SCP-3534
/* ---------------------------------
War on All Fronts (Black Highlighter)
2020 Wikidot Theme
Created by stormbreath
Header image created by EstrellaYoshte
--------------------------------- */
 
/* -------------- ROOT -------------- */
@import url('https://fonts.googleapis.com/css?family=Saira+Stencil+One&display=swap');
 
:root:lang(pt-br) {
    /* S-CSS-P Integration */
    --theme-base: "black-highlighter";
    --theme-id: "woaf-bhl";
    --theme-name: "War on All Fronts Theme (BHL)";
 
    /* Header */
    --logo-image: url("https://scp-wiki.wdfiles.com/local--files/theme%3Awar-on-all-fronts-bhl/mksjr3.png");
    --header-title: "Guerra em Todas as Frontes";
    --header-subtitle: "Vamos Precisar de um Barco Maior";
 
    /* Typefaces */
    --header-font: 'Saira Stencil One', cursive;
    --title-font: 'Saira Stencil One', cursive;
 
    /* Standard Colors */
    --white-monochrome: 245, 245, 245;
    --pale-gray-monochrome: 235, 235, 235;
    --pale-accent: 60, 40, 230;
    --bright-accent: 5, 0, 133;
    --medium-accent: 44, 46, 100;
    --dark-accent: 15, 3, 100;
    --alt-accent: 17, 102, 221;
    --deepsea: linear-gradient(to bottom,rgb(0,0,101),rgb(23,0,82),rgb(0,0,0));
 
    /* Header Gradients */
    --gradient-header: var(--deepsea);
    --diagonal-stripes: none;
 
    /* Other Variables */
    --rating-module-bg-color: var(--pale-gray-monochrome);
}
 
#side-bar {
    --sidebar-links-text: 173,171,181;
    --sideblock-heading-text-color: var(--white-monochrome);
}
 
/* -------------- HEADER -------------- */
#header h1 a:before,
#header h2 span:before {
    color: rgb(173,171,181);
    font-variant: small-caps;
}
 
#top-bar div.top-bar > ul > li > ul,
#top-bar div.mobile-top-bar > ul > li > ul {
     background-image: var(--deepsea);
}
 
/* -------------- SIDE-BAR -------------- */
#side-bar {
    background-image: var(--deepsea);
    background-attachment: fixed;
    background-size: unset;
}
 
#side-bar div.menu-item a:hover {
    background-color: rgba(173,171,181,.15);
    color: white;
}
 
#side-bar div.menu-item a:before,
#side-bar div.menu-item a:hover:before {
    background-color: rgba(173,171,181,.25);
}
 
#side-bar .side-block.media,
#side-bar .side-block.resources {
    background: transparent !important;
}
 
#side-bar .heading p,
#side-bar .side-block > .collapsible-block .collapsible-block-link {
     font-family: var(--header-font);
     font-weight: initial;
}
 
#side-bar div.scpnet-interwiki-wrapper {
    filter: hue-rotate(60deg) invert(1) brightness(0.7);
}
 
#side-bar::-webkit-scrollbar-track {
    background-image: var(--deepsea);
}
 
#side-bar::-webkit-scrollbar,
#side-bar::-webkit-scrollbar-thumb,
#side-bar::-webkit-scrollbar-corner {
    border-color: rgba(71, 79, 107, .6);
}
 
/* -------------- BODY -------------- */
#page-title {
     color: rgb(var(--medium-accent));
     border-color: rgb(var(--medium-accent));
     text-align: center;
}
 
.rate-box-with-credit-button .page-rate-widget-box .cancel {
     border-top: 0 !important;
     border-bottom: 0 !important;
}
 
#page-content .rate-box-with-credit-button, .page-rate-widget-box {
     background-color: rgb(var(--rating-module-bg-color)) !important;
}
 
.close-credits,
.credit-back {
     filter: hue-rotate(260deg);
}
 
#page-content .modalbox {
    box-shadow: 0 2px 6px rgba(0, 0, 100,.5);
    background: linear-gradient(
        rgb(200,200,200) 51px,
        rgb(240,240,240) 51px,
        rgb(240,240,240)) !important;
}
 
.info-container {
    --barColour: #336;
}
 
.anom-bar-container {
     --title-font: Poppins, sans-serif;
}
 
blockquote,
div.blockquote {
    background: rgb(var(--pale-gray-monochrome));
}
 
div.woaf-hr {
     height: .3em;
     background: linear-gradient(to right,
         rgb(0,0,0),
         rgb(23,0,82),
         rgb(0,0,101),
         rgb(23,0,82),
         rgb(0,0,0));
     margin: 1em 0;
     border-radius: 5px;
}
 
div.woaf-hr p,
div.woaf-hr ul {
    display: none;
}
 
#footer a,
#footer a:visited {
     color: white;
}
avaliação: +2+x
medium.jpg

Uma das cinco inscrições necessárias par ativar as propriedades anômalas de SCP-3534.

