SCP-249
avaliação: +1+x

Item nº: SCP-249

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-249 é afixado em uma parede dentro da Área-██. O acesso ao SCP-249 é irrestrito, embora um registro preciso de destinos deve ser mantido e enviado a um supervisor de Nível 4 a cada quatro (4) semanas. Nenhuma anomalia pode ser trazida ou mantida dentro de mil (1000) metros de SCP-249 sem aprovação de Nível 4.

Descrição: SCP-249 parece ser uma porta sem janela, coberta com uma tinta branca desbotada. Foi encontrado em uma casa localizada na pequena cidade de ██████. Quando aberto, SCP-249 não conduz ao outro lado da entrada, mas a uma porta aleatória a menos de oitocentos e cinquenta (850) metros. Os itens que passam por SCP-249 são teletransportados para essa outra porta, independentemente do que possa estar entre a porta e SCP-249. Quando observado a partir do destino, a porta de saída parece abrir-se por vontade própria, e tudo o que passa através de SCP-249 aparece fora do ar. Quando aberto, SCP-249 assume a aparência da porta à qual está conectado. Quando fechado, SCP-249 não está mais conectado a essa porta e volta à aparência padrão.

No entanto, cerca de cada quinhentos (500) usa, SCP-249 não se conecta a uma porta dentro do seu alcance, mas sim a uma localização aleatória em qualquer lugar do mundo, mesmo em locais sem portas aparentes dentro de centenas de quilômetros. Quando a marca de 500 utilizações se aproxima, o uso comum de SCP-249 é interrompido e os testes são feitos para registrar seu local de saída. Desde a sua descoberta, um registro foi mantido documentando esses casos (ver Adendo 249-001).

Documento 249-A
De acordo com O5-██, todos os banheiros foram afastados do alcance de SCP-249.

Adendo 249-001 Registro dos Experimentos

12-10-19██: SCP-249 é encontrado e movido para a Área-██.

24-6-19██: Agente █████ desaparece e é encontrado semanas depois no leste do Canadá; descreve o transporte aleatório.

17-10-20██: Centro do que parece ser o deserto de Saara.

4-12-20██: Armazém em uma cidade destruída que se assemelha a ███████.

25-2-20██: Madagascar.

17-5-20██: Quando aberto, SCP-249 libera uma enorme torrente de água. O agente ██████, que estava segurando a alça da porta, fecha SCP-249 antes que a Área-██ fosse inundada. Depois, Mais tarde, um peixe encontrado no chão é examinado e identificado como uma espécie que vive apenas na Trincheira do Mar profundo do Médio Atlântico.

22-10-20██: [DADOS EXPURGADOS]

19-11-20██: Agente ████ solicita o uso de SCP-249 em missão de infiltração. Pedido aprovado. A missão é bem sucedida.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License