SCP-4449
avaliação: +1+x

Item nº: SCP-4449

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-4449 deverá ser mantido contido em uma cela de contenção para anomalias de baixa-ameça.

SCP-4449 deverá ser entrevistado semanalmente com o propósito de manter sua saúde psicológica e adquirir mais informações sobre suas propriedades passadas e anômalas, com um exame especial aplicado a qualquer menção aos crimes de Daisuke Kawamoto ou ao atual status de Higashishirakawa, Japão.

Descrição: SCP-4449 é um espantalho humanoide animado de 1,8 metros de altura, SCP-4449 utiliza as vestes tradicionais de samurai e a combinação completa de armadura de placas de ferro, incluindo o kabuto e o sōmen.1

O corpo de SCP-4449 é primeiramente composto por pano e é preenchido por algodão e palha. Esse material é capaz de suportar desgaste e danos e não apresenta qualquer durabilidade anômala, assim como a sua roupa ou armadura (que são removíveis). Entretanto, se o corpo de SCP-4449 sofrer danos, ele pode ser reparado ou substituído usando materiais convencionais e prontamente disponíveis, assim como tecidos, cordas e estofamento adicional. Espera-se que esta característica inalterável e integração anômala de novos materiais para reparar ou melhorar o corpo de SCP-4449, seja responsável pelo fato de SCP-4449 permanecer em boas condições de serviço apesar de sua idade.

Além do mais, SCP-4449 é capaz de sempre permanecer ativo e equilibrado enquanto usa sua armadura apesar do equipamento de proteção pesar mais que 14 kg, e SCP-4449 é capaz de levantar e movimentar objetos que pesam até 115 quilos, tendo a força física e a agilidade aproximadas em geral de um homem humano atlético e saudável de seu tamanho, apesar de sua baixa massa e falta de biologia. Ele demonstrou uma grande capacidade de combate e demonstrou um profundo e detalhado conhecimento em kenjutsu e bōjutsu do período Edo2, ao ponto de SCP-4449 ser capaz de lutar de forma confiável e ocasionalmente SCP-4449 poderá lutar contra os melhores praticantes de artes marciais da Fundação de Nível-Mestre em partidas, se autorizado.

SCP-4449 é sapiente e é capaz de falar em Japonês no estilo do período Edo, embora não esteja claro como isso é fisicamente realizado, já que SCP-4449 não possui órgãos responsáveis pela fala e além disso, SCP-4449 não possui um rosto sem sua máscara. Sua personalidade é predominantemente genial, cortês, gregária e respeitosa, embora um tanto bombástica e teimosa.

SCP-4449 está ciente de sua construção não-humana, e afirma ser o espirito de Daisuke Kawamoto, um samurai que (de acordo com SCP-4449) nasceu em 1799 nos arredores de Tóquio (então conhecido como Edo) e serviu diretamente a Xogunato Tokugawa3 como soldado e estrategista político e militar. SCP-4449 afirma ainda que seu espírito foi colocado em seu alojamento atual através de um ritual mágico que foi feito imediatamente após a sua morte em 1888, para que ele pudesse continuar a servir seus descendentes e a vila em que viviam, com SCP-4449 trabalhando como mentor e guardião. SCP-4449 também alegou que a sua existência como um espírito permite que ele perceba e interaja com outros espíritos, e que ele use essa habilidade para combater contra os yōkai4 que regularmente ameaçavam os cidadãos de sua vila.

História e Descoberta: SCP-4449 tinha sido recuperado de Higashishirakawa, uma pequena vila localizada na Prefeitura de Gifu, Japão.

Relatos pegos dos moradores de Higashishirakawa indicam que a existência de SCP-4449 era de conhecimento comum dentro da vila há mais de um século, com numerosas fotografias e relatos escritos contendo SCP-4449 sendo mantido nos registros da vila, com o registro mais antigo deles datado de 1893. Devido ao isolamento da vila, falta de linhas de transporte público disponíveis e um acordo irrelevante dentro da comunidade para evitar mencionar SCP-4449 a quaisquer visitantes, a Fundação permaneceu inconsciente da existência de SCP-4449 até 22 de Abril de 2006, quando um vídeo da entidade andando por uma rua de um lugar povoado foi postado na Internet.

