SCP-391
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-391

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-391 deve ser mantido em um aviário de 5 x 5 x 5 m, feito de malha de aço pesada. Estruturas que imitam uma floresta mista de folhas largas e de pinheiros devem ser colocadas dentro do aviário. Luzes artificiais, imitando padrões normais de dia e noite, devem ser mantidas em boas condições. A temperatura e a umidade devem ser controladas para imitar um clima continental úmido.

A porta do aviário deve ser mantida trancada o tempo todo quando SCP-391 não estiver sendo estudado, mantido ou alimentado. Funcionários deixando o aviário devem ser revistados em busca de objetos removidos do aviário. Funcionários tentando remover material do aviário sem permissão serão repreendidos.

Descrição: SCP-391 é um único espécime fêmea de Tyto alba alba, ou da coruja comum-das-torres. Pelotas regurgitadas por SCP-391 são geralmente compostas de alguma forma de metal precioso. O metal produzido parece variar com o tipo de presa ingerida. A coruja, apelidada de Midas, foi documentada regurgitando ouro, prata, platina e outros metais preciosos. Consulte os Registros de Teste de SCP-391 para obter mais informações.

SCP-391 foi adquirido em 20██, depois que o Guarda Florestal █████ ████████ relatou ter encontrado pepitas de ouro semelhantes a pelotas de coruja. A Fundação encontrou o relatório durante uma varredura de informações de rotina. Todas as corujas em um raio de 50 km foram tranquilizadas sob o pretexto de um experimento de marcação e rastreamento. Agentes examinaram e libertaram mais de ███ corujas antes de SCP-391 ser encontrado.

Adendo 391-01: Após vários exames por veterinários da Fundação, nenhuma anomalia foi encontrada dentro de SCP-391. Além de sua habilidade incomum, SCP-391 é um membro adulto normal de sua espécie.

Adendo 391-02: Devido a contato repetido com os pesquisadores Dr. ███████ e Dr. █████, SCP-391 se acostumou a algum contato humano. No entanto, SCP-391 ainda é um animal selvagem e deve ser tratado com cuidado e respeito.

OBSERVAÇÃO: Dr. ███████ solicitou permissão para procriar SCP-391 para ver se a característica seria passada para seus filhotes. Pedido pendente de aprovação do diretor do sítio.


Registro de Experimentos de SCP-391

OBSERVAÇÃO: Esses experimentos foram conduzidos após SCP-391 ser mantido em uma dieta restrita de frango desossado sem pele por uma semana. Pesquisadores também retiveram alimentos por doze (12) horas antes do teste.

Nome: Dr. █████
Data: ██/██/20██

Item: Um (1) rato branco de 320 g.

Reação: SCP-391 matou animadamente e comeu o rato.

Resultado: Uma (1) pelota de índio de 63 g.

Observação: O que foi notável é o tamanho da pelota. Ela era do mesmo tamanho que uma pelota de uma coruja normal. Não podia haver mais do que 10 g de material indigestível no rato, mas a pelota pesava o peso correto para um pedaço de índio daquele tamanho. Parece que seja o que for que está facilitando a mudança na matéria não segue a lei da conservação de massa.

Nome: Dr. █████
Data: ██/██/20██

Item: Um (1) rato preto de 320 g.

Reação: Mesmo que o rato branco.

Resultado: Mesmo que o rato branco.

Observação: SCP-391 foi colocado em um sistema fechado onde toda a entrada de massa e energia era cuidadosamente medida e demonstrou um aumento gradual na massa cerca de (2) horas após a ingestão. Nenhuma mudança de energia ou massa no sistema poderia ser responsável por esse aumento. Parece que cor não é importante para a reação. A pelota produzida, no entanto, ainda não pode ser explicada sem violar as leis básicas da física.

Nome: Dr. █████
Data: ██/██/20██

Item: Um (1) rato preto de 320 g.

Reação: Mesmo que os testes anteriores.

Resultado: Mesmo que os testes anteriores.

Observação: O rato usado no teste foi radiomarcado e o processo de digestão foi observado com equipamento especializado. A carne do rato foi separada da pele e do osso e digerida como seria de esperar em uma coruja normal. A massa extra na pelota não vem do material ingerido em si.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License