SCP-2711
avaliação: 0+x

Item n°: SCP-2711

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-2711 é armazenado em um compartimento à prova d'água na Unidade de Armazenamento-25, Sítio-148. Testes de SCP-2711 devem ser realizados no sítio, longe de qualquer corpo d'água. Itens não anômalos relacionados são armazenados na Unidade de Armazenamento-26.

Descrição: SCP-2711 é uma grande agulha de ferro, com 33 centímetros de comprimento e 3 centímetros de diâmetro em sua parte mais grossa. Não apresenta sinais de deterioração ou ferrugem.

O efeito anômalo de SCP-2711 é ativado quando ele entra em contato com corpos d'água que possuem um volume superior a 20 litros. SCP-2711 altera o corpo d'água afetado para que ele assuma todas as propriedades físicas do ferro sob a mesma temperatura (exceto aparência)1enquanto retem seus componentes químicos. A água afetada é, portanto, referida como SCP-2711-1.

O efeito se espalha a uma velocidade inicial de 20 litros por segundo e dobra a cada cinco minutos. O processo de conversão irá parar quando toda a água for transformada em SCP-2711-1. Água adicionada a partir deste ponto não será afetada. Enquanto houver mais de 20 litros de SCP-2711-1 anexados a SCP-2711, SCP-2711-1 manterá seu estado atual. Caso contrário, SCP-2711-1 voltará instantaneamente a ser água normal.

Duas séries de inscrições são encontradas em SCP-2711:

Foi confirmado que a primeira série está na mesma escrita usada por SCP-2481-3, que é supostamente a escrita usada na Dinastia Xia. O texto é riscado com profundidade.

伏羲之针,禹王复铸,定诸水、困凶兽、止洪灾。

A agulha de Fuxi, reforjada pelo Rei Yu2 para acalmar/tranquilizar/solidificar as águas, prender as feras ferozes/ameaçadoras e parar as inundações.

A segunda série está confirmada em ser escrita de selo pequeno3. Ao contrário da primeira série, o texto é gravado de forma grosseira.

如意棒

Ruyi Bang/Bastão que Adere aos Desejos de Alguém

Adendo: SCP-2711 foi encontrado na pata direita de um macaco rhesus não anômalo (Macaca mulatta), cravado 2,3 metros abaixo da superfície de um lago no Monte Tongbai, província de Henan, China. O lago foi convertido em SCP-2711-1 no momento da descoberta. O corpo do macaco rhesus data ser de cerca de 600 dC4, mas ainda bem preservado. O sujeito foi encontrado em algo aproximado da Posição de Lótus. Ele usava trajes comuns dos monges budistas de sua época, mas suas roupas estavam muito rasgadas. Um exame mais aprofundado revela que o sujeito morreu sufocado.

Após a remoção de SCP-2711, SCP-2711-1 voltou a ser água do lago. O terreno tornou-se rapidamente instável e o lago foi destruído por um deslizamento de terra. Um poço danificado foi descoberto a baixo do lago durante a limpeza subsequente. O poço é inteiramente feito de ferro e tem 66 metros de profundidade. Correntes quebradas e uma fechadura composta de liga de berílio-bronze foram descobertas dentro do poço.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License