SCP-4405
avaliação: +2+x
Void.png

Uma instância manifestante de SCP-4405-1 nas ruínas de U-991RF

Item nº: SCP-4405

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: A Fundação estará focando em prevenir o acesso as instâncias de SCP-4405-1 a entidades não autorizadas com métodos de transportação multiversal.

Funcionários da Fundação com credenciais de Nível 3 podem optar por jantar nas instâncias de SCP-4405-1.

Descrição: SCP-4405 é uma série de eventos que afetam as consequências da total obliteração de um universo. Assim que SCP-4405 ocorrer, um único TGI Friday's totalmente funcional com todos os seus respectivos funcionários irá tomar lugar nas ruínas deste universo.

Instâncias de TGI Fridays que aparecerem através de SCP-4405 são conhecidas como SCP-4405-1, e à parte de um campo de gravidade localizado em torno do edifício e uma fonte aparentemente infinita de energia e alimento, estes são totalmente não-anômalos em natureza. Instâncias de SCP-4405-1 podem ser deixadas através das janelas e das portas; entretanto sem os meios de locomoção apropriados, sujeitos que deixam uma instância de SCP-4405-1 serão impedidos, sendo lentamente trazidos de volta para dentro da instância pela gravidade.

Empregados dentro das instâncias de SCP-4405-1 são não-anômalos e preparam e servem a comida que é tipicamente servida pelos restaurantes TGI Friday's. Até o momento não houve patronos registrados em instâncias de SCP-4405-1 além dos funcionários da Fundação e de outras entidades autorizadas.

Logo abaixo há uma entrevista feita com o gerente de SCP-4405-1-FR3Y4, uma das primeiras instâncias conhecidas de SCP-4405-1 que se manifestaram. O gerente não divulgou seu nome a agente da Fundação que estava performando a entrevista.

<Início do Registro>

O Gerente abre a porta do seu escritório, gesticulando para que a Agente Ruth se sente em uma das duas cadeiras de couro vermelho em frente à sua mesa. Agente Ruth se senta e O Gerente fecha a porta atrás deles e se senta na cadeira atrás de sua mesa.

O Gerente: Estava achando que um cliente apareceria eventualmente. De qual universo você seria então? C4181? TDU8Y? Ou talvez um destes universos divertidos, quem sabe, huh?

Agente Ruth: Eu não sei se tenho credenciais para dizer isso a você, mas estou supondo pela sua atitude blasé que você estaria acostumado a ser interrogado?

O Gerente começa a rir um pouco.

O Gerente: Bem, essa versão de mim não, mas todas as outras infinitas versões no fim de universos estão.

Agente Ruth: Você por acaso possui alguma espécie de conexão com o resto deles, então? Tipo, uma conexão psíquica?

O Gerente gesticula com desdém.

O Gerente: Nah, tá mais pra… tá mais para um cérebro compartilhado. Como posso dizer, todos nós somos tecnicamente a mesma pessoa. Todo mundo em toda a Friday's é o mesmo pessoal, apenas… diferente.

Agente Ruth: Como uma cópia? Ou um clone?

O Gerente: Tá mais para a soma de uma equação. Dois mais dois é quatro, mas então com mais um é três. O que teve acontecido em cada universo que causou a sua criação e causou seu fim não importa, por que todos eles terminarão em uma outra e medíocre Friday's.

Agente Ruth passa seus dedos em seu cabelo com uma mão.

Agente Ruth: E todos os outros empregados sabem? Ou todos eles são apenas… pessoas normais.

O Gerente: Eles sabem. É claro que eles sabem, todos eles são como eu. Não diferentemente aqui neste universo, por que eles também estão em qualquer lugar. É por isso que a maioria de nós está nesse tédio, todos nós estamos apenas fazendo a mesma coisa no mesmo universo morto.

O Gerente cruza os seus braços e suspira, desviando o olhar.

O Gerente: Eu sempre tive que explicar esta mesma coisa uma quantidade infinita de vezes já. Caramba, alguns dos universos onde eu tive que explicar isso agora são apenas Fridays como esse. E são apenas…

O Gerente e Agente Ruth ficam em silêncio.

