SCP-121-PT
avaliação: +8+x

Item nº: SCP-121-PT

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: O processo pelo qual as instâncias de SCP-121-PT se espalham não é rastreável e, como tal, funcionários da Fundação são encarregados de localizar e demolir instâncias de SCP-121-PT depois de serem criadas; Força Tarefa Móvel Psi-7 foi designada e está atualmente encarregada deste processo. No caso de uma instância SCP-121-PT ser encontrada, a área circundante será posta em quarentena até que todas as instâncias de SCP-121-PT-1 e SCP-121-PT-2 tenham sido neutralizadas e SCP-121-PT tenha sido demolido.

As instâncias de SCP-121-PT-1 que se agredirem devem ser neutralizadas com o uso de ácido clorídrico; funcionários efetuando a neutralização deverão usar trajes de proteção durante o processo, já que essas instâncias são consideradas extremamente hostis e seu término é a maior prioridade na contenção de SCP-121-PT. Os civis que estiverem presentes durante o processo de demolição, deverão ser afastados do local e informados que o restaurante está sendo legalmente destruído. Invasores que tentarem entrar em SCP-121-PT e serem expostos a neutralização das instancias de SCP-121-PT-1, serão detidos e receberão tratamento com amnésicos e liberados.

Descrição: SCP-121-PT é uma designação dada a uma rede de restaurantes que são inidentificáveis pelo seu logotipo1, que permanece o mesmo entre todas as iterações. Quase todas as variáveis de um restaurante (comida oferecida, local de trabalho, audiência, localização) mudam entre as iterações, mas seus efeitos anômalos e o logotipo permanecem os mesmos. Além dos efeitos obtidos de comer no interior, as instâncias de SCP-121-PT funcionam inteiramente como restaurantes normais. Instâncias de SCP-121-PT se anunciarão como um restaurante tipico de seu local atual, e venderão alimentos de acordo com a cultura predominante.

SCP-121-PT exibe efeitos meméticos de baixo grau em cerca de 90% daqueles que o observam. Indivíduos que observam uma instância por fora geralmente esquecem de vê-la minutos depois. Instâncias de SCP-121-PT ganharão uma média de cerca de sete (7) a dezesseis (16) clientes por dia.

Seu principal efeito é muito mais dominante, e se mostra em 10% daqueles que o observam por fora e entram. SCP-121-PT dissemina um transtorno da compulsão alimentar periódico através do processo de consumo de alimentos no interior do edifício. Isso é evidente em todas as iterações, e não existe nenhuma maneira conhecida de remover esse efeito sem demolir o edifício.

Esta desordem manifesta-se lentamente, atingindo seu pleno efeito em cerca de dois meses após a exposição aos efeitos. Depois de comer no interior de SCP-121-PT, o individuo (daqui em diante referido como SCP-121-PT-1) ficará viciado nos alimentos vendidos por SCP-121-PT e continuará a visitar o restaurante até aproximadamente 10 quilos de alimentos vendidos serem consumidos. Os alimentos pedidos por SCP-121-PT-1 parecem não custar nenhum valor monetário, e os suprimentos de alimentação disponível em SCP-121-PT aparentam ser quase ou completamente ilimitados.

SCP-121-PT-1 apresenta os seguintes sintomas:

  1. Uma aversão a alimentos que SCP-121-PT-1 considera ser extremamente saudáveis ou de outra forma benéficos para uma dieta consciente. Normalmente, isso engloba todos os vegetais e frutas existentes, mas em casos extremos, qualquer alimento anunciado pela rede como "saudável" será evitado. Isso pode variar de desagrado leve ao ódio intenso e até à intolerância biológica para tais itens alimentares.
  2. Obsessão com alimentos de alto valor calórico, percentual de gorduras, principalmente carnes porcinas.
  3. Um vício em alimentos produzidos por instâncias de SCP-121-PT-2. SCP-21-PT-1 rapidamente se tornarão dependentes de SCP-121-PT para sustentação e solicitarão todas as refeições do estabelecimento. Quando negado o acesso aos alimentos antes da ocorrência completa da infecção, SCP-121-PT-1 exibirá sintomas de retirada de fármaco e os sintomas diminuirão em intensidade.

Inicialmente, esses sintomas são insignificantes e não representam ameaça para os outros. No entanto, eles eventualmente irão aumentar em intensidade. SCP-121-PT-1 normalmente gera de 15 a ██ quilogramas de gordura dentro de 16-30 dias de exposição devido à alta ingestão de calorias e aumento na porcentagem de gordura corporal. Eventualmente, SCP-121-PT-1 se separará e se manterá recluso de sua vida social, favorecendo sua alimentação.

