SCP-3499
avaliação: +1+x

AVISO DO DEPARTAMENTO DE PSIQUIATRIA E DOENÇAS PARAPSICOLÓGICAS

Este arquivo contém materiais psicologicamente perigosos.

Acesso às informações relacionadas a SCP-3499 só pode ser concedido a indivíduos com um Valor de Resistência Cognitiva (CRV) de pelo menos 1,8. Como certas informações sobre SCP-3499 são consideradas mais sensíveis aos seus efeitos, pontos de verificação periódicos que exigem valores crescentes de CRV foram colocados neste arquivo.

Indivíduos expostos indevidamente a SCP-3499 devem ser considerados P.D.P.S.





    • _




    3499
    4

    cartoon.jpg

    Model Office Seeker, de James Albert Wales. A charge retrata Guiteau com uma placa que diz, "Um cargo ou sua vida!".

    Procedimentos Especiais de Contenção: Como SCP-3499 foi identificado pelo governo dos Estados Unidos, pela ampla comunidade histórica e pelo público em geral, artigos que possuam instâncias dele devem ser alterados para remover informações confidenciais, em vez de suprimidos.

    O Projeto WATTSON está atualmente sendo construído em um poço de mina abandonado no Deserto de Sonora. A base para este projeto será financiada pessoalmente por O5-11, com aprovação pendente do Conselho O5 para recursos humanos e fundos adicionais. A conclusão é esperada para ██/██/2022, assim que a Operação Mauser se tornar autossuficiente.

    A Operação Mauser, conforme proposta por O5-11 e aprovada pelo Conselho O5 e pelo Comitê de Ética, deve ser realizada por membros da Força-Tarefa Móvel Gamma-5 ("Arenques Vermelhos"). Unidades selecionadas da Gamma-5 devem ser atribuídas a duas subdivisões (Força-Tarefa γ-88 e γ-89) que se concentrarão em estudos de processo nacionais e estudos de processo individuais, respectivamente.

    A Força-Tarefa γ-88 está baseada principalmente nos Estados Unidos, com unidades vizinhas estacionadas no Canadá, México e Caribe. A Operação Mauser também foi liberada para uso em países com uma taxa de mortalidade por armas de fogo de 6,10 e superior1. A cada dez semanas, um período de coleta deve começar em países com um número adequado de funcionários para realizá-lo. Uma vez que o limite máximo de 1,300 indivíduos tenha sido alcançado ou após o período de coleta expirar, controle dos indivíduos coletados deve ser transferido para a Força-Tarefa γ-89.

    A Força-Tarefa γ-89. é responsável por [INFORMAÇÕES ADICIONAIS SÃO CONFIDENCIAIS; CONSULTE O ADENDO 3499/2 PARA MAIS DETALHES]

    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 2,5

    Descrição: SCP-3499 são referências ao assassinato do presidente dos Estados Unidos James A. Garfield por Charles Guiteau em 2 de julho de 1881.

    Exposição a SCP-3499 universalmente resulta na mídia em questão desenvolvendo novas informações que dizem respeito a um grupo de interesse desconhecido conhecido como "Os Apoiadores" (GdI-8218). De acordo com a mídia exposta, o GdI-8218 é uma organização anarco-ocultista com ligações com o governo dos EUA.

    Os objetivos declarados do GdI-8218 incluem:

    • O estabelecimento de uma ordem mundial abrangente com a qual ditar os assuntos globais.
    • A abolição das consequências legais para crimes violentos (homicídio, sequestro, etc.).
    • A abolição das organizações que não suportem os dois primeiros objetivos.

    Embora a maioria das instâncias de SCP-3499 retratem o assassinato diretamente, esta qualidade não é exigida; sabe-se que menções de Garfield, Guiteau ou outras instâncias acionam SCP-3499.

    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 3.9

    Adendo 3499/1: Exemplos Notáveis

    ATAQUES ASSASSINOS T. R.


    MILWAUKEE, Wisonsin, 14 de outubro — Mais de 12,000 almas se reuniram dentro de um pequeno auditório para ouvir o Coronel Roosevelt falar. A multidão rapidamente cresceu muito para o salão, e muitos foram forçados a aplaudir nas calçadas. Quando o Coronel Roosevelt finalmente chegou, uma onda de entusiasmo irrompeu da multidão enquanto os apoiadores se espalhavam pelas ruas para conseguir dar uma olhada em seu carro.

