SCP-383
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-383

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: Todas as amostras de SCP-383 deverão ser mantidas em recipientes plásticos padrão, congelados com blocos de gelo. Os recipientes que armazenam as amostras de SCP-383 deverão ser mantidos em um armazenamento com uma temperatura de -5 graus Celsius em todos os momentos. Todas as amostras de SCP-383 removidas para teste devem ser tratadas com um equipamento de segurança mínimo de máscara facial, luvas de látex e óculos de proteção (isso já é opcional se os funcionários já utilizarem óculos graduados). Os funcionários serão lembrados de lavarem as suas mãos após manusear os materiais de SCP-383.

Todas as infecções suspeitas e confirmadas de SCP-383 serão tratadas, e qualquer pessoa que tenha tido contato direto dentro do quadro de infecção, deverá ser colocada em quarentena durante o período de teste. Um caso confirmado de SCP-383 fará com que a pessoa seja colocada em uma quarentena de uma semana e colocada em antivirais até que o teste revele que SCP-383 foi totalmente liberado do sistema da pessoa afetada. Os civis infectados devem ser tratados de forma semelhante e receberão o tratamento com amnésticos de Classe-B, e informados de que estão em quarentena por causa de uma variante altamente virulenta da gripe, e a causa do surto deverá ser identificada.

Todos os objetos criados por SCP-383 devem ser catalogados, junto com o estado atual do hospedeiro. Os hospedeiros de SCP-383 receberão um gotejamento IV de alta nutrição e, a menos que o teste do funcionário de Classe-D esteja em operação, os hospedeiros serão mantidos levemente sedados e em situações seguras e hospitaleiras.

Por razões óbvias de segurança, SCP-383 não pode ser introduzido a nenhuma outra anomalia.

Descrição: SCP-383 é uma infecção viral, que pode ser primeiramente categorizado como uma variante da gripe. Os sintomas iniciais de SCP-383 são semelhantes aos do resfriado comum, que possui uma variedade de sofrimentos e dores, problemas de sinusite, dores de garganta, dores de estômago, tosse e espirros, e fadiga. SCP-383 parece ser apenas capaz de infectar hospedeiros humanos, mas foi observado que SCP-383 poderá ser transportado por outros animais, como ratos e pombos. Semelhante a uma infecção comum, SCP-383 irá percorrer naturalmente pelo corpo humano dentro de alguns dias, ou mais rapidamente com os antivirais de rotina.

No entanto, SCP-383 também é acompanhado por ondas extremas de náusea. Além de trazer o conteúdo do estômago do hospedeiro, SCP-383 parece ser capaz de, através de meios desconhecidos, produzir itens aleatórios. Esses itens são sempre dimensionados apropriadamente para a boca do hospedeiro, mesmo que pareça impossível para eles se originarem do estômago, sugerindo que esses itens são realmente produzidos na boca ou na garganta. Mais frequentemente, esses itens são úteis, individualmente, para o hospedeiro.

Por exemplo, um hospedeiro dentro de um quarto trancado pode regurgitar uma chave, um conjunto de fechaduras ou um pé de cabra para abrir a porta. Embora os resultados estejam longe de ser consistentes, o único padrão mostrado é que SCP-383 sempre produz itens de uso para o hospedeiro de uma forma ou de outra. SCP-383 foi observado criando animais vivos e dispositivos mecânicos complexos.

Embora SCP-383 pareça ter um grande potencial como um agente ativo da Fundação, deve-se notar que esses itens não aparecem espontaneamente. Pelo contrário, eles são criados a partir da biomassa do corpo humano. As vítimas são propensas a anemia, perda de nutrição, danos aos ossos e uma severa perda de peso, dependendo dos itens produzidos. Itens que contêm substâncias que não são encontradas muitas vezes dentro do corpo humano são frequentemente substituídas por substâncias similares, ou quando se falta partes não-vitais.

As infecções também poderão causar danos à boca e esôfago do hospedeiro, e um enfraquecimento do sistema imunológico. Os hospedeiros também foram observados tendo um risco de asfixia em quaisquer itens produzidos a partir de SCP-383. Os hospedeiros de SCP-383 também relatam alguma dificuldade em engolir os alimentos, e a náusea relativamente consistente dificulta o consumo e a digestão de quaisquer alimentos ou líquidos, ocasionalmente resultando em desidratação.

Devido à natureza altamente virulenta de SCP-383, mutações ocasionais poderão ocorrer, resultando em partes de SCP-383 que fazem com que o hospedeiro regurgite itens inseguros ou substâncias como líquidos perigosamente ferventes, que poderiam ferir ou matar o hospedeiro. Outras partes de SCP-383 um tanto comuns incluem um efeito semelhante ao vírus parental, mas manifestando suas habilidades de criação de itens através da excreção fecal.

Um risco extra pode ser tomado para evitar que outras partes de SCP-383 se desenvolvam, pois uma parte capaz de infectar entidades não-humanas ou com uma reação inteiramente fatal pode ser desastrosa.

Os surtos de SCP-383 que estavam fora da Fundação foram observados e contidos, veja o adendo para mais detalhes.

Adendo:

[[ESPERANDO DESCLASSIFICAÇÃO]]

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License