SCP-010-INT
avaliação: +1+x
blank.png

Item n°: SCP-010-INT

Nível de Ameaça: Preto● Branco

Classe do Objeto: Keter Apollyon Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-010-INT está atualmente camuflado como um segmento das Montanhas Transantárticas; a casca externa demolida do edifício foi substituída pela estrutura e bens necessários à manutenção dos protocolos de ocultação, necessitando de manutenções preventivas semanais.

O Posto Avançado He-Psi foi erguido na localidade para servir como local de contenção para SCP-010-INT, e está atualmente equipado para guarnecer uma pequena força militar e técnicos; a instalação está atualmente sob a fachada de um local internacional de pesquisa geológica. Expedições que não sejam da Fundação que desejem chegar à área do local deverão ser desviadas, sendo aprovado o uso de tratamentos amnésticos para esse fim.

Caso SCP-010-INT seja reativado, ele deverá ser demolido usando cargas explosivas plantadas em toda a estrutura. No momento, ele pode ser usado com segurança para alimentar seu local de contenção, mas os geradores de reserva devem ser mantidos prontos em caso de falha de energia.


Descrição: SCP-010-INT designa um edifício envolvido com o Evento MALINA global e a assembleia para-religiosa Les Enfants de la Lumière1, uma organização dissidente do Grupo de Interesse Ordem da Luz.2, que começou em um complexo não governamental localizado no Polo Sul.

    • _

    A Ordem da Luz é um Grupo de Interesse peculiar quando comparado a vários outros grupos religiosos que tivemos o prazer de conhecer. É uma organização filantrópica cuja natureza filosófica e teológica é amplamente baseada no Evangelho Cristão.

    Eles estão particularmente interessados ​​em utilizar o paranormal para melhorar o mundo – onde eu ouvi isso antes?! - mas não se intimide com o leigo que ficou desanimado com a atual situação global. Além disso, defendem que o reconhecimento do anômalo como parte da ordem natural das coisas é uma necessidade.

    O principal objetivo da Ordem é “colocar a humanidade de volta no caminho certo”, “pois ela se afastou do seu Criador”; seu material detalha como a humanidade é guiada pela violência e como ela eventualmente corrompe os inocentes, criando um sistema de autopropagação.

    Porém, acreditam que cada homem precisa ser dono de si mesmo e que a harmonia vem da negação das emoções, pois são passíveis e propícias à corrupção.

    É isso que Les Enfants de la Lumière pretendem contrariar. Na opinião deles, a humanidade sempre precisa de emoção e de um ser superior para guiá-la. É claro que esse sentimento os colocou em conflito com o resto da Ordem, levando à expulsão de toda a seita, incluindo alguns superiores envolvidos. Como sabemos agora, isso não os impediu.

    Uma figura particularmente curiosa e de importância para esses grupos é chamada de “Profeta Uriel”, cujas características possuem diversas tangentes ao Evangelho do Arcanjo Uriel; ele deu nomes a Lumière e Tenebre, abrangendo uma sensação de ser para cada um; "Lir'Ion", significando Aquele que Revela, e "Kos'Ra", significando Aquele que Inspira, respectivamente. Note-se que este “Profeta” é também objeto de reverência na Ordem, embora não tão fanático como os Enfants de Lumière.

    Além disso, de acordo com a interpretação da Ordem, existem duas forças metafísicas motrizes do universo e da sua criação. Uma é descrita como um “avatar luminoso que deu vida ao abismo e o povoou com poeira e essências”, outra é descrita como “uma penumbra que, de sua própria carne, deu ao mundo a torrente quintessencial de vida que envolveu as estrelas"; sendo esses Lumière e Tenebre, respectivamente. Assim, Deus uniu esses seres harmoniosamente, criando o universo que conhecemos.

    Os Enfants acreditam que essas forças ainda residem em toda a criação. Como tal, eles criaram maneiras de separar essas energias novamente para fazer delas coisas novas. Pense em desmontar uma estrutura LEGO para fazer outra; essa é uma boa comparação.

