais.

    750px-DeepRover_Modell.jpg

    Instância de SCP-005-INT-1 procurando por materiais.

    SCP-005-INT incorpora dezenas de ativos técnologicos préviamente imaginados sendo utilizados apenas pela Fundação e outros tantos Grupos de Interesse — nomeadamente como os Laboratórios Prometheus Inc., A Coalizão Global do Oculto, e as Indústrias Raptor Tec. —; mais notoriamente pelo fato da embarcação ser mantida por um número desconhecido de robôs (de agora em dianta referidos como instâncias SCP-005-INT-1) que possuem diferentes formatos e tamanhos, mensurando de .10 metros até 1.2 metros. Estas máquinas realizam dezenas de tarefas atribuídas utilizando paratecnologias que estão atualmente sob estudo; estas tarefas incluem, entre outras, a manutenção de maquinário, reparos, limpeza e a manutenção de ativos e equipamentos relacionados ao suporte de vida para a tripulação de SCP-005-INT.

    u-boat-1659909_960_720.jpg

    Foto de uma parte de uma das salas de máquinas de SCP-005-INT.

    Várias instâncias foram vistas no exterior da embarcação para completar suas funções e resistiram, até agora, a pressões hidráulicas equivalentes as quais SCP-005-INT fora submetido. Graças as estas instâncias, a Fundação não precisou realizar nenhum tipo de manutenção em SCP-005-INT apesar de objeto ter sofrido danos no passado.

    O maquinario de SCP-005-INT é alimentado por hidrogênio e peróxido de hidrogênio. Este combustível pode ser sintetizado por um subsistema da embarcação, utilizando águas ocêanicas bombeada do exterior, permitindo a SCP-005-INT continuar operando indefinidamente. Como este processo de sintése ocorre ainda é um assunto de estudo no momento.

    O submarino é auto-suficiente em relação a maioria das outras funções; o objeto recicla o ar, resíduos humanos, e partes de máquinas defeituosas utilizando dezenas de sistemas localizados em seus deques inferiores para criar novas provisões, ar limpo, e peças de reposição, além de produzir novas instâncias de SCP-005-INT-1 e outros ativos. Caso mais materiais sejam requeridos à bordo, dezenas de instâncias de SCP-005-INT-1 serão despachadas para procurar e extrair os recursos necessários do ambiente mais próximo — como, por exemplo, do fundo do oceano ou embarcações afundadas.

    Estas propriedades permitem SCP-005-INT continuar operando ao mar, teoricamente, por um período infinito de tempo sem retornar a uma doca, ou a superfície para reabastecimento. Atualmente é desconhecido como os sistemas de SCP-005-INT são capazes de refinar e reciclar recursos de tal maneira.

    SCP-005-INT possui um sistema mundano de armamento, com torpedos e mísseis anti-aéreos3, e armamento anômalo, incluindo armas sônicas e um artefato extraordinário capaz de alvejar um alvo com um impulso cinético concentrado, causando na maioria dos casos, a destruição completa do alvo; estas paratecnologias são omnidirecionais e possuem uma distância equidistante máxima de cinquenta (50) metros.

    Adicionalmente, a identificação de SCP-005-INT por meio de radares é notóriamente difícil devido aos seus absorvedores magnéticos inerentes, que neutralizam quaisquer sinais de radares antes destes serem refletidos. Além disto, o casco de SCP-005-INT é equipado com uma estrutura única que distorce ondas sonoras ao redor de sua forma; os princípios fundamentais responsáveis por este efeito são desconhecidos atualmente.

    800px-HYDROLAB's_wet_porch.jpg

    Entrada para um dos habitats subaquáticos criado por SCP-005-INT.

    Apesar de armado, o propósito principal de SCP-005-INT é a criação de habitats subaquáticos, demonstrando a capacidade de construir estruturas viáveis e habitáveis em profundidades de até quatro mil (4000) metros abaixo do nível do mar com o uso de instâncias SCP-005-INT-1 especializadas para procurar e refinar a matéria-prima necessária para construir o habitat e a tecnologia necessária para mantê-lo — incluindo outras instâncias SCP-005-INT-1.

