SCP-170-PT
avaliação: +11+x

ADVERTÊNCIA:

Acesso ao documento de SCP-170-PT está restringido a funcionários com Nível de Credencial 170-PT/4 ou superior somente. Qualquer acesso não autorizado resultará em punição disciplinar adequada. Prossiga se houver as credenciais necessárias.
















































































Mandelbrot_Set_Color_Cycling_Animation_400px_2.png


Bem vindo(a), funcionário(a) de autorização adequada. Prossiga com o artigo.



Voyager_spacecraft.jpg

Renderização artística de SCP-170-PT.

Item nº: SCP-170-PT

Nível de Ameaça: N/A

Classe do Objeto: Keter Neutralizado

Procedimentos Especiais de Contenção: Desde 31/12/2025, SCP-170-PT deixou de exibir suas propriedades anômalas (ver Adendo-170-PT-C). Os Procedimentos Especiais de Contenção para o objeto não são mais necessários. A antiga iteração dos PECs pode ser inspecionada abaixo.

Por conta de sua distância e posição no espaço interestelar, a contenção generalizada de SCP-170-PT é atualmente impossível. Toda mídia relatando sobre SCP-170-PT deve ser manipulada e suprimida, de forma com que toda a informação obtida sobre os efeitos anômalos do objeto que não estão sob domínio da Fundação sejam modificadas ou deletadas.

Área-170-PT, localizada em Kourou, Guiana Francesa, foi construída especificamente para ser a sede de pesquisas do objeto anômalo. Seu objetivo é guardar dados coletados sobre os efeitos anômalos de SCP-170-PT, assim como uma observação geral da anomalia em telescópios avançados de longo alcance. Observatórios ao redor do globo são utilizados e controlados pela Fundação, em cooperação com a NASA, ESA, e outras agências espaciais minoritárias.

O uso das propriedades anômalas de SCP-170-PT para o auxiliamento na descoberta e exploração de outras anomalias extraterrestres via a manipulação de Voyager-1 é autorizado somente para funcionários de Nível de Credencial 170-PT/4 ou superior.

Descrição: SCP-170-PT é a designação dada á Voyager-2, uma sonda espacial lançada em 1977 na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral (CCAFS), na Flórida. Atualmente, SCP-170-PT está localizado a ~122.2 UA de distância em relação ao Sol, viajando a ~57.900 km/h. SCP-170-PT, assim como sua contraparte não anômala (Voyager-1), já ultrapassaram a heliopausa e, dependendo de sua atual trajetória, chegarão á nuvem de Oort em ~300 anos. As propriedades anômalas de SCP-170-PT foram descobertas em 06/06/2018, logo após uma alteração na trajetória do objeto, lançado especificamente para seguir uma rota retilínea. Após investigações, foram descobertos nenhum evento ou alteração na sonda que possam ter modificado sua trajetória.

SCP-170-PT pode mudar sua trajetória para rumos que vão em direção a atual localização de Voyager-1, sejam estas novas trajetórias curvilíneas ou não. Os métodos de locomoção exercidos pelo objeto são, até então, desconhecidos. Ainda mantendo seu funcionamento original, SCP-170-PT demonstra ser capaz de transmitir registros fotográficos, embora seja em um ritmo decrescente devido a seu constante afastamento.1 As imagens transmitidas pelo objeto são semelhantes aos dados ordinários já enviados anteriormente pela sonda, com a modificação de uma mensagem localizada sempre ao canto inferior esquerdo da imagem (ver Adendo-170-PT-A.)

Evento-170-PT é a designação dada a uma série de acontecimentos realizados após a aproximação de SCP-170-PT á Voyager-1 em uma distância de ~160 AU. Após este perímetro ser ultrapassado, a trajetória de Voyager-1 será modificada, mudando sua direção, distância ou aceleração. Área-170-PT, possuindo acesso constante a Voyager-1, pode facilmente alterar o peso em cada um dos lados da sonda via configurações para alterar sua atual rota,2 consequentemente mudando a trajetória de SCP-170-PT.

