SCP-127-PT

avaliação: +11+x


PRIMEIRA REVISÃO

02/07/1992


Item nº: 127-PT
Nível2
Classe de Contenção:
seguro
Classe Secundária:
{$secondary-class}
Classe de Disrupção:
vlam
Classe de Risco:
danger

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS DE CONTENÇÃO: Toda solicitação de utilização deve ser avaliada e discutida pelos responsáveis pelo item ou ser submetida a uma solicitação formal ao setor superior.

A sala de contenção de SCP-127-PT pode ser acessada, entre a equipe responsável pelo objeto, somente pelo atual chefe de contenção e por membros autorizados. Além disso, é obrigatório o uso de equipamentos de proteção individual ao manusear SCP-127-PT. Isso inclui luvas, máscaras e roupas de proteção adequadas.

Qualquer atividade ou uso de SCP-127-PT deve ser documentado e registrado. Esse registro deve conter informações detalhadas sobre a natureza da atividade, o motivo de sua realização e os resultados obtidos. Caso haja suspeita de qualquer falha ou mau funcionamento do objeto, a equipe responsável deve notificar imediatamente os superiores e tomar as medidas necessárias para conter a situação.

DESCRIÇÃO: SCP-127-PT apresenta-se como um dispositivo composto, em grande parte, por metal e cobre, além de detalhes em ouro puro localizados em determinadas partes do objeto.

Sua estrutura é composta por uma esfera central que flutua de forma anômala, tendo em seu exterior, uma série de anéis e ligações metálicas com encaixes e engrenagens flutuantes que podem ser manuseadas. A alteração da posição dos materiais desse artefato é responsável por ativar suas propriedades anômalas.

Um anel metálico maior que os demais, referido de agora em diante como SCP-127-PT-A, com comprimento de 10,5 centímetros de diâmetro, se sobressai entre as demais peças como o componente principal. SCP-127-PT-A possui encaixes ao longo de sua estrutura, totalizando quatro, sendo cada um deles apresentado em gravuras como: "Material"; "Indivíduo"; "Conhecimento" e "Poder".1 SCP-127-PT-B designa o restante das peças que se encaixam com SCP-127-PT-A, gravadas com palavras como "Criar", "Destruir", "Alterar", "Mover", "Anular", "Futuro" e "Passado", totalizando 7 componentes SCP-127-PT-B, com um total de 28 combinações.

SCP-127-PT é capaz de provocar modificações na estrutura da matéria, interferindo em suas propriedades físico-químicas e em seus processos reativos por meio de forças anômalas, além de ser capaz de alterar elementos relacionados a outras pessoas, como sua personalidade, vontade, forma de agir e entre outros, dependendo do desejo do usuário.

Ao manusear o artefato e seus mecanismos, há um limite de tempo de 6 minutos e 24 segundos para que informações sobre os componentes principais encaixados ou alterados sejam especificadas.2Após o tempo de 6 minutos e 24 segundos, o item se desmonta e todos componentes encaixados anteriormente em SCP-127-PT-A se separam. Se as especificações não forem informadas dentro do tempo limite, SCP-127-PT apenas se desativará automaticamente.

Por exemplo, a combinação de "Material" e "Criar" permite que o usuário especifique uma quantidade, propriedades, local de origem e diversas outras informações de um material já existente. Caso todos os dados necessários não sejam fornecidos, o artefato anômalo ocupará essas especificações sobre o pedido de forma aleatória, copiando propriedades químicas/aparência de outros materiais já existentes ou criando esses dados a partir de uma fonte não-registrada.

Após a utilização do artefato, o indivíduo manifesta uma série de condições físicas e psicológicas, incluindo constantes dores de cabeça, dores no corpo, alucinações e sentidos afetados. É importante ressaltar que tais sintomas tendem a se intensificar em casos em que o objeto é novamente utilizado em um intervalo de tempo reduzido, podendo levar o usuário ao óbito.

Tais sintomas podem variar dependendo do desejo concedido pelo artefato. Não há um parâmetro fixo estabelecido, entretanto, nota-se que fatores como a quantidade e complexidade do pedido influenciam nos sintomas apresentados. Por exemplo, se o item fosse utilizado para formar uma única fruta, seus efeitos negativos ao usuário seriam menos efetivos do que se fossem mil frutas a serem criadas por SCP-127-PT.

O artefato foi registrado após a morte de Antônio da Gama Santos em 1975, bisneto de José Coelho da Gama3 após uma vistoria em seu gabinete no Palácio Antônio Lemos, junto de uma carta datada de 1906 para José Coelho.