Item nº: SCP-3534

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: Toda documentação contendo informações sobre SCP-3534 deve ser recuperada de laboratórios desativados da Agência Imperial Japonesa de Exame de Assuntos Anômalos e armazenada em armários de armazenamento de alta prioridade no Sítio de Pesquisa e Contenção-110.

A criação de instâncias SCP-3534-1 só é permitida com autorização de Nível 4. Todas as instâncias de SCP-3534-1 devem ser mantidas na doca do Sítio de Pesquisa e Contenção-110.

Explorações de SCP-3534-2 devem ser realizadas com a discrição e supervisão da equipe de pesquisa do Sítio de Pesquisa e Contenção-110. A Força-Tarefa Móvel Gamma-6 ("Alimentadores da Profundeza") é responsável por toda a exploração em primeira mão de SCP-3534-2. Fora dessas explorações autorizadas, nenhuma instância de SCP-3534-1 deve ser criada.

Como documentação contendo SCP-3534 ainda está sendo fabricada no Japão, agentes da Força-Tarefa Móvel Gamma-5 ("Arenques Vermelhos") devem ser enviados para todas as principais cidades japonesas para investigar a fabricação de documentação de SCP-3534 não autorizada.1 Todos os indivíduos encontrados documentando elementos de SCP-3534 devem ser levados sob custódia da Fundação para interrogatório. Após a conclusão da investigação do sujeito, amnésticos Classe-C (Retrógrados Direcionados)2 devem ser administrados.

A manifestação de qualquer instância de SCP-3533 na realidade Base deve ser considerada um precursor para um cenário Classe-MH (Invasão de Agressores de Grande Escala).3 Se a instância de SCP-3534-3 se manifestar nas proximidades do Sítio de Pesquisa e Contenção-110, o dispositivo nuclear de segurança do Síito-110 deve ser ativado imediatamente. A FTM Eta-5 ("Bombardeiros Jäeger") deve ser enviada do Sítio Dimensional-172 para as ruínas do Sítio-110 para confirmar a exterminação de todas as instâncias de SCP-3534-3.

No caso de quaisquer instâncias de SCP-3534-3 sobreviverem ao dispositivo de segurança ou uma sobreposição entra a realidade de Base e SCP-3534-2, Artigo I, Seção 1 do Acordo de Segurança Internacional de Hy-Brasil de 19924 deve ser invocado imediatamente. Todos os ativos da Fundação devem então começar preparações para um cenário Classe-MH.

Descrição: SCP-3534 é uma série de inscrições criadas pela Agência Imperial Japonesa de Exame de Assuntos Anômalos (IJAMEA) que, quando inscritas no interior de um veículo aquático, alteram o veículo para ser um submarino Classe Kō-hyōteki Tipo A5 funcional em tamanho natural(doravante designado SCP-3534-1). Remoção das propriedades anômalas de SCP-3534 pode ser atingida através de uma única laceração em todas as cinco inscrições.

Instâncias de SCP-3534-1 são consistentes em termos de marcações e interior. Localizado no exterior de instâncias de SCP-3534-1 está o logotipo da IJAMEA juntamente com as palavras "研究船舶" ("kenkyū senpaku," "navio de pesquisa"). Instâncias são equipadas com tecnologia de radar desenvolvida em 1994, roupas de mergulho aquático e rações de comida e água.

medium.jpg

Uma instância de SCP-3534-1 operada por funcionários da Fundação se preparando para uma exploração autorizada.

As propriedades anômalas de SCP-3534-1 se manifestam ao entrar em um corpo de água. Em um ponto de submersão variável, a instância de SCP-3534-1 será obscurecida por um alto aumento na turbidez da água de fonte desconhecida ao redor da instância. Ao ser obscurecida, a instância será transportada para uma localização extradimensional, designada SCP-3534-2.

