SCP-1461
avaliação: +2+x
03088fd6f579f3883c95e3d81168721f3a02fd4e_Borley_Rectory2.jpg

SCP-1461, pré-contenção.

Item nº: SCP-1461

Classe de Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: O Sítio-6 foi construído ao redor de SCP-1461. A Força Tarefa Móvel Lambda-30 ("Whiskey Tango Foxtrot") tem a atribuição permanente de reforçar a segurança do Sítio-6. Qualquer atividade incomum de SCP-1461 deve ser reportada para os supervisores de Nível 4 no local, que implementarão os procedimentos A4-7 Daybreak ao seu critério (ver o guia de procedimentos padrão do Sítio-6). Qualquer operativo que entrar em SCP-1461 deve estar vestido com proteção NBQA (Nuclear, Biológica, Química e Anômala) completa e escoltas armadas. SCP-1461 é considerado um alvo de alta prioridade para a organização conhecida como Igreja do Deus Quebrado, que fez ██ tentativas de violar o Sítio-6 e acessar SCP-1461 desde 19██.

Descrição: SCP-1461 é uma propriedade Inglesa (datada de aproximadamente 1890) com sub-níveis anexados. A construção veio a atenção da Fundação em Novembro de 1941, quando o seu alojamento e as instalações de seus sub-níveis desapareceram e então se rematerializaram depois de um período de onze dias de ausência. A porção superficial de SCP-1461 é um alojamento de dois andares com doze quartos, quatro banheiros, três escritórios, um saguão/salão principal, uma livraria, uma cozinha e um porão-despensa. A maioria dessas salas foram convertidas em simples casernas anteriormente à aquisição da Fundação e acredita-se que eram as habitações do culto. Funcionários do Sítio-6 reforçaram a estrutura e usam o espaço disponível para abrigar salas de monitoramento e forças de segurança. Nenhuma atividade anômala jamais originou-se da propriedade em si.

As instalações sub-nível são acessíveis através do porão da propriedade. O layout e o tamanho das instalações ainda não foram estimados precisamente, devido às qualidades anômalas e às entidades hostis dentro das mesmas. As instalações são construídas primariamente de concreto, ferro e latão; mas também são compostas por um número desconhecido de materiais exóticos e/ou desconhecidos. O layout das instalações tem arquitetura e rotas ilógicas: por exemplo, portas abrem-se para paredes sólidas ou fossos abertos, escadarias ascendem para espaços vazios, etc. Dano extensivo é aparente através das instalações. Certas seções desmoronaram e estão cheias de arenito cinzento não identificado, que não existe na tabela periódica de elementos expandidos da Fundação. As instalações também contém um acervo largo de artefatos anômalos tanto ativos quanto neutralizados (ver Documento de Inventário I-1461-Current). Se o layout errático das instalações ou se a presença de artefatos era confirmada antes do desaparecimento de SCP-1461, ou se foram introduzidos durante tal desaparecimento, é desconhecido.

As instalações sub-nível são extremamente perigosas, com uma extensiva variedade de aparatos mecânicos móveis, engrenagens girando, pistões, tubulações de vapor e tubulações de líquido refrigerante em que medidas de segurança apropriadas estão ausentes. O maquinário é mantido pela colocação estratégica de bocais que dispensam uma substância negra, semelhante a muco, que é corrosiva para materiais orgânicos, mas que também serve como refrigerante e lubrificante. Algumas seções parecem estar emitindo radiação gamma e raios-x, registando 75 contagens por segundo na maior leitura já registrada. A fonte dessa radiação é desconhecida e nenhum maquinário parece ser construído com (ou para armazenar) componentes radioativos.

1330370997914.jpg

Instância de SCP-1461-1, anteriormente Agente █████. Corpo recuperado do Incidente-C-13-1461.

