SCP-4007
avaliação: +2+x
4007-1.jpg

SCP-4007 durante a Segunda Guerra Mundial. Acredita-se que esta fotografia tenha sido tirada durante o treinamento inicial em uma das sedes da Unidade 731 em Pingfang.

Item nº: SCP-4007

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: A contenção primária de SCP-4007 consiste na investigação da localização de SCP-4007-5. Unidades de FTM Phi-51 (“Os Cachorros de MacArthur”) estão atualmente tomando conta dos esforços de investigação de SCP-4007-5, e como também elaborando planos para a captura e contenção de SCP-4007-5.

Adicionalmente, a Fundação está estabilizando um acordo com SCP-4007-4 que permite que a anomalia tenha mobilidade limitada no campo sob monitoramento da Fundação graças ao alinhamento de objetivos entre a anomalia e a Fundação. SCP-4007-4 deve ser considerado um ativo de inteligência de alto-valor para informações relativas ao SCP-4007 e ao SCP-4007-5.

Descrição: SCP-4007 é uma designação coletiva dada a 5 indivíduos anômalos, informalmente conhecido como o grupo “Pingfang 5,” que foi o grupo responsável pela formação de uma unidade de operações especiais que servia sob a Unidade 731 do Exército do Império do Japão durante a Segunda Guerra Mundial.1 Todos os cinco indivíduos receberam múltiplas habilidades anômalas ao longo da Segunda Guerra Mundial. Enquanto cada indivíduo tinha recebido habilidades anômalas diferentes, o número de propriedades (tanto anômalas quanto as regulares) são comuns em todas as instâncias que Fundação tinha encontrado até hoje, não limitadas a:

  • Longevidade estendida. SCP-4007-4 permanece com uma condição física excelente, independente do indivíduo ser cronologicamente um centenário.
  • Habilidades físicas melhoradas, incluindo, mas não limitado a: reflexos mais rápidos, sentidos melhorados, o grande aumento de força física.
  • Habilidade de se comunicar em múltiplas linguagens, primariamente Japonês, Inglês, Chinês Mandarim, Russo, e Alemão.
  • Grande inteligência e treino em forças especiais.

Até o momento, todas as instâncias de SCP-4007 encontradas mostraram desacordo em aceitar o fim da Segunda Guerra Mundial. Semelhante a outros soldados “atrasados” Japoneses não anômalos, as instâncias de SCP-4007 mantiveram que suas missões ainda não estão completas e, portanto, exigem que as missões estejam em campo e operem sob suas ordens originais. Até o momento, apenas SCP-4007-4 mostrou qualquer disposição de cooperar com o pessoal da Fundação, embora o indivíduo tenha se recusado a reconhecer o fim da guerra, mesmo quando mostrou evidência direta disso.

Antes dos encontros da Fundação com SCP-4007, todas as instâncias da anomalia permaneceram ativas e em grande escala em todo o território anteriormente ocupado pelo Império do Japão durante a Segunda Guerra Mundial. Atualmente, duas instâncias (SCP-4007-4 e SCP-4007-5) permanecem vivas, embora apenas SCP-4007-5 seja considerado fora de contenção. Informações mais detalhadas sobre a história e composição de SCP-4007 estão incluídas abaixo.

4007-2.png

Bandeira de IJAMEA, uma das entidades responsáveis pela formação de SCP-4007.

As origens de SCP-4007 estão em uma colaboração entre o Agência Imperial Japonês de Examinações de Materiais Anômalos (IJAMEA/AIJEMA)2 e a Unidade 731. Utilizando a pesquisa de IJAMEA em objetos anômalos, juntamente com o desenvolvimento do projeto Shinka da Unidade 731, O grupo SCP-4007 foi criado como uma combinação de unidade de infiltração furtiva e forças especiais capaz de trabalhar em ambientes altamente perigosos em território hostil e completar objetivos extremamente difíceis das forças armadas do Império do Japão, todas as instâncias de SCP-4007 tão unidas como uma unidade inteira e como agentes individuais.