SCP-3534-2 é uma realidade alternativa extremamente semelhante à realidade Base com a principal diferença sendo o nível médio do mar de SCP-3534-2, que foi elevado em aproximadamente 500 metros. Esta parece ter sido uma mudança gradual que começou por volta de 1993. Nenhuma fonte para este aumento do nível da água foi determinada, embora uma análise taumatúrgica rudimentar sugira que possa estar ligada à população de SCP-3534-3 de SCP-3534-2.

SCP-3534-3 são Agressores de Grande Escala que se acredita terem causado um evento semelhante a um cenário Classe-MH em SCP-3534-2. Instâncias exibem características tanto de répteis quanto de cefalópodes aquáticos (sendo extremamente semelhantes a UAE-Brasil-78) e variam de ~5 a ~300 m de altura. Instâncias são hostis para com todas as formas de vida e observa-se que comumente entram em combate entre si sem causa direta. Observa-se também que todas as instâncias emitem níveis de Energia Vital-Elan e radiação Akiva mais altos do que a maioria das entidades extradimensionais.

Existem, em estimativas atuais, mais de quinhentas mil instâncias de SCP-3534-3 em SCP-3534-2. Além da população de SCP-3534-3, a população de baleias (da ordem Cetacea) e estrelas do mar (da classe Asteroidea) apresenta um aumento significativo em comparação com a realidade Base.
A razão para este aumento da população é desconhecida.

Recuperação: A descoberta de SCP-3534 ocorreu após avistamentos de atividade aumentada de divisões da IJAMEA no Japão. A Força-Tarefa Móvel Delta-5 ("Corredores de Partida") foi enviada para investigar antigas bases e laboratórios operacionais da IJAMEA.

Após a chegada da FTM Delta-5 à maior antiga instalação operacional, descobriu-se que a referida instalação ainda estava operacional, com múltiplos funcionários da IJAMEA dentro. Todos os funcionários da IJAMEA foram apreendidos e encontram-se detidos por tempo indeterminado.

O sujeito mais notável foi Hattori Michizane, indivíduo que afirma ter grande importância na IJAMEA. Michizane se recusou a revelar mais informações sobre sua identidade ou os atuais objetivos da IJAMEA.

O que se segue é uma nota recuperada do escritório de Hattori Michizane na base.

PARA ISHIDA, O DESAPARECIDO

31 de Outubro de 1995

Um anjo e então demônio rebelde caiu de um arrebatamento aquático numerado para o nosso mundo. A ilha mística de Hy-Brasil foi atacada.

O demônio se rebelou por um motivo, mas não foi provocado nem seus motivos eram válidos. O demônio acreditava que precisávamos recomeçar; que nos foi dado tempo suficiente para nos convertermos para o lado da estrela. Os anjos que o cercavam duvidavam de suas declarações e o baniram do arrebatamento, fazendo-o fugir para nosso reino.

Enquanto em nosso reino, o demônio planejou sozinho. O demônio manteve os pensamentos que o levaram ao seu banimento durante sua estadia em nosso frágil reino e pretendia realizar seu próprio Dia do Julgamento. Isso levaria à perdição da ilha.

E assim Hy-Brasil foi atacado. Milhares massacrados pelas mãos do anjo e então demônio rebelde. Uma boa parte da população da ilha era formada por homens e mulheres da ciência e conhecimento do oculto. O anjo e então demônio rebelde foi eventualmente morto por homens e mulheres da ciência, mas não antes que vidas valiosas fossem perdidas.

A curiosidade do homem em relação à queda do anjo e então demônio rebelde em nosso reino cresceu. Suas origens estavam ocultas em uma fachada em constante alteração, e o homem teve problemas para remover a face falsa de seu local de nascimento. Nós, o Japão, também fomos atormentados pela curiosidade; só não fomos tão ignorantes quanto alguns.

E assim, eles entraram no arrebatamento, nas profundezas do subsolo. Mas você deve ganhar seu caminho para a salvação; você não pode roubá-lo.

Eles irritaram os anjos e, por causa disso, os anjos começaram a concordar com o anjo e então demônio rebelde. Eles ameaçaram inundar nosso reino com o mar e os verdadeiros anjos numerados e recomeçar. O homem não acreditou neles, apesar do imenso poder exibido por causa do anjo e então demônio rebelde.

O homem não deu ouvidos ao seu aviso. Eles entraram em nosso plano e o devastaram, conforme prometido.