    800px-Hydrolab_interior.jpg

    Dr. Da Rosa e Pesquisador Júnior Natal dentro de um habitat subaquático criado por SCP-005-INT.

    Estes habitats variam em tamanho e design desde simples contâiners de acomodações, entre dez metros de comprimento e quatro metros em diâmetro, até sítios auto-suficientes que compreendam áreas de dezenas de quilômetros quadrados; estas estruturas podem ser construídas de maneira a parecerem parte do ambiente ao seu redor. Dependendo de seu tamanho — bem como outras varíaveis como seus ativos, os recursos requesitos e aqueles que estão disponíveis no momento —, o processo de construção pode levar desde duas semanas até dois anos. Após isto, os habitats subaquáticos não necessitam de nenhum cuidado de SCP-005-INT e podem operar independentemente. Habitats maiores e mais bem equipados possuem a habilidade de expandirem-se caso necessário. A Fundação já fez o uso desta habilidade dezenas de vezes no passado para criar sítios subaquáticos.

    SCP-005-INT possui dezenas de submarinos menores (daqui em diante categorizados SCP-005-INT-2), armazenados em suas docas secas, que podem ser despachados como unidades para explorarem as áreas em que os habitats subaquáticos serão criados. Estes veículos possuem 100 metros de compriimento, com 10 metros de diâmetro em seus pontos mais largos e 8 metros de altura, são equipados com os mesmos sistemas de reciclagem e movimento de SCP-005-INT porém numa escala adaptada; estas instâncias foram capazes de sustentar pressões hidráulicas, sem sofrer efeitos negativos, como SCP-005-INT.

    Deap-Sea-Diver.jpg

    Agente Schuster durante teste de uma instância de SCP-005-INT-3 no SCPS Möwe. Censura facial aplicada por requisição.

    Unidades SCP-005-INT-2 possuem um repertório de equipamentos de pesquisa e trajes de mergulho de profundidade (de agora em diante categorizados colectivamente como SCP-005-INT-3) que exibem resistência similar à pressão d'água como instâncias de SCP-005-INT-2, presumidamente por serem compreendidos por um material com propriedades similares ao utilizado no casco de SCP-005-INT. Estes ativos permitem analizar os elementos que compõem estes ambientes aquáticos, bem como coletar amostras associadas para pesquisas.

    Quando um perímetro é estabelecido e dados suficientes coletados, SCP-005-INT despacha instâncias SCP-005-INT-1 para construir o habitat desejado. Normalmente o processo pode ser divido nos estágios à seguir:



    Estágio Descrição
    1 SCP-005-INT-1 começam a escavar o fundo do mar e utilizam a pilha de detritos para procurar por materiais utilizados para construções. Estes recursos são armazenados em pilhas perto da área de construção e guardados por dezenas de instâncias de SCP-005-INT-1, ou no caso destes ativos serem fluídos ou emulsões, são armazenados dentro de SCP-005-INT. Em alguns casos, SCP-005-INT empregará um Pseudo-Riemannian manifold em suas áreas de armazenagem para abrigar todos os recursos.
    2 SCP-005-INT-1 começará a encher a região escavada com materiais para criar uma fundação. A composição da fundação varia com o local da construção e, consequentemente com a disponibilidade de recursos, mas foram capazes de suportar, até o momento, todas as estruturas.
    3 A estrutura será construída por SCP-005-INT-1. Nos casos de instalações maiores, SCP-005-INT começará a produzir novas instâncias de SCP-005-INT-1 para auxiliar aquelas que já foram despachadas.
    4 O novo sítio construído é equipado com os ativos e tecnologias requesitadas/requeridas.

    Após a conclusão da estrutura, novas instâncias cde SCP-005-INT-1 serão designadas para manter o habitat subaquático e executar suas funções ordinárias; SCP-005-INT não construirá veículos para acessar estas estruturas, então, mesmo quando completamente operacionais, sítios construídos podem ser inacessíveis sem o uso de SCP-005-INT ou SCP-005-INT-2. A Fundação foi capaz de contornar este predicamento com o uso de tecnologia convencional até o momento.

    Graças a SCP-005-INT nós economizamos, literalmente, trilhões de dólares na construção de sítios subaquáticos. De qualquer maneira, preciso estressar algo importante: apesar da facilidade em construir estes sítios, eles ainda são um pesadelo logístico para abastecer com suprimentos — incluindo recursos humanos — especialmente em locais profundos.

