SCP-1265
avaliação: +2+x
1265.png

Uma instância de SCP-1265-A, imagem recuperada pela câmera encontrada em SCP-1265. Fotografado pelo Agente Alain Bénéteau

Item n°: SCP-1265

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: Área 1265, que contém SCP-1265, deve ser mantida publicamente como uma reserva de vida selvagem pela Iniciativa do Planeta Limpo e Seguro, uma empresa de fachada da Fundação. Descobertas científicas feitas pela Fundação em relação à vida selvagem dentro de SCP-1265 podem ser publicadas após as evidências correspondentes encontradas no registro de fósseis.

Os civis que desejarem viajar através de SCP-1265 receberão tratamento com amnésticos de Classe-D (Anterógrado, Seletivo) para não poderem lembrar das instâncias de SCP-1265-A com os quais entraram em contato. Todos os civis não tratados que entraram em contato com as instâncias de SCP-1265-A devem receber tratamento com amnésicos de Classe-A (Retrógrado, Geral), implantados com falsas memórias e liberados para fora da área.

A cada seis meses, os ovos colocados por instâncias de SCP-1265-A devem ser colhidos para incubação e estudo antes de serem chegarem na maturidade e serem liberados para natureza. Procedimentos completos para atendimento de espécimes jovens de SCP-1265-A, incluindo procedimentos de impressão, veja o Documento 1265-I.

Descrição: SCP-1265 é uma área que mede aproximadamente 50km2 dentro da bacia do Congo, África. SCP-1265 está principalmente contido na República Democrática do Congo, mas aproximadamente 15km2 está contido na vizinha da República do Congo. A maioria de SCP-1265 é desabitada, exceto para algumas aldeias tribais, e contém flora típica da bacia do Congo.

SCP-1265 é habitado por várias espécies conhecidas como extintas, principalmente do clade Dinosauria. Esses animais, denominados coletivamente como SCP-1265-A, aparecem espontaneamente em grupos de cinco aproximadamente uma vez a cada 30 dias, e não são necessariamente encontrados no registro de fósseis na África; em vez disso, eles parecem ser selecionados com base no clima em que viviam durante a Era Mesozoica. Instâncias de SCP-1265-A são incapazes de sair de SCP-1265, pois se desmaterializam ao cruzar a fronteira de SCP-1265, e reaparecem em uma área dentro de três quilômetros da fronteira, sedadas. SCP-1265-A também não são escolhidos com base em um período particular do Mesozoico, mas o Cretáceo e Jurássico são os mais bem representados, com escassa população de dinossauros do período Triássico. Além disso, vários reptilianos não-dinossauros, como os pterossauros, são conhecidos por existirem em SCP-1265, mas não são comumente vistos.

As instâncias de SCP-1265-A, mesmo os carnívoros, não mostram agressão ou medo em relação aos humanos a menos que sejam provocados; até o momento, 3 funcionários da Fundação foram mortos em SCP-1265 em conseqüência de provocar acidentalmente uma instância de 1265-A, ao invés de serem caçados ativamente por uma espécie carnívora de SCP-1265-A.

Notavelmente, há poucos dinossauros carnívoros ou herbívoros grandes presentes como instâncias de SCP-1265-A e uma falta de espécies de dinossauros cujos fósseis foram encontrados na América do Norte. Por exemplo, espécies como Tyrannosaurus rex e Brachiosaurus nunca foram avistados em SCP-1265, mas a espécies como o de Spinosaurus e de Kentrosaurus são relativamente comuns. Proporcionalmente falando, há uma proporção de 5:1 de dinossauros não americanos a espécies americanas.

Finalmente, existem várias instâncias de SCP-1265-A que ainda não foram descobertas no registro de fósseis, conhecidos coletivamente como SCP-1265-α. As instâncias de SCP-1265-α são conhecidas por serem incomumente agressivas, e muitas vezes carregam ou tentam atacar indiscriminadamente pesquisadores e outros animais dentro de SCP-1265. Até o momento, os pesquisadores da Fundação não conseguiram determinar a origem de qualquer da maioria das instâncias de SCP-1265-α; alguns foram encontrados no registro de fósseis e, como tal, foram reclassificados como instâncias de SCP-1265-A. Notavelmente, as instâncias de SCP-1265-α reclassificadas como SCP-1265-A geralmente perdem todas as tendências agressivas.

