SCP-496
avaliação: 0+x
SCP-496.jpg

Agente █████ comunicando-se com SCP-496.

Item nº: SCP-496

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-496 deve ser mantido em uma unidade de contenção aquática localizada na ala de SCPs Seguros do Sítio-77. A unidade de contenção deve ser inundada com água do mar correspondente ou o mais próxima possível da mistura da área da qual SCP-496 foi recuperado. Funcionários também devem reabastecer a água com nutrientes a cada 2 semanas por meio do sistema de filtro para manter o componente biológico de SCP-496 nutrido. Funcionários com autorização de Nível 2 ou superior não devem ter acesso direto à unidade de contenção de SCP-496. Funcionários de Nível 1 que trabalham diretamente com SCP-496 devem se submeter a avaliações psicológicas semanais durante e por 2 meses após o período de contato.

Descrição: SCP-496 é uma estátua humanoide composta principalmente de carbonato de cálcio de coral morto. SCP-496 tem 1 metro de altura e pesa 296 quilogramas. Datação por radiocarbono indica que SCP-496 tem pelo menos 1.200 anos. Análises indicam que o interior de SCP-496 está morto com uma fina camada de coral vivo fresco e outros organismos revestindo a maior parte de seu exterior. Esses organismos têm existido em seu estado atual perpetuamente pelos ██ anos em que SCP-496 esteve em contenção. Quando foi descoberto, várias instâncias de SCP-1104 foram descobertas vivendo dentro de SCP-496.

Quando um indivíduo humano se aproxima de SCP-496, sua percepção da área ao seu redor muda. Sujeitos relatarão estar em uma grande área urbana, povoada por figuras humanoides. É relatado que a área é composta inteiramente de coral com um grande pilar ornamentado no centro. Um telhado artificial feito de coral será visto acima da cabeça do sujeito, com reflexos da água do oceano sendo visíveis. No entanto, essas reflexões podem mudar de forma para combinar com constelações, pessoas presentes na cidade ou o que parecem ser figuras semelhantes a divindades1 batalhando contra grandes criaturas marinhas.

SCP-496 é capaz de se mover, no entanto, tentativas de comunicação foram limitadas devido à sua presença subaquática. A construção de uma área de entrevista subaquática foi negada devido ao custo.

Testemunho de D-9987 após ser exposto a SCP-496

Tinha essas casas grandes… feitas de conchas e tal. Elas não pareciam ter nenhum padrão, parecia que elas compunham as ruas à medida que avançavam. As ruas eram feitas de coral também. Eu simplesmente continuei andando, procurando alguém para perguntar onde estava. Não estava entrando em pânico nem nada…. sendo que eu talvez devia estar, mas eu não senti que precisava. Eu me sentia seguro.

Tinha esse pilar enorme pra cacete indo até lááá no teto. Ele tinha um monte de runas e símbolos esculpidos nele, havia uma escada que girava ao redor dele como um parafuso. Pessoas estavam subindo e descendo, carregando cestos de coral, comida, todo tipo de coisa. Eu meio que só fiquei assistindo por um tempo, antes de olhar para cima e ver o teto.

Parecia um pouco com aqueles reflexos que você vê na água no começo, cê sabe? Pequenas linhas e formas brancas balançando por aí. Mas depois de olhar por um minuto, eu vi isso mudar. Havia rostos, pessoas. Havia guerreiros lutando contra tubarões e caranguejos, e havia caras vestidos como imperadores parecendo poderosos. Eu me sentei e observei por um minuto, e foi quando vocês me puxaram pra fora.

Além disso, cobaias relatam que SCP-496 está posicionado no centro de um panteão contendo doze estátuas, com cada estátua sendo composta de um material diferente. Outros indivíduos são frequentemente vistos dentro da cidade pelas cobaias, realizando rituais ou deixando oferendas para estátuas específicas. Atualmente, teoriza-se que elas tinham um significado moral, religioso ou cultural.

SCP-496 foi descoberto por agentes de campo que investigavam relatos de ruínas anormais encontradas nas Ilhas Caicos. Durante as escavações, SCP-496 foi descoberto como parte da pesquisa arqueológica em andamento, Nenhuma outra ruína ou vestígio anormal foi descoberto nesta área Consulte o Adendo 496-6. SCP-496 foi contido em 19/08/1976 e classificado como Seguro.

Adendo 496-2: D-9087 foi exposto a SCP-496 em 14/11/1999.

Eu estava perto das estátuas, todas as 12 delas. Tinha gente ao meu redor louvando elas, ou deixando comida, ou polindo a base. Mas então houve um grande crack, como se alguém tivesse socado uma pedra em um crânio. Nós todos olhamos para cima, e havia uma… rachadura no teto. Os padrões de reflexão se afastaram dela… e ela começou a ficar maior.

Pessoas se ajoelharam perto das estátuas, implorando por suas vidas. Mas então a água começou a entrar e as pessoas fugiram. A água atingiu as estátuas primeiro, derrubando elas tudo e empurrando o pessoal para longe com uma grande parede de água. Eu estava debaixo d'água neste ponto, e vi todas as estátuas explodidas, exceto por uma. Tinha um cara se segurando na base e ela olhou para ele. O cara se soltou.

Depois disso, não consegui ver quase nada. Eu ouvi coisas quebrando e caindo, mas nada mais ao meu redor. Então eu ouvi um grande splash, e ele enviou uma grande força de água correndo na minha direção. Foi aí que eu acordei.

Adendo 496-6: Investigações adicionais da área em que SCP-496 foi descoberto levou à descoberta de um grande pilar enterrado sob as praias. Estudos adicionais estão em andamento.

Adendo 496-9: A investigação sobre a morte por afogamento da Agente █████ determinou que ela foi acidental.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License