    Coronel Roosevelt tinha uma aura de tranquilidade e humildade em torno dele. Mais cedo naquele dia, circularam rumores pela cidade de que ele havia se ferido e não poderia aparecer. Isso pouco prejudicou a confiança do coronel. Sua caminhada ruidosa até o pódio gerou mais histeria na multidão. Eles continuaram rugindo por mais trinta minutos antes que Coronel Roosevelt acenasse com a mão, pedindo silêncio.

    Com todo o vigor de dez homens, Coronel Roosevelt disse:

    "Meus apoiadores, aqueles que considero amigos íntimos, agradeço por terem passado seu tempo comigo neste belo dia. Peço a vocês que fiquem quietos—"

    Naquele momento, um homem avançou para a frente da multidão e disparou contra Coronel Roosevelt. O ex-presidente desabou no palco. O homem, um socialista que diz se chamar John Schrank, foi desarmado e apreendido pela multidão. Houve pedidos para que ele fosse linchado na rua. Coronel Roosevelt logo se levantou, no entanto, e ordenou que o homem fosse preso. A multidão se separou com sua palavra e permitiu a passagem da polícia.

    Se voltando ao pódio, Coroner Roosevelt se dirigiu à multidão:

    "Meus amigos! Eu pedi para que vocês ficassem quietos, mas agora peço que

    gritem tão alto que os jornaleiros do outro lado da rua vão ouvir. Posso ter levado um tiro, mas é preciso mais do que isso para matar um Alce!"

    Este ataque é o exemplo mais recente de um desenvolvimento preocupante na instituição política americana: governo de revólver. A maioria dos assassinos são jovens imigrantes insanos da Europa. Charles Julius Guiteau, assassino do 20º presidente James Garfield, é um exemplo ideal.

    Na manhã de 2 de julho de 1881, Guiteau viajou para uma estação ferroviária e pretendia esperar lá até a noite. Esta é uma prática comum do grupo político marginal conhecido como "Os Apoiadores", que Guiteau fundou. Ele esperaria mais cinco horas sob o sol de verão.

    A loucura de Guiteau era palpável para os espectadores. Cidadãos o denunciaram a um policial que patrulhou a área muitas vezes antes. Apesar disso, nada foi feito sobre a presença de Guiteau na estação. Ele foi visto fazendo proselitismo para os transeuntes sobre uma suposta comissão divina que o impeliu a matar Garfield.

    Uma mulher foi submetida às divagações de Guiteau por quase vinte minutos. Ela se lembra claramente do assassino tendo um ataque no meio de um de seus discursos de apoio. Ele começou a repetir uma única frase sem sentido até Garfield chegar à ferrovia.

    Quando Garfield pisou na plataforma ferroviária, ele conversou com Guiteau por um breve momento. Não houve testemunhas desta conversa que pudessem descrever com precisão os tópicos que foram discutidos. Guiteau então proferiu em voz alta uma obscenidade para o presidente antes de retirar uma pistola do bolso do casaco e atirar em Garfield duas vezes no peito. A multidão que se reuniu

    (Continua na Quarta Página)


    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 4.4

    A Verdade, e a Remoção de Charles Guiteau


    Minha estadia na universidade foi curta, e o pouco tempo que passei lá foi dentro da biblioteca do campus. Ainda não tenho certeza de qual foi a causa da minha repulsa à sala de aula. Eu refleti sobre a questão por muitos dias, observando o sol nascer antes de lentamente minguar de volta para a noite. Na noite em que escrevo isto, que passarei na prisão por um crime que não cometi, passei da crença plena de que havia encontrado a resposta para a percepção de que estava a milhas de uma conclusão, para a plena crença em outra resposta com minutos de diferença. Eu não estou incomodado com isso. Na verdade, estou feliz por isso; meus anos de estudo em teologia me mostraram que esse comportamento é comum em grandes homens.

    Poucas horas antes de encontrar tempo para escrever isso, era meia-noite. Deitei sem nenhum desejo de dormir enquanto meus pensamentos desmontavam minha nova explicação. Mesmo agora, não consigo controlar minha mania. O diretor veio até minha cela para meu tratamento noturno. Ele injetou um líquido branco leitoso em meu antebraço, o que entorpeceu meus sentidos e me disse que esperaria para se certificar de que o líquido estava funcionando. Eu me peguei pensando naquela frase, "aguarde", muito depois de ele ter partido. Essas palavras tiveram um poder incontrolável sobre mim, como se devessem significar algo. Mas, à medida que o efeito do medicamento passou e os ataques de risos dolorosos que duravam minutos retornavam, eu parei de me preocupar. Foi durante um desses ataques que um dia de que raramente me lembrava veio à tona em minha mente semiconsciente.

