SCP-3718
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-3718

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: Quaisquer instâncias de SCP-3718 descobertas à solta devem ser sedadas1 e trazidas para contenção, ou neutralizadas7 se o número atual de instâncias de SCP-3718 contidas for maior que vinte. Funcionários da Fundação devem monitorar sites e linhas diretas de controle de animais em busca de menções de atividade potencial de SCP-3718, bem como relatos de indivíduos sendo atacados por gatos ou vendo 'gatos monstros'. Qualquer área que tenha visto um declínio significativa da população silvestre local em um curto período de tempo deve ser investigada em busca de atividade de SCP-3718. A FTM Kappa-14 "AH! Sideshow Bob!" foi instruída a examinar áreas onde o GdI-223 apareceu em busca de espécimes perdidos de SCP-3718.

Instâncias de SCP-3718 em contenção devem ser mantidas em um habitat felino grande no Sítio-23 e requerem pelo menos três vezes a ingestão diária normal de alimentos em comparação com um Felis catus normal. Recomenda-se que funcionários somente entrem no cercado quando a população de SCP-3718 tiver sido recentemente alimentada ou sedada.

Descrição: SCP-3718 é uma espécie não identificada de organismo, de aparência externa semelhante a indivíduos pertencentes à espécie Felis catus (gato doméstico). Embora instâncias de SCP-3718 sejam visualmente idênticas a Felis Catus não anômalos, ao visualizar o reflexo de uma instância de SCP-3718, um organismo grande e trípede pode ser visto no lugar de um reflexo.

Esses organismos apresentam uma altura média de 75 cm no ombro, exibem inúmeras manchas bioluminescentes ao longo do corpo e são de coloração escura. Esses organismos não possuem olhos ou ouvidos observáveis, mas exibem múltiplos orifícios em todo o corpo, usados na alimentação. Esses organismos também possuem vibrissas2 altamente sensíveis que percorrem todo o comprimento de seu corpo, permitindo às instâncias observar seus arredores detectando mudanças no fluxo de ar. Não se pode interagir diretamente com esse organismo, visto que o mesmo não parece ocupar o espaço que ocuparia ao redor do corpo de Felis catus.

Instâncias de SCP-3718 são predadores ativos e já foram observadas em bandos caçando presas tão grandes quanto alces e consumindo a maior parte da caça. Ao se alimentar, observa-se as instâncias de SCP-3718 causando uma anomalia espacial Classe C-.3 Durante isso, a aparência de Felis catus se contorcerá até três vezes seu tamanho normal, e orifícios correspondentes àqueles na aparência de seu reflexo se abrirão e liberarão enzimas digestivas pressurizadas sobre a caça. Uma vez que as enzimas digestivas tenham tido efeito, os orifícios são usados para prender partes da presa e entregá-la ao sistema digestivo através de fileiras de dentes.

Bandos de SCP-3718 selvagens já foram observados em todo o continente norte-americano,4 reproduzindo-se rapidamente. Devido à sua atividade de caça elevada, SCP-3718 tornou-se uma ameaça à vida selvagem natural em alguns casos, diminuindo drasticamente as populações de muitas espécies, incluindo pássaros e veados. Atualmente, pelo menos três espécies da América do Norte foram reclassificadas como criticamente ameaçadas devido à presença e rápido crescimento das populações de SCP-3718. Por causa disso, SCP-3718 é atualmente considerado uma espécie invasora, e sua contenção é considerada uma alta prioridade devido à sua disseminação elevada e risco de descoberta.

Adendo: Descoberta e Conexões com GdI

SCP-3718 foi descoberto após inúmeras menções online de matilhas de gatos selvagens matando presas anormalmente grandes, bem como menções de 'gatos monstros' que só podiam ser vistos em superfícies reflexivas. Isso ocorreu em conjunto com reduções repentinas em muitas populações de animais selvagens em certas áreas, levando a protestos de grupos ambientalistas. Agentes infiltrados nesses grupos foram capazes de capturar múltiplas instâncias de SCP-3718, levando à descoberta subsequente de seus efeitos anômalos e contenção.

Acredita-se que SCP-3718 tenha se originado do GdI-233, como uma atração para sua 'Coleção da Loucura'. Várias instâncias solitárias de SCP-3718 foram localizadas em ou perto de áreas visitadas pelo GdI-233. Além disso, algumas instâncias foram encontradas usando colares identificando-as como 'Propriedade de Herman Fuller', ou mais recentemente 'Propriedade do Circo das Perturbações de Herman Fuller'.

Adendo: Tentativas de Controle da População de SCP-3718

Apesar dos esforços contínuos para abater a população de SCP-3718, ela continua a aumentar em uma quantidade substancial a cada ano. Embora os esforços atuais consistam principalmente em localizar e neutralizar instâncias sempre que detectadas, alguns pesquisadores julgaram isso como ineficaz. Pesquisadores estão atualmente formulando um vírus artificial que, quando contraído por uma instância de SCP-3718, o tornaria infértil, e quaisquer outras instâncias com as quais entrasse em contato. SCP-3718 infectados seriam liberados na natureza em locais com altas concentrações de atividade de SCP-3718. Proposta pendente de aprovação pelo Comitê de Ética.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License