Agente Ruth: E é apenas isso, então?

O Gerente: Sim.

Agente Ruth: Um TGI Friday's?

O Gerente: Sim.

Agente Ruth: Tudo o que é, e tudo o que será, vai ser apenas uma cadeia de fast food medíocre no final?

O Gerente: Sim. Isso. Isso é tudo.

O Gerente e Agente Ruth ficam em silêncio de novo.

Agente Ruth: E você sabe o porquê disso? Por que um TGI Friday's?

O Gerente: Bem, acho que meu pensamento deve ser tão bom quanto o seu. Você tem alguma afirmação sobre isso?

Agente Ruth: … Eu… Acho que?

O Gerente: Pode falar.

Agente Ruth: Bem. Apesar que isso é meio auto-centrado de mim, pelo fato de que o TGI Friday's é uma instituição humana eu acho que tudo isso tem alguma conexão com a humanidade. Seja qualquer conexão…

Agente Ruth olha pro teto.

Agente Ruth: Ganância? Hedonismo? Eu não sei.

Agente Ruth mexe sua cabeça.

Agente Ruth: Nós, tipo, socialmente, nós apenas… consumimos. Nós vamos pro nosso emprego e trabalhamos, e assim chegamos em casa, e o que fazemos com o nosso dinheiro? A gente gasta tudo em fast food. A gente gasta em um cabo para assistir programas de TV cheios de propagandas. Nós… compramos sapatos pelo nome da marca, só por causa do quão legal soa o nome. Nós vemos o bom e o mal acontecendo, pouco interessados nos dois, no noticiário, e então a gente bebe algo até que a gente fica embriagado.

Agente Ruth suspira.

Agente Ruth: E, e depois de tudo isso, nós nem se importamos com as crianças que vem depois da gente que vão fazer apenas nada, tudo por que todos nós sempre estamos muito ocupados ficando em má situações para sobreviver através do consumo de lixo, e todos nós sempre estamos muito ocupados ficando perdidos para esquecer isso. Então… Isso até faz sentido falando assim. Este é o nosso legado. Esta é a nossa herança. Um maldito TGI Friday's.

O Gerente e Agente Ruth ficam em silêncio por um longo período de tempo. O Gerente então cruza seus braços e resmunga.

O Gerente: Merda, cara.

Agente Ruth: Huh?

O Gerente: Eu apenas achei que o universo desde o começo nunca tinha sido bom pra existir.

Agente Ruth: Huh.

O Gerente: Mas eu prefiro mais a sua teoria. Vamos ir com a sua então.

Agente Ruth e O Gerente ficam sentados e em silêncio.

O Gerente: Alguma coisa, qualquer pergunta?

Agente Ruth fica em silêncio.

O Gerente: Sim. Entendi. Essa coisa não é pros fracos. Eu tive muitas perdas de identidade e crises existenciais na minha vida. Acho que você também teve algum.

O Gerente coloca seus pés na mesa, olhando pro teto.

O Gerente: Por que, bem… É apenas isso. Isso vai ser o fim. É ai onde tudo irá ficar, até mesmo quando seu universo morrer.

O Gerente se inclina de novo em sua cadeira.

Agente Ruth: Isso realmente é… onde tudo vai estar.

O Gerente suspira.

O Gerente: Bingo, garota.

Agente Ruth engole alto.

Agente Ruth: Eu acho que eu… tenho uma pergunta então.

O Gerente: Vai em frente.

Agente Ruth: Você tem bebidas?

O Gerente ri.

O Gerente: Você tem identificação?

Agente Ruth acena com a cabeça, mostra sua identificação, se levanta lentamente e sai do escritório. Agente Ruth então senta no balcão e passa seus próximos 45 minutos comendo palitos de mussarela e bebendo um Long Island Iced Tea de Pêssego Pan-Galactic antes de pagar o atendimento e sair de SCP-4405-1-FR3Y4.

<Fim do Registro>

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License