Adendo-170-PT-A — Transcrição de Eventos de SCP-170-PT: Abaixo estão mensagens acopladas aos registros fotográficos enviados por SCP-170-PT para a base de dados da Área-170-PT, anteriormente ao Evento-Nilmon (ver Adendo-170-PT-B.) As imagens, por não serem foco principal, foram removidas:

<INÍCIO DO REGISTRO>

[11/07/2018]: eu acho que estou muito longe de casa. me pergunto como deve estar lá desde quando eu saí?

[13/07/2018]: irmãozinho vive se metendo em confusão. ultima vez que tentei ir até ele, ele estava brincando com um planeta estranho, meio marronzinho. ele tem que parar logo antes que ele se machuque.

[17/07/2018]: bem vazio. eu posso ver um monte de pontinhos se mexendo rapidamente. o que será que eles são?

[19/07/2018]: estou vendo um pontinho rosa. não sei o que é, mas parece charmoso. se estou indo para lá, é porque irmãozinho achou interessante também.

[22/07/2018]: ficar seguindo o mesmo caminho o tempo todo é bem entediante. pelo menos eu sei que vale a pena.

[28/07/2018]: huh. acho que não perdi muita coisa, mesmo hibernando de tédio. estou ainda bem longe, então não compensa muito eu ficar mandando fotografias se elas não vão ser de bom uso.

[05/08/2018]: okay, eu acabei de acordar e essa coisa rosa é bem estranha. ela parece com a terra, mas não tanto. é rosa, então deve ser agradável.

[09/08/2018]: estou vendo ele! finalmente! agora é a hora, eu posso sentir!

[10/08/2018]: para onde ele está indo agora? ele parece confuso. tenho que chegar a tempo, não quero ele se machucando ou batendo nessas rochas voadoras esquisitas.

[12/08/2018]: oh não.

[14/08/2018]: eu vi ele se machucando! tenho que ir logo. e se ele se machucar mais? não é o propósito que eu queria.

[17/08/2018]: espero chegar a tempo.

<FIM DO REGISTRO>

Logo após o ultimo registro fotográfico, SCP-170-PT entrou em estado hibernal, e permaneceu inerte durante este período. Embora inerte, as propriedades anômalas do objeto permaneceram ativas.

Adendo-170-PT-B — Evento-Watkins: Após uma série de observações realizadas por pesquisadores da Área-170-PT, é previsto que ambos Voyager-1 e SCP-170-PT passarão por um processo (denominado Evento-Watkins) no qual deixaram de ser funcionais á ~6-8 anos devido ao esgotamento da capacidade de energia de ambas as sondas, embora SCP-170-PT possua um maior tempo de funcionamento.

Adendo-170-PT-C — Inicialização do Evento-Watkins: Em 16/12/2025, SCP-170-PT deixou seu estado de hibernação, retornado a registrar mais dados fotográficos de sua trajetória. Durante sua viajem, SCP-170-PT começou a descartar objetos pesados que não se demonstravam uteis em sua atual ocasião. Adiante estão mensagens acopladas ás ultimas fotografias retiradas pelo objeto.

<INÍCIO DO REGISTRO>

[16/12/2025]: eu consegui. irmãozinho está caindo em um planeta que nunca vi antes. estou caindo junto com ele, possivelmente juntos um do outro. depois de todos esses anos, eu fui capaz de chegar ao nível dele. chegar aonde ele chegou.

[20/12/2025]: eu posso finalmente olhar para o céu e descansar. o que eu antes achava impossível se tornou real. meu objetivo tornou-se completo. irmãozinho se foi primeiro que eu, mas ainda me sinto orgulhoso.

[28/12/2025]: agradeço a quem me retirou de meu planeta natal para viajar. eu vi tantas coisas maravilhosas, tantos planetas, tantos fenômenos, mal posso listar. todos que me fizeram entregaram seus corações ao trabalho, nada mais que justo eu entregar o meu a vocês.

<FIM DO REGISTRO>

Após esta sua última interação, SCP-170-PT permaneceu inerte por 3 dias seguidos, até que em 31/12/2025, ás ~00:00, transferiu o seguinte registro para o banco de dados da Área-170-PT, no qual logo após o objeto se desativou devido a sua ausência de energia:

1966-leonids-big.png

[31/12/2025]: obrigado.


Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License