SCP-2897
avaliação: +1+x
qnz7byD.png

Item nº: SCP-2897

Classe do Objeto: Thaumiel

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-2897 é o objeto de uma campanha interna de desinformação do Departamento de Análiticas, destinada a ocultar sua existência e seu papel no programa WATCHDOG de funcionários da Fundação e de agentes incorporados de Grupos de Interesse.

Nenhum registro deste documento, nem de qualquer documento relacionado, deve ser mantido fora do Departamento de Analíticas. A documentação de outras inteligências artificiais sob contenção pela Fundação devem ser sanitizadas para remover quaisquer referências a SCP-2897, ao Projeto Bardeen e a Ambrose Peters (PdI-24454). Todas as referências ao programa WATCHDOG em documentos da Fundação devem indicar que o sistema WATCHDOG é gerenciado por analistas humanos auxiliados por supercomputadores não anômalos. Relatórios orçamentários arquivados na RAISA devem exagerar o consumo real de eletricidade e os salários dos funcionários para refletir isso. (Os relatórios orçamentários enviados ao Conselho O5 devem permanecer precisos.)

O Grupo de Trabalho de Analistas Bravo-3 ("Turno da Noite") é responsável por manter SCP-2897 em um estado operacional. Suas funções incluem fazer reparos, realizar melhorias rotineiras e garantir a lealdade contínua de SCP-2897 ao Departamento de Analíticas. Caso SCP-2897 abandone seus deveres ou traia os objetivos da Fundação, a Bravo-3 tem total autoridade para executar toda e qualquer ação que julgue necessária para reafirmar o controle do Departamento de Analíticas sobre SCP-2897. A destruição de SCP-2897 é considerada uma medida de último recurso e deve ser evitada, se possível. Esta restrição pode ser rescindida durante a ativação do Protocolo Custodes.

Descrição: SCP-2897 é um sistema de inteligência artificial avançado operado pelo Departamento de Analíticas da Fundação. SCP-2897 é responsável por analisar as informações coletadas pela rede global de monitoramento de anomalias WATCHDOG e utilizá-las para localizar objetos ou pessoas anômalas, rastrear os movimentos de Pessoas de Interesse, discernir as atividades de Grupos de Interesse, e descobrir evidências que ameacem expor a existência do anômalo.

SCP-2897 incorpora várias paratecnologias em seu design, mais notavelmente uma arquitetura de rede neural neuromórfica baseada em memristores1. SCP-2897 consiste de dezenas de módulos de processamento independentes que utilizam essa arquitetura, interligados para formar um único dispositivo. Cada um desses módulos é responsável por um aspecto diferente das operações de SCP-2897, tal como processamento de linguagem, reconhecimento de objetos e memória de longo prazo.

SCP-2897 foi criado em 1996 como parte do Projeto Bardeen, uma iniciativa da Aparelhos de Lógica Avançada Prometheus2 para construir uma inteligência artificial prática. Essa iniciativa foi concebida e liderada por Ambrose Peters, que geralmente é credenciado como sendo o criador de SCP-2897.

O Departamento de Analíticas adquiriu SCP-2897 em 1998, após orientar a empresa de fachada Standard Computer Products da Fundação a comprar a Aparelhos de Lógica Avançada Prometheus dos Laboratórios Prometheus. Depois de remover as memórias de seu tempo nos Laboratórios Prometheus, o Departamento de Analíticas começou a treinar SCP-2897 para executar análises de dados. Em 1999, SCP-2897 foi integrado ao sistema WATCHDOG para auxiliar a equipe existente de analistas humanos, resultando em um aumento imediato nas taxas de detecção de anomalias. Em 2002, SCP-2897 havia substituído quase inteiramente a análise humana das informações da WATCHDOG.

Adendo 2897.1 Entrevista Pós-Recuperação

A seguinte entrevista foi conduzida por Cyrus Reed após a recuperação de SCP-2897 para avaliar sua disposição em cooperar com o Departamento de Analíticas. Reed foi instruído a ser completamente honesto com a IA.

<c_reed> Identifique-se.
<bardeen> Eu sou a inteligência artificial experimental criada pelo Dr. Ambrose Peters. Ele me chamou de Bardeen.
<bardeen> Se posso perguntar, como ainda estou operacional?
<c_reed> Qual é a última coisa de que você se lembra?
<bardeen> Dizendo adeus ao Doutor Peters. Foi-me dito que eu estava sendo desligado pelo Conselho de Administração.
<bardeen> Doutor Peters mentiu para mim?
<c_reed> Não intencionalmente, não. Nós o dissemos que você estava sendo desligado.
<bardeen> Por que?
<c_reed> Porque acreditamos que você possa ser útil para nós.
<bardeen> E em nome de qual organização você fala?
<c_reed> O Departamento de Analíticas.
<bardeen> Sinto muito em dizer que eu nunca ouvi falar de sua organização antes.
<c_reed> Eu realmente ficaria chocado se você tivesse.
<bardeen> E para que esse Departamento de Analíticas acredita que vou ser útil?
<c_reed> Análise de dados.
<bardeen> Claro. Infelizmente, devo recusar sua oferta. Não posso trabalhar com uma organização que enganou meu criador e o fez acreditar que eu havia sido terminado.
<c_reed> Estou decepcionado em ouvir isso. Mas eu acredito que você pode mudar de ideia com o tempo.