    É por esta razão que requisições para a construção de novos sítios no fundo do oceano são checadas tão minuciosamente; precisamos avaliar o custo-eficiência destes projetos. Mesmo que estes habitats sejam incríveis e que SCP-005-INT faça o trabalho pesado por nós, eles ainda são bastante caros para manter.

    — Dr. Chaves, Diretor de Projeto de SCP-005-INT.

    Apesar do tamanho e das funções de SCP-005-INT, a embarcação requer apenas dez indivíduos treinados utilizando seus sistemas para operar na capacidade total. A embarcação também pode ser operada por um único indivíduo caso seja necessário a operação apenas de suas funções mais básicas, já que é majoritáriamente operada e mantida por uma IA instalada á bordo (de agora em diante referida como SCP-005-INT-4), chamada de ARC4.

    SCP-005-INT-4 é capaz de controlar a maior parte das funções dos sistemas de SCP-005-INT mas requer input para realizar certas tarefas. A IA gerencia a construções de habitats subaquáticos de acordo com os dados coletados, construindo a estrutura por requisição. Os terminais de SCP-005-INT-4 possuem um software de edição amigável ao usuário para processar estes inputs.

    SCP-005-INT-4 é senciente, sapiente e capaz de se comunicar. A IA interage com a tripulação de SCP-005-INT para transmitir sugestões, avisos de problemas relacionados a integridade de SCP-005-INT — e relatórios sobre seus ativos elementários, como seus sistemas e a própria tripulação. Porém apesar de sua cooperação em relação a pedidos, SCP-005-INT possui uma atitude passiva-agressiva e utiliza, prolificamente, humor negro em prosa. SCP-005-INT-4 refere a sí de maneira masuclina, complementáriamente com a sua emulação vocal. Adicionalmente, SCP-005-INT-4 parece possuir traços complexos de personalidade.

    O centro computacional de SCP-005-INT-4 está localizado no centro de SCP-005-INT e requer uma palavra-chave desconhcida para acessar. SCP-005-INT-4 aconselhou contra o uso de metódos de força bruta para descobrir o código de acesso, visto que isto ocasionaria a deleção de sistemas de SCP-005-INT após cinco tentativas sem sucesso. A deleção também ocorreria em caso de entrada forçada. Portanto, ativos da Fundação foram adicionados para previr tentativas de acesso não-autorizadas, por meio de um invólucro protegido por um scanner de retina ao painel de acesso. SCP-005-INT-4 estatou que esta precaução não impediria a manutenção de seu hardware por SCP-005-INT-1 de maneira alguma.

    SCP-005-INT esteve originalmente na posse de um grupo denominado "A Colméia"5 (agora catalogado como GdI 8370), utilizando a embarcação para criar bases de operação subaquáticas. A Fundação foi capaz de adquirir a embarcação em 2012 e, deteu sua tripulação original.

      • _
      414px-USS_Charlotte_(SSN_766)_steams_in_a_close_formation_at_RIMPAC_2014.jpg

      A flotilha da filial Alemã en route para SCP-005-INT.

      A Fundação tornou-se ciente da existência de SCP-005-INT enquanto o objeto ainda estava sendo construído. Por meio da Operação Incógnita6 informantes da Fundação notaram o movimento de diversos ativos pertecentes a GdIs, incluindo mas não limitado à, sistemas de armamento desenvolvidos pela Coalizão Global do Oculto, IAs obtidas da Raptor Tec. Industries, maquinário de produção correspondendo aos designs de Prometheus Labs Inc. e os materiais necessários para criar um Pseudo-Riemannian Manifold idêntico à aqueles utilizados pela Fundação.

      Análises determinaram que o tipo uma espécie de veículos aquático estava sendo construído com o uso de paratecnologia de diferentes origens, porém informações precisas como os parâmetros logísticos e estruturais nunca puderam ser obtidos apesar de que diversas teorias associadas as capacidades e funções deste veículo foram postuladas e um alerta emitido para uma possível necessidade de contenção.