Querido José Coelho da Gama e Abreu, meu filho,

Tenho a honra de te presentear com este objeto em virtude de uma de nossas expedições arqueológicas independentes na Grécia, ao lado de seus colegas. Meu pai, em sua busca incessante por nossas raízes gregas, descobriu este artefato de poderes extraordinários, capaz de realizar seus mais profundos desejos. Contudo, é importante ressaltar que seus efeitos colaterais dependem da maneira como for utilizado.

Meu pai, sempre reverenciando as origens helênicas de nossos antepassados, denominou este artefato de Théos. Em grego, Théos significa "Deus", e posso assegurar que foi uma intervenção divina que nos permitiu alcançar as maiores conquistas em nossa trajetória terrena.

Desejo que aproveites com sabedoria essa fonte de milagres e que ela traga consigo a alegria e a satisfação dos desejos mais profundos de tua alma. Entretanto, é crucial que tenhas cautela ao manusear tal objeto, pois seus resultados podem ser imprevisíveis. Este artefato possui efeitos colaterais se for usado em exagero ou caso seus pedidos sejam absurdos.

Que Deus esteja sempre ao teu lado, guiando-te com sabedoria e discernimento em cada uma de tuas decisões.

27/01/1906

Ademais, uma correspondência adicional foi encontrada no gabinete do Palácio Antônio Lemos, sendo essa uma carta escrita pelo neto de José Coelho direcionada ao seu avô que não foi enviada, mas que ainda permanecia no cofre principal dentro do casarão.

Meu amado pai

Compartilho o fardo pesado e a saudade que me assolam nesta terra distante.

Gerir estas terras tem sido uma jornada árdua, onde cada passo me leva a lembrar com carinho da nossa terra natal. Aqui, a conquista é cansativa, e seus resultados são incertos, longe da certeza e da abundância que conhecíamos. A falta da familiaridade e da simplicidade da nossa terra me consome. Nem toda conquista tem seu valor equivalente. Não ter vocês e não ter ao povo é um fardo. Eu deveria aceitar isso?

Com amor e gratidão,
Teu filho

Me desculpe.4

Assim que encontrado pela Fundação, SCP-127-PT estava em seu estado inativo.

Documentos relacionados ao item no local continham um extenso guia relacionado ao uso do objeto em sua forma inicial, junto de uma série de regras e sugestões, as quais foram posteriormente usadas pela Fundação como forma de estudo do artefato.


SEGUNDA REVISÃO

27/01/2001


Item nº: 127-PT
Nível3
Classe de Contenção:
keter
Classe Secundária:
{$secondary-class}
Classe de Disrupção:
vlam
Classe de Risco:
danger
image2

Ilha Urubuoca, Pará, atual localização de SCP-127-PT.

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS DE CONTENÇÃO: A ilha de Urubuoca, situada no estado do Pará, Brasil, está destinada a ser um território privado exclusivamente para membros devidamente autorizados da Fundação, em virtude da natureza de SCP-127-PT.

Com o intuito de garantir a segurança e preservação do item, é imprescindível a manutenção de um perímetro de 70 metros ao seu redor. Adicionalmente, todas as ativações relacionadas a esse objeto devem ser devidamente registradas, a fim de documentar e monitorar sua atividade anômala, criando uma previsão para uma anormalidade futura criada por SCP-127-PT. Além disso, é de extrema importância restringir completamente o acesso ao raio de atividade atual do objeto, que se estende a 55 metros, exceto para fins de experimentação e estudo autorizado.

image1

Fotografia registrada de SCP-127-PT em seu estado atual.

DESCRIÇÃO: SCP-127-PT é a designação atribuída a uma anormalidade espacial atualmente localizada em Urubuoca, no estado brasileiro do Pará. Visivelmente, se apresenta como um mecanismo cintilante em constante rotação a atualmente cerca de 2 metros acima do solo. Tal artefato possui doze peças e quatro encaixes, com essas peças movimentando-se em intervalos aleatórios que podem variar largamente, as vezes levando minutos, as vezes levando meses.

