SCP-217
avaliação: +1+x

Item nº: SCP-217

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: A área de contenção precisa ser mantida atrás de duas escotilhas de pressão revertida. Banho de esterilização química, traje completo de haz-mat (material perigoso) com contenção atmosférica, quarenta e testes em 24h pós-interação são mandatórios para todos os funcionários entrando na área de contaminação. Se a contenção for quebrada, a porta de segurança para a área de contenção e pesquisas será selada, e o agente químico ZEER-217-11 será bombeado no ar.

Qualquer humano exposto à SCP-217 deve ser contido e mantido para observação. Qualquer item tocado pelos afetados por SCP-217 precisa ser esterilizados.

Descrição: SCP-217 é um vírus, incurável por meios conhecidos, com uma taxa de efetividade de 100%. Este afeta todos os organismos no reino Animalia, e pode ser espalhado via toque ou contato com fluidos corporais. SCP-217 é muito resistente, e pode sobreviver por anos fora do corpo de seu hospedeiro. O progresso da infecção é bem lento, com alguns sujeitos vivendo vários anos antes de manifestarem qualquer sintoma.

SCP-217 altera a bioquímica do tecido orgânico, causando matéria orgânica a se re-arranjar em uma forma de "metal orgânico". O processo envolvido com essa mudança ainda não é completamente compreendido mas os estágios avançados estão bem documentados. O sujeito começará a virar uma estrutura complexa de engrenagens e relógios, estes tomando o lugar das funções biológicas anteriores. Infecção no estágio avançado é relatada sendo bastante dolorosa, mas estágios anteriores são muitas vezes despercebidos, com apenas sentimentos vagos de confusão, insônia e rigidez nas juntas. Corações são substituídos por engrenagens e tubos pequenos, juntas por redes de engrenagens, olhos por estruturas similares a câmeras de filmagem com "manivela", etc.

SCP-217 se mostra, primeiro, na parte de fora do corpo de todas as criaturas, exceto mamíferos. Em mamíferos, este primeiro converte a estrutura interna, antes de se manifestar fora do corpo. Isso pode causar aos infectados a passar longos períodos de tempo sem saber da infecção. SCP-217 até se mostrou totalmente convertendo o interior do corpo antes de mostrar qualquer sintoma externamente visível. SCP-217 infectou várias grandes áreas metropolitanas no passado, mais notável ████████████.

O estado mental dos sujeitos no meio do estágio avançado da infecção mostraram ser bastante reduzidos. Sujeitos respondem de um jeito repetitivo, são bem calados e mecânicos nas ações, são facilmente distraídos e confusos, e aparentam ser geralmente irritáveis quando confrontados com novos problemas. Em adição, pesquisas em um cérebro completamente "convertido" foram [DADOS EXPURGADOS]

Documento #217-6: Notas sobre os sintomas

Sujeitos infectados por SCP-217 não tem, nos estágios iniciais, relatado sintomas maiores, fora letargia aumentada e falta geral de resposta emocional. Alguns relataram uma sensação de "tremida" ou "movimento" sob a pele, unidos com um barulho persistente de "tique". Esse barulho aparenta ser mais proeminente quando SCP-217 infecta os ombros, pescoço e cabeça; entretanto, este é audível se equipamentos de gravação estiverem pressionados contra a área afetada.

Infecção inicial de SCP-217 é, como já foi dito, quase indetectável. Enquanto a infecção avança, sujeitos começarão a sentir dor aguda e "rasgante", em áreas que estão sendo "convertidas". Esta foi comparada com um ferimento de faca ou um rasgamento profundo do músculo, e pode persistir durante horas ou vários dias, dependendo tanto do sujeito quando da área afetada. Os novos organismos de engrenagem aparentam rasgar e repartir os tecidos por um curto prazo, antes de se tornar completamente integrado, e se assentando no tecido envolvente. Isso é acreditado ser o responsável pela dor.

Áreas infectadas aparentam ser de metal, principalmente bronze, aço e ferro. Outras substâncias foram relatadas, aparentando ser couro, borracha, vidro, madeira e outros materiais básicos. Apesar da aparência, este é puramente material orgânico, e até mesmo carega o DNA de um sujeito. Órgãos e tecidos afetados aparentam ser mais resiliente que o normal, carregando a mesma força e densidade que os materiais que eles lembram, ao invés de tecido com densidade normal. Áreas danificadas são reparadas depois de um tempo, mas são muito mais lentas que a regeneração humana padrão.

Áreas danificadas podem ser "reparadas" instantaneamente, substituindo áreas danificadas com novas partes do mesmo tipo. Testes mostraram que não há efeitos nocivos se partes feitas de materiais normais (aço, madeira, couro) substituem os relógios biomecânicos existentes.

Mais alarmante: pessoas infectadas com SCP-217 podem viver durante meses, até anos, sem serem detectadas. Com infecção tão fácil de ser espalhada, centenas podem ser afetados antes da contenção apropriada ser aplicada. A infecção aparenta se espalhar mais rapidamente em grandes escritórios, centros comerciais e outras concentrações grandes de pessoas.

Nota: Qualquer pessoa ou coisa suspeitada ou confirmada sendo infectada com SCP-217 NÃO é permitida próxima a SCP-882.

Adendo: Nesse instante, experimentação cruzada entre SCP-229 e SCP-217 é permitida apenas com aprovação O5.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License