SCP-208
avaliação: +3+x
scp208.jpg

Escultura de SCP-208, encontrada no Delta do Nilo.

Item no: SCP-208

Classe de Objecto: Seguro

Procedimentos de Contenção Especiais: Devido a sua natureza dócil, os procedimentos de contenção aplicáveis são mínimos. SCP-208 é para ser hospedado numa cela 10m x 10m decorada num estilo egípcio, mobilhada com um único sofá e uma aparelhagem de som stereo abastecido com musica de origem Norte Africana de qualquer era. Todo o movimento fora de contenção deve ser posto sob vigilância. SCP-208 foi aprovado a operar na ala médica do Sítio-17.

Descrição: SCP-208 aparenta ser um homem baixo e robusto, de herança Egípcia, possuindo uma grande quantidade de pelo sobre grande parte do seu corpo. Ao longo da sua sobrancelha, há uma juba semelhante à de um leão em cor e formato, que cresce ao ponto de um barba significante. Tipicamente, SCP-208 usa uma túnica egípcia, como da milícia do Reino Velho, apesar de as mesmas serem ocasionalmente substituídas por roupas da milícia moderna.

SCP-208 pode induzir regeneração e reconfiguração celular rápida de dentro de formas de vida orgânicas, o que amontoa a habilidade de curar feridas físicas rapidamente e efetivamente. Isto é atuado por uma forma única de radiação eletromagnética libertada do corpo de SCP-208, a qual age num comprimento de onda que oscila com quatro graus de liberdade, ao invés de três. Esta radiação eletromagnética demonstra fenómeno de pulsar incomum. Acrescentando a isto, a energia da radiação decai ao longo da distância numa maneira incompatível com o modelo do quadrado-inverso. A radiação é emitida de SCP-208 naturalmente em doses pequenas, e pode ser libertada em doses maiores quando SCP-208 se foca. Pessoal tem notado que estar perto de SCP-208 provoca um sentimento de bem-estar e conforto, fazendo-o bem popular com a equipa de segurança. Esta radiação também possui a habilidade de repelir más intenções, ao ponto de agir como uma barreira física para seres naturalmente maliciosos. A causa deste efeito é desconhecida, mas Ressonâncias Eletromagnéticas de pessoal de Classe-D, tirados de pena de morte, na presença de SCP-208 detetaram um padrão de neurónios não identificável a ser ativado. Esta atividade coincide com um sentimento de desconforto extremo em parte do sujeito, em que o mesmo tentou fugir da sala de contenção. É especulado que a atividade neural incomum ativa a resposta rápida de stress em sujeitos humanos, estimulando o instinto de sobrevivência. Os efeitos em sujeitos não-humanos ainda são desconhecidos.

Apesar da sua aparência, SCP-208 é amigável e jovial para com o pessoal, e aprecia a companhia de outros. Devido ao seu bom comportamento, disposição e cooperação, SCP-208 foi dado acesso a quase todas as areas comuns do Sítio-17. Conhecido pela maioria dos funcionários por "Bes", SCP-208 foi adoptado como assistente na ala medica do Sítio-17, uma posição que ele parece ter naturalmente integrado. SCP-208 tem um carinho por crianças, e foi notado ser muito protectivo daquilo que ele considera inocente. A única coisa que inspira comportamento agressivo nele foram serpentes, algo que ele exprime um ódio profundo.

SCP-208 foi descoberto em █████, Egito, durante uma procura por SCP-███ ao longo do Rio Nilo. Enquanto agentes da Fundação começaram uma escavação no sedimento no Delta do Nilo, Dr.██████ notou um pé ao relento do leito do rio. Escavações adiante revelaram que estava conectado a um grande bloco de granito. Recuperado e trazido ao Setor-██, SCP-208 foi exumado do bloco de granito após ter surpreendido um investigador que descobriu que ele ainda estava vivo. Após exames foram concluídos, SCP-208 foi movido para o Sítio-17 como um SCP Classe Seguro.


Adendo 208-A: Testes de comparação com SCP-500 revelaram que o mesmo serve como uma cura muito mais efetiva. SCP-208 comentou que ele ainda conta piadas melhor.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License