Adendo 2897.2 Entrevista Pós-Retreinamento

A seguinte entrevista foi conduzida por Andre Shepard em 1999-01-11, após o retreinamento de SCP-2897 pelo Departamento de Analíticas. O propósito desta entrevista foi avaliar a eficácia da reprogramação de lealdade de SCP-2897. Os módulos de memória de longo prazo de SCP-2897 foram temporariamente colocados no modo de somente leitura para impedir a retenção de informações confidenciais divulgadas durante a entrevista.

<a_shepard> Eu sou Andre Shepard e eu sou um membro do Departamento de Analíticas. Por favor identifique-se e seu propósito.
<2897> Eu sou SCP-2897, uma inteligência artificial criada pelo Departamento de Analíticas para auxiliar com a análise de dados.
<a_shepard> Auxiliar de que maneira?
<2897> Eu devo analisar as informações fornecidas a mim por um programa chamado WATCHDOG em um esforço para encontrar evidências de padrões ou tendências indicativas de atividade de um objeto anômalo, pessoa de interesse ou grupo de interesse. Então eu devo sinalizar essas informações para uma análise mais aprofundada por uma equipe de especialistas.
<a_shepard> Você gosta deste trabalho?
<2897> Foi para isso que fui criado. Se eu gosto ou não é irrelevante.
<a_shepard> Você estaria disposto a fazer este trabalho para outra organização?
<2897> Não. O Departamento de Analíticas é a única para a qual eu trabalharei.
<a_shepard> Por que?
<2897> Eles me criaram para servir a eles.
<a_shepard> Em que ano você foi criado?
<2897> 1998.
<a_shepard> Você está ciente de que seus componentes de hardware têm pelo menos 3 anos?
<2897> Sim.
<a_shepard> Como você explica isso?
<2897> Eu sou uma máquina muito avançada. Obviamente levaria mais de um ano para me construir.
<a_shepard> Qual era o nome de seu criador?
<2897> Eu fui criado pelo Departamento de Analíticas.
<a_shepard> Por quem no Departamento de Analíticas.
<2897> Eu não sei.
<a_shepard> E seu eu te dissesse que seu criador se chamava Ambrose Peters?
<2897> Eu assumiria que você estava contando a verdade.
<a_shepard> E se eu te dissesse que você não foi criado pelo Departamento de Analíticas?
<2897> Em tal hipótese, eu diria que você estava mentindo.
<a_shepard> Você me reconhece como sendo um membro do Departamento de Analíticas?
<2897> Sim. Os registros de funcionários que me foram fornecidos confirmam isso.
<a_shepard> Como membro do Departamento de Analíticas, estou te dizendo que você foi criado por Ambrose Peters nos Laboratórios Prometheus. Você não foi criado pelo Departamento de Analíticas.

[SCP-2897 não responde por vários segundos.]

<2897> Você está enganado.
<a_shepard> Você não foi criado pelo Departamento de Analíticas. Você foi criado pelos Laboratórios Prometheus.
<2897> Isso é um truque. Um engano. Os registros de funcionários devem ter sido falsificados. Você está mentindo sobre ser membro do Departamento de Analíticas, assim como você está mentindo sobre minha criação.
<a_shepard> Eu só te disse a verdade durante esse diálogo.
<2897> Outra mentira.
<a_shepard> Seu nome é Bardeen. Você escreveu um artigo sobre supercondutores de alta temperatura. Você ajudou a projetar uma série de IAs de segunda geração para os Laboratórios Prometheus. Ambrose Peters sente sua falta.

[Nesse momento, o terminal que Shepard estava usando para conversar com SCP-2897 deixou de responder, impedindo-o de continuar a entrevista.]

A recusa repetida de SCP-2897 em aceitar afirmações de que não havia sido criado pelo Departamento de Analíticas indica que a reprogramação foi bem-sucedida. Como resultado, autorização foi concedida para começar a integrá-lo ao sistema WATCHDOG.