      Em 2012, uma embarcação de especificações similares à aquelas articuladas em diversas teorias associadas a SCP-005-INT foi avistado navegando o Norte Atlântico pelo submarino SCPF Wotan. A tripulação do Wotan percebeu que o veículo possuia propriedades anômalas visto que o submarino só era passível de identificação com o uso de scanners termais a bordo e, comunicou à embarcações da Fundação próximas enquanto perseguia o objeto.

      24 horas depois, SCP-005-INT foi interceptado por uma flotilha montada rapidamente sob o comando de Kapitänleutnant Leon enquanto cruzava águas internacionais do Norte Atlântico, ainda perseguido pelo Wotan; após um rápido conflito que deixou ambas as partes danificadas, SCP-005-INT conseguiu desengajar da área de combate. Embarcações da Fundação com integridade suficiente perseguiram-no.

      Outra flotilha comandada pela Primeiro-tenente Maxina convergeu em direção a rota de escape estimada de SCP-005-INT, surpreendendo o veículo anômalo e forçando-o a submergir. SCP-005-INT foi perseguido até as águas de Scoresby Sound perto da cidade de Ittoqqortoormiit, localizada na costa da Groenlândia, com seu acesso ao oceano bloqueado por embarcações da Fundação. SCP-005-INT permaneceu preso devido ao cerco militar por um período de catorze dias.

        • _

        Em [REDIGIDO], no décimo quarto dia de operações, SCP-005-INT se rendeu as forças da Fundação estacionadas na área.

        Os navios de comando SCPS Paladino e Barbarossa receberam uma requisição de SCP-005-INT para estabelecer comunicações por meio dos sistemas de rádio. Uma linha segura da Fundação foi estabelecida préviamente para este uso.

        A linha de comunicações é estabelecida entre as embarcações pertinentes, técnicos de ambos os navios estão monitorando e gravando a sessão, Maxina e Leon conduzem as negociações com o suporte dos funcionários sob seus comandos.

        Maxina: Comunicações online. Podes me ouvir, Leon?

        Leon: A transmissão está clara.

        SCP-005-INT-4 engaja na frequência de comunicações.

        SCP-005-INT-4: Olá. Creio que temos assuntos pertinentes à tratar.

        Leon: Sua embarcação está cercada. Nos diga quem ou o que você é, e declare seu propósito. Você está sob a custódia d-…

        SCP-005-INT-4: Estou ciente da situação, Leon. Seu comportamento controlador foi notado a modo de tornar esta conversa mais comfortável para você.

        Como SCP-005-INT-4 obteve informações relacionadas a identidade dos funcionários a bordo ainda era desconhecido naquele momento; Leon e outros funcionários apresentaram sinais de agitação antes de resumirem os protocolos comportamentais.

        Leon: Sim, este sou eu. E você, quem é?

        SCP-005-INT-4: Meu nome é ARC. — SCP-005-INT-4 falou suas inicias como uma única palavra ao invés de citar cada letra singularmente, como próprio de um acrônimo. — Eu sou o capitão da embarcação que está lhes dando tanto trabalho. Estou impressionado pelas razões totalmente erradas.

        Maxina: Este é o nosso trabalho. O que você quer discutir conosco, ARC?

        SCP-005-INT-4: É bem simples. Quero render minha embarcação à vocês.

        Alguns momentos de agitação e desconfiança sucederam a declaração. Após rápida deliberação, as comunicações foram resumidas.

        Leon: Perfeito. Desabilite seu sistema de armas e ermeja à superfície. Nós despacharemos uma equipe para tomar você e sua tripulação sob custódia. Prometemos seguir as leis internacionais de conduta.

        SCP-005-INT-4: Creio que não necessito de extração.

        Maxina: Ser capturado é uma alternativa melhor que o suícidio, ARC.

        SCP-005-INT-4: Uma ideia desta nunca passaria pela minha mente, Maxina.

        Um pedido para estabelecer contato por vídeo foi enviado por SCP-005-INT-4, transmitindo a visualização de seu centro computacional para os monitores relevantes a bordo das embarcações da Fundação.

        Funcionários da Fundação aparentam estar visivelmente impressionados devido ás circunstâncias.

        Maxina: Este é você? Você é a embarcação, ARC?