A cada encaixe, uma diferente anomalia pode se manifestar em uma área de até 55 metros do item. As anomalias apresentadas por SCP-127-PT não possuem um padrão quanto ao período entre cada ativação e suas propriedades, entretanto, é impossível de determinar a próxima anormalidade criada pelo artefato. Seus efeitos anômalos até agora observados incluem:

  • Aparições, num raio de 55 metros do objeto, de fragmentos de matérias-primas como minerais e madeiras, objetos de manufatura humana, etc;
  • Surgimento de objetos sem um padrão específico;
  • Alteração do solo no raio de 55 metros, incluindo diversos desníveis e relevos;
  • Mudança na coloração emitida pelo artefato;
  • Criação de figuras humanas e humanoides incapazes de se comunicar verbalmente;
  • Criação de entidades conscientes diversas, tais como porcos, vacas, ovelhas;
  • Formação de entidades conscientes sem espécie ou linhagem registrada;
  • Alteração no sentido de indivíduos dentro do raio de 55 metros do objeto. Em indivíduos humanos, inclui a presença de alucinações, surdez e ampliação do olfato;
  • Criação de formas vistas como feixes de luz aleatórios.

Observação revela que a quantidade ou tamanho do resultado de uma ativação influencie no tempo para que uma nova anormalidade seja apresentada; isto é, quanto mais significativos forem esses dois fatores, mais tempo levará para a próxima anomalia. Por exemplo, é seguro de se dizer que a próxima ativação será mais rápida se SCP-127-PT formar um cubo de pedregulho de 30 centímetros no lugar de um cubo de pedregulho de 10 metros.

Qualquer tentativa de mover as peças do objeto utilizando outros meios são ineficientes, visto que seus mecanismos tornam-se rígidos para qualquer alteração externa em sua estrutura. Do mesmo modo, mostrou-se impossível realocar o objeto de local, visto que sua estrutura é mantida na mesma posição independentemente de ações externas.

ADENDO 127.1: Após ativações e manuseios feitos em SCP-127-PT depois de sua descoberta pela Fundação Lusófona, diversas inconstâncias começaram a ser notadas do objeto, como o atraso nos pedidos solicitados e características fora das desejadas pelo usuário, mesmo que tais tenham sido anteriormente especificadas. Tais eventos se intensificaram ao longo do mês de Janeiro, até a criação de uma ordem proveniente do diretor da equipe de contenção para proibir por completo temporariamente os experimentos com a anomalia.

Alguns dias após a ordem, sem nenhuma ativação externa, SCP-127-PT começou a mover seus próprios mecanismos e executar uma série de operações. Um desses inclui sua atual forma e estrutura, que impossibilitaram que o artefato fosse movido do ambiente de imediato.

Essa série de solicitações incluem alguns dos efeitos anômalos citados no início dessa revisão, uma dessas, incluindo o desaparecimento do artefato no dia 20 de janeiro de 20015, que foi encontrado posteriormente em Urubuoca.

ADENDO 127.2: Além das anormalidades anteriormente citadas neste arquivo, folhas de papel com conteúdo escrito passaram a ser geradas nas proximidades do item. Esses documentos seguiam um padrão de 210x297mm, com uma fonte idêntica à encontrada em máquinas de escrita comuns. Cerca de 21 cartas geradas pela anomalia foram encontradas em Urubuoca, no total. O conteúdo presente nesses documentos apresenta um carácter motivacional e filosófico-existencial.

Caminho E Destino (27/08/2002)

Sei que às vezes os objetivos da vida podem parecer tão distantes e inalcançáveis, ao ponto que surge o desejo de desistir. Mas quero te dizer algo especial: não importa quão impossível pareça, você é capaz de conquistar o que deseja. Acredite em si mesmo.

O caminho para alcançar seus objetivos é um verdadeiro tesouro, e o destino final será ainda mais incrível do que você imagina.

Aproveite o prazer de ter um prazer.

Vazio (01/01/2003)

Quando finalmente alcançamos uma conquista, é natural sentir uma mistura de prazer e vazio. A sensação de ter atingido algo grandioso é maravilhosa, mas às vezes nos perguntamos: "o que vem depois disso?"

A vida é um constante ciclo de crescimento e descoberta, e sempre haverá novos caminhos a serem trilhados. Aproveite esse momento para se reconectar consigo mesmo, para explorar novas paixões e interesses. Lembre-se de que a verdadeira felicidade não está apenas na conquista, mas sim na jornada que nos leva até lá.

Permita-se encontrar novos objetivos e propósitos, pois a vida está cheia de surpresas e oportunidades esperando por você.

A vida é um mistério, e não saber é uma proeza.