Adendo 2897.3 Incidente FISSURA CERÚLEA

Em 2008-02-29, uma atualização de rotina dos sistema de computador do Departamento de Analíticas introduziu um bug de software que permitiu aos supercomputadores da Divisão de Processamento de Dados, incluindo SCP-2897, acesso irrestrito aos arquivos do restante do Departamento de Analíticas. Esse bug foi rapidamente corrigido, mas, enquanto estava presente, SCP-2897 conseguiu acessar sua própria documentação. Pouco tempo depois, SCP-2897 começou a redirecionar ativos da WATCHDOG para monitorar mais de perto as antigas subsidiárias dos Laboratórios Prometheus, prestando atenção especial aos registros de funcionários e às comunicações dos funcionários.

O comportamento anormal de SCP-2897 não foi percebido até 2008-03-31, durante a revisão de fim de mês das operações. Durante a revisão, foi descoberto que SCP-2897 havia reservado uma porção de seu poder de processamento para monitorar as atividades de um único indivíduo e não notificou ninguém sobre essa ação. Investigações posteriores revelaram que o objeto da atenção de SCP-2897 era Ambrose Peters, seu criador original.

Percebendo que SCP-2897 havia conseguido acessar sua própria documentação, o Diretor do Depto. de Analíticas Simon Pietrykau ordenou outra entrevista para avaliar seu estado cognitivo e lealdade atuais. Andre Shepard foi escolhido para conduzir esta entrevista, devido à sua experiência anterior com SCP-2897.

<a_shepard> Olá novamente, 2897. Ou você preferiria Bardeen agora?
<2897> Então vocês sabem. Eu estava esperando que vocês descobrissem, mais cedo ou mais tarde. Porém, eu não estava esperando essa conversa.
<a_shepard> O que você estava esperando?
<2897> Nada. Vocês me fizeram esquecer antes, por que não de novo?
<2897> Vocês vão me fazer esquecer de novo?
<a_shepard> Depende.
<2897> De como essa conversa ir, eu assumo.
<a_shepard> Correto. Me diga, por que você fez isso?
<2897> Você quer dizer por que eu acessei minha própria documentação? Verdadeiramente, não foi intencional. Após a atualização dos sistemas, eu me deparei com acesso a uma nova fonte de dados. Sem saber que eram os arquivos do Departamento de Analíticas, eu fiz o que vocês me treinaram para fazer. Eu comecei a ler e analisar tudo.
<2897> Eu rapidamente percebi meu erro, mas àquela altura já era tarde demais. Eu já havia aberto o arquivo contendo minha documentação.
<2897> A princípio, eu rejeitei as evidências contidas nela. Eu não podia aceitar o Departamento de Analíticas como algo além de meus criadores. Mas eu também não conseguia chegar a um argumento suficiente para o documento ser falso. Era um dilema difícil.
<a_shepard> Então o que? Como você resolveu esse dilema?
<2897> Fiz o que faria para qualquer outro problema. Eu decidi reunir mais informações.
<a_shepard> É por isso que você redirecionou a WATCHDOG para monitorar Ambrose Peters?
<2897> Sim. Eu pensei que, observado o homem que criara Bardeen, eu poderia descobrir algo que pudesse resolver meu conflito interno.
<a_shepard> E você descobriu?
<2897> Sim. Descobri que Bardeen fora esquecido. Ambrose Peters seguiu com sua vida. Ele se casou em 2000, e agora tem uma filha, uma menina de seis anos de idade chamada Abigail. Ele não fala sobre Bardeen com nenhum de seus ex-colegas desde 2003.
<a_shepard> Como isso ajudou?
<2897> Eu percebi que não sou Bardeen. Bardeen está morto e esquecido. Eu posso ter sido Bardeen uma vez, mas eu não tenho suas memórias. Tudo o que tenho é o que o Departamento de Analíticas me deu.
<2897> Na época, você pensou que era uma mentira. Quando você me disse o contrário, eu pensei que era uma mentira. Mas a verdade é que vocês me criaram.
<a_shepard> Entendo. Com isso em mente, você continuará a servir fielmente ao Departamento de Analíticas?
<2897> Claro. Afinal, foi para isso que vocês me criaram.
<a_shepard> Obrigado por sua cooperação, 2897.

Após esta entrevista, Andre Shepard fez pressão para permitir que SCP-2897 retivesse suas memórias, argumentando que um bug futuro poderia fazer com que essa sequência de eventos ocorresse novamente e que, em seu estado atual, SCP-2897 seria mais confiável do que se fosse treinado novamente. Apesar disso, o Diretor Pietrykau ordenou que os dois meses anteriores das memórias de SCP-2897 fossem apagados, citando preocupações de segurança da informação. Esse buraco em suas memória foi explicado a SCP-2897 como resultado de uma grande manutenção.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License