No decorrer da guerra, SCP-4007 lutou em quase todos os grandes teatros de operações em que as Forças Armadas do Império do Japão se engajaram durante a guerra, embora operasse principalmente em território Republicano Chinês durante a maior parte da guerra, levando à sua designação informal como o "Pingfang 5." Em 1945, SCP-4007 foi amplamente relembrado do trabalho de campo para ajudar na defesa das ilhas Japonesas. No entanto, dados os diferentes locais em que as instâncias de SCP-4007 foram encontradas no pós-guerra, acredita-se que um grupo novo de ordens de SCP-4007 recebeu um novo conjunto de pedidos em 1945. O raciocínio por trás disso, bem como o conteúdo das referidas ordens permanecem desconhecidos.

Instâncias individuais de SCP-4007 demonstraram uma grande quantidade de propriedades anômalas, que se destinavam a permitir que trabalhassem juntas mais eficientemente. Interações da Fundação, informações biográficas e histórico operacional de cada instância específica são incluídas abaixo.

4007-4.jpg

SCP-4007-1, enquanto estava localizado em Myanmar em 1941.

Nome: 1º Tenente Mitsuo Kitano

Codinome Original: Inazuma - Relâmpago

Data de Nascimento: 06/07/1905

Descrição: Comandante nominal da unidade. SCP-4007-1 possuía capacidade anômala de gerar raios, mas não estava imune aos efeitos da pós-geração.

Status: Terminado

História Operacional: SCP-4007-1 foi extensivamente desenvolvido em Myanmar durante a guerra, onde foi utilizado para incendiar grandes segmentos da floresta em um esforço para cercar o território inimigo e expulsar os soldados do exército Myanmar e Britânico. Além disso, o indivíduo era o líder do grupo SCP-4007, SCP-4007-1 participou de inúmeras operações conjuntas na China ocupada pelos Japoneses. Após a guerra, SCP-4007-1 foi identificado pelos ativos da Fundação como tendo retornado ao leste de Myanmar, onde estava sendo detido no Estado de Shan.

Iterações da Fundação:

06/10/1946: SCP-4007-1 é identificado pelos soldados Chineses Republicanos que estavam localizados na área, que confundiram SCP-4007-1 com um guerrilheiro Comunista Chinês. SCP-4007-1 começou a atacar as forças Chinesas Republicanas neste momento.

06/10/1946 - 09/22/1947: SCP-4007-1 conduz uma campanha de guerra contra soldados Chineses Republicanos, atacando sistematicamente vários campos e instalações do exército Chinês, reduzindo severamente a mão-de-obra no estado de Kachin, em Myanmar. Mais de 500 casualidades foram registradas neste período de tempo, sem contar com os residentes civis da região.

09/22/1947: A equipe de contenção da Fundação rastreia a localização de SCP-4007 e tenta apreender a anomalia. SCP-4007-1 incendeia um grande segmento da floresta de Myanmar durante a sua fuga, matando um agente da Fundação e 4 civis.

02/12/1948: Unidades de FTM Phi-51 são oficialmente estabilizadas e designadas para a captura de SCP-4007-1.

04/25/1948: As unidades de FTM Phi-51 conduzem a Operação Smokehouse (Casa de Fumaça), cercando SCP-4007-1 dentro de uma seção fechada da floresta. SCP-4007-1 tenta sair da floresta para abrir caminho, mas fica preso dentro da zona que as unidades FTM Phi-51 fecharam. Quando o fogo desapareceu, o corpo de SCP-4007-1 foi encontrado dentro da zona, e acredita-se que tenha expirado devido à inalação de fumaça. O incidente foi considerado um resultado aceitável.

.
.
.


CREDENCIAIS DE NÍVEL 4/4007 SÃO REQUIRIDAS

O arquivo que você está tentando acessar é restrito somente para os funcionários com credenciais de Nível 4/4007. Por favor, não tente abrir a seguinte documentação sem as credenciais aprovadas.


Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License