SCP-1230
avaliação: 0+x
new1230.png

SCP-1230

Item n°: SCP-1230

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-1230 deve ser mantido em um armário de armazenagem no Sítio-12. Acesso requer no minímo Autorização de nível 2 com aprovação e supervisão por funcionários de segurança e pesquisa com Autorização de nível 3. Funcionários supervisores não podem ver o conteúdo de SCP-1230. Funcionários manuseando SCP-1230 devem escrever relatórios de sonhos experienciados dentro de 48 horas após o manuseio. (Veja Adendo-1230-A) SCP-1230 foi realocado para um armário de armazenagem atrás da mesa da biblioteca principal do Sítio-12. Acesso está disponível para funcionários com Autorização de nível 2 cuja saúde mental seja determinada favorável pela equipe psiquiatra. Funcionários manuseando SCP-1230 devem escrever relatórios de sonhos experienciados dentro de 48 horas após manuseio e atender a um exame psicológico obrigatório.

Descrição: SCP-1230 é um livro de capa verde, sem título e sem qualidades visuais aparentes. Quando SCP-1230 é aberto, ele mostra a frase "Surge um herói" na primeira página lida, enquanto todas outras páginas estarão em branco, "reiniciando" assim que o livro é fechado. Isto não tem efeitos óbvios a princípio, mas após adormecer, o leitor sonhará sobre um mundo de fantasia onde ele é protagonista de uma terra em apuros. Sonhadores estão completamente lúcidos e todos seus sentidos funcionam tão bem como enquanto acordado. Resultados variam dependendo da imaginação do leitor e estão em sua maioria ligadas à fantasias de aventura que o leitor iria gostar. Na mente do leitor, foi documentado que os sonhos podem durar de 45 segundos (veja Experimento 1230-3) até 200 anos (veja Experimento 1230-5) mas na realidade, o leitor geralmente não vai dormir por mais tempo que dormiria normalmente. Após despertar, o leitor é capaz de lembrar de cada aspecto de seu sonho em detalhes. Nos sonhos induzidos por SCP-1230, há sempre um personagem chamado "Guardião do Livro" (SCP-1230-1) surgindo como um homem com barba em uma túnica verde que afirma ser a própria personificação de SCP-1230. SCP-1230-1 foi relatado de ser muito amigável e prestativo para os leitores. Ele já afirmou que aprecia criar estas "terras fantasiosas" e que sempre tenta moldá-las de um jeito que a pessoa no sonho absorva o máximo de entretenimento delas. Ele demonstra tristeza quando o sonho termina e pede ao leitor para "por favor visitar de novo logo".

Descoberta: Em uma pequena livraria localizada em [DADOS EXPURGADOS] o lojista não se lembrava de possuir um livro sem título mas tentou vender uma manchete aos jornais locais sobre um "livro dos sonhos mágico". A Fundação foi capaz de desmentir a história como uma farsa e SCP-1230 foi confiscado.

Experimento-1230-01: Dr. F███████, em uma tentativa de testar o alcance efetivo do livro, abriu SCP-1230 e embarcou em um vôo para sua cidade natal de [REDIGIDO] onde ele passou a noite em um hotel. Após seu retorno, Dr. F███████ relatou que SCP-1230-1 havia aparecido em seus sonhos e explicou que uma vez que você lê "Surge um herói", o sonho é imediatamente implantado no seu subconsciente, após o qual SCP-1230-1 é capaz de manipulá-lo remotamente. Dr. F███████ expressou seu agradecimento pela cooperação de SCP-1230-1.

Experimento-1230-02: Uma câmera foi posicionada acima de SCP-1230 e, usando um "braço" mecânico, o livro foi aberto. Todas páginas revelaram-se em branco. Aparenta-se que SCP-1230 só é efetivo quando aberto por seres que são capazes de sonhar. SCP-1230-1 explicou a um leitor posterior que ele só é capaz de afetar seres "com uma imaginação" e que grande parte das criaturas, como animais, não seria afetada.

