SCP-1681
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-1681

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: A Força-Tarefa Móvel Chi-23 ("Bisbilhoteiros") deve ativamente monitorar aglomerações públicas espontâneas ou organizadas de mais de 1000 indivíduos em qualquer um dos países que compõem a ex-URSS para a presença de SCP-1681. Após a detecção, agentes devem conter indivíduos suspeitos de terem sido expostos a SCP-1681 e devem administrar amnésticos a indivíduos não afetados em um raio de 50 m. Novos espécimes de SCP-1681-1 devem ser mantidos em quarentena completa no Sítio de Contenção Humanoide 83 até que um evento Berliner seja acionado.

Caso um evento Berliner seja iniciado em público, equipes de limpeza de escritórios de campo próximos devem iniciar procedimentos de limpeza pós-evento, conforme documentado no documento suplementar 1681/Proc/PósInc:rev1.09. O uso de amnésticos foi aprovado.

SCP-1681 foi liberado para pesquisa em formato impresso e digital, visto que apenas exposição auditiva direta produz efeitos adversos.

Esteja avisado que, devido à duração da transição entre os estágios alfa e beta de infecção, e devido à melhoria das relações entre os EUA e a Rússia, os eventos Berliner teoricamente não estão mais limitados aos países anteriormente pertencentes à URSS.

Descrição: SCP-1681 é um agente auditivo memético que afeta exclusivamente seres humanos. SCP-1681 é espalhado especificamente por meio de aglomerações públicas com a participação de mais de 1000 indivíduos em países pertencentes à ex-URSS, e é capaz de surtos espontâneos, apesar dos esforços conjuntos da Fundação e da Coalizão Oculta Global para erradicá-lo fora de contenção. Documentação apreendida dos arquivos da GRU Divisão "P" após sua dissolução mostra que SCP-1681 foi desenvolvido por aquela organização em um esforço para influenciar e controlar a opinião pública sobre os Estados Unidos. SCP-1681 foi lançado pela primeira vez em 21/10/1982 e excedeu em muito a infectividade projetada. Uma contramedida memética auditiva para SCP-1681 é mencionada nesta documentação, mas não parece ser eficaz. Não se sabe se isso á devido a um design defeituoso ou devido à evolução de SCP-1681.

SCP-1681 assume a forma de uma frase ("Afinal, quando atores lideram nações, ursos rugirão.") anexada ao final de uma anedota contada por indivíduos (designados SCP-1681-1) no estágio alfa da infecção. Essas anedotas em si não são anômalas e não mostram um padrão para seu assunto. Independentemente de seu conteúdo, as anedotas hospedeiras eventualmente começam a perder coerência, incorporando referências aos Estados Unidos e simbolismo correspondente, antes de terminar em SCP-1681. Exposição a SCP-1681 sempre resulta em uma infecção em estágio alfa. Ouvintes estão totalmente cientes da discordância no discurso de SCP-1681-1, mas tentativas de apontar isso resultam em SCP-1681-1 ficando confuso e brevemente distraído antes de tentar retomar à sua história.

Aproximadamente 48% dos casos de SCP-1681-1 passam para o estágio beta da infecção, enquanto o restante permanece no estágio alfa indefinidamente, espalhando SCP-1681. Espécimes SCP-1681-1 em estágio alfa comparecerão em qualquer evento legível para espalhar SCP-1681, desconsiderando despesas financeiras relativas, distância de viagem ou compromissos anteriores.

SCP-1681-1 em transição para o estágio beta da infecção se retirarão da sociedade, cortando todos os laços com a família, entes queridos e associados. Durante esse tempo, SCP-1681-1 entrará em estados catatônicos prolongados, intercalados com breves períodos de lucidez. Comunicação se prova difícil, com tentativas de conversação descarriladas por acessos de histeria eufórica. Espécimes neste estágio transitório parecem sofrer de afagia mista; apesar disso, início de morte por fome não ocorre.

Este estágio transitório dura aproximadamente três a seis dias, após os quais SCP-1681-1 terá progredido totalmente para o estágio beta. Ele então tentará obter acesso ao telhado do prédio mais próximo e se jogar. Após o impacto, um evento Berliner é iniciado. Espécimes detidos antes de progredir totalmente para o estágio beta exibirão um comportamento cada vez mais inquieto até que um evento Berliner ocorra espontaneamente.

Em um evento Berliner, um espécime SCP-1681-1 se divide em várias instâncias de um objeto ou animal específico1, que se dispersam a velocidades de até 500 m/s (dependendo do tamanho, forma e massa do item ou animal expelido). A massa e o volume do material disperso não correspondem aos da instância SCP-1681-1 que causou o evento Berliner, e nenhum traço de SCP-1681-1 é recuperado após o evento. Material produzido durante eventos Berliner não exibe propriedades anômalas; entretanto, a alta energia cinética de tais projéteis e a presença ocasional de contaminantes mundanos podem representar um perigo significativo para o público em geral.

Adendo 1681/A/01:

Resumo de gerência do relatório de incidente 1681/RelInc/19820411-2:rev1.19

Às 14:00 horas no domingo, 10 de abril de 1983, uma instância de SCP-1681-1 escalou a torre do sino da Catedral Central de Rostov-on-Don e saltou. Com o impacto, ele explodiu em uma chuva de águias americanas vivas (Haliaeetus leucocephalus). Dezessete civis morreram, mais treze foram hospitalizados com ferimentos decorrentes de traumatismo contundente grave e, em pelo menos um caso, por causa da ingestão involuntária de Haliaeetus leucocephalus.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License