SCP-444
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-444

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: As instâncias de SCP-444 que forem identificadas fora da custódia da Fundação deverão ser isoladas e destruídas com o máximo de força possível. As instâncias de SCP-444 que estão contidas na Fundação deverão ser mantidas sob protocolos de documentação para Risco-Memético Tipo A. Os tradutores designados não devem ter mais de 12 horas de acesso semanal ao SCP-444 e devem passar por exames semanais de avaliação linguística e psicológica. Indivíduos comprometidos por SCP-444 deverão ser isolados e prevenidos de fazerem vocalizações e deverão ser terminados a menos que eles possam ser utilizados em protocolos de testes. Força Tarefa de Resposta Rápida Omicron-11, AKA "Os Meninos do Burke", deverá ser desencadeada sempre que possível devido à natureza surda dos membros desta equipe.

Descrição: SCP-444 é um vírus memético que parece ser transmitido linguisticamente. SCP-444 assume a forma de uma linguagem válida e coerente. Indivíduos expostos ao SCP-444 assimilam e perdem sua capacidade de usar ou aprender outras línguas, embora eles normalmente mantenham sua capacidade de entender idiomas previamente compreendidos. Exemplos escritos de SCP-444 requerem um contato mais prolongado, mas a exposição verbal tem efeito após apenas algumas frases. O mecanismo para essa mudança permanece ainda desconhecido.

A forma escrita de SCP-444 tem um alfabeto único de formas geométricas lidas em um padrão irradiante do centro.

A examinação sistemática de SCP-444, principalmente nos Experimentos 444-7, 444-13 e 444-17, havia revelado que SCP-444 desabilita a capacidade de um indivíduo afetado de expressar vários conceitos, incluindo:

  • Rebelião
  • Ódio
  • Raiva
  • [REMOVIDO]

Além do mais, sob um prolongado período de tempo com as infecções de SCP-444, a falta da capacidade de expressar esses conceitos parece alterar o comportamento humano. Os indivíduos infectados com SCP-444 começarão a ficar mais doceis e complacentes, bem como mais preocupados com a procriação e cuidados infantis. A re-examinação dos dados do Experimento 444-17, obtidos através dos exames de ressonância magnética, examinação direta com eletrodos e dissecações de cérebros infectados, confirmou que SCP-444 causa várias alterações significantes na estrutura cerebral humana, separando quimicamente [REMOVIDO] do cérebro. Acredita-se que isso, sem se referir ao vocabulário reduzido, possa ser a causa das alterações feitas na mentalidade dos indivíduos infectados com SCP-444.

A principal área de contenção designada para a pesquisa em SCP-444 é, atualmente, considerada a área responsável pela contenção de toda a fonte de SCP-444. SCP-444 deverá ser considerado uma arma invasiva hostil. Desde 19██, ██0 instâncias de exposição a SCP-444 foram registradas pela Fundação, tipicamente entre trabalhadores migratórios ou indivíduos com subclasses em áreas urbanas decaídas.

Registro de Experimento 444-7.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License