SCP-062-DE
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-062-DE

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-062-DE está alojado no Posto Avaçado 8 do Sítio-DE4. Posto Avançado 8 está designado com um posto de comunicações de um batalhão de sinalização de Bundeswehr. A cela de contenção é uma construção de concreto, com tamanho de 20 × 20 m, e disfarçada como um armazém, na qual as paredes não podem ser mais finas que 1 m. Assim que SCP-062-DE estiver morto, qualquer dano às paredes deve ser reparado com concreto e, se necessário, com placas de aço provisórias. O chão deve ser coberta por uma camada grossa de 0.5 m de terra que deve ser substituída assim que necessário. Em todos os lados, em uma altura de 3 m do nível do solo, um total de doze (12) metralhadoras MG3 operadas externamente devem ser montadas, fechadas em cápsulas esféricas blindadas. Pelo menos uma unidade em cada lado deve ser manejada a todo momento. A partir de uma (1) hora antes do amanhecer até confirmação de morte, todas as metralhadoras devem ser manejadas. O único acesso é uma escotilha blindada no teto, equipada com uma gaiola de elevador suspenso.

Assim que SCP-062-DE entrar em seu estado ativo, atiradores de máquina devem abrir e manter contínuo fogo a cada nova instância. Depois do movimento ter cessado, pelo menos um (1) médico deve entrar na cela através do teto para verificar se cada instância foi terminada e para eutanasiar quaisquer instâncias sobreviventes.

Caso times de contenção falhem em eliminar uma instância de SCP-062-DE antes da manifestação de uma nova, rádio policial, mídia local, e redes sociais devem ser revistadas para indicadores de sua nova localização. Uma vez achado, uma FTM da instalação da Fundação mais próxima deve ser despachada para eliminar a instância, cooptando com forças militares locais se necessário. O corpo consequente deve ser transportado de volta à cela de contenção antes da manifestação de uma nova instância, se possível.

Descrição: SCP-062-DE é a designação do conjunto de suas instâncias. Salvo por três exceções, todas as instâncias até então foram masculinas. Até recentemente, nenhuma instância apareceu duas vezes. Todas as instâncias tem usado uniformes mais ou menos desgastadas, armas, e equipamentos datados da segunda Guerra Mundial, de diferentes campanhas e campos de batalha da guerra na Europa. Verificação de suas identidades, com a ajuda de vários documentos de identidade, fotografias e cartas encontradas em diversas instâncias, tem revelado que todos eles são soldados e voluntários mortos em ação durante a Segunda Guerra Mundial. Apesar de algumas instâncias apresentarem ferimentos, nenhuma apresentou ferimentos fatais infligidos pela Fundação.

Toda instância prontamente manifesta-se entre 01:10 e 01:45 da madrugada, dentro de um raio de 5 m do local onde a última instância pereceu. Toda instância manifesta-se dormindo. Caso algum funcionário esteja dentro ou acessando a cela de contenção em tal momento, a instância entra em seu estado ativo. Instâncias tornam-se ativas dez (10) minutos antes do amanhecer, no mínimo, e não mais que dez (10) minutos depois.

A fase ativa começa com atividades normais como uma excreção, barbeação e/ou alimentação, no caso da instância possuir o equipamento necessário. Cerca de três horas após acordar, mas não mais tarde que 09:00, ou caso interrompido, a instância tomará conhecimento de seus arredores e começará a atacar o funcionário assim como a cela de contenção em si. Tal parece saber sobre pontos fracos como lentes, juntas soldadas, sobreposições e concreto recém reparado na qual não endureceu completamente. O perigo que eles representam depende do armamento deles. Enquanto a maioria está equipada com armas normais de infantaria e granadas específicas de suas respectivas nações, alguns estão equipados com armas especiais como lança-foguetes, lança-granadas, cargas de demolição ou até [REDIGIDO]. Suas munições aparentam reabastecer sozinho com o tempo. Suas armas nunca emperram ou apresentam mau funcionamento, mesmo caso elas estejam danificadas.

Instâncias de SCP-062-DE podem ser feridas por meios normais mas requerem múltiplos ferimentos fatais para morrerem. Além disso, suas feridas curam-se em velocidade extraordinária, eles não aparentam sentir dor, e eles continuam a lutar apesar da perda de membros sempre que possível.

Uma vez que uma instância perecer, tal aparenta ser um corpo normal e pode ser revistado e autopsiado, porém tal desaparecerá rapidamente mediante a manifestação de uma nova instância.

Caso uma instância não ser eliminada de forma bem-sucedida antes do próximo evento de manifestação, a nova instância não aparecerá próximo a anterior (na qual desaparecerá), mas ao invés disso próximo do local de morte do padrão da pessoa. Tais quebras de contenção normalmente resultam em centenas de mortes, pois o armamento carregado pelas forças policiais (frequentemente sendo os que inicialmente encontram uma instância de SCP-062-DE livre) são insuficientes para matá-los.

Adendo: Apesar de tais serem observados insultando e/ou praguejando seus oponentes em suas línguas mães, ou na língua do país do uniforme que estiverem vestindo, eles estão pelo contrário indispostos a dialogar. Autópsia e análise genética não revelou quaisquer anomalias. Todas as instâncias tem, de um ponto de vista médico, sido humanos normais.

Primeira contenção: SCP-062-DE apareceu primeiramente dois meses após o fim da II Guerra Mundial na região de Münster, Alemanha. Foi assumido que eles eram alemães redutos negando a aceitar a rendição da Alemanha Nazista. Por conta da aparição aleatória de novas instâncias ao redor da Europa, a natureza anômala de SCP-062-DE foi percebida só após algumas semanas. Seus efeitos foram apenas reconhecidos após múltiplas tentativas falhas de contê-los quando autorização foi concedida para SCP-062-DE ser neutralizado.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License