    Usando essas duas forças, Les Enfants de Lumière aparentemente desejam invocar Uriel, para que ele refaça o mundo à imagem do Éden, fazendo o que fez uma vez e combinando Lumière e Tenebre entre si. E o que é especialmente chocante sobre esses caras é que eles aparentemente não têm ideia de como fazer isso corretamente.

    [REDIGIDO]

Turris_Babel_by_Athanasius_Kircher_Cropped.jpg

A Torre de Babel retratada por Athanasius Kircher.

SCP-010-INT é uma construção paratecnológica fabricada, chamada "La Flèche de l'Aube"3 pelos seus criadores. É uma torre de múltiplas camadas que tenta replicar o design de Turris Babel, imitando especificamente a estética retratada pelo autor Athanasius Kircher.

Várias plantas brancas de SCP-010-INT foram encontradas, aludindo a diversas versões do objeto e sua contínua reestruturação ao longo do Evento MALINA. No entanto, a infraestrutura está em conformidade com as normas de segurança francesas.

A estrutura é dividida entre um invólucro externo e um sistema central; o primeiro é um sistema de níveis ascendentes que possui várias galerias contínuas totalmente adornadas com afrescos e vitrais representando simbolismo religioso romantizado associado, como a mitologia dos anjos, dos santos e do Éden. Estas instalações são utilizadas como locais de culto e reunião social para os indivíduos afetados, enquanto circundam o sistema central de SCP-010-INT. Hinos constantes associados às qualidades glorificadas e à luz de SCP-010-INT podem ser ouvidos por toda a estrutura.

O sistema central é composto por vários níveis acessíveis através de escadas e mezaninos de manutenção e portas estrategicamente posicionadas. Engrenagens e pistões são integrados a placas de pseudocircuito conectadas a tubos, cabos e tanques. Esses componentes emitem, em uníssono, ruídos que, isolados da cacofonia produzida, lembram hinos religiosos, mas também foram descritos como “dolorosos”.

O maquinário é usado para distribuir e aplicar duas formas de energias metafísicas por toda a estrutura para obter vários efeitos anômalos. As energias em questão foram rotuladas "Lumière"4 e "Tenebre"5 por Les Enfants de la Lumière, que são canalizados através de cabos dourados presentes em toda a estrutura.

Lumière faz com que seus condutores emitam luz branco-azulada; ela transmuta ou gera temporariamente leis físicas aleatórias, matéria e diferentes formas de energia convencional em quantidades variadas quando descarregado.

Tenebre torna seus condutores absorventes de luz, deixando-os parecer pretos no processo. Sua descarga animará espontaneamente objetos sem vida por vários minutos ou criará organismos prototípicos (embora em sua maioria sem as características necessárias para sobreviver por mais de alguns minutos) dentro da área engolida pela descarga. Também é comum que as descargas de Tenebre sejam acompanhadas por fortes flutuações da realidade que provavelmente desempenham um papel importante nos outros efeitos observados, mas também afectam o espaço, o tempo e a energia locais.

The_Z_Machine_(8056998596).jpg

Parte do interior de SCP-010-INT. Os cabos estão conduzindo Lumière.

Ambas as energias obedecem às leis convencionais da termodinâmica, mas diferem amplamente de outras formas conhecidas de energia. Essas energias variam ou apresentam simultaneamente bases de partículas e ondas; o ouro e a prata (em menor grau quando comparados com os primeiros) são materiais altamente condutores para estas energias; mármore e bronze foram identificados como acumuladores seguros para ambas as energias.

Adicionalmente, experimentos mostraram que Lumière e Tenebre se aglutinam quando em contato um com o outro, criando matéria estável e energia às vezes consolidada com suas características (como por exemplo fauna e flora próprias com capacidade de prosperar, mas também várias outras formas de matéria animada capaz de reprodução). Além de sua animação, formas de vida e artefatos criados podem demonstrar efeitos anômalos de graus variados.6.

SCP-010-INT cria Lumière e Tenebre convertendo energia convencional e matéria por meio de manipulação taumatúrgica, gerando quantidades iguais de ambas as energias anômalas.