    Quando eu era um jovem na universidade, ainda acreditava nos ensinamentos daqueles pregadores que agora me sinto enojado por ter conhecido. O professor do dia era um homem muito baixo e gordo, com alguns fios de cabelo grisalhos. Eu o ouvi falar por quase uma hora antes de uma sensação doentia começar a subir no meu estômago. Tentei recitar as palavras do Apóstolo São Paulo, um dos meus mentores pessoais, para aplacar o sentimento. Isso pouco fez para aliviar meu desconforto. Pedi licença e fui ao banheiro e vomitei em um dos vasos. As convulsões do meu estômago deixaram minha garganta rouca e minha boca ensanguentada,

    Quando me virei para sair, um anjo com o rosto do próprio São Paulo apareceu diante de mim.

    Naquele momento, enquanto me agarrava às laterais do vaso sanitário para evitar desmaiar completamente, decidi rededicar minha vida ao Salvador e deixar Seus mandamentos ditarem minha vida. Eu me senti como se tivesse crescido dez anos em questão de dez segundos. Meu cabelo ficou grisalho e cresceu tanto que as pontas tocaram o chão, meus ossos ficaram frágeis como um cadáver, minha pele enrugou-se. O anjo falou e, embora eu não seja capaz de transcrever com todo o respeito Suas palavras, creio que seja um desprezo ainda maior não registrar o que Ele me disse naquele dia.

    "Aquele que leva o nome de 'Guiteau'," disse Ele, "tenho cuidado de você desde a noite de seu nascimento. Testemunhei pessoalmente suas lutas, suas dificuldades, seus triunfos. Os amigos que o conheceram e os amigos que oraram que nunca tivessem o feito. Cada minuto de cada hora de cada dia que passa em sua mente."

    Enquanto Ele falava, pude sentir a fraqueza e a dor deixar meu corpo. As correntes que outros usaram para me algemar foram destrancadas. Eu era um homem livre e tomou conta de mim um sentimento que raramente eu sentira na minha juventude: felicidade. O Anjo sorriu.

    "Você fez mais sacrifícios do que a maioria poderia suportar em sua curta vida. É por isso que desci dos Céus a você agora. Para avisá-lo. Você tem agido contra a vontade do divino desde que começou sua estadia aqui. Esse 'grupo' que você agora lidera cometeu incontáveis atrocidades nesta terra e sob meu olhar atento. Se eu fosse aparecer diante de qualquer outro homem, eu os teria derrubado em um instante."

    Eu queria falar. Acredite em mim quando digo que queria defender meus colegas, alguns dos quais considero meus amigos…

    Um momento solene de realização veio sobre mim enquanto escrevo estas palavras. Esses "amigos", como os chamei, foram os primeiros que mencionaram que posso ter uma doença mental. Quando vim implorar por abrigo depois que meu pai me deixou sem dinheiro, eram eles quem eu sentia ódio. Minha visão estava muito distraída naquele momento para notar: as conversas, as reuniões, os experimentos. Eles eram todos mentiras. Mentiras doentias e pervertidas que foram feitas para jogar lama em Seus olhos e manchar minha alma.

    Se eles realmente desejavam meu bem-estar, por que nenhum deles está aqui? Por que estou sendo julgado por um crime que qualquer homem teria cometido, dadas as circunstâncias? Não punimos os soldados que massacram centenas de nossos inimigos, mas, ainda assim, quando recebo uma ordem direta para matar um desgraçado, sou sentenciado à morte. Eles foram desencaminhados. Eles, como eu então, precisam de um Salvador. Portanto, estou eternamente grato por Ele ter escolhido me salvar.

    O Anjo falou mais palavras para mim, mas não estou no estado de espírito certo para transcrevê-las. Quero dormir. Este será o fim de minha vontade e testamento. Deixe-os me enforcar nas ruas amanhã. Eu não me importo mais.

    Eu sou um agente de Deus.

    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 4.8

    David Allen Frederickson
    "Charles Guiteau"
    Canções do Oeste
    Folkways Records FH 5259

    Verso

    Venham todos vocês, pastores cristãos
    e aqueles de grande medo,
    Pois o justo me pegou
    e me fez desaparecer.
    Poupe apenas um ou dos smomentos,
    Para me deixar declarar meus crimes,
    Como em mais alguns momentos,
    Meu corpo vai fazer um ragtime.

