SCP-1529
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-1529

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: O habitat natural de SCP-1529 deve ser mantido sob vigilância através de uso de telescópio e satélite sempre que o clima e o dia permitir. Vigilância com telescópio durante todo ano deve ser conduzida pelas estações de monitoramento da Fundação em ███████████, Nepal e ████████████, República Popular da China. No início do ano quando o clima permite, uma companhia de fachada da Fundação, "South Chomolungma Portage", deve estabelecer uma estação de monitoramento avançada, na base escalável do norte e sul, e em acampamentos o mais avançados que o clima permitir (Com exceção do Acampamento VI na trilha de escalada ao norte e o acampamento IV do sul), serão mantidos até as condições climáticas da estação forçarem a evacuação da montanha. Quando SCP-1529 está ativo, a vigilância por telescópio deve ser conduzida por meios de um telescópio automático com uma gravação em vídeo gravando com sete segundos de atraso para evitar a repetição do Incidente 1529-2. Quando necessário e seguro, vigilância deve ser conduzida por avião ou helicóptero.

A Fundação deverá manter contato com coordenadores de expedições civis sempre que necessário para prevenir tentativas de escaladas no local quando SCP-1529 está ativo. Corpos de qualquer andarilho que encontrar SCP-1529 deverão ser removidos da montanha o mais breve possível para autópsia e descarte. Todas as vítimas de SCP-1529 devem ser atribuídas a causas naturais relacionadas a doenças de altitude e hipotermia. Qualquer sobrevivente e/ou testemunha deve ser interrogada e administrada com um Amnéstico Classe-B.

Força Tarefa Móvel Psi-29029 ("Alpine Echo") deve se manter a postos durante todo tempo nas estações de monitoramento da Fundação em ███████████.
Durante os turnos de trabalho, todos membros da FTM devem se manter sempre em um ambiente pressurizado aclimatado a 7.900 metros acima do nível do mar. No caso de recorrência de evento do Incidente 1529-1, "Alpine Echo" deverá ser despachada para a montanha através de helicóptero para tentativa do Procedimento Boukreev.

Descrição: SCP-1529 é um indivíduo humanoide residente próximo ao cume do monte Everest em Nepal, acima dos 8.000 metros na marca da "zona da morte" onde acredita-se que a adaptação climática humana é impossível. SCP-1529 aparenta ser de peso e estatura média, e usa roupas dos pés a cabeça semelhantes ao padrão comum de montanhismo, coloridas de branco. O rosto de SCP-1529 é totalmente obscurecido por um capuz de sua blusa e pelo que aparenta ser um par de óculos de alpinismo preto opaco. SCP-1529 nunca foi observado usando outros tipos de roupas. Como poucos sobreviventes observaram SCP-1529 exceto por telescópio, não se sabe se suas roupas são parte do seu corpo, ou o que existe por baixo delas (exceto o que se consta na entrevista 1529-1.)

A Fundação tomou ciência de SCP-1529 em 1970 quando as expedições anuais para o cume do Monte Everest se tornaram algo comum, e rumores começaram a circular na comunidade dos alpinistas sobre um "monstro" próximo do cume. Fotografias não reveladas encontradas na câmera de George Mallory1 após a descoberta de seus restos em 1999 indica que SCP-1529 estava presente e ativo durante sua tentativa de chegar ao cume, e não era significativamente diferente em aparência do que é hoje. (Recursos de controle de mídia da Fundação relataram que a câmera de Mallory nunca foi encontrada, e que sua morte foi causada por uma queda.)

Durante períodos quando a luz do dia é suficiente e as nuvens permitem vigiar a montanha, SCP-1529 é observado em média de ██% do tempo. Por ██% deste tempo, SCP-1529 é "inativo", ficando em repouso parado ou deitado. Gravações de períodos de inatividade tem se estendido de 17 minutos para (possivelmente) 8 meses; o período médio de inatividade é 23.4 dias. Quando "ativo", SCP-1529 pode ser observado escalando as partes superiores da montanha ao cume sem direção perceptível. Nunca foi observado SCP-1529 usando algum tipo de ferramenta ou auxiliares de escalada além de suas mãos e pés, e quando viaja por rotas de escaladas pré-estabelecidas, ignora a existência de cordas-guias ou escadas instaladas por alpinistas anteriores. SCP-1529 tem demonstrado habilidades para subir ou descer sessões da montanha consideradas intransitáveis para escaladores, e nunca foi observado caindo ou escorregando, e aparenta ser impassível a temperaturas abaixo de zero, ventos fortes, ar rarefeito ou baixa pressão atmosférica. A causa de se tornar ativo ou inativo é desconhecida, e não demonstra ter relação com o clima, hora do dia, aumento de pessoas na montanha, estação ou época do ano. SCP-1529 nunca foi observado descendo a marca dos 8.000 metros (Exceto durante Incidente 1529-1.) Períodos de atividades documentadas se estendem de 3 horas a (possivelmente) 6 dias; a média documentada dos períodos é de 15.2 horas. Observação noturna de SCP-1529 provou-se impossível. Imagens infravermelhas não mostraram diferenças de temperatura entre SCP-1529 e os arredores montanheses.