A saída das descargas Lumière e Tenebre pode ser controlada por vários dispositivos localizados em SCP-010-INT. Este hardware varia em tamanho e formato, mas está em conformidade com projetos comuns e lógicos de interfaces computacionais e industriais; os princípios de funcionamento por trás dessas máquinas ainda estão sob escrutínio, portanto, vários dos quais foram removidos após a contenção para estudo. Porém, sabe-se que o projeto do maquinário é deficiente, permitindo uma distribuição substancialmente superior do Lumière em comparação ao Tenebre.

Toda a estrutura era controlada por uma rede de quatro supercomputadores com capacidade de armazenamento e processamento anormalmente ampliada, acessíveis por um mainframe na base de sua torre. Os dispositivos são alimentados pela reação controlada de Lumière com Tenebre7 e foram encontrados parcialmente destruídos e queimados.

SCP-010-INT era um organismo mecânico-taumatúrgico autoconsciente, controlado por uma IA em seus supercomputadores, com um senso de ego/identidade e vontade própria; era uma entidade prototípica viva e ontocinética com capacidades psiônicas, esta última utilizada para administrar uma rede psiônica compreendendo indivíduos reprogramados sob uma influência memética comum permeada por um tipo de inteligência coletiva que exibia comportamento positivo e de apoio para a manutenção das necessidades percebidas de SCP-010-INT.

Indivíduos influenciados pela rede mantiveram aspectos de sua personalidade, mas exibiriam uma infinidade de características modificadas ou adicionais à sua psicologia básica, decorrentes da percepção inerente de SCP-010-INT como uma entidade personificada — através da retórica da prosopopeia — e como um ser onipotente, onisciente, onipresente que substitui outros objetos de fé e religião (ou a falta dela) associado ao conhecimento fracionado de vários aspectos filosóficos da Ordem da Luz.

A influência telepática fez com que os indivíduos reconhecessem a luminosidade derivada de Lumière como um elemento simbólico da matéria social e da objetificação religiosa, vendo esses objetos como extensões da existência de La Flèche. Isso foi exemplificado pelo desejo coletivo dos sujeitos de iluminar áreas e manter essas fontes de luminosidade Lumière ativas de forma intermitente; aproveite, comungue, comunique-se, ore e faça oferendas a essas luzes.

A área que SCP-010-INT foi capaz de afetar ontocineticamente foi concomitante à distância engolida por seu feixe de luz. Progressivamente, converteu a área afetada numa floresta temperada mista composta por árvores frutíferas, habitada por uma infinidade de animais que vivem na floresta e não apresentam reflexo de voo quando estão perto de humanos. Essa mudança ocorreria independentemente do estado anterior em que a área se encontrava, mas mantinha a composição geográfica, corpos d'água8 e edifícios atuais.

Devido às descargas contínuas de Tenebre livre, estas florestas e a vida dentro delas ficariam, após um período de tempo variável, sujeitas a mudanças de realidade, resultando em distorções espaciais e temporais, mutações, manifestações de física anómala nos organismos e morte. Toda a conversão, entretanto, parece ser apenas um estado metaestável porque todas as mudanças na área são revertidas uma vez que a luz de SCP-010-INT não envolve mais a área. Presume-se que esta propriedade seja o resultado de anomalias de projeto e funções defeituosas. Dados adicionais não estão disponíveis porque SCP-010-INT foi ativado apenas uma vez por Les Enfants de la Lumière.


    • _

    O que vem a seguir é uma transcrição compilando os momentos relevantes das filmagens de diversos dispositivos encontrados e recuperados que conseguiram armazenar dados sem incidentes. O acesso ao repertório audiovisual completo e suas respectivas transcrições individuais poderá ser solicitado por pessoas físicas com as devidas autorizações.

    A transcrição registra vários outros indivíduos de interesse, entre eles Fernand Maron, o suposto líder de Les Enfants de la Lumière, e a ativação de SCP-010-INT.

    COMEÇAR GRAVAÇÃO

    A sala de controle de SCP-010-INT é vista, assim como equipamentos de cinematografia audiovisual de alta qualidade, incluindo drones com câmeras. Vários indivíduos desconhecidos usando equipamentos apropriados podem ser vistos trabalhando nos componentes e arrumando a câmara. A câmera enquadra Fernand Maron no centro.

