SCP-2932



:root {
    --timeScale: 1;
    --timeDelay: 0s;
}
 
/* Converting middle divider from box-shadow to ::before pseudo-element */
.anom-bar > .bottom-box { box-shadow: none!important; }
.anom-bar > .bottom-box::before {
    position: absolute;
    content: " ";
    width: 100%;
    height: 0.5rem;
    background-color: rgb(var(--black-monochrome, 12, 12, 12));
    transform: translateY(-0.74rem);
}
 
/* DIVIDER */
.anom-bar > .bottom-box::before {
    animation-name: divider;
    animation-duration: calc(0.74s * var(--timeScale));
    animation-delay: calc(0.1s * var(--timeScale) + var(--timeDelay));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: cubic-bezier(.32,.38,.39,.94);
    animation-fill-mode: backwards;
}
 
/* CLASSIFIED LEVEL BARS */
div.top-center-box  > * {
    animation-name: bar;
    animation-duration: calc(0.45s * var(--timeScale));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: ease-out;
    animation-fill-mode: backwards;
}
div.top-center-box > :nth-child(1) { animation-delay: calc(0.2s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
div.top-center-box > :nth-child(2) { animation-delay: calc(0.32s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
div.top-center-box > :nth-child(3) { animation-delay: calc(0.45s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
div.top-center-box > :nth-child(4) { animation-delay: calc(0.61s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
div.top-center-box > :nth-child(5) { animation-delay: calc(0.75s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
div.top-center-box > :nth-child(6) { animation-delay: calc(0.95s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
 
/* TOP TEXT */
div.top-left-box, div.top-right-box {
    clip-path: polygon( 0% -50%, 150% -50%, 150% 100%, 0% 100%);
}
 
div.top-left-box > *, div.top-right-box > * {
    position: relative;
    animation-name: bottomup;
    animation-duration: calc(0.65s * var(--timeScale));
    animation-delay: calc(0.5s * var(--timeScale) + var(--timeDelay));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: ease-out;
    animation-fill-mode: backwards;
}
 
/*-----------------------------------*/
/*-----------------------------------*/
 
/* CONTAINMENT, DISRUPTION, RISK CLASSES */
div.text-part > * {
    clip-path: polygon( 0% 0%, 100% 0%, 100% 100%, 0% 100%);
    animation-name: expand2;
    animation-duration: calc(0.5s * var(--timeScale));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: cubic-bezier(.12,.41,.27,.99);
    animation-fill-mode: backwards;
}
div.text-part > :nth-child(1) {
    animation-name: expand1;
}
div.text-part > :nth-child(1) { animation-delay: calc(0.6s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
div.text-part > :nth-child(2) { animation-delay: calc(0.75s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
div.text-part > :nth-child(3) { animation-delay: calc(0.86s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
 
div.main-class::before, div.main-class::after {
    animation-name: iconslide;
    animation-duration: calc(0.45s * var(--timeScale));
    animation-delay: calc(0.8s * var(--timeScale) + var(--timeDelay));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: cubic-bezier(.12,.41,.27,.99);
    animation-fill-mode: backwards;
}
 /* BOTTOM TEXT */
div.main-class > *,  div.disrupt-class > *, div.risk-class > * {
    white-space: nowrap;
    animation-name: flowIn;
    animation-duration: calc(0.42s * var(--timeScale));
    animation-delay: calc(0.75s * var(--timeScale) + var(--timeDelay));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: ease-out;
    animation-fill-mode: backwards;
}
 
