SCP-103-PT
avaliação: +6+x

AVISO

A documentação de SCP-103-PT requer autorização de Nível 4/103. Tentar acessar o arquivo sem a autorização de Nível 4/103 resultará em ação disciplinar. Funcionários sem a autorização de Nível 4/103 receberão amnésicos de Classe-B e levados designados para outro projeto. E no caso do computador não estar conectado pela internet da Fundação, a localização do responsável será rastreada e os amnésicos de Classe-B serão administrados.

Item nº: SCP-103-PT

Classe do Objeto: Keter

103.jpg

Registro de uma pintura retratando Pedro Álvares Cabral entre seus 30 anos de idade. Não há registros que indicam se existiam pinturas que foram feitas em sua época.

Procedimentos Especiais de Contenção: Devido a natureza de SCP-103-PT, a contenção da anomalia não é possível com as tecnologias convencionais da Fundação, e de acordo com os Procedimentos Especiais de Contenção de SCP-103-PT o objetivo principal é prevenir a exposição pública da anomalia. A cada 22 de abril, unidades da Força Tarefa Móvel Gamma-5 ("Arenques Vermelhos") serão enviadas ao local esperado. Durante um Evento SCP-103-PT, todos os civis expostos a SCP-103-PT serão administrados com amnésticos de Classe-B. As unidades de FTM Gamma-5 também tem como objetivo manter contato entre SCP-103-PT-3 e a equipe da contenção.

Para garantir os Procedimentos Especiais de Contenção, vinte (20) satélites artificias criados pela Fundação serão enviados para detectar cada movimento feito pelas instâncias de SCP-103-PT-1. Para prevenir a exposição de SCP-103-PT-1 a outros veículos aquáticos, a área de viagem de SCP-103-PT-1 será secretamente designada como Área-103-PT. A Área-103-PT não foi designada para a contenção de SCP-103-PT, e tem o objetivo de bloquear a exposição aos civis. Veículos incorporados da Fundação serão enviados para bloquear a Área-103-PT, e, no caso da exposição acidental de SCP-103-PT-1, o civil será administrado com amnésticos de Classe-B e liberado.

Devido ao alto gasto nas unidades de Força Tarefa Móvel Gamma-5 ("Arenques Vermelhos"), uma Força Tarefa Móvel pertencente a Filial Americana, alguns guardas de segurança com credenciais de Nível 3 ou inferior da Filial Lusófona serão enviados para substituir os membros da FTM Gamma-5. A administração com amnésicos será feita pela metade dos membros da FTM-Gamma-5, incorporando policias locais. Os pesquisadores com credenciais de Nível 3 ou inferior e que não possuam autorização de Nível 4/103, serão encarregados na orientação dos guardas de segurança e devido ao potencial risco apresentado por várias naturezas de SCP-103-PT1 e a impossibilidade de contenção, os pesquisadores deverão acreditar que SCP-103-PT está contido na Área-103-PT; E por esta razão, a documentação de SCP-103-PT não está disponível para acesso no momento, e os funcionários sem a autorização de Nível 4/103 não são permitidos de adquirir conhecimento sobre a anomalia.

Descrição: SCP-103-PT é a designação dada a 22 de abril, o dia em que se comemora o descobrimento do Brasil.2 SCP-103-PT começa com as treze (13) instâncias de SCP-103-PT-1 parando na Bahia, no objetivo de chegar na Índia. Qualquer objeto metálico que seja exibido para SCP-103-PT-3 fará com que este e as instâncias de SCP-103-PT-2 cessem SCP-103-PT-1. Ao avistar civis, instâncias de SCP-103-PT-2 tentarão interagir com eles, no objetivo de compartilhar seus alimentos, religião e tecnologia.

SCP-103-PT-1 são treze (13) mecanismos altamente modificados, que são análogos a navios e caravelas do século XV. SCP-103-PT-1 possui dimensões de vinte e cinco (25) m de comprimento, sete (7) m de largura e três (3) m de calado e tem um peso aproximado a cinquenta (50) toneladas. SCP-103-PT-1 demonstrou ser fabricado de um material nunca conhecido antes e tentativas de encontrar, identificar e destruir o material usado para a construção das instâncias de SCP-103-PT-1 resultaram em falha.

A movimentação das instâncias de SCP-103-PT-1 são realizadas por múltiplos painéis que estão instalados em diferentes partes do veículo; tais painéis respondem ao comando de voz, que são realizados por instâncias SCP-103-PT-2. Dois (2) mecanismos que estão instalados no lado esquerdo e direito do veículo, compostos por dois (2) objetos pontiagudos e luzes neon, são usados como as armas; durante a observação, a ativação das armas de SCP-103-PT-1 eram capazes de emitir antimatéria a um raio de quinze (15) km.

SCP-103-PT-1 possui dois (2) cilindros instalados abaixo de suas armas, que, quando ativados, reconstruirão as armas para se parecerem com duas (2) asas em geometria variável; os cilindros ficarão abaixo das asas e independente da ausência das superfícies de controle que são necessárias para o funcionamento da asas, SCP-103-PT-1 é capaz de voar regularmente. Em um Evento SCP-103-PT foi observado que, independente do material ser completamente resistente e imutável por meios convencionais, o objeto ainda conseguia mudar de forma sem nenhuma dificuldade.

SCP-103-PT-2 é a designação dada a um grupo de 1400 entidades humanoides que se assemelham a homens europeus entre os seus 30-50 anos de idade, que são responsáveis por utilizar as instancias de SCP-103-PT-1. Instâncias de SCP-103-PT-2 aparentam ser cirurgicamente modificadas, tendo parte de seus corpos substituídas por múltiplos mecanismos com o mesmo material usado na fabricação das instâncias de SCP-103-PT-1. As instâncias de SCP-103-PT-2 demonstraram ser sapiente e capazes de se comunicarem fluentemente em português.

SCP-103-PT-3 é um homem europeu que se autoidentifica como Pedro Álvares Cabral, um navegador e explorador português, conhecido pela descoberta do Brasil. SCP-103-PT-3 mostrou ser o responsável pela orientação das instâncias de SCP-103-PT-2 e também o responsável pela geração dos Eventos SCP-103-PT. Diferente das instâncias de SCP-103-PT-2, o corpo de SCP-103-PT-3 funciona regularmente e nenhuma anormalidade física foi encontrada.

Foi observado que SCP-103-PT era muito diferente de seu estado atual, e isso levou a hipótese de que as características de SCP-103-PT mudarão ao longo de cada iteração mas tanto as entidades quanto a quantidade de veículos sempre será a mesma. A mais notável mudança de SCP-103-PT é a tecnologia usada por SCP-103-PT-3 e SCP-103-PT-2, que aparenta ser sempre mais "avançada" em relação a tecnologia conhecida pela humanidade, impossibilitando a contenção da anomalia.3

SCP-103-PT atraiu a atenção da Fundação em 22 de abril de 2003, quando vários trabalhadores relataram encontrar uma "caravela futurística" voando sob os edifícios em construção. Durante o possível Evento SCP-103-PT, instâncias de SCP-103-PT-2 relataram que estavam tentando "civilizar" os habitantes desta "ilha". Na tentativa de conter as instâncias, SCP-103-PT-1 começaram a emitir uma grande luz, causando cegueira temporária na maioria dos agentes da Fundação. SCP-103-PT-3 e SCP-103-PT-2, percebendo os agentes da Fundação como hostis, desapareceram com as instâncias de SCP-103-PT-1 sem deixar vestígios.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License