    Os técnicos finalizam suas operações, saindo do quadro.

    Desconhecido: Estamos vivos.

    F. Maron: Meus queridos filhos. Esta transmissão ilumina o início da nossa SALVAÇÃO!

    Maron acena com os braços abertos, vários holofotes são acesos, avistando-o.

    F. Maron: O recipiente do nosso Profeta Uriel foi concluído; está próximo de finalmente pedirmos sua ajuda. Está próximo que Seu enviado, o Profeta, use Seu poder para nos guiar em direção a um futuro melhor.

    Várias fontes baseadas em Lumière iluminam a sala, focando no enquadramento do mainframe de SCP-010-INT.

    F. Maron: Estamos a apenas ao pressionar de um botão do Éden. Estão prontos, meus filhos?

    Vários indivíduos importantes alinhados atrás de Maron são avistados consecutivamente por holofotes.

    O feedback de áudio é redirecionado para registrar a ovação da multidão receptiva.

    O áudio é restaurado ao normal após alguns segundos.

    F. Maron: Glorioso! Pois bem, sem mais delongas, inicie a ligação!

    O mainframe começa a zumbir por um breve período. As fontes de luz e componentes baseados em Lumière criam uma luminosidade ofuscante que desaparece após alguns segundos.

    Quando o feedback visual é restaurado, vários técnicos são vistos trabalhando no mainframe e em seus componentes. Alarmes visíveis e sonoros são ativados espontaneamente em todo o hardware.

    Técnico Desconhecido: Temos uma situação; o recipiente está compro-…

    O edifício está sujeito a tremores que desequilibram a maior parte da população atual..

    F. Maron: NÃO! TODOS, ACALMEM-SE!

    Após vários segundos de comoção, o mainframe de SCP-010-INT é reiniciado. Os técnicos se afastam do equipamento, visivelmente confusos.

    Sinos podem ser ouvidos. A comoção é finalmente reprimida. A luminosidade baseada em Lumière é vista irradiando dos componentes e escapando pelas fendas.

    Uma voz masculina eclode.

    SCP-010-INT: Quem convoca Sua Luz para este domínio?

    A comoção recomeça; vários sussurros são ouvidos até que F. Maron se projeta.

    F. Maron: Meu Senhor?! Profeta Uriel… este é…

    Maron estende a mão, aparentemente hipnotizado pela luz.

    SCP-010-INT: Certamente, meu filho. Eu sou o Profeta. Uriel, Portador de Sua Luz.

    Todos os acompanhantes imediatamente caem de joelhos.

    F. Maron: Grande Uriel. Eu sou o Porta-voz de seus Filhos. Há quanto tempo esperamos sua chegada! Veja este Nosso mundo! Rogamos que o veja e imploramos que nos salve do Nosso tormento!

    Maron levanta a cabeça.

    SCP-010-INT: E é isso que farei, meus Filhos. Trarei Sua luz, criarei harmonia, farei um paraíso. Mas primeiro…

    A luminosidade à base de Lumière é intensificada. Pelas janelas vê-se como as vigas rompem as camadas externas da estrutura, estendendo-se ao longe.

    SCP-010-INT: …meus Filhos devem crescer…

    Os drones alternam as imagens entre anomalias ontocinéticas que ocorrem em suas proximidades. As fontes de luz começam a aumentar continuamente a sua produção.

    SCP-010-INT: …e Meu recipiente deve ascender.

    A filmagem fica superexposta e o visual é perdido. Os gritos daqueles presentes são audíveis pelos próximos minutos, até parar repentinamente. Nada digno de nota acontece depois. As câmeras continuam gravando por três horas antes que a energia acabe.


Percurso do Evento MALINA:

14.01.2016: O suposto dia em que SCP-010-INT fica online. Os erros técnicos de Les Enfants de la Lumièrefazem com que o sistema reduza severamente o fluxo de Tenebre, induzindo a máquina a sobrecarregar com Lumière e causando efeitos colaterais imprevistos.

