SCP-2761
avaliação: +1+x

Item nº: SCP-2761

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-2761 está atualmente contido em uma unidade de contenção semi-aquática de Classe B com revestimento de chumbo no Sítio-71. Permissão para pesquisas de SCP-2761 está disponível apenas para funcionários de Nível 2 ou superior; pesquisas sobre a genética de SCP-2761 são restringidas somente a funcionários de Nível 3 ou superior. Ainda que carnívoro, SCP-2761 deve ser suprido com uma dieta regular de frutas para minimizar a produção de carcinógenos em seus resíduos1. Assim sendo, funcionários do Sítio-71 designados a SCP-2761 devem reservar horário para reabastecer os suprimentos toda semana.

Descrição: SCP-2761 é uma espécie híbrida geneticamente modificada que sofreu severas mutações físicas desde sua contenção em 2005. Este inicialmente possuía traços anfíbios e aquáticos semelhantes aos de espécies encontradas em Everglades na Flórida. (Onde foi originalmente descoberto), entretanto desde de então desenvolveu características reptilianas. Em 13 de maio de 2016, SCP-2761 media doze metros em comprimento e se assemelha a um grande, jacaré corcunda, bípede e com mandíbula semalhante à de um Carcharhinus leucas (Tubarão-cabeça-chata). SCP-2761 possui notável pigmentação da pele amarelada, além de um petalado, e flexível "babado" que pode ocultar e proteger seu rosto, e constantemente exala um odor descrito como "bananas maduras."

Além disso, SCP-2761 possui sangue altamente tóxico. Pelo menos 32 cancerígenos genéticos conhecidos e dezenas de colônias de bactérias perigosas, incluindo Clostridium tetani, E.coli, e Streptococcus; parece que sua flora intestinal também produz mais tipos diferentes. Entretanto, em vez de causar danos a SCP-2761, estas parecem ser benéficas, favorecendo ainda mais mutações ao longo do tempo; contudo, apesar de todas as mutações de SCP-2761, este nunca
mostrou sinais de câncer ou tumores.

As células de SCP-2761 possuem núcleos extremamente grandes, com os genomas contendo centenas de genes de diversas outras espécies. Além de seu genoma primário, os núcleos também contém 68 outros conjuntos inalterados de DNA de várias espécies; estes nunca mostraram sinais de grande mutação, apesar do sangue de SCP-2761 estar cheio de mutagênicos. Em vez de se colapsar e causar problemas de saúde a longo prazo, o genoma de SCP-2761 se reorganizará rapidamente e substituirá segmentos danificados, causando as mudanças físicas graduais de SCP-2761. É possivel que SCP-2761 possa de alguma forma absorver e expressar estes genomas pelos organismos que ingere.2

Adendo 2761-1: Investigação sobre SCP-2761 desenterrou informações pertencentes a uma companhia conhecida como "Aquagene", uma loja de animais de estimação que vende peixes de aquário geneticamente modificados. Seu acervo é composto principalmente de peixes que demonstram coloração não vista em suas espécies naturais, como bioluminescência e cores exóticas3. SCP-2761 aparentemente era parte de um grupo de protótipos para a próxima leva "Scenty Fruit FishTM." Abaixo segue uma entrevista com Dra. Pearl Watkins (29), e Dr. Marcus Nakamura (41), dois funcionários e geneticistas da Aquagene.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License