    Coro

    Meu nome é Charles Guiteau
    O crime que nego,
    Deixará meus pais idosos,
    Logo se despedindo.
    Embora eu ainda não acredite,
    O mundo que estou vivendo,
    É guardado por essas almas corruptas,
    Que disseram que eu estava pecando.

    Verso

    Aqueles homem me chamaram de louco,
    E eles disseram para mim,
    "Se você quer que sua alma seja devolvida,
    é seu amigo que deve sangrar."
    Mas aqueles homens perversos mentiram,
    Então, quando minha história foi contada,
    A multidão abaixo não mostrou nada mais
    do que seus rostos de frio.

    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 6.0

    Coro

    Meu nome é Charles Guiteau
    O crime que nego,
    Deixará meus pais idosos,
    Logo se despedindo.
    Embora eu ainda não acredite,
    O mundo que estou vivendo,
    É guardado por essas almas corruptas,
    Que disseram que eu estava pecando.

    Refrão

    Enquanto olho para meus fãs e amigos,
    Eu vejo que eles querem o mesmo.
    "Eu não quero ouvir um criminoso,
    Eu só quero que alguém seja enforcado."
    Mas eu não vou desaparecer,
    Para uma história sombria,
    Não, eu sei que sou inocente,
    Então, até eu morrer, vou implorar,

    Coro

    Meu nome é Charles Guiteau
    O crime que nego,
    Deixará meus pais idosos,
    Logo se despedindo.
    Embora eu ainda não acredite,
    O mundo que estou vivendo,
    É guardado por essas almas corruptas,
    Que disseram que eu estava pecando.

    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 6.7

    Departamento de Segurança Interna | Relatório de Incidente / Prisão

    ID do Incidente: O5-000013DW-2020 Data: 01/03/2020 Hora: 20:39
    Ofensa: A Ser Determinado Suspeito: Desconhecido Vítima: O Administrador

    Às 20:03, a FTM Alpha-1 ("Mão Direita Vermelha") recebe um sinal de socorro da residência do Administrador no Sítio-01. A mensagem foi enviada pela unidade .aic administativa geral do Sítio-01, STORM, em resposta a uma rápida deterioração da saúde do Administrador. O tempo estimado de chegada da Alpha-1 é de oito minutos. Durante este tempo, STORM inicia um fechamento de Classe-3 do Sítio-01: todos os setores desocupados são isolados e estabilizadores de realidade são utilizados no Sítio e na área circundante.

    A Alpha-1 chega ao Sítio-01 para descobrir o Administrador caído contra um terminal em seu escritório. Ele não responde à unidade e assim permanece enquanto α-1 "Capitão" administra uma análise cognitiva do pensamento. O Comando emite uma interrupção temporária das transmissões de rádio na área para garantir que a comunicação entre os membros da Alpha-1 não seja perdida.

    α-1 "Capitão" determina que o Administrador está vivo, mas é incapaz de reter pensamento sustentável (P.D.P.S.). Eles enviam um pedido para declarar o Administrador mentalmente incapaz para recuperação. O comando nega e ordena que α-1 "Capitão" tente uma recuperação mental. α-1 "Capitão" expressa relutância nisso, argumentando que o Administrado provavelmente está neste estado há mais de onze minutos, tornando-o irrecuperável. O Comando novamente ordena que α-1 "Capitão" tente uma recuperação mental. α-1 "Capitão" obedece e cai em transe profundo ao lado do Administrador.

    O resto da unidade explora o escritório. α-2 "Cowboy" cobre a tela do terminal do Administrador e pede a α-3 "Taurus" um analisador de tela remoto para determinar se o Administrador foi infectado com um risco memético de seu terminal. STORM acessa o sistema de intercomunicação interno do Sítio-01, transmitindo por uma voz robótica à Alpha-1. STORM informa que o Administrador vinha sofrendo de vários problemas de saúde — notavelmente, paranoia, melancolia e mania ocasional — há meses antes de sua situação atual.

    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 7.1

    α-1 "Capitão" acorda repentinamente de seu transe. Ele parece estar em grande aflição e declara que o Administrador é irrecuperável. Quando questionado pelo Comando, ele nega que ele esteja se sentindo aflito. Ele pergunta a STORM onde está localizado o setor médico do Sítio-01. STORM fornece sua localização, que está dois andares abaixo da posição atual da Alpha-1, e uma rota para o local por meio de uma escada próxima.