Meu irmão… ele trabalhou ao meu lado durante a maior Guerra Oculta. Nossos próprios experimentos começaram a tentar descobrir de onde os anjos vieram, mas o Japão não teve tanto sucesso quanto os outros. Descobrimos uma maneira de entrar na dimensão na qual os anjos estavam atualmente renascendo, e foi aí que nossa curiosidade também foi afetada.

Simplesmente observamos enquanto eles começavam a refazer o novo mundo. Eles nadavam majestosamente pela terra, movendo-se com ela, o oceano, sem mostrar sinais de desafio. Meu irmão e eu ficamos contra o vidro do Kō-hyōteki, observando enquanto os anjos criavam mais uma cadeia de ser.

Enquanto observávamos, um tirou meu irmão de meus braços.

Devo voltar para encontrá-lo. O mundo que exploramos não é o paraíso. Meu irmão não está no arrebatamento; Eu ouço seu apelo.

Não tenha medo, Ishida. Estou a caminho. Espalharei o conhecimento dos métodos de transporte dos anjos, e vou encontrá-lo e levá-lo de volta para casa.

Glória ao Japão.


Michizane se recusou a elaborar sobre este documento.

Exloração 3534-L4: A seguir está uma transcrição de uma exploração autorizada em SCP-3534-2, conduzida por agentes da Força-Tarefa Móvel Gamma-6 ("Alimentadores da Profundeza").

[COMEÇAR REGISTRO]

Comando: Gamma-6, aqui é o Comando. Vocês estão me ouvindo?

Angler: Afirmativo.

Betta: Estou.

Carp: Confirmando.

Comando: Fechem a escotilha e preparem-se para a submersão.

Betta: Entendido.

Os agentes fecham a escotilha localizada no topo de SCP-3534-1. Eles avançam até uma área de profundidade necessária para submersão ser alcançada.

Angler: Estamos prontos, Comando.

Comando: Entendido. Submergir em três, dois, um.

SCP-3534-1 submerge completamente sob a superfície do oceano e desce até uma profundade de ~20 m.

Carp: Estamos a cerca de vinte metros de profundidade, Comando. Aguardando sua autorização antes de entrar em traço-dois.

Comando: Assim que vocês estiverem prontos, Gamma-6.

Após um breve momento de silêncio, SCP-3534-1 submerge a uma profundidade de trinta metros, ativando seus efeitos anômalos. Gamma-6 é transportada para SCP-3534-2 assim que a visibilidade é obscurecida, como normal.

Angler: Transporte em andamento, Comando.

Comando: Entendido. Relatem quando vocês chegarem lá, Gamma-6.

SCP-3534-1 entra totalmente em SCP-3534-2.

Angler: Comando, chegamos ao traço-dois.

Comando: Avancem a seu próprio critério, mas deixem as câmeras de seus capacetes ligadas e relatem a cada sessenta segundos.

Angler: Entendido, Comando.

Betta: Alerta, todo mundo. Tem um bem alí.

Uma instância de SCP-3534-3 é visível através de uma das janelas de SCP-3534-1, a aproximadamente 50 m de distância do submarino.

Betta: Eles demoram tanto assim para ir embora?

Carp: Vou desligar a iluminação.

Angler: Sim, desligue.

Carp desliga todas as fontes internas de luz. A instância de SCP-3534-3 brevemente parece olhar em sua direção, mas muda de curso e sai nadando.

Carp: Comando, a gente não consegue nem ficar aqui por dois segundos sem um traço-três nos notar. Isso pode demorar mais do que o esperado.

Comando: Lembrem-se de que vocês tem rações no submarino e que não há limite de energia.

Betta: Entendido.

Gamma-6 desce até o fundo do oceano, entrando nas ruínas submersas de uma cidade não identificada. Eles começam a navegar entre ruas abandonadas. Ocasionalmente, uma instância de SCP-3534-3 passará acima.

Comando: Gamma-6, relatório.

Angler: Nada fora do comum até agora. Apenas um monte de crocolulas e edifícios abandonados.

Comando: Entendido.

Gamma-6 continua a navegar pelo fundo do oceano. Eles continuam seu curso ininterruptos até uma anormalidade ser notada por Betta.

Betta: Ei, Angler, você vê isso?

Angler: Ver o qu— ah. Sim. Sim, estou vendo.

Angler: O que diabos é isso?

Angler: Eu não sei.

Comando: Gamma-6, o que vocês veem?

Betta: Acho que podemos estar exagerando. Parece uma bolha de ar.

Angler: Aqui no fundo do mar?

