SCP-175
avaliação: +2+x

Item nº: SCP-175

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-175 deve ser mantido em um cofre de metal quando não estiver sendo utilizado para testes. O cofre deve ser assegurado em uma sala de armazenamento na Área-███, com outros SCPs de baixa manutenção. A sala será protegida por dois seguranças a todo momento de acordo com o protocolo de segurança [DADOS EXPURGADOS].

Descrição: Quando não “ativo,” SCP-175 se assemelha a um pergaminho amarelado, pouco maior que uma folha de papel comum. As pontas estão rasgadas, e parece envelhecido e frágil. Entretanto, SCP-175 é altamente flexível e indestrutível apesar de sua desgastada aparência, tendo resistido todas as tentativas de remoção de fragmentos para teste.

As propriedades mais interessantes de SCP-175 são reveladas quando movido a certa proximidade de um objeto enterrado. A faixa de proximidade parece alterar baseada em parâmetros desconhecidos: SCP-175 já se tornou “ativo” a distâncias de 30 metros até vários quilômetros. Entretanto, a distância média varia entre 100 e 200 metros.

Quando SCP-175 se torna “ativo,” sua aparência se altera para se tornar ou um mapa, um conjunto de direções para o objeto enterrado, ou um híbrido de ambos. Embora o tamanho aproximado da forma e dimensão de SCP-175 se mantenham constantes, sua aparência pode mudar para se assemelhar a variados tipos de papel e pergaminho, e a escrita ou desenho implementar e o estilo variam também, aparentemente baseado na mentalidade do indivíduo ou indivíduos que enterraram o objeto. Para uma lista parcial de objetos enterrados e quem os enterrou, ver Documento 175-08.

Se o objeto enterrado for descavado, ou o mapa for removido das proximidades do objeto, SCP-175 reverterá para seu estado normal.

Documento n.º 175-08: Lista parcial dos objetos enterrados, aqueles que os enterraram, e aparências de SCP-175. Todos os experimentos foram realizados em [DADOS EXPURGADOS] a menos que declarado o contrário.

Dr. ███████ enterrou uma caixa de madeira. SCP-175 se tornou uma folha de papel quadriculado, com um mapa da região ao redor feito a lápis, com legendas abaixo à esquerda. A localização do tesouro foi claramente marcada. Dr. ███████, notou que a letra em SCP-175 parecia idêntica à sua.

████ ██████, uma garota de 5 anos filha do Dr. █████, foi instruída a enterrar uma caixa de madeira com alguns de seus brinquedos inclusos. SCP-175 se tornou um mapa de giz de cera da região em uma folha de papel branca, claramente feito no estilo de uma criança de sua idade.

███████ ████, um garoto de 10 anos, filho do Agente █████, foi instruído a enterrar uma caixa contendo algumas de suas revistas em quadrinhos. SCP-175 se tornou uma lista de instruções em um papel pautado amarelo, baseado em vários pontos de referência da área (árvores, pedras, etc). As instruções incluíam onde começar, e quantos passos dar para o próximo ponto de referência, a direção a virar, e eventualmente, onde cavar. As instruções eram repletas de erros ortográficos apropriados para o conhecimento de uma criança daquela idade.

████ ████████, um respeitado artista paisagista profissional, foi instruído a enterrar uma caixa vazia de madeira. SCP-175 se tornou uma tela com uma acurada pintura feita por vista aérea do local, com um “x” marcando o lugar onde a caixa foi enterrada.

█████████ ███████, um criador de enigmas e palavras-cruzadas profissional, foi instruído a enterrar uma caixa de madeira. SCP-175 se tornou uma folha de papel quadriculado com diversas palavras-cruzadas e vários outros enigmas de palavras, junto com um meta-enigma. Solucionar os enigmas menores era necessário para descobrir as letras para resolver o meta-enigma, que era uma lista de instruções de onde encontrar o objeto enterrado.

Agente █████, que se lembrou de uma caixa com vários objetos que ele tinha enterrado em seu quintal aos 8 anos, viajou com um time de pesquisa para [DADOS EXPURGADOS]. SCP-175 se tornou um mapa à lápis da região local, juntamente com legendas que não correspondiam com sua caligrafia atual, mas que combinavam com sua escrita em papéis que seus pais tinham guardado daquela época. Mais marcante, o mapa incluía múltiplas árvores que foram cortadas nos anos subsequentes após a caixa ser enterrada.

Um funcionário Classe-D que havia sido um arquiteto previamente à sua condenação como um serial killer foi instruído a enterrar uma caixa de madeira. [DADOS EXPURGADOS]. Para detalhes completos, aqueles com autorização suficiente devem conferir Adendo 175-13.

Durante um transporte de SCP-175, junto a diversos outros SCPs seguros para [DADOS EXPURGADOS], um dos guardas no caminhão relatou um gemido de alta frequência vindo do caixote contendo SCP-175. Conforme protocolo, o caminhão foi parado e evacuado, e a força tarefa mais próxima, Força Tarefa Móvel Ômega-7 (Caixa de Pandora) foi enviada para investigar após ser informada do conteúdo da caixa. De acordo com o interrogatório, eles encontraram uma folha de metal que estava emitindo o gemido, e o som aumentava em frequência e altura ao passo que eles se aproximavam de uma localização específica. Escavação no local revelou SCP-███, neste momento a folha de metal se reverteu ao estado “inativo” de SCP-175.

Adendo 175-13: Em ███████, um funcionário Classe-D que havia sido um arquiteto profissional previamente à sua condenação como um serial killer foi instruído a enterrar uma caixa de madeira; a finalidade deste experimento era ver como SCP-175 se pareceria quando enterrado por um arquiteto. Quando o Dr. ██████ olhou para SCP-175, uma vez que a caixa estava enterrada, ele imediatamente gritou, caiu de joelhos, segurando sua cabeça com ambas as mãos, deixando SCP-175 cair no chão, felizmente, de cabeça para baixo. Agente ████, que estava ao lado do Dr. ██████ no decorrer deste experimento, relatou uma oscilante massa de cores e uma sensação de extrema náusea durante o instante que olhou para SCP-175 enquanto em queda. Ele rapidamente desenterrou a caixa, a fim de restabelecer SCP-175. Dr. ██████ entrou em coma após este incidente, e uma intensa triagem psicológica do sujeito Classe-D revelou uma esquizofrenia e sociopatia muito bem escondidas. Após este experimento, um protocolo estrito foi posto em prática para proteger a saúde mental dos pesquisadores.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License