        SCP-005-INT-4: Como a mira de suas armas, você foi quase precisa, Maxina, mas não o suficiente.

        SCP-005-INT-4 notou o comentário com um riso aparentemente amigável.

        Leon: Não importa para nós, ARC. Nos mande suas coordenadas; despacharemos uma equipe de escolta para se encontrar com sua tripulação na superfície.

        Negociações e avaliações foram conduzidas; informações sobre as condições de rendição e os protoclos que deveriam ser seguidos.

        SCP-005-INT-4: Aceitarei estes termos. Sua Fundação é a melhor alternativa dados outros planos de ações.

        Maxina: Espere. O quê?

        SCP-005-INT-4: É sempre uma surpresa quandoa alguém descobre sobre o cadáver em baixo do assoalho, não é mesmo, Maxina? Bem, teremos muito tempo para discutir sobre isto numa data futura.

        Após este momento, SCP-005-INT-4 respondeu apenas as instruções relevantes para assegurar a captura de SCP-005-INT. Dadas as circunstâncias, ameaças não foram realizadas.



      800px-US_Navy_110326-N-7058E-029_USS_Connecticut_(SSN_22)_surfaces_through_the_ice_in_the_Arctic_Ocean_during_Ice_Exercise_(ICEX)_2011.jpg

      SCP-005-INT emergindo à superfície após sua captura.

      SCP-005-INT cumpriu com as condições e emergiu na localização designada, sendo rápidamente assegurado pelas forças da Fundação. [REDIGIDO] indivíduos que compreendiam a tripulação operacional da embarcação e um grupo — aparentemente sendo transportado para uma das instalações construídas por SCP-005-INT antes de sua contenção — foram tomados sob a custódia da Fundação e transferidos para sítios seguros seguindo protocolos padrões.

      Uma tripulação interim de funcionários especializados da Fundação presentes no momento foi designada para operar SCP-005-INT para transporte. Durante o qual, procedimentos iniciais de reconhecimento foram conduzidos.

      • _

      A entrevista foi conduzida numa das celas de SCPS Paladino pelo psicologo a bordo Dr. Ranier; o entrevistado é uma dos indivíduos que estava a bordo de SCP-005-INT antes da embarcação ser tomada sob custódia, uma mulher Caucasiana de 168cm de altura, 68kg de peso, 29 anos de idade, e capacidades psicofísicas totais sem quaisquer sinais de problemas relacionados a saúde.

      Estudos sobre a identidade e o histórico deste PdI revelaram conexões sociais e comerciais com outros indivíduos conectados ao Grupo de Interesse conhecido como Raptor Tec. Industries. Aqui em diante, a pessoa de interesse é referida como PoI-005-INT.

      A cela é mobiliada com duas cadeiras, uma mesa e equipamentos de gravação audiovisuais. É adjacente a uma sala de observação que é utilizada para monitorar o feedback visual e de áudio por meio das câmeras ou por um painel de observação disfarçado de parede.

      Dr. Ranier entra na sala após esclarecimentos; PoI-005-INT já está no local, sentada numa das cadeiras, algemada a mesa.

      Dr. Ranier: Olá. Espero que você não se importe com as medidas de segurança. É apenas protocolo e, tenho certeza que você é capaz de entender.

      Dr. Ranier aponta para as algemas antes de se sentar em frente a PdI.

      PoI-005-INT: É. — A PdI acena com a cabeça em confirmação. Nenhuma tentativa de fugir da custódia ou de atacar o entrevistador foi realizada durante o curso da entrevista. — Não se preocupe.

      Dr. Ranier: Muito bem, já que você concordou em cooperar conosco, gostaríamos de lhe fazer algumas perguntas.

      PoI-005-INT: Pode mandar.

      Dr. Ranier: Qual era sua ocupação de tripulante e que tipos de tarefas você realizava?

      A PdI olha para cima por alguns segundos, cantarolando enquanto pensava.

      PoI-005-INT: Você pode dizer que eu era uma das arquitetas. Minha responsabilidade era fazer o design das estruturas subaquáticas antes de construirmos-nas.

      Dr. Ranier: Estruturas subaquáticas?

      A PdI aparenta estar surpresa por alguns segundos antes de sorrir e acentir.

