SCP-176
avaliação: 0+x
scp176.jpg

SCP-176

Item nº: SCP-176

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-176 está contido localmente encoberto como uma contaminação química industrial. Quaisquer civis que tentarem entrar em SCP-176 deverão ser detidos.

Múltiplas câmeras de alta velocidade estão montadas dentro da sala de observação e conectadas a computadores de análise contínua. Se qualquer variação for observada na sequência gravada, um backup de todos os dados devera ser feito imediatamente e a equipe sênior notificada.

Descrição: SCP-176 é uma fábrica química abandonada situada perto de [DADOS EXPURGADOS]. A construção consiste em um piso de fábrica e uma sala de observação no segundo andar, separada da sala principal por espelhos unidirecionais. Existem três entradas para o edifício:

  • Uma área de carregamento de três compartimentos, cujas portas foram soldadas.
  • Uma entrada para empregados no térreo.
  • Uma entrada para a sala de observação no segundo andar, acessível através de uma escada de metal no lado norte do edifício.

Quando se entra pela área de carregamento ou pela entrada de funcionários, nenhuma anomalia é observada, apenas uma sala vazia em severo desuso e necessitando reparos com uma pequena quantidade de detritos metálicos consistentes com uma fábrica abandonada. A escada interna que leva até a sala de observação está ausente e inacessível, e até agora todas as tentativas de entrar na sala de observação por dentro da fábrica através da porta de acesso ou janelas falharam.

Quando se entra na sala de observação pela porta de fora do segundo andar, uma sala de observação industrial consistente em desuso e decaimento com o resto da construção é encontrada. Entretanto, quando o piso da fábrica é visto através das janelas da sala de observação, as propriedades anômalas de SCP-176 são visíveis.

A vista da janela da sala de observação mostra uma cena estática e repetitiva que dura aproximadamente 11.3 segundos antes da repetição. Visível através da janela está uma sala de dimensões e traçado iguais ao chão da fábrica, mas pintado de branco e esterilizado. No meio da sala encontra-se um enorme dispositivo eletrônico instalado de função indeterminada cobrindo pelo menos 50 metros quadrados e se estendendo aproximadamente 2 metros em altura em seu ponto mais alto. Cinco indivíduos em roupas brancas limpas parecem estar trabalhando no dispositivo.

Aproximadamente 5.9 segundos na cena, a porta de entrada de funcionários explode e quatro indivíduos usando armadura tática preta sem marcas de identificação ou emblemas entram na sala e abrem fogo nos funcionários de pesquisa. Em 11.3 segundos, o dispositivo no centro da sala emite um intenso raio de luz e radiação, e a cena se reinicia. Análise de milhares de instâncias da cena mostraram nenhuma variação na sequência.

Ate o momento, todas as tentativas em interagir com a cena falharam; qualquer tentativa de abrir uma brecha na janela ou porta de dentro da sala de observação são recebidas com resistência inconsistente com a forca sugerida dos materiais que compõem sua armação. Ate hoje, todas as tentativas que resultaram em rompimento bem-sucedido da porta ou janela resultaram no dano sendo instantaneamente revertido junto com a sequência durante a explosão de energia. Quaisquer ferramentas ou membros estendidos fora da sala de observação são cortados com precisão, e nunca foram encontrados.

Pesquisa sobre a natureza do dispositivo no centro de SCP-176, assim como as identidades dos indivíduos envolvidos está em progresso.

Adendo 176-1: Análise Aprofundada de Indivíduos em SCP-176

Análise forneceu as seguintes informações em relação aos indivíduos visíveis na cena:

  • Pesquisador não identificado nº1: Homem caucasiano, aproximadamente 40 anos de idade, moreno e olhos verdes. Encontra-se no canto sudeste da sala, lendo de um monitor montado. Atingido três vezes no peito por tiro automático em aproximadamente 8.1 segundos e parece morrer instantaneamente.
  • Pesquisador não identificado nº2: Homem asiático, aproximadamente 35 anos de idade, com cabelo preto e olhos marrons. Encontra-se à esquerda de pesquisador nº1, carrega uma prancheta com anotações indecifráveis no bloco de notas. Atingido uma vez no ombro direito em 8.0 segundos antes de cair no chão, fora de vista atrás do dispositivo.
  • Pesquisador não identificado nº3: Mulher caucasiana, aproximadamente 40 anos de idade, com cabelo marrom e olhos âmbares. Sentada em frente a uma mesa no canto sudoeste da sala, trabalhando numa estação de computador. Está fora da linha de visão quando o tiroteio começa, e se protege debaixo da mesa. Aparenta estar tentando alcançar algum tipo de arma pouco antes do fim da sequência.
  • Pesquisador não identificado nº4: Homem caucasiano, aproximadamente 45 anos de idade, com cabelo marrom e olhos indeterminados. Encontra-se em frente ao dispositivo para o nordeste, com as costas para a sala de observação. Atingido duas vezes na cabeça em 7.2 segundos, morto instantaneamente.
  • Pesquisador não identificado nº5: Homem, indeterminado. Encontra-se no canto noroeste, majoritariamente obscurecido. Presumidamente atingido em aproximadamente 7.8 segundos e cai fora de vista.
  • Agressor não identificado nº1: Homem, indeterminado, carregando uma M4A1 silenciada. Entra primeiro, atira em pesquisador nº4 e pesquisador nº5, então vai em direção ao dispositivo.
  • Agressor não identificado nº2: Homem, indeterminado, carregando uma MP5N silenciada. Entra em segundo, vira à esquerda e atira em pesquisador nº1 e pesquisador nº2, então faz uma varredura em direção ao sudeste.
  • Agressor não identificado nº3: Homem, indeterminado, carregando uma MP5N silenciada. Entra em terceiro, vira a direita e se move debaixo da sala de observação.
  • Agressor não identificado nº4: Homem, indeterminado, carregando uma TMP silenciada. Fica na porta dando cobertura aos outros.
Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License