SCP-177-PT
avaliação: +7+x
177.jpg

Fotografia de SCP-177-PT.

Item nº: SCP-177-PT

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-177-PT deve ser contido em um armário padrão de no mínimo 30 x 30 x 30 cm com destravamento por código de 6 dígitos a ser conhecido apenas pelo diretor do Sítio 77-PT. Apenas Agentes Nível 4 ou acima devem ter conhecimento do objeto no Sítio. Testes devem ser pré-aprovados pelo diretor do Sítio-77-PT e ao menos um Agente Nível 4 ou superior, que deve acompanhar todos os procedimentos. Testes descontinuados. Todos os funcionários presentes no Sítio-77-PT que saibam da existência de SCP-177-PT devem evitar a todo custo que SCP-004-PT-1 tenha conhecimento do objeto. Em caso de quebra de contenção ou caso SCP-004-PT-1 venha a saber da existência e contenção de SCP-177-PT, deve-se administrar um amnéstico Classe A com caráter de urgência no objeto.

Descrição: SCP-177-PT é um relógio da marca █████ ████████ com ponteiros analógicos. O objeto está com o cristal frontal trincado e sua tampa posterior parece ter sido afixada com alguma variação de super-cola, por se apresentar relativamente móvel e de colocação frágil. Em estado dormente, o objeto não possui efeitos anômalos. O efeito foi constatado depois do Agente ███████ encontrar o relógio em repouso sobre uma rocha durante suas férias na praia de ████ ████, São Paulo. Após colocar o objeto em seu pulso, o agente começou a retornar no tempo, sempre para 10 minutos antes do momento em que havia interagido inicialmente com o relógio. A cada vez que o tempo passava novamente, o agente retornava, e após repetir o mesmo período sete (7) vezes e constatar a anomalia, o Agente ███████ retirou o objeto de seu pulso e trouxe-o para a Fundação para análise.

Testes subsequentes (relatados abaixo no documento Arq. Experimentos T-103789-OC721/177-PT) demonstraram que o objeto aparentemente encontra-se com defeito, não podendo ser usado de forma confiável por trazer resultados inconsistentes e ocasionalmente perigosos. A troca de baterias e recolocação das peças internas não fizeram com que SCP-177-PT voltasse a funcionar, e substituições de peças impediram que a anomalia fosse constatada. Sendo assim, a utilização do objeto para interesses da Fundação foi indefinidamente desconsiderada.

Por conta de empregados Classe D não serem confiáveis para testes, visto que poderiam voltar a um momento em que o Sítio não esteja no local atual ou em que possam fugir, os testes foram realizados com funcionários Nível 2 até o último experimento realizado em 25/09/200█, cujo resultado ocasionou na suspensão indefinida de testes futuros. O objeto deve portanto permanecer contido e sem uso por qualquer pessoa da Fundação.

Nota do diretor do Sítio: temos motivos para acreditar que este objeto esteja relacionado à organização do agente com quem SCP-004-PT-1 se relacionava. Todas as medidas cabíveis para impedir que SCP-004-PT-1 tome conhecimento deste objeto devem ser empregadas.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License