SCP-1512
avaliação: +1+x

Item n°: SCP-1512

Classe de Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: Pelo menos oito membros da Força Tarefa Omega-8 devem ser designados ao Sítio-166 em tempo integral, com pelo menos três membros da força tarefa simultaneamente conduzindo o Procedimento 1512-Alpha em qualquer horário. Membros de Omega-8 devem realizar um rodízio de turnos dentro e fora da estação a cada 10 horas como apropriado para mitigar estresse. Membros de Omega-8 devem ser equipados com proteções auriculares e trajes de proteção ambiental Classe IV com circuito fechado de ar respirável integrado. Membros da força tarefa devem ser supridos com quantidades suficientes de lápis, papel para escrita e dextroanfetaminas. Os equipamentos de monitoramento que observam e reportam a posição e orientação do ponto de origem devem ser inspecionados e calibrados diariamente para garantir precisão das computações do Procedimento 1512-Alpha.

Para conduzir o Procedimento 1512-Alpha, membros da força tarefa em serviço devem computar, manualmente e em tempo real, a topologia diferencial pseudo-Riemanniana das assíntotas do ponto de origem de SCP-1512. Embora as variáveis sobre as quais as computações são baseadas sejam derivadas de leituras de instrumentos mecânicos e eletrônicos, as computações em si devem ser conduzidas sem o auxílio de dispositivos de computação mecânicos ou eletrônicos. A velocidade e precisão com os quais os cálculos são feitos demonstraram afetar diretamente a eficácia do procedimento em retardar o crescimento de SCP-1512. Ademais, o procedimento demonstrou não ser efetivo a não ser que o indivíduo realizando os cálculos simultaneamente mantenha epistemologia negativa a respeito do trabalho de computação—ou seja, o indivíduo deve desacreditar nos resultados das computações matemáticas.1 As computações devem ser realizadas no Sítio-166 a 6 metros do ponto de origem.

Descrição: SCP-1512 é uma estrutura orgânica similar a uma raiz com uma massa estimada em excesso de 80.000 toneladas métricas no presente. O objeto consiste em uma rede densa e nodosa de longos ramos ou gavinhas. Cada gavinha tem centenas de metros de comprimento, com ramos adicionais a cada poucos metros, e formam espirais ou zigue-zagues em várias direções sem padrão discernível. As gavinhas têm diâmetros que variam entre três e cinco centímetros. A superfície externa tem coloração marrom-avermelhada, com pele manchada e sem pelos. As gavinhas secretam uma gosma tixotrópica corrosiva, malcheirosa e cinza que é capaz de causar queimaduras químicas na pele; adicionalmente, humanos que são expostos à gosma experienciam química cerebral alterada que se manifesta como sensações de desorientação e vertigem. As gavinhas sutilmente pulsam como se por circulação interna ou respiração, mas não se movem de outra forma a não ser crescer em comprimento durante brechas na realização do protocolo de contenção. SCP-1512 irradia calor como se fosse um mamífero de tamanho similar com alta taxa metabólica, e produz tons sonoros altos que são percebidos como ruído marrom.

O ponto de origem de SCP-1512 está localizado no campus da Universidade ███████. O Sítio-166 foi construído ao redor de SCP-1512 (sob a história de fachada de que a instalação faz parte da planta física da universidade) para conter e estudar o objeto. As gavinhas emanam de um ponto de origem específico, cuja posição era anteriormente a localização de um ponto dentro da Unidade 38A das habitações pra estudantes de graduação da universidade. Aquela unidade do dormitório era ocupada por Niels Meyer, um candidato de PhD em matemática na universidade. Os restos de Meyer foram recuperados da localização, e análise forense sugere que o ponto de origem foi dentro do telencéfalo de Meyer. Um caderno recuperado da unidade do dormitório sugere que Meyer estava estudando um problema geométrico hiperbólico não-Euclidiano quando a estrutura passou a existir. O protocolo de contenção foi desenvolvido por pesquisadores da Fundação após analisar o caderno: antes de o protocolo de contenção ser instituído, o crescimento da estrutura resultou na morte de Meyer e significativo dano estrutural ao edifício do dormitório.

A despeito da composição aparentemente orgânica de SCP-1512, a estrutura tem uma dureza Vickers imensuravelmente alta e se provou resistente a dano por cortes, queimaduras, lasers, ácidos corrosivos e substâncias similares, e outros meios. Durante brechas na realização do protocolo de contenção, várias gavinhas de SCP-1512 aumentam em comprimento. A taxa de crescimento das gavinhas aparenta acelerar pela duração de qualquer suspensão da realização do protocolo, e foi mensurada a taxas de até 8 metros/segundo; a fonte da massa adicional é até agora desconhecida. Enquanto crescem, as gavinhas são capazes de deslocar ou quebrar obstruções sólidas incluindo concreto e chapas de aço de nível naval.

O edifício de dormitórios original foi destruído pelo crescimento de SCP-1512 até agora, e não é claro se o Sítio -166 será suficiente para conter qualquer crescimento adicional de SCP-1512 a despeito de reforços às paredes, teto e chão. Devido ao tamanho e potencial taxa de crescimento da estrutura, e o dano ambiental catastrófico que poderia resultar das emanações de gosma, manutenção do protocolo de contenção foi classificada como uma prioridade classe A.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License