/*-----------------------------------*/
/*-----------------------------------*/
 
/* DIAMOND */
div.arrows {
    animation-name: arrowspin;
    animation-duration: calc(0.7s * var(--timeScale));
    animation-delay: calc(0.6s * var(--timeScale) + var(--timeDelay));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: cubic-bezier(.12,.41,.27,.99);
    animation-fill-mode: backwards;
}
 
div.quadrants > * {
    animation-name: fade;
    animation-duration: calc(0.3s * var(--timeScale));
    animation-delay: calc(1.4s * var(--timeScale) + var(--timeDelay));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: cubic-bezier(.12,.41,.27,.99);
    animation-fill-mode: backwards;
}
 
div.top-icon, div.right-icon, div.left-icon, div.bottom-icon {
    animation-name: nodegrow;
    animation-duration: calc(0.4s * var(--timeScale));
    animation-delay: calc(1.4s * var(--timeScale) + var(--timeDelay));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: cubic-bezier(.12,.41,.27,.99);
    animation-fill-mode: backwards;
}
div.diamond-part {
    clip-path: polygon( -10% 0.37%, 120% 0.37%, 120% 100%, -10% 100%);
    animation-name: diamondBorder;
    animation-duration: calc(0.8s * var(--timeScale));
    animation-delay: calc(0.5s * var(--timeScale) + var(--timeDelay));
    animation-iteration-count: 1;
    animation-timing-function: cubic-bezier(.32,.38,.39,.94);
    animation-fill-mode: backwards;
    will-change: box-shadow;
}
 
/* MOBILE QUERY */
@media (max-width: 480px ) {
    .anom-bar > .bottom-box::before {
        display:none;
    }
    .anom-bar > .bottom-box {
        box-shadow: 0 -0.5rem 0 0 rgb(var(--black-monochrome, 12, 12, 12))!important;
    }
    div.top-center-box  > * {
        animation-name: bar-mobile;
        animation-duration: calc(0.9s * var(--timeScale));
    }
    div.top-center-box > :nth-child(1) { animation-delay: calc(0.1s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
    div.top-center-box > :nth-child(2) { animation-delay: calc(0.2s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
    div.top-center-box > :nth-child(3) { animation-delay: calc(0.3s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
    div.top-center-box > :nth-child(4) { animation-delay: calc(0.4s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
    div.top-center-box > :nth-child(5) { animation-delay: calc(0.5s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
    div.top-center-box > :nth-child(6) { animation-delay: calc(0.6s * var(--timeScale) + var(--timeDelay)); }
 
}
 
/*--- Motion Accessibility ---*/
@media (prefers-reduced-motion) {
    div.anom-bar-container { --timeScale: 0!important; }
}
 
/*-------------------------*/
 
@keyframes divider {
    from { max-width: 0%;  }
    to { max-width: 100%; }
}
 
@keyframes bar {
    from { max-width: 0%; }
    to { max-width: 100%; }
}
@keyframes bar-mobile {
    from { max-height: 0%; }
    to { max-height: 100%; }
}
 
@keyframes bottomup {
    from { top: 100px; }
    to { top: 0; }
}
 
@keyframes expand1 {
    from { opacity: 0; clip-path: inset(0 calc(100% - 0.75rem) 0 0); }
    to { opacity: 1; clip-path: inset(0); }
}
@keyframes iconslide {
    from { opacity: 0; transform: translateX(-5rem); }
    to { opacity: 1; transform: translateX(0); }
}
 
@keyframes expand2 {
    from { opacity: 0; width: 1%; }
    to { opacity: 1; width: calc(100% - 0.25rem); }
}
@keyframes fade {
    from { opacity: 0; }
    to { opacity: 1; }
}
 
@keyframes flowIn {
    from { opacity: 0; transform: translateY(20px); }
    to { opacity: 1; transform: translateY(0); }
}
 
@keyframes arrowspin {
    from { clip-path: circle(0%); transform: rotate(135deg); }
    to { clip-path: circle(75%); transform: rotate(0deg); }
}
@keyframes nodegrow {
    from { transform: scale(0);}
    to {  transform: scale(1);}
}
@keyframes diamondBorder {
    from { box-shadow: -0.5rem -20rem 0 0 rgb(var(--black-monochrome, 12, 12, 12)); }
    to { box-shadow: -0.5rem 0 0 0 rgb(var(--black-monochrome, 12, 12, 12)); }
}
avaliação: 0+x
paragon.png
forest2.jpg

Passarela levando à entrada de SCP-2932.