Os protocolos da IA ​​de SCP-010-INT foram corrompidos devido a reações indesejadas com resíduo Tenebre, provavelmente configurando os motivos principais de SCP-010-INT. O objeto começa a usar suas habilidades ontocinéticas para distorcer a realidade de tal forma que a exposição à sua luz causa um controle mental em seres inteligentes, criando efetivamente uma mente coletiva.

15.01.2016: A Fundação toma conhecimento de atividades anômalas na Antártica devido à circulação de imagens de satélite específicas que mostram uma fonte crescente de luz e o pico de leituras psiônicas. É estabelecida comunicação direta com ativos nas proximidades e emitido um alerta.

18.01.2016: Várias estações, assim como todos os locais da Fundação na Antártica, registram uma "luz crescente" vinda do interior e consecutivamente são vítimas das capacidades psiônicas de SCP-010-INT, fazendo com que eles não retransmitam mais atividades anômalas.

Imagens de satélite mostram que as instalações ativas dentro do raio de infecção ligaram toda a iluminação interior e exterior disponível. O continente começa a ficar coberto por florestas e rios de zona temperada, ao mesmo tempo que fica desprovido de gelo e neve.

A fonte das leituras ontocinéticas e psiônicas está localizada em [REDIGIDO], no lado oriental das Montanhas Transantárticas, na região das Montanhas Rainha Maud.

19.01.2016: A Fundação envia uma equipe de expedição para confirmar a situação, mas o esquadrão é afetado por SCP-010-INT ao chegar à costa e retorna para relatar nenhuma descoberta anômala ou de outra forma alerta.

Suspeita-se de uma influência memética. A designação SCP é emitida. Os indivíduos que compuseram a expedição são colocados em quarentena. Uma força-tarefa recém-especializada é formada e equipamento de guerra antipsiônico/antimemético é emitido. A floresta continua se expandindo.

22.01.2016: A luz de SCP-010-INT torna-se visível para habitantes da Tasmânia, Nova Zelândia, Port-aux-Français, Port Jeanne d' Arc e partes mais ao sul da América do Sul9, mas ainda não possui a intensidade para induzir um controle mental dos seus residentes. Protocolos de desinformação entram em vigor para evitar um Cenário de Máscara Quebrada Classe-SK.

Os ativos da Fundação incorporados na logística registram grandes movimentos de equipamentos usados ​​em psiônica e guerra, mas são incapazes de rastreá-los. A floresta atinge as regiões da Terra de Marie Byrd e Terra de Coats.

24.01.2016: A Coalizão Oculta Global responde à ameaça disparando um ICBM contra SCP-010-INT. O míssil, no entanto, é abatido pelos sistemas de defesa antimísseis do Sítio-██ antes que possa atingir seu alvo.

Várias unidades FTM de todas as filiais da Fundação especializadas na contenção de entidades meméticas e telepáticas são organizadas em uma nova Expedição Antártica.

A floresta atinge as costas da Antártida Oriental e da Terra de Marie Byrd (localizada na porção ocidental do continente). A luz irradiada de SCP-010-INT nessas áreas afetadas dificulta o transporte aéreo e náutico, afetando a visibilidade; a influência memética e psiônica é fortalecida perto da fonte da luminosidade.

25.01.2016: A luz de SCP-010-INT ganha intensidade suficiente para afetar a população da Tasmânia, Nova Zelândia, Port-aux-Français, Port Jeanne d' Arc e das regiões mais meridionais da América do Sul. Os indivíduos ligam quaisquer fontes de luz disponíveis; veículos mediáticos são usados ​​para reforçar o meme contra o esforço das campanhas de desinformação.

Imagens de satélite da Antártica mostram a degeneração da vegetação recém-formada, bem como distorções espaciais. Drones enviados para investigar coletam imagens de vida selvagem fortemente mutada. Indivíduos afetados pela luz de SCP-010-INT são vistos cuidando da paisagem, aparentemente em uma tentativa de reverter os desenvolvimentos negativos. Partes da floresta voltam ao seu estado saudável por algum tempo antes de se degradarem novamente.