Se a escalada de um alpinista humano passar da marca dos 8.000 metros enquanto SCP-1529 está ativo, tal tentará caminhar em direção a ele e se interpor entre o alpinista e o cume ou acampamento. SCP-1529 aparenta priorizar alpinistas solitários, ou escaladores que estão significantemente a frente ou atrás do resto de seu grupo, mas irá atacar grupos caso a oportunidade de isolamento não se apresente. Uma vez que SCP-1529 avista o/a viajante, tentará ganhar sua atenção e tentará fazer contato visual, induzindo a vitima a um efeito de hipnose. A vitima se encontrará em um estado difícil de quebrar o contato visual com SCP-1529 e irá começar a se sentir muito aquecida, confortável, sendo induzida a sentar e relaxar. Uma vez que o alpinista cessa seus movimentos, SCP-1529 vai chegar próximo ao escalador e [DADOS EXPURGADOS]. Morte por hipotermia aparenta ocorrer com 1-2 horas de contato visual com SCP-1529, muito mais rápido do que é tipico em alpinistas que ficam presos próximos ao cume. Após a morte, as vítimas de SCP-1529 passam por um acelerado estado de decomposição: depois de muitas horas ou dias, corpos se tornam podres e mumificados em níveis comparados a corpos que estiveram expostos na montanha por muitas décadas.

De aproximadamente 220 pessoas que morreram em altas altitudes do Everest, desde 1924, é acreditado que SCP-1529 é responsável por pelo menos ███. █ pessoas sobreviveram a encontros com SCP-1529, quase todas (exceto da Entrevista 1529-1) devido a ajuda de outro alpinista que ajudou a vítima antes de SCP-1529 fazer contato físico. SCP-1529 parece não ser capaz de arrebatar mais do que um alpinista por vez; contudo, encontros físicos entre SCP-1529 e mais do que uma pessoa foram observados levarem a [DADOS EXPURGADOS]. Propósito e motivação do comportamento de SCP-1529 é desconhecido; ver Entrevista 1529-1 para especulação.

INCIDENTE 1529-1: Em ██/██/19██, SCP-1529 entrou no Acampamento V na entrada ao norte, a 7,775 metros, e [DADOS EXPURGADOS]. ██ casualidades ocorreram, incluindo também, funcionários da Fundação operando no posto de observação do Acampamento V. Recursos de manipulação de media da Fundação atribuíram as mortes para uma tempestade e mal planejamento do coordenador da expedição ███ ████, que estava junto aos falecidos. SCP-1529 não estava sob observação no momento, por ter entrado em fase ativa durante algum momento durante a noite, e não foi localizado no telescópio. Este é o primeiro e único registro documentado de uma estância de SCP-1529 viajando abaixo da marca dos 8.000 metros ou entrando em algum acampamento enquanto habitado.

INCIDENTE 1529-2: Em ██/██/20██, Agente ██████ na base fixa da China, estava focado na vigilância por telescópio de SCP-1529 durante seu período de ativação, próximo ao cume da montanha.██████ reportou que SCP-1529, enquanto estava de face em direção da base, olhou diretamente para o telescópio. ██████ imediatamente reportou sintomas consistentes ao encontro com SCP-1529 e relatou que SCP-1529 havia começado a descer a montanha em direção a base fixa. ██████ não conseguia se retirar do telescópio e teve que ser manualmente detido e sedado 17 minutos após o encontro, onde ele foi rapidamente direcionado a área médica da instalação e foi registrado ter uma temperatura corporal de 27º C e sinais de queimaduras de frio nos dedos dos pés e das mãos, mesmo tendo permanecido dentro de uma sala com temperatura ambiente de 24ºC durante o encontro. Agente █████, que tentou continuar a vigilância após ██████ adoecer, descobriu que SCP-1529 continuava a descer a montanha e teve sintomas similares. Vigilância por telescópio foi suspensa até ██/██, quando supervisão aérea confirmou que SCP-1529 havia parado de descer e entrou em estado inativo.

REGISTRO DE ENTREVISTA 1529-1

ADENDO: Em ██/██/20██, vigilância aérea mostrou uma imagem de um indivíduo similar a SCP-1529 próximo do cume de ████████ ███████, ██████. Como o governo de ██████ tinha proibido alpinismo, ameaça a normalidade é insignificante por hora. Vigilância aérea e por satélite de ███████ ███████ vai continuar em períodos regulares até que uma base de monitoramento permanente seja estabelecida.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License