Item Nº: SCP-2932

Classe de Objeto: Thaumiel

Procedimentos Especiais de Contenção: A contenção de SCP-2932 se dá, atualmente, no local de sua descoberta. A Força-Tarefa Móvel Xi-9, "Os Carcereiros", foi encarregada dos esforços de contenção, incluindo a diminuição da percepção pública de SCP-2932 em cidades e vilas próximas e tratamento com amnésticos em indivíduos que tenham entrado em contato com SCP-2932. Ademais, foi estabelecido um perímetro murado ao redor de SCP-2932, com avisos destacando a existência de uma reserva natural protegida do lado de dentro. Tal perímetro deve ser patrulhado rotineiramente.

FTM Ξ-9 recebeu ordens de trabalhar conjuntamente a SCP-2932-A, com o intuito de conter instâncias de SCP-2932-1 que tenham escapado de SCP-2932. Informações obtidas de SCP-2932-A concernindo possíveis entidades classe Euclídeo e Keter originárias do interior de SCP-2932 estão listadas mais adiante neste documento. Agentes da FTM Ξ-9, bem como funcionários adicionais da Fundação encarregados de SCP-2932, deverão se familiarizar com essas informações.

Medidas estão em curso objetivando reparos em SCP-2934-2, embora devido à complexidade do objeto e a natureza de seu design, funcionários devem ser cuidadosos em suas atribuições, a fim de evitar perturbações no estado já frágil de SCP-2932-2. Doutores da equipe médica da Fundação treinados na função de SCP-2932-2 devem rotacionar em turnos de 6 horas, a fim de assegurar a presença contínua de, ao menos, um médico na ocasião de uma emergência. Informações concernindo esse objeto, obtidas de SCP-2932-A, estão detalhadas posteriormente neste documento. Caso ocorra uma falha generalizada em SCP-2932-2, sistemas de abastecimento energético experimentais devem ser acionados na tentativa de manter a atual função de SCP-2932. Caso esses sistemas se mostrem inadequados, a FTM Ξ-9 e funcionários de segurança adicionais devem se preparar para um enorme cenário de quebra de contenção.

Nota: Funcionários são lembrados de não tentarem ganhar autorização de nenhum organismo genético correspondente, visto que isso geralmente resulta em retaliação por parte dos organismos de guarda.

Memorando de Contenção Atualizado: Pelo Protocolo da Fundação 2513.99, a contenção em andamento de SCP-2932 deve ser transferida à jurisdição do Projeto PARAGON. Todos os demais procedimentos de contenção permanecem operantes.

Descrição: SCP-2932 é uma enorme estrutura orgânica localizada no interior da "Reserva comunal El Sira", no centro-leste do Peru. Externamente, SCP-2932 consiste de árvores, vinhas e outras coberturas vegetais no formato de uma grande estrutura abobadada. A iluminação ao redor do exterior de SCP-2932 consiste de uma rede de bulbos bioluminescentes que crescem do interior de SCP-2932. Essa era uma espécie, até o descobrimento de SCP-2932, não catalogada, junto a várias outras instâncias de vida vegetal presentes por SCP-2932. A estrutura abobadada propriamente dita é indestrutível e tentativas de danificar o domo geralmente resultam em retaliação pelos agressivos e hostis organismos vegetais móveis que atuam como guardas de SCP-2932. O portão principal de SCP-2932, localizado no lado sul da estrutura, não pode ser aberto sem a autorização de alguma entidade de dentro de SCP-2932, ou sem a autorização de um organismo geneticamente correspondente que existe próximo à entrada.

O andar principal do interior de SCP-2932 consiste em um número de corredores arqueados e salões vastos, de natureza orgânica semelhante ao exterior de SCP-2932, com a presença de organismos luminosos similares. Investigações dessas áreas demonstram que, em algum momento, os salões funcionavam como escritórios administrativos dos setores inferiores de SCP-2932, e sinais de habitação existem em um grande número de áreas maiores. Informações foram obtidas dessa seção concernindo instâncias de SCP-2932-1 e arquivadas com informações obtidas de SCP-2932-A.