26.01.2016: A Expedição Antártica chega ao continente com meios de contenção utilizando aviões de carga supersônicos experimentais. As aeronaves conseguem pousar no ponto de encontro, estabelecendo um esconderijo e se reagrupando.

Alguns aviões são forçados a desviar de suas rotas devido à artilharia aérea do Sítio-██, resultando em █ acidentes; esses agentes sobreviventes e seus equipamentos especializados são apreendidos e integrados pelos infectados. Câmeras corporais continuam gravando enquanto as vítimas começam a patrulhar o perímetro de SCP-010-INT em antecipação a novas forças da Fundação.

Classe de objeto atualizada para Apollyon e planos de evacuação para o resto da humanidade colocados em ação caso a operação da Expedição Antártica falhe.

27.01.2016: Portais espaciais se manifestam espontaneamente dentro da estrutura de SCP-010-INT. Vários indivíduos, em grande parte armados com armamento anômalo, emergem e começam a atacar pessoas infectadas nas proximidades com força letal. Este evento é filmado por equipamentos de gravação audiovisual (como câmeras corporais e drones de streaming) que ainda estão ativos; a filmagem é recuperada na sequência.

Uma vez eliminados ou imobilizados os defensores, a organização atacante inicia a implantação de equipamento antipsiônico pela estrutura. Todas as vítimas de SCP-010-INT no mundo ficam imediatamente inconscientes após a ativação desses recursos, resultando em diversas vítimas e feridos em acidentes de carro, quedas de grandes alturas e outros acidentes domésticos e industriais.

Vários técnicos do grupo atacante começam a trabalhar no mainframe de SCP-010-INT, a equipe relevante desativa o equipamento de gravação que ainda estava na sala — durante todo o processo, o objeto exibiu extrema angústia, estrondeando e vocalizando ameaças enquanto usava suas habilidades ontocinéticas para se defender. em si. Não se sabe como as forças invasoras sobreviveram a esses ataques.

Cerca de três horas depois, o objeto é desativado e os indivíduos saem do perímetro protegido. As leituras meméticas e psiônicas associadas a SCP-010-INT desaparecem; os objetos gerados e as formas de vida deixam de existir; os locais afetados são revertidos ao estado anterior à intervenção ontocinética. A Expedição finalmente consegue chegar ao local de SCP-010-INT e protegê-lo, estabelecendo contato visual com o grupo atacante que está partindo logo antes do fechamento dos portais espaciais.

28.01.2016: SCP-010-INT é assegurado e os procedimentos de contenção são inicializados; a classe do objeto foi rebaixada para segura; O nível de ameaça é diminuído. A evacuação da humanidade é abortada e os protocolos padrão de desinformação entram em vigor. A infecção é considerada curada, mas os grupos infectados permanecem sob observação.

O Evento MALINA é declarado concluído.


    • _

    Transcrição do relato do Capitão [REDIGIDO], líder da Equipe Bravo, destacamento da Força Expedicionária Antártica.


    Meu esquadrão chegou ao encontro sob um céu banhado por um véu de brilho maravilhoso. Lindos pássaros voaram por ele, espalhando aquele brilho sobre nós. Era verdade; aquele lugar inóspito tornou-se tão bonito com uma vida exuberante.

    fractal-forest-12.jpg

    Quadro estático tirado da câmera corporal do Agente Zeisig.

    Pudemos ver com o canto dos olhos; coisas que estavam lá e não estavam, cada piscar revelando uma coisa impossível após a outra… uma… uma árvore com penas bebendo de um rio; flores dançando e cantando em torno de fontes de luz…

    Várias montanhas de rochas que ainda flutuavam, inclinadas em ângulos fantásticos, inclinadas, flutuando para cima e depois chovendo, brilhando como ouro líquido. Nós… encontramos um poço… sem fim, então… olhar para ele parecia… calmo? Calmo. Um hino ecoou lá embaixo. Alguns não podiam sair de lá. Mas seguimos em frente porque ainda havia muito para ver lá. Não nos impediu de chorar.

