SCP-356
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-356

Classe do Objeto: Neutralizado

Procedimentos Especiais de Contenção: Os restos mortais de SCP-356 devem ser mantidos continuamente congelados na Unidade de Armazenamento Biológico de Longo Prazo 73A no Sítio-23. Funcionários são informados de que SCP-356 tem sido uma pessoa de interesse dos governos dos Estados Unidos, da Federação Russa e da República do Azerbaijão desde 1986. Como tal, contatos com a Fundação servindo com essas nações ou entidades afiliadas devem ser mantidas sem saber da contenção de SCP-356 em 1986 e morte em 1987.

Atualização: Exceto para fins de pesquisa aprovados, nenhum dispositivo eletrônico capaz de receber chamadas telefônicas deve ser trazido a menos de 10 m de SCP-356.

Descrição: SCP-356 é um homem falecido de 62 anos de idade de descendência eurasiana, medindo 1,76 m de altura e pesando 81,5 kg. Quando SCP-356 está a aproximadamente 3 m de qualquer dispositivo capaz de receber uma chamada telefônica (como telefones fixos tradicionais, telefones celulares ou terminais de computador com software que permita a telefonia), esse dispositivo começará a receber um fluxo constante de chamadas. Se não forem atendidas, essas chamadas continuarão por um período indefinido, apenas cessando quando atendidas e retomando assim que o falante desligar. Em todos os casos observados, tentativas de rastrear a origem das chamadas telefônicas relacionadas à presença de SCP-356 identificaram o próprio dispositivo que recebe as chamadas como o ponto de origem.

Quando chamadas telefônicas provocadas pela presença de SCP-356 são atendidas, uma entidade desconhecida (SCP-356-A) falando em uma voz exatamente igual à de SCP-356 irá atender. Se deixado para falar por contra própria, SCP-356-A falará sobre informações gerais sobre SCP-356, principalmente com foco em histórico de trabalho e relações profissionais. SCP-356-A também descreverá o que considera ser o estado mental de SCP-3561. SCP-356-A demonstrou uma tendência a gravitar em torno de assuntos que SCP-356 considera desconfortáveis ou angustiantes.

SCP-356 foi recuperado junto com 12 outras pessoas, 12,348 páginas de arquivos, 3 computadores e 115 horas de gravações de vídeo após a invasão da Fundação em 01/04/1986 em um esconderijo da CIA em ██████████████████ como parte da Operação CATWALK. Incluindo SCP-356, █ objetos recuperados desta operação posteriormente receberam classificação SCP.

Adendo 356-1: Em 09/08/1987, SCP-356 sofreu um infarto agudo do miocárdio, levando à insuficiência cardíaca e parada cardíaca. A equipe médica da Fundação foi incapaz de reviver SCP-356, resultando em sua morte clínica mais tarde naquele dia. SCP-356 reclassificado de "Euclídeo" para "Neutralizado" efetivo a partir de 11/02/1987.

Adendo 356-2: Em 15/04/2009, um trabalhador de manutenção na Unidade de Armazenamento Biológico de Longo Prazo 73A relatou que seu telefone celular pessoal estava recebendo chamadas repetidas ininterruptas de uma fonte desconhecida.

Depois de revisar histórias de casos, a equipe de pesquisa rastreou a causa desse fenômeno aos restos mortais de SCP-356. Pesquisadores atenderam o telefone para fins de documentação, no entanto, nenhuma voz foi discernível na linha. Sons de fundo consistentes com vento significativo ou outro movimento do ar estavam presentes, bem como interferência estática. Após encerrar a ligação, o celular continuou recebendo ligações de natureza semelhante até ser retirado da Unidade de Armazenamento Biológico de Longo Prazo 73A.

Pedido de experimentação adicional e reclassificação de classe de objeto pendente.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License