Acredita-se que SCP-1265 existe há pelo menos 200 anos, de acordo com registros históricos. Várias instâncias de SCP-1265-A foram integradas no folclore de várias tribos na área próxima de SCP-12651. Para mais detalhes, veja Entrevista 1265-01.

Entrevista 1265-01: Uma entrevista conduzida pelo Dr. Welles em uma aldeia de Mbochi a 5,5 km do perímetro de SCP-1265 em relação aos avistamentos de SCP-1265-A. Todo o diálogo é traduzido do idioma lingala.

<Inicio do Registro>

Dr. Welles: Você pode me contar sobre os monstros?

█████: Há vários deles na selva, quase todos eles na água. Eles não comem pessoas, porém; não a maioria deles, exceto para Nguma-monene2. Nguma-monene é como uma grande cobra com pernas, anda de quatro como um cachorro e tem uma grande crista nas costas. Isso vai te comer se te pegar3.

Dr. Welles: Fale sobre o Mokele.

█████: Mokele-mbembe4 é o maior de todos. É grande o suficiente para tampar rios e fazer os lagos se elevarem. Pode respirar debaixo d'água, mas não é um peixe, e a Terra treme quando anda. Há também Mbielu-Mbielu-Mbielu, a besta com placas nas costas.

Dr. Welles: [faz uma ilustração de um Camarasaurus e um Kentrosaurus] Esses são o Mokele e Mbielu?

█████: Sim, e não.

Dr. Welles: Não?

█████: Esses não tem penas. Nenhum tinha, mas os Mbielus tinham penas; e os Mokeles também. Eles são quase como pássaros, mas não voam. Os que voam não têm penas.

Dr. Welles: O que mais você pode me dizer sobre a área?

█████: Os Mokeles e os Mbielus e outros não podem deixá-lo sem desaparecer. Nem podem seus ovos ou carne; anos atrás, os caçadores tentaram trazer de volta a carcaça de um Mokele. Levou a aldeia inteira, e quando eles alcançaram a extremidade da área, simplesmente desapareceu.

Dr. Welles: Quantas pessoas entraram na área nos últimos anos?

█████: Muitos. Eles são caçadores, mas eles não querem matar. Eles queriam encontrar o Mokele e nada mais. Eles nunca conseguem, por qualquer motivo. É porque eles não olham naquela área para o Mokele, nós lhes dizemos que é perigoso, e é. Todas as pessoas sabem que a área é perigosa e não se aproxima da área.

Dr. Welles: Isso será tudo. Obrigado pela sua colaboração.

<Fim do Registro>
Nota: A administração com amnésicos foi considerada desnecessária devido à familiaridade que a maioria da aldeia tinha com SCP-1265.

Notas Coletadas Sobre SCP-1265-A: Notas tomadas durante uma expedição mensal em SCP-1265 pelo Dr. Neill.

Eu ainda acho fascinante que quase todas as instâncias de SCP-1265-A (bem, os dinossauros, pelo menos) sejam emplumadas, não escalonadas. Tudo o que tenho a dizer é isto: Chen, vai se ferrar. Isso sopra Yixian para fora da água.5 Weng se depara com algumas carcaças, e ele brincou algumas vezes sobre querer ver o gosto daquilo. Eu não confio em carne de dinossauro, especialmente dado o que foi encontrado naquela fazenda na China. Há alguns trilobites na água, no entanto, e os nativos às vezes vêm aqui para pescar para eles. Eles têm gosto de camarão.

Como observado na descrição principal, a maioria deles é do clado Dinosauria, e são todos adaptados para o clima do Congo. Vários deles são quase anfíbios, como o Kentrosaurus, que prefere passar o tempo na água. A observação mostrou que pode prender a respiração por até uma hora. Como os Kentrosaurus nativos desta área têm grandes quantidades de algas crescendo em suas placas e espigões, ocasionalmente dando a ilusão de que eles são um arbusto vivo de algum tipo. Kentrosaurus são usualmente dóceis, mas vimos que seus thagomizers6 pode derrubar várias árvores pequenas.