SCP-121-PT-1 começará ter ganhos nutricionais reduzidos após cada refeição, e começará a comer quantidades maiores de alimentos de SCP-121-PT, e quantos mais pedidos fizer, mais irá demorar para seu prato ser feito. Em casos extremos, instâncias de SCP-121-PT-1 foram observadas agredindo e canibalizando outros indivíduos na tentativa de satisfazer sua fome. SCP-121-PT-1 ganhará mais peso, independentemente da ingestão (ou ausência) de alimentos (embora este processo seja muito mais rápido se tiver acesso a alimentos).

É nesse ponto que SCP-121-PT-1 começará a sofrer mutação biológica. Embora as instâncias conservem sua sapiência e consciência, a maioria dos seus processos de pensamento giram em torno do consumo de carne. Começará a ganhar peso a taxas extraordinárias; instâncias de SCP-121-PT-1 foram observadas ganhando 57 a 100 quilogramas de gordura por dia, mesmo com a ausência de qualquer alimento ou matéria orgânica comestível. Eventualmente, SCP-121-PT-1 será completamente imobilizado devido ao seu aumento de peso constante.

Uma instância padrão de SCP-121-PT-1 nesta fase, pesa cerca de 5██ quilogramas. Deve-se notar que, embora as instâncias de SCP-121-PT-1 sejam hostis a seres vivos, são uma ameaça de baixo nível enquanto estão vivas, devido à sua imobilidade. Devido à sua fome, múltiplas instâncias de SCP-121-PT-1 em "aninhamento" na mesma área começarão a ser agressivas entre si - instâncias de SCP-121-PT-1 tentarão canibalizar a si mesmas. SCP-121-PT-1 quase sempre morrerá dentro de uma semana depois de se tornar imóvel, devido à fome e à atrofia muscular - SCP-121-PT-1 não foi observado com um peso acima de 7██ quilogramas antes da morte. Após um certo período de tempo, os alimentos consumidos por SCP-121-PT-1, manifestaram uma série micro-organismos que tomarão controle da instancia de SCP-121-PT-1 morta, a partir daqui designados como SCP-121-PT-2.

SCP-121-PT-2 é a designação dada aos micro-organismos que se habitam nos conteúdos utilizados na produção do alimento. SCP-121-PT-2 são capazes de "simular" o sistema nervoso do corpo, podendo tomar controle absoluto da instância de SCP-121-PT-1, independente da falta de músculos e quantidade de gordura. Instâncias de SCP-121-PT-2 parecem ser sapientes, mas a instância de SCP-121-PT-1 possuída, não demonstra se comunicar ou expressar emoções, porém instâncias de SCP-121-PT-1 irão considerar esse comportamento como normal. SCP-121-PT-2 são encarregadas de produção e entrega de alimentos, e também encarregadas na construção de SCP-121-PT, podendo resultar em uma nova instancia de SCP-121-PT.

Na tentativa de identificar o trajeto de SCP-121-PT-2, foi inserido um rastreador de movimento, equipado com um transmissor de som. Foi observado que durante uma construção de SCP-121-PT, as instancias de SCP-121-PT-1 geralmente irão dizer coisas como "nós te falhamos", "perdoe-nos" e "vamos fazer bem na próxima vez, nossa líder"2. Tentativas de identificar a referida entidade por rastreamento resultaram em falhas, e as tentativas de questionar as instancias de SCP-121-PT-1 sobre a entidade, apenas resultaram nas instancias de SCP-121-PT-1 se tornando agressivas. Tentar rastrear as instancias restantes de SCP-121-PT-1 e interromper a construção de SCP-121-PT provou ser uma maneira confiável de neutralizar a anomalia temporariamente, mas a presença excessiva de instancias de SCP-121-PT-1 tornam isso muito arriscado.

Adendo: Descoberta

SCP-121-PT chamou a atenção pela primeira vez da Fundação em 19██, quando a Força Tarefa Móvel Pi-1 foi enviada para ███ ████, ██ para investigar alegações de uma doença que incluía sintomas de "obesidade mórbida rápida" que se espalhou pela cidade, tendo como resultado a morte de 137 indivíduos.

Investigação e quarentena duraram dois dias até que se determinasse que um restaurante local foi a fonte do "surto". Pi-1 conseguiu demolir o edifício e neutralizar todas as instâncias de SCP-121-PT-1 restantes. Sobreviventes receberam amnésticos de Classe B.

O objetivo anterior da equipe designada era neutralizar todas as instâncias de SCP-121-PT-1, e a existência de SCP-121-PT como anomalia não era conhecida. Quando a equipe descobriu SCP-121-PT, entraram no prédio e coletaram de amostras após conflito que resultou em três casualidades. Uma transcrição breve da gravação de áudio feita enquanto a equipe entrou em SCP-121-PT pode ser lida abaixo.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License