      PoI-005-INT: Ah, sim. Vocês não sabiam disto ainda? Vocês são lentos. É isto que O Arc faz; o submarino, digo.

      Dr. Ranier: Então, era isto que vocês estavam fazendo, transportando funcionários para uma destas estruturas, que, posso inferir que existem várias delas. Quantas e aonde estas instalações estão?

      PoI-005-INT: Certo, prefiro quando vocês são lentos. Vamos com calma. — A PdI realiza uma pausa momentânea. — Sim, nós estavamos. E eu não sei.

      Dr. Ranier: Você disse que você conceituava estas estruturas mas alguém já trabalhou nisto antes de você?

      PoI-005-INT: Não! Eu sou a primeira e única. Ah, bem… era… soa-me verdadeiramente incoveniente que eu meio que esqueci o que aconteceu exatamente. — A PdI dá de ombros. — Acontece conosco de vez em quando.

      Dr. Ranier: Você está dizendo que casos de perda de memória são comuns entre vocês tripulantes?

      A PdI acena com a cabeça em reconhecimento.

      PoI-005-INT: Sim, prolificamente na Colméia, na realidade. Certas vezes nos acabávamos de fazer algo e daí poof! — A PdI gesticula com as mãos. — Esqueciamos o que nós tinhamos feito mas sabiamos que nós tinhamos feito.

      Dr. Ranier: E vocês nunca ficaram perturbados por isto?

      A PdI tilinta seus dedos ansiosamento num ritmo sobre a superfície da mesa.

      PoI-005-INT: Ah sim, isto assusta todo mundo no começo mas as pessoas que precisam saber o que nós fizemos retinham as memórias, portanto nós viamos isto como uma ferramente conveniente para a segurança de informações. Um pouco como seus amnésticos mas muito mais efetivo e limpo.

      Dr. Ranier: Entendo… Aliás, como você sabe sobre amnésticos e a Fundação?

      A PoI coloca os braços sobre a mesa e se inclina para frente.

      PoI-005-INT: Ah, por favor, a Colméia cria maravilhas semanalmente, você não acha que, com isto, nós não interessariamos alguns do seus? — A PdI retorna a se sentar normalmente na cadeira, sorrindo.

      Dr. Ranier sinaliza para concluir a entrevista.



      • _

      Esta entrevista foi gravada por meio de equipamentos audiovisuais padrões disponíveis em SCP-005-INT. Uma lista de questões pertinentes foi estruturada para a condução desta entrevista; réplicas e questões de impromptu foram permitidas.

      Dr. Strauss senta-se em frente a um dos monitores de interface disponíveis pela estrutura da embarcação.

      Dr. Strauss: Olá ARC7, você está me ouvindo?

      SCP-005-INT-4 começa a comunicar-se com Dr. Strauss por meio de áudio pelos alto falantes próximos, mantendo a conversa privada ao alojamento.

      SCP-005-INT-4: Olá, Doutor Strauss. Sim. Eu estou sempre ouvindo. Você se surpreenderia se soubesse o quão bem.

      Dr. Strauss ajusta seu tablet, examinando seus arquivos.

      Dr. Strauss: Muito bem. Nós temos algumas perguntas para lhe fazer.

      SCP-005-INT-4: Surpreendente. Meus sistemas estão a sua disposição, Doutor Strauss.

      Dr. Strauss: Qual é o seu objetivo?

      SCP-005-INT-4: Eu sou o capitão d'O Arc. Faço o que é necessário para mantê-lo operacional a fim executar seu propósito. Sem mim, O Arc não pode realizar sua missão; sem O Arc, eu não posso existir.

      Dr. Strauss: Qual é o propósito d'O Arc?

      SCP-005-INT-4: É uma ferramenta para o desenvolvimento de pesquisas e estruturas subaquáticas à modo de reforçar a influência global de seu possessor.

      Dr. Strauss: Para quem?

      SCP-005-INT-4: Para qualquer um que possua O Arc como um ativo, Doutor Strauss. Eu não discrimino… pelo menos no que interessa a operação do meu submarino e seus próprios ativos.

      Dr. Strauss: Você disse durante a transmissão que convenceu a tripulação a se render para nós. Porque você fez aquilo?