    A Alpha-1 desce o primeiro andar e entra no setor de segurança. A unidade observa um corredor bem iluminado que passa por duas câmaras de contenção, ambas fechadas. α-2 "Cowboy" menciona que o andar parece estar totalmente vazio de funcionários. Um dispositivo mecânico gigante está parcialmente desmontado no chão. A máquina consiste em um tanque primário que contém um líquido azul volátil, tubos que conectam o tanque a uma fonte de alimentação, que então se conecta a uma pequena cápsula próxima ao topo. As palavras "DISSEMINADOR DE PENSAMENTO PRIMÁRIO" estão pintadas na lateral da cápsula. α-3 "Taurus" solicita que uma investigação deste dispositivo seja um objetivo secundário. Este pedido é rapidamente negado por α-1 "Capitão". Nenhuma outra solicitação é feita.

    A Alpha-1 chega ao segundo andar e acessa o setor médico. O andar abriga milhares de salas de cirurgia com paredes de vidro, cada uma delas cercada por caminhos interligados de concreto. α-2 "Cowboy" comenta que parece haver poucos ocupantes do Sítio-01 para a quantidade de materiais presentes. Eles não recebem resposta. α-1 "Capitão" lidera a equipe pelo andar, ocasionalmente parando para receber instruções do STORM.

    Após aproximadamente trinta minutos, a Alpha-1 descobre um grande cubo de aço. STORM informa a unidade que eles chegaram ao centro do setor médico. Uma porta de cofre com uma placa de metal com as palavras "ESTUDO DE PROCESSO #001" atua como a entrada. STORM destranca a porta, revelando uma área de estar esparsa: um colchão com cobertores, uma escrivaninha e um terminal de computador são as únicas peças de mobiliário presentes. O terminal tem as palavras "AGUARDE…" piscando em sua tela em texto grande e vermelho.

    A Alpha-1 inspeciona a mesa e descobre um conjunto de documentos dentro de uma das gavetas. O conteúdo desses documentos é descrito abaixo:

    • Registros médicos de uma mulher não identificada na casa dos 40. Os resultados de um exame médico recente revelam que ela vem sofrendo de uma dor fantasma em dois pontos do torso. Um exame de sangue mostrou que ela não possuía nenhuma partícula carregada memeticamente ou antimemeticamente em seu sistema circulatório.
    • Uma árvore genealógica familiar que remonta ao final dos anos 1600. Um membro da família do sexo masculino da sétima geração anterior está riscado.
    • Uma cópia de A verdade, e a Remoção de Charles Guiteau.
    • Um diário de 184 páginas que detalha centenas de conexões entre a criação do GdI-8218 ("Os Apoiadores") e as ações de centenas de lideres mundiais influenciais de 1900 até o presente.
    • Uma cópia não redigida dos procedimentos da Operação Mauser. [DADOS EXPURGADOS]

    A Alpha-1 determina que não há nenhuma outra evidência presente e deixa o cubo. A unidade sai do segundo andar, e eventualmente do Sítio-01, ao longo de uma hora. Reuniões posteriores levaram à teoria principal de que o Administrador morreu por estresse não resolvido, o que lentamente danificou seu coração. Uma reunião do Conselho O5 para votar sobre a mudança da causa oficial de morte para infarto do miocárdio está agendada para 13/03/2020.

    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 7.7

    1.

    "ASSASSINOS" (1990)

    JOHN WEIDMAN


    ATO I

    CENA 11

    (Estação de Trem Baltimore e Potomac, Washington D.C. 2 de julho de 1881. JAMES GARFIELD e um pequeno grupo de homens entram, conversando entre si. Um CHARLES GUITEAU agora desgrenhado levanta-se do banco da ferrovia e se aproxima.)

    GUITEAU

    Senhor! Por favor, espere! Senhor Garfield, eu tenho algo importante que quero lhe perguntar.

    (Garfield e seu grupo param. Guiteau atravessa para enfatizar seu ponto.)

    GUITEAU

    Senhor Garfield, eu quero ser… o embaixador para a França!

    (GUITEAU cai de joelhos de exaustão e ansiedade. GARFIELD ri.)

    GARFIELD

    Sinto muito, quem é você? preciso saber um pouco sobre o homem que vou tornar meu embaixador.