SCP-1461 contém aproximadamente cinquenta e sete entidades humanoides (incluindo sete prévios funcionários da Fundação) designados como SCP-1461-1. Essas entidades, através de um processo desconhecido, foram incrementados com implantes mecânicos brutos em uma seção ainda não descoberta de SCP-1461. Cada instância de SCP-1461-1 foi incrementada de forma única, com pouca uniformidade entre si. A maioria com incrementada com dentes metálicos e protusões similares a garras em suas mãos, dando a elas habilidades letais de combate corpo-a-corpo. Outros incrementos incluem parafusos de ferro enxertados aleatoriamente nos ossos dos sujeitos, vários reforços à coluna espinhal, e a substituição de um ou mais órgãos com equivalentes prostéticos. SCP-1461-1 parecem não possuir mais funções cerebrais elevadas ou reter qualquer senso de identidade, agindo inteiramente em níveis caninos de instinto e inteligência. Instâncias ficam em grupos de uma ou duas unidades, constroem ninhos fáceis de esconder ou defender e tentam coletar comida canibalizando um ao outro ou de funcionários invasores da Fundação. Todas as instâncias de SCP-1461-1 são consideradas extremamente hostis.

É teorizado que o próprio SCP-1461 possa "comandar" instâncias de SCP-1461-1. O sistema de tubos alto-falantes através das instalações já foram observados emitindo gritos metálicos altos que fazem instâncias de SCP-1461-1 se retirarem de uma área. Em outros encontros, um odor metálico parecido com sangue se infiltra através do sistema de ventilação, atraindo instâncias de SCP-1461-1 para a localização marcada. A frequência e a precisão com a qual SCP-1461 marca com tal cheiro áreas atualmente ocupadas por funcionários da Fundação, sugere algum tipo de condução por uma inteligência hostil.

Pelo menos quatro instâncias de SCP-1461-1 receberam incrementos adicionais, substituindo seus esôfagos e pulmões com um dispositivo fonográfico energizado pelos próprios movimentos de SCP-1461-1. Esses fonógrafos emitem um constante e repetente fluxo de fala salpicado de simbolismo religioso, mas não evidenciou pista alguma de seu criador ou propósito.

Adendo: De acordo com registros de 1941, a mansão era de propriedade e um Sr. █████ ██████ e sua família. Um veterano da Primeira Guerra Mundial, Sr. ██████ foi ferido durante a Batalha do Somme e enviado para um hospital em Londres pouco tempo antes do fim da guerra. Suas experiências parecem ter tido um efeito psicológico profundo, dando a ele uma visão niilística da sociedade. Ele construiu SCP-1461 com o objetivo de, de alguma forma, acabar ou escapar do mundo. Mais informações podem ser extrapoladas de seus diários, recuperados de dentro de SCP-1461 (ver Sumário da Evidência V2008-5). Acredita-se que o Sr. ██████ tinha entre 50 e 100 empregados ajudando-o em sua tarefa, a maioria dos quais eventualmente se reorganizaram em um culto devoto a SCP-1461. Um número desconhecido desses seguidores estava presente em SCP-1461 quando a mesma desapareceu, junto com o Sr. ██████, sua esposa e seus dois filhos. Até hj, apenas seis desses indivíduos foram contabilizados.

Logo após a rematerialização de SCP-1461, indivíduos desconhecidos entraram em SCP-1461 antes que agentes da Fundação pudessem conter o local. Acredita-se que tais indivíduos tenham sido membros da companhia do Sr. ██████, que não estavam presentes quando SCP-1461 desaparecera. Eles extraíram com sucesso uma certa quantidade de artefatos potencialmente anômalos que ainda não foram catalogados ou recuperados.

eyesgelcandle.jpg

Amostra obtida da Sala de Produção de Gel.

Lista Parcial de Salas Anômalas Catalogadas
Dos doze sub-níveis descobertos por funcionários da Fundação, apenas 75% de seu layout foi propriamente mapeado e acredita-se que um número desconhecido níveis existem ainda mais abaixo. Cada sub-nível contém salas de escavação, construção e armazenamento, assim como salas exibindo qualidades e/ou artefatos anômalos de nível Euclídeo ou Seguro. Para uma lista completa de salas anômalas em SCP-1461, refira-se ao documento I-1461-Current.

