SCP-369
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-369

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-369 deve ser monitorado por gravação de câmera acelerada, que deve ser analisada quanto a comportamento anômalo a cada vinte e quatro horas. Dispositivos de alerta perimetral sensíveis a movimento devem ser colocados nas bordas de SCP-369 cada vez que ele se realoca, com pelo menos três funcionários de Nível 1 próximos para se comportar como uma equipe de construção semi-ativa quando sob observação. Funcionários devem evitar observar SCP-369 diretamente quando nenhum outro observador em potencial estiver presente, embora visualização indireta por meio de vídeo ou mesmo de espelhos não tenha efeito, permitindo que SCP-369 continue normalmente.

Sob nenhuma circunstância trabalho de construção real deve ser tentado em SCP-369, nem o equipamento ao redor deve ser usado. Após perda de contato com SCP-369 quando sua tarefa for concluída, o equipamento de monitoramento do local deve ser reembalado e estar pronto para transporte para um novo local. Após 24 horas, todas as estradas em um raio de 75 km (46,6 milhas) devem ser examinadas para ver se há obras que não correspondam à programação de trabalho do governo regional. Apenas estradas pavimentadas devem ser examinadas, começando com seções de estrada com uso comparativamente menor.

Descrição: SCP-369 é uma zona migratória de obra de estrada que repara trechos de estradas não cuidados por equipes de reparo. Ele gera semelhantes não funcionais de vários veículos essenciais para a construção de estradas, sendo digno de nota um pequeno rolo compressor e um movedor de terra, sendo o último desde um bobcat a uma retroescavadeira. Os cones de trânsito presentes na borda do efeito são cones de trânsito reais, desprovidos de qualquer número de série ou marca de fabricante, e sempre parecem ter estado em uso por pelo menos alguns anos. Se removidos do local, os cones desaparecem enquanto não são observados. As máquinas não podem ser usadas ou mantidas, e testes mostraram que não é aconselhável tentar.

O processo de reparo leva até quatro dias, enquanto a estrada passa por um processo de regeneração semi-orgânico quando não observada diretamente, resultando em remendos mundanos, porém de qualidade profissional, feitos no pavimento. Nenhuma propriedade especial foi observada em trechos de rua já visitados por SCP-369: eles voltam a sofrer de intemperismo e desgaste como qualquer estrada normal assim que SCP-369 não estiver presente.

Testes com construção e tentativas de interromper SCP-369 resultam sempre na cobaia sendo coberta com piche líquido e [DADOS EXPURGADOS] até que os ossos e materiais inorgânicos duros fossem ejetados para a beira da estrada. O efeito parece ser limitado às estradas pavimentadas dos Estados Unidos, e nenhuma repintura de linhas é feita.

Adendo: Tentativas de funcionários de pesquisa de Nível 2 de redirecionar SCP-369 para locais específicos de trabalho em estradas não tiveram sucesso até o momento, embora algum progresso tenha sido feito em tentativas de identificar possíveis alvos com antecedência.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License