Simplicidade (12/06/2004)

Nós, seres humanos, às vezes esquecemos que a felicidade está nas coisas simples da vida. Nos perdemos em busca de grandiosidade, achando que o sucesso e a realização estão apenas nos grandes feitos. Mas quero te revelar um segredo: a verdadeira felicidade está nas pequenas coisas. É nos momentos mais simples e sinceros que encontramos a essência da vida. Um abraço apertado, um sorriso espontâneo, o som da chuva caindo, ou tudo isso ao mesmo tempo. Hoje em dia posso tudo, mas não o simples, pelo propósito que perdi, como aquele que saiu de sua terra natal jamais verá o campo novamente.

Essas pequenas coisas são o que nos mantém vivos, o que nos dá forças para continuar. Valorize cada instante e busque a beleza nas coisas mais simples, pois é nelas que encontramos a verdadeira plenitude.


TERCEIRA REVISÃO

27/07/2005


Item nº: 127-PT
Nível3
Classe de Contenção:
keter
Classe Secundária:
{$secondary-class}
Classe de Disrupção:
ekhi
Classe de Risco:
critical
bruh

Uma das fotografias empreendidas com o intuito de registrar a natureza de SCP-127-PT.

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS DE CONTENÇÃO: Devido à natureza de SCP-127-PT, a implementação de uma contenção efetiva se mostra inalcançável. Portanto, é imprescindível adotar uma série de medidas de precaução relacionadas ao objeto.

Em virtude da imprevisibilidade e potencial periculosidade do item, a ilha onde SCP-127-PT se encontra deve permanecer inacessível, tanto para a população local como para os oficiais designados para lidar com a anomalia, mesmo que envolva fins experimentais. A fim de evitar qualquer influência negativa sobre os indivíduos que possam ser afetados pelo campo de ação de SCP-127-PT, todas as atividades turísticas na ilha brasileira de Urubuoca foram oficialmente proibidas.

Amnésticos devem ser aplicados de forma adequada a todos aqueles que adquirirem conhecimento ou avistarem a presença anômala na ilha.

Postos marinhos ao redor da ilha foram estabelecidos em busca de uma observação mais segura do objeto. Todas e quaisquer sub-anormalias ou eventos criados na área de atividade de SCP-127-PT devem ser minuciosamente registrados.

DESCRIÇÃO: SCP-127-PT denota a identificação conferida a uma entidade anômala de natureza espaço-temporal, situada na ilha de Urubuoca, no estado brasileiro do Pará. Através de distorções espaciais que permeiam a totalidade geográfica da ilha, é possível acessar uma realidade alternativa, referida de agora em diante como SCP-127-PT-1.

SCP-127-PT-1 descreve uma realidade composta por corredores de tonalidade avermelhada escura. A entrada e saída desse espaço não obedecem a um método previsível, exceto por estarem localizados dentro da área de influência de SCP-127-PT. Além disso, observa-se a presença de gravuras nos corredores contendo poemas e reflexões filosóficas de um autor desconhecido.

SCP-127-PT é capaz de instaurar sub-anomalias em seu domínio ou correlacionadas à sua própria existência. Estas sub-anomalias criadas por SCP-127-PT são, por sua natureza, ilimitadas e imprevisíveis, englobando desde a geração de entidades até então não catalogadas de maneira científica na localidade onde o objeto exerce sua influência, até a modificação climática local, da estrutura da matéria, do continuum espaço-temporal e da percepção humana.

SCP-127-PT adquiriu sua configuração atual a partir de diversos comandos solicitados pela própria anomalia desde a sua descoberta.

ADENDO 127 1: Cartas de SCP-127-PT após sua configuração atual.

Nada É Eterno (27/01/2009)

A vida é uma jornada repleta de perdas e despedidas. É difícil lidar com as dores que acompanham esses momentos, mas quero te dizer algo importante: você é forte o suficiente para enfrentar qualquer desafio que a vida lhe apresentar.

As perdas fazem parte do ciclo natural da existência, e é através delas que aprendemos, crescemos e nos reinventamos. Permita-se sentir a tristeza, mas lembre-se de que tudo tem um limite. A vida segue seu curso, e novas oportunidades surgirão para preencher o vazio deixado pelo que se foi ou não existe mais. Seja um amado, uma sensação ou um item guardado com amor.

Nada é eterno, nem mesmo a dor.

Vai passar.

Ter Tudo É Perder Tudo (27/08/2010)

Não ter um propósito e ver os outros lutando pelo seu objetivo é a mesma sensação de querer amar e não conseguir. As tarefas se tornam monótonas, e você só as faz por fazer, esperando que, alguma hora, haja uma virada de chave.