Os cidadãos de Higashishirakawa aceitavam a presença de SCP-4449 e o saudava livremente ou falava com ele enquanto viajava tanto dentro do centro da vila quanto em seus arredores. Entrevistas conduzidas com vários cidadãos revelam que a população via SCP-4449 como uma entidade um tanto incomum, mas inofensiva, útil e até benevolente. Um pequeno número de anciãos da vila afirmou que SCP-4449 era a prova da existência da vida após a morte e era um ancestral sagrado enviado para agir como guardião contra os maus espíritos como recompensa por sua fé. A maioria da população, no entanto, não viu evidências de SCP-4449 combatendo contra seres yōkai e sinceramente declarou que SCP-4449 era apenas um fantasma sem noção de sua realidade circundante.

Apesar disso, os cidadãos e o governo local de Higashishirakawa mantiveram um relacionamento amigável e cordial com SCP-4449. Eles permitiam que ele viajasse para onde ele quissese e, ocasionalmente, eles ofereciam presentes ou até convidavam SCP-4449 para visitar suas casas. Quando eles não estavam patrulhando as florestas ao redor da vila, SCP-4449 adotou o papel de suporte generalista dentro da comunidade, com relatos registrados de SCP-4449 desempenhando deveres como:

  • Policia local, cooperando com o pequeno distrito policial de Higashishirakawa para prender praticantes de infração (tipicamente vândalos adolescentes ou ladrões de lojas que tentam escapar da custódia) ou para ajudar com o arquivamento e outros deveres clericais
  • Combatente de incêndios, durante o qual SCP-4449 iria se infiltrar nos edifícios em chamas para resgatar indivíduos presos em determinados lugares ou feridos, apesar de SCP-4449 ser um espantalho inflamável
  • Trabalho de limpeza, onde SCP-4449 trabalharia junto com o pessoal da limpeza noturno para limpar vários edifícios públicos em toda a vila
  • Professor substituto, SCP-4449 se ofereceria para Escola de Higashishirakawa para poder ocupar o lugar de um professor que estivesse doente, que não pôde trabalhar e entre outros compromissos que pudesse impedir a presença do professor na escola. Nesse papel, SCP-4449 seria encarregado de ensinar temas como Japonês e o básico de Matemática (com uma notável preferência por História), além de coordenar e liderar as aulas de artes marciais depois da escola
  • Encarregamento de trabalhos gerais de mão-de-obra e reparos, com SCP-4449 auxiliando os cidadãos em várias tarefas, como remendar telhados com vazamentos, pintar, cortar lenha, substituir janelas quebradas, cortar a grama e juntar folhas caídas das árvores no local
  • Espantar os pássaros das plantações e campos dos fazendeiros,

entre uma multidão de outras coisas. Como resultado desses comportamentos, SCP-4449 foi muito apreciado pela maioria dos moradores da vila e autoridades locais. SCP-4449 era particularmente popular com as crianças, que referiam SCP-4449 como “Kakashi-san5 e SCP-4449 poderia brincar com as crianças regularmente quando ele não estava sendo encarregado de supervisionar ou em ensinar no momento.

4449.jpg

Retrato de Daisuke Kawamoto feito pelo pintor Utagawa Kuniyoshi, cerca de 1855

Os pesquisadores históricos da Fundação descobriram registros e relatos genuínos de um samurai chamado Daisuke Kawamoto que permaneceu vivo durante o final do período Edo. As informações sobre esse indivíduo são um pouco escassas, mas o ano de nascimento em 1799, ano de falecimento em 1888 e uma ocupação como soldado e estrategista foram confirmados em concordância com as alegações de SCP-4449.

