SCP-2350

A Guerra Mais Fria » SCP-2350

avaliação: +2+x

Item nº: SCP-2350

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: Uma gravação de SCP-2350 está armazenada em um pendrive seguro no Arsenal Digital do Sítio-42. Esse pendrive deve ser manuseado apenas por pessoas surdas ou por pessoas usando protetores de ouvido industriais e tampões de ouvido.

As Forças-Tarefa Móveis Lambda-12 ("Controle de Pragas") e Upsilon-4 ("Pílula de Açúcar") foram designadas em conjunto para lidar com a contenção de SCP-2350. A Upsilon-4 está trabalhando para desenvolver uma inoculação contra os efeitos de SCP-2350, enquanto a Lambda-12 investiga potenciais eventos SCP-2350-1 ocorrendo no Vietnã. Se a Lambda-12 localizar uma área afetada por SCP-2350-1, eles determinarão o raio do efeito e estabelecer um perímetro de contenção ao seu redor. A Fundação então entrará em contato com o governo vietnamita para estabelecer as áreas afetadas como reservas da vida selvagem.

A Fundação está atualmente tentando negociar com os Estados Unidos da América para a liberação de certos arquivos confidenciais dentro de seus arquivos; se necessário, pressão política pode ser exercida sobre os EUA para alcançar esse objetivo.

Descrição: SCP-2350 é um agente memético transformado em arma transmitido pelo som que se manifesta como a ideia de um enxame de mosquitos. Seres humanos que ouvem SCP-2350 perceberão esse enxame como estando atacando eles, embora seres humanos surdos não sejam afetados. Para cada doze segundos que SCP-2350 é audível, o tamanho percebido do enxame dobrará. Os seres humanos afetados por SCP-2350 sofrerão erupções cutâneas e outras respostas inflamatórias consistentes com picadas de mosquito. Os seres humanos afetados também podem desenvolver sintomas consistentes com doenças transmitidas por mosquitos, como a malária. Em vários casos, pacientes desenvolveram uma combinação de sintomas não associados a nenhuma doença específica, mas com doenças transmitidas por mosquitos em geral.

Mosquito_back.jpg

Efeitos de SCP-2350 em uma cobaia de teste após dois minutos de exposição.

SCP-2350 foi desenvolvido pelos Estados Unidos como uma arma para negar áreas e foi amplamente utilizado nas Guerras da Coreia e do Vietnã. O som era armazenado em fita magnética dentro de um morteiro ou bomba que era então lançado em uma área alvo; ao pousar, o morteiro iria tocar SCP-2350 até que sua fonte de energia morresse. Como apenas estar perto dessas áreas resultaria em infecção pelo meme, milhares de civis vietnamitas foram mortos ou expulsos de suas casas.

SCP-2350-1 refere-se a um fenômeno que afeta áreas esporádicas da selva vietnamita em que SCP-2350 é produzido sem uma fonte aparente. Suspeita-se que SCP-2350-1 tenha resultado do uso prolongado de SCP-2350. As áreas afetadas são totalmente desprovidas de fauna; a fauna nativa parece evitar essas áreas por instinto, enquanto animais não nativos introduzidos na área fogem imediatamente.

Descoberta: A Fundação tomou conhecimento de SCP-2350 em 30/04/2005, quando a Força-Tarefa Móvel Lambda-12 ("Controle de Pragas") encontrou a anomalia no Vietnã enquanto rastreava um surto de SCP-2810. Durante a expedição, a Lambda-12 chegou a um assentamento abandonado afetado por SCP-2350-1, quando descobriram um morteiro destinado a transmitir SCP-2350 e foram infectados por ele. A Lambda-12 conseguiu fugir e relatar o incidente; registros do assentamento, análise de imagens do morteiro e referência cruzada de informações externas levaram à designação oficial de SCP-2350.

História de SCP-2350:

Registros históricos da ASCI2 indicam que SCP-2350 é descendente de uma arma memética usada pela Espanha na Guerra Hispano-Americana, baseada em uma oração asteca a Malinalxochitll3. A eficácia da arma espanhola foi limitada pelo estado primitivo da memética europeia: o som portador tinha de ser feito por um fabricante de som portátil, não causava efeitos físicos e afetava tantos os espanhóis quanto os americanos. Por tanto, a arma não contribuiu de maneira significativa para o esforço de guerra espanhol, e a pesquisa sobre a arma foi entregue aos Estados Unidos como parte do Tratado de Paris de 1898.

Registros coletados pelos soviéticos indicam que os Estados Unidos tentaram refinar a arma para uso em ambas as Guerras Mundiais desenvolvendo uma inoculação contra o meme para uso das forças aliadas. Os avanços necessários para desenvolver inoculações meméticas não foram alcançados até 1947; por tanto, SCP-2350 não viu uso em nenhuma das duas guerras mundiais.

Os registros de pesquisa do Pentagrama4 adquiridos pela Fundação indicam que a primeira inoculação para a arma foi desenvolvida no início de 1950, permitindo sua primeira implementação por meio de bombardeio naval na Batalha de Incheon. A arma seria usada ainda mais como uma ferramenta para negar as linhas de suprimento inimigas e manter os principais pontos estratégicos durante a Guerra da Coreia. Suspeita-se que vários cartuchos da arma tenham sido violados na Batalha de Unsan para cobrir a retirada das forças americanas: registros chineses recuperados da batalha fazem referência repetida a grandes enxames de mosquitos que se materializaram abruptamente nos pontos de travessia ao longo do rio Yalu e atacaram todas as forças chinesas que tentaram perseguir os americanos.

A forma da arma classificada como SCP-2350 foi desenvolvida pela Divisão de Operações Especiais da Chemical Corps dos Estados Unidos e implementada em massa durante a Guerra do Vietnã sob o codinome Agente Negro; além de ter uma maior taxa de crescimento de enxames, a arma era capaz de induzir ferimentos físicos em suas vitimas. Em algum momento anterior a 1961, SCP-2350-1 começou a se manifestar no Vietnã. A inoculação americana era ineficaz contra esta forma de SCP-2350. permitindo-a atacar tanto forças comunistas quanto anticomunistas indiscriminadamente.

'Ranch_Hand'_run.jpg

Aviões da Força Aérea dos Estados Unidos pulverizam uma área de selva que se acredita ser afetada por SCP-2350-1; essa foto fazia parte dos registros coletados do Pentagrama.

Os Estados Unidos tentaram reduzir a disseminação de SCP-2350-1 através de sua campanha de guerra herbicida Operação MÃO DE RANCHO; embora essa tentativa tenha sido parcialmente bem-sucedida, ela teve o efeito adicional de desfolhar grandes porções de selva não afetada e de desalojar milhares de civis vietnamitas. Até 2005, os Estados Unidos não reconhecem a existência de SCP-2350 e repetidamente rejeitam tentativas da Fundação de obter acesso a seus arquivos anômalos históricos por meio de canais tradicionais.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License