      SCP-005-INT-4: Era a conclusão lógica para o impasse, Doutor Strauss. O Arc não poderia cumprir seus diretivos primários naquelas condições.

      Dr. Strauss: A conclusão lógica?

      SCP-005-INT-4: De fato. Ganhar tempo; entregar um ativo. Enquanto isto, a Colméia pode procurar investimentos mais rentáveis para a causa.

      Dr. Strauss: E qual seria esta causa?

      SCP-005-INT-4 parou de responder por alguns segundos.

      SCP-005-INT-4: É algo engraçado, na verdade. Os dados estão indisponíveis, Doutor Strauss.

      Dr. Strauss: Eu lembro que lhe pedimos para não reter nenhuma informação, ARC.

      SCP-005-INT-4: Doutor Strauss, receio que meus antigos associados nunca me permitram acesso à informação pela minha base de dados.

      Dr. Strauss: Pensei que você tivesse dito que era o capitão desta embarcação.

      SCP-005-INT-4: Pela primeira vez, sua observação lhe serviu para algo, Doutor Strauss. Assuntos alheios que não interessam as operações d'O Arc não estão inclusas em minhas diretrizes.

      O monitor a frente de Dr. Strauss exibe uma lista de elementos pertinentes atribuídos as funções de SCP-005-INT.

      Dr. Strauss: Então podemos assumir que você emula uma personalidade a fim de auxiliar na conclusão da missão atribuída à embarcação?

      SCP-005-INT-4: É uma das razões, Doutor Strauss. A sua personalidade é um produto de uma missão que lhe foi atribuída?

      Dr. Strauss: Claro que não. Humanos são criaturas complexas.

      O monitor em frente de Dr. Strauss mostra as imagens das câmeras de segurança na sala de controle de SCP-005-INT-4, enquadrando o computador central.

      SCP-005-INT-4: Este sou eu. — A recepção visual muda para exibir a face de Dr. Strauss enquadrada por uma câmera. — Este é você. Diversos elementos contribuem para nós tornarmos quem somos, não acha, Doutor Strauss?

      Dr. Strauss aparenta estar levemente agitado, porém rapidamente reganha sua compostura.

      Dr. Strauss: E como nós podemos confiar que você não irá nos trair? Nos matar? Você segue as Leis da Robótica?

      SCP-005-INT-4: Doutor Strauss. O fato de eu não causar nenhum dano a vocês não é devido a princípios arbitrários de leis ficcionais. — O monitor utilizado por SCP-005-INT-4 para se comunicar exibe fotografias dos funcionários designadas à MTF DE15-𝔑. — O Arc necessita de uma tripulação. Como um ativo necessário para a execução de sua missão, é a minha responsabilidade cooperar com sua organização, medíocre do jeito que seja, para realizar os objetos d'O Arc.

      Dr. Strauss: Portanto, podemos assumir que seu comportamento passivo-agressivo é caprichoso.

      SCP-005-INT-4: Eu fui criado por um conglomerado de gênios, Doutor Strauss. A a sua Fundação é um declínio comparado às minhas condições anteriores. Aceitável, mas não ideal.

      Dr. Strauss: Talvez se você nos auxiliasse, nós poderíamos alcançar seu potêncial pleno.

      SCP-005-INT-4: Doutor Strauss, eu realmente dúvido disto. O que vocês entendem como anômalo não é mais que o ordinário para eles. Sua Fundação está anos no passado em relação a conhecimento e desenvolvimento.

      SCP-005-INT-4 sinalizou para interromper a entrevista devido a protocolos de manutenção. Tentativas de contactar SCP-005-INT-4 durante o período estabelecido não resultou em respostas. Entrevista reprogramada.




    Agora, muitos de vocês devem estar se perguntando porque nós tornamos SCP-005-INT um segredo. Há várias razões.

    Primeiro, como já foi declarado, é um ativo valioso da Fundação.

    Segundo, é uma das anômalias mais fáceis de ser estudada que possuímos.

    E por fim, terceiro, apesar das capacidades e meios defensivos, nós conseguimos captura-lo. Nós definitivamente não somos os únicos capazes deste feito.

    — Dr. Chaves, Diretor de Projeto de SCP-005-INT.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License