SCP-112-ARC
avaliação: +2+x
Scp112.jpg

Imagem térmica do artefato ainda localizado a 29°37'43"N 52°31'6"E

Item nº: SCP-112

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: (Partes deste texto traduzidas por Dr. ████ █ █████ do documento ORIA D.TDL24, marcado por =)

SCP-112 nunca deve ser abordado por qualquer pessoa que possua órgãos produtores de gameta; nem testículos nem ovários. Se alguém que possui esses órgãos tentar entrar na mesma sala que SCP-112, deverá ser terminado imediatamente. Se isso não puder ser alcançado antes da ativação da habilidade do objeto, Procedimento 112.T deve ser implementado usando SCP-███ (Ver: Resumo de Procedimento 112.T).

Voluntários especializados que foram castrados antes de terem tido relações sexuais penetrativas e prometido uma vida de celibato devem ser designados para cuidar do artefato em todos os momentos. Pelo menos um desses voluntários deve estar presente e acordado o tempo todo com o artefato mas pelo menos quatro devem estar presentes e acordados com o artefato uma vez por dia.

Os voluntários devem manter uma cratera fechada de 3,2 km (2 mi) abaixo da superfície da Terra e suas demandas devem ser atendidas por todos os funcionários, não importando o porquê. Funcionários que recusarem um pedido de um voluntário devem ser encerrados imediatamente.

Padrão de vida completo deve ser mantido para os voluntários na porção do complexo acima do solo.

Em todos os momentos, o objeto deve ser monitorado sobre todos os atributos conhecidos e mensuráveis ​​usando toda a tecnologia de imagem disponível.

Descrição: O objeto foi determinado como uma esfera de aproximadamente 2 metros de diâmetro. Isto é baseado em testes térmicos de imagem, radar e raios-x. O objeto aparentemente emite ondas de rádio, calor e radiação de graus variados. Não há evidências para sugerir que o artefato seja capaz de locomoção mas a possibilidade também não foi descartada.

Voluntários de ambos os sexos que sofreram castração de testículos e ovários são obrigados a manter o objeto estável. Antes da aquisição ██████ do artefato, ele foi cuidado pelos eunucos do Vaticano.

Atualmente, é cuidado por ███ ████ ███████████ que são monitorados de perto.

A seguir é apresentado um trecho da pesquisa de Dr. Omid Mohammadien

Os castrati usados para cuidar do objeto são relutantes em discutir o objeto e nunca se referem a ele sem provocação. Suas personalidades mudam completamente após a primeira exposição ao artefato e suas memórias parecem se corromper. Quando confrontados com as leituras científicas do objeto, eles se agitam e descrevem o objeto como um jovem negro. Quando questionados sobre as habilidades do artefato, eles descrevem o comportamento normal da criança e se recusam a reconhecer qualquer atividade paranormal relacionada ao objeto. Eles não parecem ter um nome para o objeto ou, se possuem, não o discutem com os outros. Suas naturezas voláteis torna imperativo que funcionários restrinjam seus contatos com os castrati às interações mais básicas e que operadores não tentem colher mais inteligência dos castrati. Continue a monitorar as emissões de rádio, emissões radioativas, emissões térmicas e quaisquer outras emissões do objeto consideradas necessárias. Grave esses dados.

O próprio objeto parece ser sensível ou pelo menos emocional. Ele irá fazer várias demandas através dos castrati, de literatura à música, pano ao minério de urânio bruto. Suas demandas são sempre financeiramente viáveis ​​e facilmente encontradas, mas completamente indiscerníveis. Não existe um padrão aparente. Mas quando negado qualquer coisa que deseje, pode começar a emitir níveis perigosos de radiação por pouco menos de duas milhas, atingindo temperaturas superiores a 450 graus Celsius. Não até que suas demandas sejam atendidas, o artefato reduzirá suas emissões letais. Observou-se que os castrati possuem um efeito direto sobre o "humor" do artefato. Zangá-los também o faz.

Além disso, os castrati nunca deve ser reprimidos e devem ser encorajados a passar o máximo de tempo acordados e com o artefato quanto for possível. Isso tem um efeito drasticamente marcado nas emissões do artefato, reduzindo as emissões potencialmente letais para quase zero. Enquanto esse equilíbrio for mantido, o artefato é inofensivo. Caso contrário, tornará-se altamente perigoso para a vida na Terra.

A afirmação acima é confirmada por pesquisas atuais.

O artefato possui uma habilidade singular, no entanto, que só foi observada sendo ativada quando o artefato é abordado por um ser humano que retém seus órgãos sexuais completos e que ainda possui níveis normais de hormônios sexuais. Imediatamente, o artefato começará a gerar um enorme campo gravitacional, fixando todos na sala ao chão. No entanto, dentro de alguns momentos, a gravidade se tornará tão intensa que será capaz de destruir qualquer pessoa ou coisa na sala, desestabilizar a cratera e causar atividade sísmica. O campo de gravidade é conhecido por ser efetivo até uma área esférica de três milhas em torno do objeto, e tem uma força de 22 ''g''.

As tentativas de fornecer o artefato com não-virgens castradas também provaram ser desastrosas pois o artefato reagiu de forma extremamente similar. A única diferença, no entanto, é que nenhum dos outros voluntários presentes na sala na época nem o próprio quarto sofreram efeitos negativos; apenas o transgressor. Mas feridas do transgressor foram consistentes com exposição súbita à extrema gravidade.

Especula-se que, se o objeto estivesse na proximidade da expressão sensual, como beijar ou mesmo copular, sua capacidade de destruição seria inimaginável.

Resumo de Procedimento 112.T:

[DADOS EXPURGADOS]

Adendo:

SCP-112 não está mais no Sítio 19. Ele Foi removido por agentes da República Islâmica do Irã em um ataque violento no Sítio 19, dirigido ao SCP-112. Ele foi tomado com sucesso pelos agentes estrangeiros e as instalações anteriores de SCP-112 estão sendo usadas para conter SCP-███. Planos de recuperação estão atualmente em avaliação. Além disso, a infiltração e vazamento desses documentos estão agora sob investigação.

O agente conhecido como Bijhan está possivelmente envolvido neste caso, embora a natureza e nível de seu envolvimento sejam atualmente desconhecido.
[DADOS EXPURGADOS]

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License