    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 8.2

    GUITEAU

    Ah! Como você não sabe meu nome, Sr. Garfield? Talvez a notícia não chegue até você tão rapidamente quanto chega ao homem comum. Independente disto! Meu nome é Charles Guiteau, primeiro do meu nome, teólogo com formação universitária, autor, cientista, advogado, orador e futuro político. Já apareci nos jornais várias vezes; eu sou de grande respeito para as pessoas.

    GARFIELD

    Hmm? Agora, Senhor Vá-Embora, devo dizer que nunca ouvi falar de você. E garanto-lhe que ninguém nesta estação também ouviu falar de você. O que você publicou que lhe rendeu o respeito automático dos homens de fé? E que tal dos homens de ciência?

    2.

    GUITEAU

    Muitas coisas, senhor! Vamos ver… Eu defendi múltiplos homens da ira de promotores irados. Um dos meus clientes era até francês, então você sabe o quanto a França me ama. Escrevi extensivamente sobre o ensinamento de São Paulo, São Agostinho, João Calvino—

    (Os homens ao redor de GARFIELD tentam dispersar a crescente multidão para o trem.)

    GARFIELD

    Agora, deixe-me interrompê-lo. Me diga um trabalho publicado seu que eu conheça pessoalmente. Se você puder fazer isso, então eu posso acreditar que suas afirmações ultrajantes podem ser verdadeiras.

    GUITEAU

    A Verdade! Ele deve ser lido junto com a Bíblia.

    GARFIELD

    Nunca ouvir falar.

    GUITEAU

    "Razões Para Votar em Garfield Contra o Vil Hancock!"

    GARFIELD

    Não.

    GUITEAU

    Hum… "Os Efeitos das Experiências Traumáticas nas Mentes Daqueles Capazes de Remodelar—"

    GARFIELD

    Err. Resposta errada.

    (Guiteau cai de joelhos.)

    GUITEAU

    Por favor, Senhor Garfield! Eu estou te implorando. Passei minha vida inteira sonhando com este momento, você não pode simplesmente…

    (Um trem chega à estação. A multidão começa a embarcar lentamente. Um CONDUTOR DE TREM entra.)

    CONDUTOR DE TREM

    Todos a bordo! O trem das 9:30 para a Estação de Greenville, Nova Jersey, partirá em breve. Por favor aguardem!


    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 9.1

    3.

    GUITEAU

    Você não pode… Você…

    (GUITEAU cai de seus joelhos para o chão. GARFIELD se vira para sair.)

    GUITEAU

    Eu te odeio, James.

    GARFIELD

    Com licença?

    (GUITEAU chora, desmoronando ainda mais.)

    GUITEAU

    Eu… te odeio pra caralho. Muito.

    GARFIELD

    Oh senhor, você está parecendo histérico agora.

    GUITEAU

    Me chame pelo meu nome, James. Você sabe quem eu sou. Você sabe o que eu fiz por você? É assim que você retribui as pessoas que o ajudaram a se tornar quem você é agora? Seu desgraçado doente. Com quantas pessoas você já fez isso, hein? Centenas? Milhares?

    (A POLÍCIA começa a aparecer entre os passageiros, indo em direção a GUITEAU.)

    GARFIELD

    Senhor, por favor fique—

    GUITEAU

    Não! Cale a porra da boca, James. Você nem se importa em me ouvir? Ah, seu…

    (GUITEAU se levanta como um homem morto da sepultura.)


    AVISO: Acesso adicional a este arquivo requer um valor CRV de pelo menos 15.5

    GUITEAU

    Eu não me importo se eles me odeiam. Eu sei quem eu sou e quem você é. E isso é tudo que preciso nesta vida. Eu não me importo. Você e eu iremos queimar no Inferno, algum dia.

    (GUITEAU retira uma pistola do bolso do casaco e atira em GARFIELD, matando-o.)

    Adendo 3499/2: Visão Geral da Operação Mauser

    AVISO: ACESSO À OPERAÇÃO MAUSER É RESTRITO


    NÃO TENTE ACESSAR ESTE ARQUIVO SEM AUTORIZAÇÃO ADEQUADA DO CONSELHO O5. FAZER ISSO RESULTARÁ NA UTILIZAÇÃO DE UM AGENTE MEMÉTICO DE "MENTE AUSENTE". ESTE AGENTE FOI PROJETADO PARA FAZER COM QUE UM INDIVÍDUO RAPIDAMENTE FIQUE P.D.P.S.

    ESTE É O SEU ÚNICO AVISO.














Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License