Apesar da teoria criada por Russell por volta de 1980, não há absolutamente nenhuma evidência de que Troodon jamais teria evoluído para o chamado "Dinossauroide"7, mas são bastante inteligentes. Eles foram vistos usando ferramentas rudimentares de maneira semelhante aos chimpanzés, a fim de colher frutas das árvores e atirar pedras em suas presas para prejudicá-las.

Hoje, nós tínhamos encontrado uma família de Baryonyx. Acontece que eles são semiaquáticos e usam suas caudas para se jogarem na água atrás de peixes e mordê-los como um crocodilo ou gavial. Eles parecem estar se associando a um clã de Spinosaurus.

Dr. Moore ficou muito desapontado em ver um Spinosaurus ainda vivo, e eu sinceramente não posso culpá-lo. Eles são em sua maioria quadrúpedes e têm penas mais como patos do que qualquer outra coisa. Sua estrutura esquelética é completamente inadequada para andar na vertical, e quanto menos dito sobre a coluna, era melhor. Cientificamente fascinante, mas como um entusiasta de dinossauros ao longo da vida, devo lamentar por tal titã.

Fizemos uma descoberta incrível: um dinossauro voador de quatro asas, com asas em ambos os braços e pernas. Weng especula que é uma espécie completamente nova de Microraptor, nativo da Ásia. É colorido como um corvo, sua plumagem é de um preto iridescente. Desde que não tinha sido encontrado no registro, tinha sido categorizado como uma instância -α, e essas coisas são irritantes. Weng quase mordeu o seu dedo. No caso de encontrarem a espécie no registro de fósseis, vamos nomear corretamente, mas por enquanto, é apenas Microraptor foundationii8.

Nós finalmente encontramos algo que não está emplumado. É uma espécie de crocodilo, Postosuchus, Triássico Superior. Estava bebendo na beira de um lago, quando de repente, um grupo de Coelophysis pulou e atacou o animal. Vários deles atingiram a garganta, cortando a jugular; Assim que sangrou, eles começaram a estraçalhar o cadáver até o osso. Era espantoso, quase como uma piranha destroçando uma vaca na Amazônia.

Conseguimos recolher o esqueleto, Weng notou que a coisa tinha três tornozelos estilhaçados, como se tivessem caído de pé; provavelmente porque o Coelophysis foi capaz de derrubá-lo tão facilmente.

Nós vimos uma luta entre um Therizinosaurus e um Carnotaurus. O Therizinosaurus praticamente decapitou o pobre carnívoro, que tinha aproximadamente o mesmo tamanho; o Therizinosaur então fez algo um pouco estranho: abriu o corpo do Carnotaur e mergulhou suas garras no sangue, antes de marcar as árvores ao redor com o sangue do pobre dinossauro. Eu acredito que isso foi feito com o propósito de marcar território; Na verdade, é bastante fascinante, ainda que um tanto horrível. O Therizinosaur em seguida, comeu um pouco de carne do Carnotaur na área esquerda.

Dr. Moore aparentemente nunca viu um Dilophosaurus fora de um filme; Ele ficou absolutamente chocado quando viu um, e não era uma criatura com 2 metros de comprimento que agia como um cachorro, mas sim uma criatura com 6 metros de comprimento que queria morder sua cabeça. A criatura tinha fugido, mas conseguimos tirar boas fotos. Também encontrei algumas pegadas de um saurópode desconhecido.

Eu… honestamente não tenho ideia do que vi na Terra.

Encontramos uma nova instância de SCP-1265-α. Parecia ser um ceratopsídeo, com um único chifre e quatro pernas atarracadas. Mas tinha uma longa cauda arrastando ao longo do chão, não característico de ceratopsídeos, e não tinha nenhum tipo de comparação; em vez disso, quase parecia ter "orelhas" flexíveis perto do topo de sua cabeça. Também era bastante agressivo e estava envolvido em combate com um Pachyrhinosaurus por razões desconhecidas; Acabou dando uma surra no coitado do animal. Decidimos voltar para a nossa área depois disso.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License