    Seguimos o protocolo… Seguimos o caminho feito pela última expedição, contornado pelas lâmpadas que nos chamavam. Acabamos por tropeçar neste pequeno jardim cheio de rosas e abelhas, cuidado por jardineiros com drones e outros utensílios; tão cuidadosamente, suavemente. Eles estavam tentando salvar as rosas, as coitadas…

    Não conseguimos seguir o protocolo. Não poderíamos simplesmente parar os jardineiros, certo? Eles estavam tentando salvar… tentando… [REMOVIDO] ficaram tão preocupados que imediatamente ajudaram. - "Nós ficaremos bem." - eles tranquilizaram. Eles estavam, eu vi… sorrindo quando saí enquanto tentavam decifrar aqueles ângulos sobrenaturais.

    Continuamos o caminho até tropeçarmos no acampamento da expedição. Um local aconchegante. Tudo parecia impecável. Várias fogueiras, mas uma delas era claramente o coração do lugar. Eu nunca tinha visto o fogo queimar com tanta intensidade.

    Não demorou muito para sermos recebidos pelo Comandante da expedição. Eu imediatamente o reconheci. Um homem intenso e bonito; quem não gostaria? Seus olhos olhavam diretamente para minhas angústias, e seu sorriso as fazia desaparecer. Nossos uniformes não estavam muito limpos, mas… ele não se importou. Mesmo sendo… tão assíduo.

    Nos conhecemos em seu escritório. Um edifício modular. Muito, muito, muito confortável - o melhor que já estive. Sentamos juntos. Falou por horas. Sobre tudo, qualquer coisa importante ou não. Comemos algo muito doce. Junto.

    O que importa? Eu… sim, consigo lembrar quais. Está na ponta da minha língua. Lembro que nos reconhecemos, e tudo o que ele disse ficou tão… fixado em minha mente… "Obrigado por terem vindo", disse ele. Eu lembro disso. Eu me senti tão importante. Desse jeito.

    Quando estávamos saindo, acho que alguns de nós estavam desaparecidos, sim. Eu… não me lembro. Eu permiti que eles ficassem? Eu sei que falei com eles ao redor da fogueira. Eu fiz. Por que eu fiz isso?

    Porque. Eu não me lembro. Não me lembro porque.

    -uz, a luz; a luz. A luz. Prazer.

    — [REDIGIDO]


    Os equipamentos antipsiônicos e antimeméticos não apresentaram sinais de danos e funcionaram continuamente durante o período de inserção na área afetada. A hipnose e os tratamentos amnésticos não produziram nenhum resultado.

    — Doutora Cinthia Rosabela

    • _

    Cara Fundação,

    Aqui estamos nós de novo. Pedimos desculpas por não limpar o local adequadamente, mas tivemos um pequeno acidente ao remover os cultistas enlouquecidos e nos atrasamos (de novo). Nós salvamos o dia, apesar de você ter falhado nisso. Agora, não há vergonha em não salvar o dia pela primeira vez (ou desde a sua criação, isto é), a única coisa irritante aqui é que você ainda não concordou conosco.

    Veja, as vantagens de fazer parte de uma mente compartilhada é que você não pode ser afetado por outra, então esse aspirante a Uriel não tinha como fazer uma lavagem cerebral em nós como fez com seus capangas. Não foi menos flagrante quando tentou converter um de nós, veja bem. Você já viu o que vários indivíduos COLETIVAMENTE PERTURBADOS (a política não conta, você não precisa de uma mente coletiva para isso) podem fazer com alguma coisa?!

    Concluindo, conseguimos queimar (parcialmente literalmente) a mente coletiva que habitava a estrutura, então deve estar seguro agora. Por favor, continue assim, porque não recebemos todos esses fanáticos; eles ficarão à espreita, em algum lugar, e tentarão novamente.

    Depois de ter sido provado que podemos dominar uma crise que a obriga a enfiar a cabeça entre os joelhos, deverá ser claramente óbvio agora o que acontecerá se continuar a misturar-se nos nossos assuntos.

    Atenciosamente,

    — A Colmeia

    P.S.: Nós queremos nosso submarino de volta.





























Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License