SCP-031-PT
avaliação: -2+x
Hazmat_suit_c1918.jpg

Dr. Elias Brongner.

Item nº: SCP-031-PT

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: Devido a sua natureza, uma contenção de SCP-031-PT é inviável. Indivíduos afetados pela definição mais atual e acurada de SCP-031-PT devem ser analisados e executados.

Descrição: SCP-031-PT é a nomenclatura utilizada para designar uma série de conclusões obtidas acerca de um transtorno mental e fenômeno psicológico grave e de alto risco, sendo a mais recente e acurada designação para SCP-031-PT como sendo um transtorno mental caracterizado por comportamento antissocial e temerário, ausência de empatia e uma forte convicção acerca do surgimento de uma futura entidade anômala.

SCP-031-PT é somente capaz de afetar indivíduos relacionados e/ou cientes acerca da Fundação. SCP-031-PT demonstra um comportamento contagioso, podendo ser transmitido através do diálogo e da leitura de artigos e pesquisas sobre o mesmo. Não há uma explicação concreta acerca da suposta transmissão de SCP-031-PT, embora pesquisas recentes iniciadas pelo Dr. Arthur Rocha estejam estudando este fenômeno, denominado de Efeito Purple Haze pelo Dr. Lúcio Ferraz.

Sabe-se que SCP-031-PT manifestou-se pela primeira vez em 1923, em Cananéia, São Paulo. O primeiro indivíduo diagnosticado com este transtorno demonstrou comportamentos antissociais e temerários, constantemente alegando o futuro surgimento de uma entidade anômala e alada. Indivíduos que entraram em contanto com este indivíduo, denominado de SCP-031-PT-2, passaram a demonstrar sintomas semelhantes após três horas e vinte três minutos.

SCP-031-PT foi inicialmente estudado pelo Dr. Elias Brongner. As pesquisas realizadas por Brongner possuíam como objetivo analisar o comportamento do indivíduo e a transmissão de SCP-031-PT; Brongner obteve a conclusão de que a transmissão de SCP-031-PT dava-se pelo ar, especificamente por uma espécie de vírus denominada por ele de Lentivirus nevidomo. Esta conclusão, denominada C-001, fez com que Brongner produzisse trajes específicos para seu trabalho, visando evitar o contágio de SCP-031-PT. Brongner suicidou-se após cinco meses do inicio de suas pesquisas, disparando contra sua própria cabeça. Uma carta de suicídio contendo um resumo de suas pesquisas e uma espécie de relato acerca do surgimento de uma futura criatura humanoide foi encontrada juntamente ao seu corpo.

A aquisição da carta de suicídio escrita por Brongner gerou uma epidemia contagiosa de SCP-031-PT, levando a ocorrência do Incidente-031, caracterizado pela construção em massa de diversos sítios e áreas divergentes entre si e preparados para abrigar uma futura criatura anômala. Após um crescimento excessivo de indivíduos infectados no Incidente-031, uma execução em massa foi ordenada pelo O5-█.

As pesquisas acerca de SCP-031-PT foram retomadas pela Dra. Alice Almeida após três anos do Incidente-031, visando descobrir as razões pelas quais SCP-031-PT surgiu e a criação de uma “vacina” contra SCP-031-PT.

As pesquisas realizadas pela Dra. Alice Almeida duraram cerca de três meses, sendo cessadas após a morte da doutora em um incêndio ocorrido em sua casa. As razões pelas quais o incêndio ocorreu são desconhecidas. Os dados coletados pela Dra. Alice Almeida desapareceram devido ao incêndio, juntamente a suposta vacina contra SCP-031-PT.

Dr. Lúcio Ferraz retomou os estudos acerca de SCP-031-PT, eliminando a proposta de Brongner sobre uma transmissão por um vírus. Ferraz concluiu que a transmissão de SCP-031-PT dava-se pelo diálogo e pela ciência da existência de SCP-031-PT e da Fundação SCP. A transmissão de SCP-031-PT foi apelidada de Efeito Purple Haze.

O vazamento de informações acerca das pesquisas realizadas pelo Dr. Lúcio Ferraz originaram em uma epidemia chamada de Incidente-031 B, caracterizado pela criação em massas de propostas e pensamentos sobre diversas entidades anômalas distintas entre si. Tais propostas foram utilizadas para esconder a verdadeira natureza acerca de SCP-001.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License