Produção de Gel (Sub-Nível 3): Uma fábrica automatizada que derrete o arenito cinzento não identificado, transformando-o em vidro, moldando o vidro em recipientes e enchendo os recipientes com um gel verde e viscoso feito de uma miríade de substância químicas exóticas. Algumas das jarras contém dentes e órgãos completamente formados, cujos padrões de DNA são totalmente diferentes de qualquer outra coisa na terra. A maioria das jarras tornou-se inerte e seus conteúdos decompuseram-se. A própria máquina de produção de gel foi esmagada em um desmoronamento.

Corredor dos Canos (Sub-Nível 4): Um corredor forrado com aproximadamente 2,450 canos, construídos de latão, ferro, cobre, ouro, bambu, jade entalhada e [DADOS EXPURGADOS]. Pode-se ouvir claramente algum tipo de substância sendo bombeada através do encanamento, mas, tanto origem quanto destino são desconhecidos.

"Entregas da Fábrica" (Sub-Nível Sete): Um grande e mal iluminado armazém, cheio de caixas de madeira de tamanhos variados. Diferentemente de outras salas de armazenamento, que contém materiais mundanos de fontes não-anômalas, as caixas nessa seção estão em branco, ou marcadas simplesmente com "Entregas da Fábrica". Patrulhas irregulares no armazém revelaram que o número e a organização das caixas muda, mas, assim como no caso do Corredor dos Canos, tanto sua origem quanto seu destino são desconhecidos. Em pelo menos uma ocasião, vocalizações abafadas puderam ser ouvidas de dentro do armazém, mas sua fonte nunca foi descoberta.

Sala do Orbe (Sub-Nível Dez): [DADOS EXPURGADOS]

Sala dos Tubos Alto-Falantes (Sub-Nível Onze): Uma multitude de tubos alto falantes feitos de latão que conectam-se através de todo SCP-1461 parecem convergir nesta sala em um grande púlpito central. Os restos mortais de uma fêmea humana foram recuperados aqui, com evidências que sugerem que o corpo (especificamente a pele e os órgãos intestinais) foi usado para que reparos brutos pudessem ser executados em alguns dos tubos danificados.

Sala do Catalizador (Sub-Nível Doze): Uma grande câmara preenchida com uma conjunto aleatório de engrenagens, cabos, roldanas, parafusos e cintos, todos feitos de uma amálgama de ferro, estanho, ouro e outros metais, alguns ainda não identificados. Tal conjunto sofreu danos extensivos, com evidências de que uma grande seção (de aproximadamente 12 metros cúbicos) ter sido violentamente removida. A localização dessa seção é desconhecida. Uma plataforma elevada está suspensa diretamente sobre o conjunto. A plataforma tem uma cama metálica com os restos mortais dissecados de um macho humano. O peito do corpo foi penetrado por grandes seringas, conectadas a uma máquina bombeante, cujo desenho sugere que a mesma bombeava o fluído extraído pelas seringas na parte ausente do maquinário abaixo de si. Em um intervalo regular de quarenta e cinco minutos, o conjunto tenta ligar a si mesmo, mas os danos existentes previnem a inicialização. O acúmulo de calor devido a fricção eventualmente resulta em um desligamento de emergência que dura até que o maquinário tenha esfriado o suficiente para fazer outra tentativa. Item V2008-5 foi recuperado na cama de hospital.

Transcrição Parcial da Gravação em Fonógrafo de uma instância de SCP 1461-1

Eu sou o que vocês fizeram de mim.

Eu sou escolha e eu sou tirania.

Perdoem-me.

Eu sou o antes e eu sou o agora.

Que deuses eles serão, então.

Eu sou o mal e eu sou carne.

Eu sou a armadilha. Eu sou o que caiu na armadilha.

Eu sou beleza e eu sou caos.

Crianças são egoístas.

Eu sou o verme.

Eu quebrei Deus.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License