SCP-096-PT
avaliação: +9+x
blank.png
Olho

Uma representação artística de SCP-096-PT-1 feita por SCP-096-PT-2.

Item n°: SCP-096-PT

Nível de Ameaça: Amarelo

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: Todas as instâncias de SCP-096-PT devem ser contidas em câmaras individuais sem janelas. Apenas funcionários de nível 2 ou superior possuem autorização para testes que envolvam as instâncias.

Materiais de pintura devem ser entregues para SCP-096-PT-2 para a diminuição de estresse, a fim de evitar possíveis brechas de contenção. Todas as pinturas de SCP-096-PT-2 devem ser registradas.

Descrição: SCP-096-PT é a designação dada a duas entidades monoculares sapientes de origem extraterrestre, sendo estas SCP-096-PT-1 e SCP-096-PT-2.1 Todos os entes são capazes de se comunicar com qualquer humano através da fala, independente de sua língua.

As entidades não possuem células, tampouco possuem sistemas complexos em seus organismos.2 Seu sistema biológico é primariamente composto de três sistemas: O primeiro, sendo similar a uma exoderme, feito de níquel e cristais de argônio, o segundo, um sistema de tubos de mesma composição do primeiro sistema, que transportam argônio líquido em estado de superfluido e o terceiro sistema consiste em um grande olho de forma irregular que fica ao topo das entidades, que constantemente emite luz fraca, sendo que a coloração da luz emitida varia para cada entidade. Tal globo ocular em alguns casos pode apresentar a falta de íris e pupilas ou a falta de apenas uma delas, sendo que estas também são irregulares e estão muitas vezes espalhadas pelo olho, o que aparenta não atrapalhar a visão dos seres.3 Teoriza-se que este olho também é responsável pelo bombeamento do argônio líquido no estado de superfluido, porém, devido a falta de pulsação do olho, a teoria não é totalmente aceita.

Os entes são capazes de separar os átomos que compõem seus corpos por meios anômalos e os remontam formando novas formas para cumprir novas atividades,4 isso é mais visto em suas mãos, sendo constantemente desmontadas e remontadas.

Quando o olho dos seres é observado diretamente por algum indivíduo, um efeito memético é inoculado no observador. Indivíduos afetados irão cultuar e demonstrar uma certa obsessão pela entidade, assim como por qualquer outra entidade de SCP-096-PT. Entretanto, cerca de 28% dos sujeitos não sofrem a inoculação memética, mas sofrem de uma ilusão descrita por eles como sendo "uma forte luz vinda do olho das entidades". Indivíduos afetados apresentam comportamento agressivo em relação aqueles que são imunes aos efeitos meméticos.

Branco

Um autorretrato de SCP-096-PT-2.

Descoberta: A descoberta de instâncias de SCP-096-PT ocorreu após investigações sobre relatos de avistamentos de uma criatura depois da queda de um meteoro5 em uma região próxima de São Francisco de Assis, no Rio Grande do Sul, no Brasil. As investigações haviam levado a descoberta de uma fazenda próxima a região, na qual diversas vezes SCP-096-PT-1 foi avistado fora dos assentamentos da fazenda. Uma vigília inicial revelou um número total de 15 indivíduos que frequentavam o local, sendo que 7 estavam residindo na fazenda, todos sofrendo inoculação memética causada por SCP-096-PT-1. Também foi constatado durante a vigília um envio de cartas entre um dos indivíduos afetados com um sujeito em Portugal, o rastreio da localização deste sujeito revelou a descoberta de um segundo foco de inoculação memética em uma vila de 65 habitantes com 42 habitantes sofrendo inoculação memética6 a 22 km de Almeida, na Guarda, em Portugal, sendo causado por SCP-096-PT-2.

A seguir há uma série de transcrições com o material encontrado no envio de cartas entre os sujeitos. A maior parte das cartas não chegou a ser interceptada, tendo sido enviadas antes da descoberta e sendo somente achadas no local da contenção inicial das entidades. SCP-096-PT-1 e SCP-096-PT-2 são referidos pelos sujeitos como Bela Azul e Austero Branco, respectivamente.

Adendo-1: Após a contenção de SCP-096-PT-1 e de SCP-096-PT-2 ter sido assegurada, foi realizado um interrogatório com SCP-096-PT-1. O registro deste interrogatório procede.

Adendo-2: Desde sua contenção, SCP-096-PT-2 demonstrou um nível de estresse alto e diversas vezes tentou causar uma brecha em sua contenção, tendo pouco sucesso. Após o interrogatório com SCP-096-PT-1, o Dr.█████ entrou com um pedido para a realização de um teste, no qual foram entregues matérias de pintura a entidade, com o intuito da diminuição de estresse e consecutivamente uma diminuição nas tentativas de brecha. O teste foi aprovado e bem-sucedido, tendo sido incluído nos procedimentos de contenção depois.

Adendo-3: Até o momento 3 cápsulas de fuga de instâncias de SCP-096-PT estão em posse da Fundação, sendo que uma está parcialmente danificada, outra aparenta ter passado por modificações e a terceira está totalmente destruída. Artefatos foram encontrados juntos das cápsulas de fugas. Testes para descobrir o real objetivo dos artefatos estão sendo realizados. Nenhuma das entidades cooperou quando questionadas sobre os artefatos.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License