No entanto, todos os relatos escritos que referenciam Kawamoto em detalhes, independentemente de sua fonte, consistentemente e de maneira forçada descrevem Kawamoto como um homem notoriamente cruel e implacável, com uma reputação de matar friamente e uma falta de consideração por conduta honrosa no campo de batalha. Nestes relatórios, Kawamoto é frequentemente referido pelos epítetos como “O Executor Encharcado de Sangue” ou “Gashadokuro6", como resultado de sua imponente estatura, características sombrias, personalidade taciturna e impassível, e alegado amor pelo derramamento de sangue. Kawamoto é acusado de ser responsável por numerosos crimes de guerra e atrocidades durante seu mandato dentro do período de Xogunato Tokugawa e durante todo o curso da Guerra Boshin7, incluindo a queima de plantações, tortura recreativa e assassinato de prisioneiros, recusando rituais de morte a combatentes inimigos e o massacre repetido de civis não-combatentes. É digno de nota a frequência da falta de vontade persistente de Kawamoto em poupar os filhos daqueles que se revelavam contra o Xogunato, o que lhe valeu críticas e repulsa de seus aliados e colegas.

As circunstâncias específicas da morte de Kawamoto ainda permanecem desconhecidas, mas o consenso entre os historiadores derivado do pouco que existe de dados conclui que ele fugiu da capital antes que ele pudesse ser capturado pelas forças imperialistas e para evitar isso, ele assumiu uma nova identidade e começou a viver em um campo isolado pelo resto de sua vida. Um pequeno número de relatos atestam que a sua verdadeira identidade foi descoberta imediatamente após a sua morte, e seu corpo foi levado por uma seita próxima de sacerdotes Xintoístas para ser queimado, como penitência por seus crimes. No entanto, o túmulo de Kawamoto nunca foi localizado, e nem os seus restos mortais foram encontrados, e esses relatos permanecem não-verificados.

SCP-4449 tem cooperado respeitosamente com o pessoal designado da Fundação, mas SCP-4449 educadamente fez várias solicitações para ser liberado da contenção, insistindo que sua vila estava indefesa contra os predadores yōkai na sua ausência. Depois de mais de uma década de vigilância convencional e taumatúrgica, nenhuma criatura correspondente a essa descrição foi detectada nos arredores de Higashishirakawa. Além disso, enquanto SCP-4449 tem sido aberto e predominantemente exato durante as entrevistas e forneceu muitas informações consistentemente verificáveis, em nenhuma ocasião ele abordou, reconheceu ou admitiu qualquer um dos atos inescrupulosos ou imorais atribuídos ao homem que ele afirma ter sido. A razão para essas omissões é atualmente desconhecida, e estão sendo elaboradas novas perguntas sobre isso.

Adendo 4449-01: Em 31 de Outubro de 2017, após um período nacional de censos e pesquisas populacionais, os agentes da Fundação incorporados no governo Japonês descobriram múltiplos dados estatisticamente improváveis e alarmantes associados a vila de Higashishirakawa.

Desde 2006, as taxas de doenças físicas e mentais relatadas pela população de Higashishirakawa aumentaram consistentemente. A partir do final de 2017, as doenças infecciosas, transtornos genéticos, esquizofrenia, massivo transtorno depressivo, suicídio, câncer e taxas de mortalidade infantil aumentaram ao quíntuplo do número comparando com a média nacional, a ponto da vila conseguir atingir as taxas totais relatadas pelas cidades com população dez vezes maiores perto de Higashishirakawa. As taxas de criminalidade na vila também aumentaram bastante, assim como roubos, sequestros, crimes sexuais, negligências e abusos infantis, abuso doméstico e assassinatos chegando a níveis sem precedentes, excedendo muito as taxas registradas em qualquer outro período da história da vila. Em onze anos, a população residencial de Higashishirakawa caiu de 2,677 em 2006 para 1,004 devido a uma combinação de encarceramento, emigração ou morte.

Nenhuma explicação definitiva ou verificável para essa anormalidade foi encontrada pelo governo Japonês ou pela Fundação, e nenhuma correlação demonstrável entre essas tendências e a contenção de SCP-4449 foi determinada. O status de SCP-4449 não demonstrou nenhuma mudança. Quando perguntado sobre isso, SCP-4449 declarou que ainda não possuía conhecimento do atual status de Higashishirakawa, mas mesmo assim ele novamente pediu para ser libertado da custódia da Fundação imediatamente, insistindo que agora ele era a “única esperança” da vila e que o desastre logo ocorreria em Higashishirakawa e subsequentemente em todo o Japão, se SCP-4449 continuasse sendo mantido em confinamento. A solicitação foi negada.

A investigação desses eventos ocorridos está atualmente em andamento.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License