SCP-131-PT
avaliação: +30+x

5/131-PT NÍVEL 5/131-PT
ULTRASSECRETO
classified-bar.svg
classified-bar.svg
classified-bar.svg
classified-bar.svg
classified-bar.svg
classified-bar.svg
Item nº: SCP-131-PT
Keter

Nível de Ameaça: Vermelho

fPtyskL.jpg

SCP-131-PT visto através de uma radiografia.

Procedimentos Especiais de Contenção: Apesar da impossibilidade de SCP-131-PT ser contido, todos os funcionários Classe-D do Sítio PT10 devem ter seus dedos mínimos de mão esquerda removidos para possibilitar a manifestação de SCP-131-PT de forma controlada. Qualquer funcionário do Sítio PT33 que não possuir o dedo mínimo da mão esquerda deve ser retirado do Sítio e transferido imediatamente.

Indivíduos que não sejam funcionários da Fundação devem receber ofertas de implante de prótese estética, alongamento ósseo ou transferência de dedo do pé para a mão. Caso as ofertas não sejam aceitas, indivíduos devem receber tratamento involuntário e posteriormente administrados com amnésticos.

Descrição: SCP-131-PT é o dedo mínimo da mão esquerda de Luís Inácio Lula da Silva (doravante denominado como PdI-12712), sem apresentar traços de decomposição e composição interna não sendo visível através de radiografias.

SCP-131-PT tem a capacidade anômala de se inserir no corpo de qualquer ser humano do sexo masculino, localizado no Brasil, que não apresente o dedo mínimo da mão esquerda. SCP-131-PT aparenta se manifestar quando PdI-12712 age politicamente (Veja Adendo 131-1 para mais informações). SCP-131-PT, após tempo indeterminado, desaparecerá do corpo de seu hospedeiro e ficará desaparecido até a próxima ação política de PdI-12712. SCP-131-PT causa efeitos diferentes a cada vez que se manifesta.

O processo de desaparição e reaparição durante o alojamento de SCP-131-PT é desconhecida. Implantes de chips de rastreamento em SCP-131-PT foram inconclusivos para localizar a anomalia ao desaparecer, cuja posição torna-se inexistente.

Como experimento, SCP-131-PT foi retirado de D-7936 (um de seus hospedeiros). Após ser retirado, SCP-131-PT instantaneamente desapareceu quando não estava no campo de visão de nenhum funcionário e, quando não houve nenhum contato visual com a mão esquerda de D-7936, a anomalia reapareceu em seu antigo hospedeiro.

Adendo 131-PT.1 — Descoberta e História

Em 1964, a Fundação Brasileira fora contatada por agentes próximos da Metalúrgica Independência, localizada em São Paulo, SP, Brasil, onde PdI-12712 trabalhava, após o mesmo ter seu dedo mínimo "esmagado" por uma prensa transversal e imediatamente desaparecer. PdI-12712 não sentiu dores durante o evento e recebeu amnésticos de Classe-C, assim como outros envolvidos. A história original foi encoberta e alterada. O torno mecânico envolvido no evento não apresentou ter propriedades anômalas. O objeto foi removido do local e outro idêntico recolocado.

A primeira manifestação conhecida de SCP-131-PT ocorreu em 1980, quando PdI-12712 ficou preso no DOPS1. As habilidades anômalas de SCP-131-PT foram percebidas, após Gustavo dos Anjos (preso e torturado no DOPS) se tornar hospedeiro de SCP-131-PT, ser morto e [DADOS EXPURGADOS]. A Superintendência Brasileira do Paranormal fora contatada por membros do DOPS após o evento anômalo. Fora percebido que onde estaria o dedo mínimo esquerdo de Gustavo (mesmo havido sido decepado anteriormente) não apresentava sinais de mutilação.

Adendo 131-1:



SCiPNET LOGIN

name
affiliation

Login
Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License