Os níveis inferiores de SCP-2932 estão no subsolo e consistem, principalmente, de uma enorme câmara aberta, com inúmeras passarelas levando a vários patamares ao redor. Muito do espaço disponível nas paredes está coberto por cápsulas semelhantes a casulos compostas de um material vegetal extremamente durável, com tamanhos cada vez maiores quanto mais baixo estão na câmara. A utilidade aparente dessas cápsulas é a contenção de instâncias de SCP-2932-1. À direita de cada cápsula está presente um dispositivo composto de vários materiais de origem vegetal com uma tela táctil feita de um construto translúcido de sílica, que atua como uma interface para a cápsula a qual está acoplada. Informações concernindo a entidade SCP-2932-1 contida na cápsula estão listadas, bem como um mecanismo de abertura e fechamento da cápsula, embora essa opção esteja bloqueada a indivíduos sem as devidas identificações genéticas. Conquanto a imensa maioria dessas cápsulas esteja intacta e listada como ativa, pelo menos ██ foram rompidas.

SCP-2932-A é uma velha entidade Quase-Humanoide Classe I que reside no interior de SCP-2932 e atua como seu carcereiro. SCP-2932-A possui seis apêndices primários e se movimenta ereto com os dois inferiores. O tronco de SCP-2932-A possui dois segmentos principais, ambos cobertos em uma pelugem longa e fina. A cabeça de SCP-2932-A é vagamente ovoide, com dois conjuntos de olhos, um composto e um simples. A parte da frente da cabeça contém uma boca humanoide e uma longa estrutura nasal preênsil. O topo da cabeça de SCP-2932-A contém um número de pequenas espículas, mas está majoritariamente coberto em mais pelugem longa, cinza e fina. Nas suas costas, SCP-2932-A possui quatro asas insectoides, embora demonstrem danos que não foram devidamente curados.

SCP-2932-2 é um grande órgão vascular suspenso no centro da câmara principal de SCP-2932, e serve como fonte de energia primária de SCP-2932. SCP-2932-2 pulsa em uma frequência de, aproximadamente, 8 bpm, embora sabe-se que pode abaixar até 3 bpm em situações de emergência. De acordo com SCP-2932-A, SCP-2932-2 é o coração da deusa Titânia, que construiu a prisão com seu próprio corpo e colocou seu coração dentro dela a fim de sustentá-la.

A partir das informações obtidas de SCP-2932-A, deduziu-se que SCP-2932 foi e é um enorme sistema carcerário desenhado para conter um grande número de criaturas e outras entidades. Devido a um evento catastrófico que afetou os proprietários originais de SCP-2932 (Ver Documento Alfa-1596-1000 para mais informações), o sítio foi fechado e a responsabilidade de contenção recaiu sobre a equipe reduzida de funcionários de SCP-2932, dos quais SCP-2932-A era o Carcereiro. Depois de um tempo, esse contingente de funcionários pereceu, desertou ou desapareceu, e a instalação começou a cair em abandono. Isso, combinado à cada vez maior fragilidade da principal fonte de energia de SCP-2932, SCP-2932-2, causou o mal funcionamento de várias cápsulas de contenção, liberando seus conteúdos


Entrevista 2932-A: A seguinte entrevista foi realizada durante uma exploração inicial de SCP-2932, pouco após funcionários da Fundação receberem acesso à estrutura por SCP-2932-A. Comunicação preliminar com SCP-2932-A foi dificultada pela barreira linguística, visto que SCP-2932-A só era capaz de falar em sua língua nativa e quéchua. Uma vez que um tradutor esteve disponível, a entrevista foi realizada.

Adendo 2932-1: Os registros a seguir foram obtidos de terminais referentes a entidades SCP-2932-1 potencialmente perigosas, muitas das quais estão em contenção ativa. Notas obtidas de SCP-2932-A também estão listadas, e SCP-2932-A proveu traduções completas de todos os itens.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License