SCP-306
avaliação: 0+x
Link To Guide
Item nº:306
Nível de Liberação 3: Clearance
Classe de Contenção: keter
keter-icon.svg
Classe Secundária: {$secondary-class}
{$secondary-icon}
Classe de Disrupção: #/ekhi
ekhi-icon.svg
Classe de Risco: #/perigo
perigo-icon.svg
toad.jpg

Instância de SCP-306-1, antigamente Dr. Stan ████

Procedimentos Especiais de Contenção: Amostras congeladas de SCP-306 estão armazenadas no Sítio de Bio-Pesquisa-101. Pesquisa com SCP-306 deve ser realizada sob protocolos de Biossegurança Nível 4.

Indivíduos infectados com SCP-306 devem imediatamente ser colocados sob quarentena. Quaisquer itens fazendo contato físico com indivíduos infectados ou resíduo de SCP-306 devem ser incinerados. Funcionários interagindo com indivíduos infectados devem permanecer em trajes de contenção de materiais perigosos. Funcionários interagindo com indivíduos infectados ou resíduo de SCP-306 devem permanecer em quarentena obrigatória e se submeter a exames duas vezes ao dia por um período de duas (2) semanas após a interação.

Brechas de contenção dentro de ambientes controlados resultarão no confinamento da área afetada. Funcionários dentro da área afetada devem permanecer no lugar até terem permissão para sair. Equipes de materiais perigosos devem remover e examinar funcionários por sinais de infecção. Funcionários infectados devem ser colocados em quarentena. A área afetada deve então ser esterilizada.

Um raio de 1 km ao redor de qualquer área que esteja passando por um surto de SCP-306 deve ser colocado em quarentena. As áreas devem ter todos os sistemas de água e esgoto selados. Equipes de materiais perigosos devem ser mobilizadas na área, e todas as pessoas na zona de quarentena devem ser evacuadas e examinadas quanto à infecção. Pessoas não infectadas devem ser liberadas, com pessoas que não trabalhem para a Fundação recebendo amnésticos Classe B. Pessoas infectadas devem ser exterminadas. Após a evacuação completa, áreas fechadas devem ser esterilizadas com óxido de etileno. Em áreas não fechadas, queima controlada, seguida por uma varredura do solo, deve ser realizada. Zonas úmidas que abrigam SCP-306 devem ser apreendidas, preenchidas e seladas com concreto. Impedir que SCP-306 infecte qualquer grande corpo de água é uma prioridade de classe-Alpha.

Descrição: SCP-306 é um fungo relacionado ao gênero Trichophyton. SCP-306 pode infectar humanos através da inalação de esporos ou pelo contato pele a pele. Sintomas iniciais de infecção podem incluir tosse, espirros e lesões cutâneas. Lesões causadas por SCP-306 exibem uma morfologia semelhante a papilomas benignos (verrugas) e atingem o tamanho total após aproximadamente dois (2) dias. As lesões têm tendência a descarnação, após o que outra lesão se forma por baixo. Lesões que caem do corpo de indivíduos infectados são leves o suficiente para serem carregadas pelo vento e capazes de espalhar SCP-306 por anos. Se não tratadas, lesões causadas por SCP-306 podem cobrir o corpo dentro de duas (2) semanas. SCP-306 parece infectar principalmente humanos; no entanto, testes estão em andamento para determinar quaisquer portadores adicionais. SCP-306 demonstrou crescer em quase toda matéria biológica.

A propriedade anômala primária de SCP-306 só se manifestará quando cresce em tecido humano. Ao infectar um ser humano, SCP-306 secreta várias enzimas anteriormente desconhecidas. Essas enzimas catalisam um processo desconhecido que altera drasticamente a estrutura das células, resultando na formação de várias organelas extras de função indeterminada.

Aproximadamente duas (2) semanas após a infecção, indivíduos infectados começam a desenvolver modificações fisiológicas grandes. Ao longo das próximas três (3) semanas, sujeitos rapidamente perdem peso, seguido pelo desenvolvimento de pigmentação anormal e aumento da permeabilidade da pele à água. Indivíduos que ainda conseguem falar descrevem estar em dor constante e terrível. Nós próximos dois (2) a cinco (5) meses, os sintomas incluem:

  • Encolhimento dos sistemas de órgãos
  • Remodelagem do sistema esquelético
  • Diminuição rápida no intelecto

Este processo pode durar entre dois (2) e (5) meses, após os quais os indivíduos são referidos como SCP-306-1.

Instâncias de SCP-306-1 pesam em média 25-30 kg, medindo 0,5 m de comprimento. SCP-306-1 têm uma aparência semelhante a anfíbios, mas não correspondem a nenhuma espécie conhecida. Autópsias de espécimes falecidos de SCP-306-1 revelaram que as estruturas internas permanecem morfologicamente semelhantes a órgãos humanos após a metamorfose. As instâncias parecem gostar da presença humana e tentam ativamente obter contato quando na presença humana. SCP-306-1 permanece extremamente infeccioso, com qualquer contato físico direto resultando em infecção por SCP-306. SCP-306-1 são capazes de reprodução de maneira semelhante a Agalychnis callidryas.

SCP-306 foi descoberto em [REDIGIDO], Louisiana, em uma área pantanosa quando moradores locais relataram uma colônia de criaturas anfíbias desconhecidas, juntamente com uma série de desaparecimentos inexplicáveis. Agentes da Fundação foram mobilizados na cena para investigar, levando à descoberta dos objetos. Desde este evento, ██ surtos adicionais de SCP-306 foram encontrados no sudeste dos Estados Unidos.

SCP-306 é tratável com antifúngicos de polieno e triazol nos estágios iniciais resistente a quase todos os tratamentos, com exceção de altas temperaturas. A cauterização do tecido infectado tem mostrado sucesso modesto no tratamento da infecção cutânea, porém a infecção respiratória não é tratável. Consulte os Adendos.

Adendo 1: Testes com SCP-306 mostraram que o fungo é capaz de crescer em quase toda matéria biológica, incluindo a maioria dos vertebrados. No entanto, apenas humanos demostraram desenvolver quaisquer efeitos deletérios da infecção. Devido à possibilidade de um surto maior, Dr. ████ está solicitando um aumento no financiamento para a pesquisa de SCP-306.

Adendo 2: Memorando do Diretor do Sítio-██, ██████, ██/██/198█

Com base na pesquisa do Dr. ████, agora consideramos extremamente provável que grandes reservatórios de SCP-306 existam na natureza. Por causa do perigo físico e do perigo de sigilo apresentados, todos os sítios são aconselhados a monitorar em busca de reservatórios de SCP-306. Quaisquer vetores confirmados devem ser tratados com forças regionais aplicáveis.

Adendo 3: Como de ██/██/198█, o Sítio-██ relatou eficácia diminuída de sprays antifúngicos usados para combater SCP-306. O5-6 autorizou mais testes para determinar a causa desta alteração.

Adendo 4: Incidente I-306-3.

Em ██/██/198█, todas as 12 instâncias contidas de SCP-306-1 escaparam da contenção primária durante a alimentação de rotina. O Pesquisador Thomson foi mortalmente ferido por uma bala perdida enquanto a segurança subjugava os espécimes.

A seguir está uma transcrição de uma entrevista realizada com o Pesquisador Fillis imediatamente após a brecha.

Adendo 5: Dr.████ descobriu que a maioria das amostras de SCP-306 apresentam resistência de amplo espectro a antifúngicos. Aprimoramento para Keter pendente. Aprimorado para Keter, ██/██/199█.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License