Experimento-1230-03: Um (1) Classe-D foi instruído a abrir o livro e (após muito reforço de que suas experiências seriam apenas sonhos) ordenado a imediatamente encontrar uma maneira de cometer suicídio no sonho. O indivíduo esteve adormecido meramente por 45 segundos antes de acordar com um susto e suando. Ele relatou estar no topo de um vulcão chamado "A Espiral em Cinzas" em uma missão por "Caladius, a Lâmina Abençoada". Quando perguntado como o indivíduo sabia estes nomes, ele afirmou, "É como se eu soubesse esse tempo todo". Ele aparentemente saltou dentro do vulcão e "sentiu um intenso calor" antes de despertar. Classe-D pediu permissão para "ter outra chance". Pedido foi negado.

Experimento-1230-04: Um (1) Classe-D foi instruído para abrir o livro e tentar se ferir de forma não fatal em seu sonho. Após 6 horas, o Classe-D acordou e relatou que podia sentir uma espécie de dor "anestesiada" onde nunca foi tão intenso ao ponto de ser insuportável. Ele também relatou encontrar um homem velho, de túnica que o perguntou o porquê dele estar se mutilando, mas o agradeceu por não imediatamente se matar "como aquele outro cara rude".

Experimento-1230-05: Professor B████ preencheu um pedido para acessar SCP-1230 e foi rapidamente permitido, dada sua Autorização de nível 4. Funcionários lembraram-se de que Professor B████ estava quase "tremendo de animação" e alguns relataram que Professor B████ era um fã ávido de jogos de tabuleiro e RPG. Vigilância mostra que Professor B████ abriu o livro, leu a frase, se sentou ao lado da mesa e adormeceu. Funcionários se preocuparam quando Professor B████ não acordou após 15 horas e alertaram a segurança. A equipe médica do Sítio confirmaram que Professor B████ estava ainda vivo e em boas condições. Após aproximadamente 24 horas desde adormecer, Professor B████ começou a se mover, relatado ter "lentamente levantado sua cabeça e olhado pela sala, aparentando extremamente confuso". A segurança entrou na sala para garantir que estivesse bem, para qual ele respondeu "Onde estou?". Ele foi enviado pra enfermaria onde funcionários explicarem onde estava e quem era. Vários minutos depois, Professor B████ aparentou readquirir suas memórias e pediu licença para ir ao banheiro. Quando 15 minutos se passaram e Professor B████ não havia voltado, uma enfermeira entrou para descobrir que ele havia se enforcado com seu cinto. Uma mensagem escrita na parede revelou suas últimas palavras: "Eu não posso voltar pra isso". Dr F███████ foi perguntar SCP-1230-1 o que havia acontecido, mas após abrir SCP-1230, todas suas páginas estavam encharcadas e com a mesma mensagem escrita: "Eu sinto muito. Eu nunca quis que isso acontecesse. Eu só queria deixar as pessoas felizes." repetida de novo e de novo. SCP-1230 permaneceu neste estado por três semanas e sua mesa teve de ser secada quinzenalmente. Em uma tentativa de se comunicar, Dr. F███████ colocou um bilhete dentro de SCP-1230 com a afirmação, "Eu gostaria de falar com você, se estiver tudo bem". Na manhã seguinte, Dr. F███████ preencheu um relatório de um sonho que teve sobre SCP-1230-1.

Logo depois do relatório ser preenchido, vigilância mostrou Dr. F███████ esgueirando outro bilhete dentro de SCP-1230. Alguns dias depois, SCP-1230 começou novamente a mostrar sua saudação padrão "Surge um herói". Quando questionado sobre o que o bilhete dizia, Dr. F███████ recusou-se a dar detalhes, simplesmente afirmando que ele "só deu uns conselhos amigáveis".

Adendo-1230-A: Durante testes iniciais, SCP-1230-1 pediu a funcionários sonhando se ele poderia ser realocado para uma área com muitos livros (de preferência ficção) para que ele pudesse pensar de maneiras ainda melhores de construir suas "terras fantasiosas". Após inúmeros experimentos serem feitos para garantir que SCP-1230 não representava ameaça, o pedido foi aceito e SCP-1230 foi realocado para a biblioteca do Sítio-12.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License