Carp: Ela está só… flutuando ali. Se fosse uma bolha de ar, ela subiria.

Angler: Então o que é isso?

Carp: Não vejo por que você está me perguntando, Angler.

Betta: Comando, solicitando autorização para sair de traço-um para a anormalidade.

Comando: Autorização concedida. Leve outro agente com você.

Angler: Vou com Betta.

Carp: Ooooook. Vou só ficar aqui, então.

Angler: Claro que você vai.

Angler e Betta levam aproximadamente quinze minutos para se equiparem adequadamente para mergulho, usando os trajes aquáticos presentes em SCP-3534-1. Água corrente pode ser ouvida quando a eclusa de ar artificial se abre para SCP-3534-2.

Angler: Comando, saindo agora.

Comando: Entendido.

Betta: Caralho, está frio.

Angler: Especialmente para uma área que tem a porra de krakens cuspidores de fogo.

Betta: Bem, eles são de sangue frio, certo?

Angler: Eu não sei, são?

Comando: Foquem na tarefa, Gamma-6. Prossigam para a anormalidade.

Angler: Entendido. Avançando.

Angler e Betta se aproximam da anormalidade com segurança. Nenhuma instância de SCP-3534-3 está à vista.

Betta: Tem algo ali dentro, Angler.

Angler: O quê?

Betta: Isso é … uma fita? Embaixo da água?

Carp: Bem, está em uma bolha de ar, então…

Angler: Comando, vou pegar a fita.

Betta: Angler, eu não acho que—

Angler rapidamente enfia a mão na anormalidade e recupera o dispositivo de gravação. Apesar de estar submerso em líquido, o dispositivo permanece seco.

Betta: …ou não.

Angler: Peguei ela, Comando.

Comando: Entendido. Voltem para traço-um.

Angler: A caminho.

Angler e Betta continuam voltando para SCP-3534-1. Uma instância de SCP-3534-3 pode ser vista se aproximando dos dois agentes a aproximadamente 500 m de distância.

Betta: Merda! Merdamerdamerdamerdamerda—

Angler: Se abaixe!

A instância de SCP-3534-3 tenta atacar ambos os agentes, mas erra sua primeira tentativa de ataque. Angler e Betta continuam sua tentativa de fugir em direção a SCP-3534-1, até que Betta repentinamente cessa todos os movimentos e abre seus membros.

Betta: Os anjos não habitam nos céus acima, mas nas profundezas abissais abaixo.

Angle: Betta, do que caralhos você está falando? Vamos, temos que ir!

Betta: Os braços da estrela do mar me acolhem.

Angler: Porra—

SCP-3534=3 começa a girar de volta para os dois agentes. Angler nada de volta para a posição de Betta e envolve um único braço em volta de sua cintura, tentando nadar de volta para SCP-3534-1.

Carp: Rápido! Entrem!

Angler: O que diabos você acha que estamos—

Neste momento, outra instância de SCP-3534-3 anteriormente não vista é detectada se aproximando dos dois agentes. A respiração de Angler aumenta drasticamente e ele solta Betta. Apesar disso, Angler continua nadando em direção a SCP-3534-1.

Angler: Me desculpe, David…

A instância original de SCP-3534-3 engole Betta inteiro. A segunda instância então ataca a primeira, e as duas instâncias entram em combate físico.

Angler: Meu Deus, puta merda—

Carp: Acelera, Angler, caralho!

Angler finalmente chega a SCP-3534-1 e então entra no submarino. Carp imediatamente começa a subir. Gamma-6 é transportada de SCP-3534-2 por meio e uma laceração em SCP-3534 sem nenhum dano a SCP-3534-1.

Carp: [Ofegante] Uh, Comando, estamos… estamos bem. Conseguimos escapar.

Comando: Baixas?

Angler: Hum, afirmativo, Comando. David.

Comando: …pena. Voltem para a doca.


Posfácio: Eu não sei por que ele simplesmente … parou. Ele ficou olhando para mim o tempo todo. Ele simplesmente se recusava a se mexer e… Aquele não era David; Não podia ser. — Codinome Angler


O que se segue é uma transcrição da fita recuperada da Exploração 3534-L4.

[COMEÇO DO REGISTRO]

…e assim começamos o projeto; maldita coisa durou três anos. Dia após dia, do amanhecer ao anoitecer, trabalhamos na máquina. O cadáver da criatura alimentava nossas ambições de aprender mais sobre suas origens. Curiosidade nunca é uma má característica. Olhando de volta para Hy-Brasil, eu não achava que algo mais como aquilo poderia existir novamente. Mas este trabalho me ensinou que nada é impossível.

