SCP-020
avaliação: 0+x
scp020.jpg
Cultura de SCP-020 em uma residência civil.

Item nº: SCP-020

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: Amostras de SCP-020 são mantidas em uma série de câmaras seladas dentro de um sala de contenção na localidade de pesquisas biológicas Area-12, acessível somente através de um comporta de vácuo. Nutrientes são administrados por um sistema robótico automatizado, pois a câmara deve permanecer constantemente selada.

Câmeras de segurança hermeticamente seladas foram instaladas na cela de contenção e sua integridade deve ser verificada diariamente. Ao entrar na cela, qualquer funcionário deve utilizar equipamento de Biossegurança Nível 5, incluindo respirador, e, na saída, deve passar por procedimento de desinfecção anti-fúngico.

Descrição: SCP-020 é um organismo fúngico de rápida proliferação capaz de afetar os sentidos de seres vivos, inclusive de humanos. Amostras de SCP-020 manifestam um efeito desconhecido que as torna efetivamente invisível à observação direta, mesmo sob microscópio. SCP-020 só é visível para humanos quando observado através de imagens fotográficas ou de vídeo.

Quando SCP-020 forma uma colônia, geralmente em uma residência humana, produz esporos que afetam o comportamento dos humanos ao seu redor. As vítimas afetadas então buscam aumentar a temperatura e a umidade de seus lares na tentativa criar um ambiente propício para o crescimento de SCP-020. Em muitos casos, as vítimas se tornam também mais sociáveis, frequentemente convidando conhecidos para visitarem seus lares para continuar a propagar o organismo. Uma vez que os esporos e colônias de bolor são invisíveis para os afetados pelos esporos, o mofo pode ocasionalmente ser encontrado crescendo diretamente nas vítimas vivas.

scp020-2.jpg
Civil infectado com colônias de SCP-020.

Conforme o mofo e esporos se aproximam de uma concentração crítica, a saúde das vítimas humanas começa a se deteriorar rapidamente, resultando em morte. Propagação adicional pode ocorrer conforme os corpos das vítimas são encontrados por serviços de emergência e saúde e transportados para necrotérios.

SCP-020 foi encontrado pela primeira vez em [DADOS EXPURGADOS], quando um agente à paisana percebeu mudanças dramáticas no comportamento de funcionários trabalhando em um hospital da cidade. Após investigação, uma equipe de contenção descobriu que quase ███ civis tinham sido infectados, bem como a maioria da cidade. A população civil foi rescindida e a cidade incinerada sob o pretexto de consequência de um incêndio florestal.

Até hoje, foram relatados mais de 12 surtos de SCP-020. Investigações estão em andamento para determinar a origem destes surtos e para buscar a possibilidade de medidas preventivas.

Adendo 020-01: Trechos de gravações de áudio/vídeo da Força-Tarefa Móvel [DADOS EXPURGADOS] durante a contenção inicial de SCP-020 em [DADOS EXPURGADOS].

T2-Líder: Time Dois se movendo para a casa vermelha.
T2-COM: Entendido, UAV Um captou um sinal de calor.

T2-Líder: Time Dois no local, pronto para inv- [expletivo]!
T2-2: A porta está abrindo!

Neste momento, uma mulher civil aparece na entrada, segurando uma faca de cozinha. O vídeo mostra que quase dois terços de sua face estão cobertos de mofo.

Mulher Civil: Ora… Olá, cavalheiros… querem entrar para descansar um pouco?
T2-Líder: Pro chão! Largue a arma!
Mulher Civil: Não seja bobo! Entrem e… fiquem um pouco…
T2-Líder: Não se mova! LARGUE A ARMA!
Mulher Civil: Nós… nós só queríamos algumas visitas… por favor… entrem…
T2-Líder: Largue a [expletivo] da arma!

Assume-se que neste ponto, a civil infectada percebeu que T2-4 estava portando uma arma incendiária e avançou para atacar a equipe com a faca.

Mulher Civil: [DADOS EXPURGADOS]
T2-Líder: Abrir fogo, abrir fogo!

Tiros, gritos.


Artigo Original//Traduzido por membros do site: http://scp-pt.wikidot.com

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License