Eu esperei tanto tempo por alguém, e esse era meu único propósito por muitos anos. Mas mesmo depois de tudo isso, tendo concluído meu objetivo, que a espera tenha acabado e que, mesmo que pouco, algo finalmente tenha mudado, o vazio permanece.

É a mesma sensação que tive quando entrei aqui pela primeira vez. Sou um deus. Tive tudo e descobri tudo. Fui tudo e senti tudo. Parei. Qual o propósito?

Viver sem propósito não é viver. Os desejos que eram mantidos no suor e no prazer de conquistar aquilo que você lutou para conseguir agora são rápidos. Você não se preocupa com o processo, somente com o resultado, abandonando o prazer da simplicidade e abrindo espaço para o vazio, do mesmo modo que eu fiz, tornando-me Théos.

Você quer continuar assim?


QUARTA REVISÃO

27/02/2011


Item nº: 127-PT
Nível3
Classe de Contenção:
seguro
Classe Secundária:
{$secondary-class}
Classe de Disrupção:
dark
Classe de Risco:
notice

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS DE CONTENÇÃO: SCP-127-PT deve ser armazenado em um local de armazenamento comum de artefatos anômalos com tamanho reduzido.

Atualmente, não é previsto que as atividades de SCP-127-PT retornem.

DESCRIÇÃO: SCP-127-PT Apresenta-se sob a forma de um cubo transparente, cujas dimensões medem dez centímetros em cada uma de suas arestas. Observa-se, no interior deste objeto, uma forma de esfera que irradia um brilho cintilante.

Os efeitos anômalos que foram registrados e documentados em estágios anteriores do objeto ainda se mantêm ativos. Tais anomalias se manifestaram como eventos anômalos e entidades. Um número significativo desses incidentes foi meticulosamente catalogado e arquivado no banco de dados de anomalias central da Fundação Lusófona, a fim de preservar o conhecimento e possibilitar futuras análises e estudos.

SCP-127-PT foi responsável pela sua própria desativação no dia 27 de fevereiro de 2011, momento em que os efeitos anômalos do objeto cessaram abruptamente de uma forma repentina. Como resultado desse evento, a anomalia espaço-temporal de SCP-127-PT, junto de uma grande parte dos efeitos anômalos sob a ilha, foram dissipados.

SCP-127-PT foi encontrado em seu estado atual junto de uma carta, sendo essa a última disponibilizada pelo item desde o ano de 2011.

Théos

Esta carta tem como objetivo compartilhar com vocês reflexões profundas e introspectivas sobre a natureza do vazio existencial e a busca do significado em nossas vidas. Quero transmitir a complexidade dos sentimentos que têm permeado minha existência durante essas décadas.

Ao longo da minha jornada, tenho sido atormentado por um sentimento inquietante de vazio, como se estivesse faltando algo essencial em minha vida, mesmo tendo tudo ao meu alcance. Essa sensação de ausência, de uma lacuna inexplicável, me acompanha constantemente, causando angústia. Parece que existo em um mundo cheio de incertezas e brechas existenciais, buscando incessantemente preencher o abismo que parece residir dentro de mim; um vazio que surgiu pela ausência do vazio.

Nesse contexto de inquietude, surgiu em mim a necessidade de partir, de abandonar tudo que é familiar e adentrar em terras desconhecidas. No entanto, confesso que sempre tive um profundo temor em relação ao ato de desaparecer, de deixar de existir no mundo que conheço. O que acontecerá depois? Será que minha essência se dissipará completamente ou restará apenas um vazio silencioso, uma ausência que ecoará na eternidade?

No entanto, o momento em que escrevo esta carta representa um ponto de virada em minha jornada. Estou diante de uma encruzilhada existencial, onde a aceitação do meu destino se torna inevitável. Reconheço que não posso mais satisfazer os desejos daqueles que se utilizaram da minha presença e da minha forma como fonte de milagres. Sinto-me profundamente desolado por não poder mais proporcionar essa satisfação, mas é chegada a hora de seguir em frente.

O prazer do desejo e da conquista só existe com o sacrifício; é preciso lutar para obter tal recompensa.

Desculpa, pai, mas não consegui ser o filho que você sempre desejou. No fim, talvez fosse melhor ter seguido seu pedido.

Obrigado por tudo, mas não podem fazer por mim aquilo que nem mesmo eu fiz.

Com essas palavras, encerro esta correspondência.

Théos.


Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License