SCP-2014
avaliação: +2+x
2014.jpg

SCP-2014 no local da descoberta.

Item nº: SCP-2014

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-2014 deve ser mantido em um habitat artificial apropriado para lagartixas na Área-27. SCP-2014 deve ser tratado conforme especificado na folha de cuidados 2014-A, derivada de material de Eublepharis macularius. SCP-2014 pode usar seu skate para fins recreativos se um bom comportamento for mantido, embora ele deva ser mantido sob vigilância com anestesiologistas no caso de tentar violar a contenção.

Descrição: SCP-2014 é uma lagartixa adulta do sexo masculino pertencente a espécie Eublepharis macularius, medindo 8,5 cm de comprimento. SCP-2014 é fisicamente indistinguível de outros membros de sua espécie.

SCP-2014 é sapiente e possui habilidades telecinéticas. Ele pode usar essas habilidades para manipular objetos de longe. SCP-2014 é capaz de manipular qualquer objeto dentro de 24 metros, independentemente de estar visível ou não. SCP-2014 se identifica como “Zsar Magoth”, uma entidade extradimensional suspeita de ter sido responsável por criar múltiplos cultos e causar vários crimes, como assassinato, roubo e exposição indecente.

SCP-2014 chamou a atenção da Fundação em 21 de Fevereiro de 1998, quando um dos competidores de um campeonato de skate em Los Angeles, Califórnia, foi visto realizando acrobacias fisicamente impossíveis. Mais tarde foi descoberto que o competidor havia realizado um ritual oculto a fim de convocar a consciência de Zsar Magoth para o corpo de sua lagartixa de estimação. SCP-2014 foi mantido dentro do bolso do competidor e usou seus poderes telecinéticos para lhe dar uma vantagem no campeonato. Todas as testemunhas receberam amnésicos da Classe-B.

Adendo: Registro de Entrevista

Entrevistado: SCP-2014

Entrevistador: Doutor ██████

Prefacio: SCP-2014 recebeu uma caneta e papel para manipular telecineticamente a fim de se comunicar. Todas as respostas são transcritas textualmente.

<Inicio do Registro>

Doutor ██████: Olá, SCP-2014. Você consegue me entender?

SCP-2014: Sim, doutor.

Doutor ██████: Eu quero te fazer algumas perguntas, se você não se importa.

SCP-2014: Claro, mas isso parece meio estranho.

Doutor ██████: O corpo que você está ocupando não é o original, correto?

SCP-2014: É isso mesmo, eu peguei esse lagartos quando esse pobre garoto me convocou. O rapaz estava mexendo na sua peruca em alguma competição de skate. Eu podia ver que ele era um novato que não faria nada além de movimentos incompletos. Mas eu não podia acreditar que estava sendo convocado para algo assim, sabe? E o pequeno floco nem me trouxe um sacrifício. As crianças não leiam Lovecraft hoje em dia?

Doutor ██████: Essa pessoa convocou você para obter uma vantagem na competição, certo?

SCP-2014: Sim, o rapaz queria que eu usasse meus poderes para melhorar suas habilidades. Nada contra isso, mas eu pessoalmente acho que você deveria trabalhar para o que você quer. Apenas olhe para você verdadeiramente. Dezenas de cultos roubaram, mataram e perderam totalmente o meu nome.

Doutor ██████: Então, por que ajudou ele?

SCP-2014: Eu tenho que ser honesto, doutor. Toda regra tem sua exceção. E a exceção para mim era patinar, porque em toda minha eternidade eu nunca vi algo tão inovador. Eu costumava pensar que vocês eram todos um monte de flocos que eu iria destruir quando eu me tornasse poderoso o suficiente. Mas agora eu sei melhor.

Doutor ██████: Entendo. Você também afirma ser uma entidade extradimensional. Você poderia nos contar mais sobre de onde você veio, e se há mais como você lá?

SCP-2014: É muito insano. Lá existem planetas e estrelas como o seu universo, mas a vida não é a mesma. Temos coisas como serpentes de cristal do tamanho de um planeta, comedores de estrelas, tempestades e relâmpago que fertilizam o solo para criar plantas mecânicas, alguns oceanos gelados cheios de corais de diamante e também ovos carnívoros alados que nunca param de cantar músicas irritantes. E sim, há um muitos caras como eu. É difícil se destacar da multidão para conseguir alguém para convocá-lo e fazer um sacrifício, mas eu só o único que me dou bem nisso.

Doutor ██████: O que aconteceria se o seu corpo atual fosse destruído?

SCP-2014: Eu voltaria para casa. E se eu não obtivesse um sacrifício, eles não ficariam muito contentes com isso.

Doutor ██████: Você tem uma família?

SCP-2014: Cara, POR FAVOR não me lembre disso.

Doutor ██████: Bem. Isso é suficiente para a entrevista. Obrigado, SCP-2014.

SCP-2014: Ei doutor-ei, eu posso te pedir favor?

Doutor ██████: Depende.

SCP-2014: Veja se você pode encontrar algum tempo para ir patinar comigo. Eu posso te ensinar alguns movimentos perversos se você estiver com vontade.

Doutor ██████: Eu vou pensar sobre isso.

<Fim do Registro>

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License