Aquele dia foi absolutamente traiçoeiro. Ninguém sabia de onde aquilo veio; aquilo só atacou com absolutamente nenhum pingo de misericórdia, com a intenção de matar qualquer coisa que se movesse. Hy-Brasil foi provavelmente o alvo devido á sua afiliação com o anômalo. Aquilo poderia ter ido para qualquer outro lugar do mundo; África, Canadá, México, Brasil, Estados Unidos — absolutamente qualquer lugar. Mas aquilo escolheu uma única ilha que menos de um por cento da população da Terra sabia que existia.

…mas, é claro, nós não simplesmente nos perguntamos de onde essas coisas vêm. Nós descobrimos. Esse é o nosso papel na humanidade: fazer o mundo avançar em conhecimento científico e compreensão das anomalias que assolam o multiverso. Então, o Projeto [ininteligível] foi iniciado, liderado por Doutor Visini. Ninguém realmente concorda sobre qual era o "verdadeiro" objetivo do projeto, mas seu objetivo final superficial era claro: descobrir de onde veio aquela maldita coisa.

Os doutores atingiram a, uh, "salvação" por causa deste projeto. Quem diria que a salvação estaria nas profundezas do oceano, em vez de nas alturas do céu? Depois que eles entraram, eles foram cercados por um bando daqueles caralhos reptilianos … e achamos que o que atacou Hy-Brasil era grande. Essas coisas eram mais altas do que conseguíamos compreender. Mas essas eram dóceis, ao contrário da de Hy-Brasil. A salvação era realmente um espetáculo a se ver, especialmente com monstros aquáticos dóceis. Os pesquisadores continuaram andando, até que…

Eles encontraram uma grande capela em forma de pentágono. Uma estrela estava rotulada em praticamente todas as áreas internas e externas do edifício. É claro que, tanto por ignorância quanto por curiosidade, eles entraram. Este foi o maior erro da humanidade.

Ela estava cheia de pessoas, não, humanos parados em volta de focos de fogo cantando canções. Na minha opinião, as músicas erma bastante — ah, foda-se. Dizer isso agora não vai nos salvar. Suas canções eram espirituais e criavam uma aura sobre a capela. A aura era calmante, mas Visini dicidiu que seria apropriado compartilhar sua opinião aos exploradores da salvação.

"Sua música é a porra de uma bosta," disse ele. Originalmente, eles riram e disseram para ele se sentar. Conhecendo Visini, ele recusou, o que irritou os cavalheiros ainda mais do que ele pretendia. "Sério. Uma bosta daquelas," disse ele. E então, uma das lulas se abaixou e engoliu um dos pesquisadores. A música é sagrada, especialmente para essas criaturas. Por quê? Eu não sei. Só sei que é esse o fato e descobrimos isso tarde demais.

Eles vieram da salvação para baixo — er, para cima — para nós, apenas para nos contar nossos erros. Claro, eles não iriam nos deixar com um aviso. Nunca é tão simples, especialmente quando você está fodendo com divindades. Eles decidiram que nosso único pecado era a ignorância e nos deram um tempo para consertá-lo. Tínhamos sete dias. Agora temos dois.

Tenho a forte sensação de que eles vão cumprir sua palavra. Tenho um sentimento ainda mais forte de que a punição declarada vai ocorrer porque a humanidade simplesmente não parece se importar. Se você estiver de alguma forma ouvindo isso, então eu só quero que você saiba… pense com sabedoria enquanto você estiver nessa "salvação". Ela pode levar não apenas ao seu fim, mas também ao fim de todo mundo ao seu redor.

Registrado em 5 de Março de 1993. Este foi Dr. Agostinelli… provavelmente pela última vez.

[FIM DO REGISTRO]


Observações: Na realidade Base, Doutor Visini foi um Pesquisador Sênior da Fundação estacionado no Nexus-03, que propôs um projeto de pesquisa para determinar as origens de UAE-Brasil-78. Projeto este negado pelo Conselho O5. Após a negação, Doutor Visini foi transferido para SCP-1982 em 1990 e foi dado como desaparecido em 1991.

Doutor Agostinelli era um Pesquisador Júnior também estacionado no Nexus-03, que foi morto durante o Incidente-N03-78.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License