SCP-314
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-314

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-314 está contido no local de sua descoberta original no Sítio 47, que foi construído em torno da anomalia. Funcionários locais operam publicamente sob o disfarce do Serviço Florestal dos EUA.

Embora SCP-314 seja altamente móvel, ele nunca se moveu além de um raio de 50 (cinquenta) metros de seu ponto de origem; a área delimitada por este raio é conhecida como 'zona vermelha'. SCP-314 criou uma depressão igualmente grande na terra abaixo de seu ponto de origem, Todas as tentativas de remover ou prender o objeto até o momento falharam, mas a contenção foi alcançada pela construção do próprio Sítio 47, que também é usado para vários experimentos de física relacionados a objetos anômalos.

Quaisquer experimentos envolvendo SCP-314 devem ser autorizados pelo Dr. Williams; consulte o formulário HM-120.

Com exceção de experimentos aprovados, todos os funcionários devem se manter afastados da zona vermelha. SCP-314 é altamente reativo a todo movimento dentro de aproximadamente 50 52 metros de seu ponto de origem.

Adendo: Após o incidente 314-oe, os pesquisadores são lembrados de que o 'raio de matança' do objeto é aproximadamente 50 metros do ponto de origem e, para fins de segurança, deve ser considerado como sendo na verdade 51 metros. Embora interação segura seja possível na borda externa da zona vermelha, e o objeto possa até exibir o que o falecido Dr. Stratham descreveu como "comportamento brincalhão" nessa distância, toda ação dentro do raio de matança sempre foi recebida com reação violenta.

Descrição: SCP-314 é um obelisco de 0,97 m de comprimento e 0,21 m de espessura que é altamente reflexivo e de aparência metálica, com bordas afiladas que são aparentemente afiadas em nível molecular. Nenhum material já foi recuperado de SCP-314

O objeto é capaz de levitação e movimento extremamente rápido, embora não tenha nenhum meio visível de locomoção. Embora pesquisa não indique nenhuma inteligência verdadeira, o objeto é quase certamente sensível a seus arredores e extremamente reativo a quaisquer movimentos ou vibrações em um raio de aproximadamente 50 52 metros.

A análise de escombros recuperados do solo abaixo do ponto de origem de SCP-314 indica que o objeto chegou a este local em algum momento entre 1975 e 1979, o que é corroborado por relatos de pré-contenção de civis.

O objeto não emite radiação incomum, exceto por um som muito fraco que parece ser uma transmissão anômala da █████ FM, uma estação local de rock clássico. Comparações entre as vibrações de SCP-314 e a transmissão real da █████ FM são idênticas em aproximadamente 85% do tempo, embora gravações de SCP-314 muitas vezes incluam áudio extra na forma de sons guturais, rosnados e comentários ocasionais do finado DJ ██████ ███████, que faleceu em 1998 e não trabalhou na █████ FM depois de 1983.

Resumo da Pesquisa: SCP-314 reage a todos os movimentos dentro de seu raio de matança se impactando com a fonte de movimento, embora ignore partículas menores do que 125 micrômetros. SCP-314 continuará a reagir dessa maneira até que o objeto desencadeador não se mova mais, saia do raio de matança, ou seja reduzido a pedaços pequenos o suficiente para serem ignorados. Ele exibe uma precisão infalível; nenhum limite para sua velocidade ainda foi estabelecido.

Experimentos atuais giram em torno da introdução de múltiplos alvos de cada vez dentro do raio de matança de SCP-314 para quantificar seu método de identificação, priorização e reação a vários alvos.

Múltiplos alvos de movimento lento são frequentemente abatidos na ordem de sua introdução na zona de matança, notavelmente em um método que sugere que SCP-314 está antecipando a introdução de mais objetos. No experimento 314-113, várias bolas de tênis foram lançadas no raio de matança por pesquisadores que estavam fora da zona vermelha. SCP-314 dividiu cada bola nitidamente de modo que seu impulso restante as tirava do raio de matança, enquanto se colocava em posição para golpear as bolas ainda não lançadas.

SCP-314 corretamente previu quando um pesquisador apenas fingirá lançar um objeto, bem como quando um pesquisador falhará em lançar um objeto no raio de matança apesar da intenção.

Múltiplos alvos em movimento rápido, como balas disparadas no raio de matança, podem produzir velocidades de SCP-314 que excedem a barreira do som, ou mesmo criam a aparência de SCP-314 existindo em mais de um local simultaneamente.

O experimento 314-230 inundou a sala de contenção dentro do Sítio-47. SCP-314 foi capaz de atingir o líquido invasor com tal velocidade e consistência que criou uma esfera seca de formato irregular dentro de seu raio de matança. O solo abaixo de SCP-314 permaneceu seco o tempo todo. Em testes (e acidentes) anteriores, SCP-314 permitiu que o líquido caísse no solo dentro de sua zona de matança.

Quando SCP-314 detecta movimento próximo à borda do raio de matança, ele se move em padrões erráticos que observadores interpretam de várias maneiras, tais como "ameaçador", "elegante" ou 'brincalhão". Esses movimentos às vezes correspondem aos indivíduos que os provocam, sugerindo que SCP-314 pode ter algum meio de reconhecer ou lembrar dos indivíduos a quem foi previamente exposto.

Brecha de Contenção 7/12/20██ Aproximadamente às 3:23 da tarde, horário local, SCP-314 saiu de sua área de operação previamente definida e atravessou as paredes do Sítio 47 antes de retornar ao seu local de origem. Nenhum funcionário foi ferido durante este evento. Este tempo correspondeu a uma revisão externa sobre se SCP-314 deveria ou não ser reclassificado como Seguro. Se isso foi ou não uma coincidência ainda está para ser determinado, mas demonstra claramente que não sabemos tudo sobre esse objeto ou suas motivações, ou se ele é capaz de ter motivações. A classificação permanece como sendo Euclídeo.

-Dr. Williams.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License