SCP-5000
avaliação: +7+x

Item nº: SCP-5000

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-5000 deve ser mantido em estado inativo dentro de uma unidade padrão de armazenamento localizada no Sítio-22. Todos os arquivos e inteligência recuperados de SCP-5000 hão de ser armazenados em um servidor protegido, com cópias de segurança disponíveis à requisição ao Departamento de Arquivamento.

Descrição: SCP-5000 é um traje mecânico não funcional identificado pelos seus esquemas internos como uma "Armadura de Absoluta Exclusão" projetada pela Fundação SCP. Apesar de acreditar que SCP-5000 tenha possuído uma série de funções anômalas com a intenção de proteger e beneficiar seu ocupante, danos infligidos a ela no passado indiciam que é apenas capaz de armazenamento básico de arquivos. Para registro de arquivos contidos dentro de SCP-5000 após recuperação, veja Arquivo 5000-1.

SCP-5000 apareceu primeiramente em um lampejo de luz dentro da câmara de contenção de SCP-579 no Sítio-62C em 04/12/2020, contendo um corpo1 geneticamente idêntico ao funcionário da Fundação, Pietro Wilson. Pietro Wilson está atualmente empregado no Sítio Exclusionário-062, e terapias com mnestésicos confirmaram que ele não possui conhecimento sobre SCP-5000 ou memórias a respeito dos eventos detalhados dentro dos arquivos do objeto.


Arquivo 5000-1:

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-1

Meu nome é Pietro Wilson. Não sei o que está acontecendo. Eu acho que posso ser o único que restou.

A data é um oh dois oh mil e vinte (desculpe acho que transcrição é complicado (desculpe não estou acostumado com isso ainda um)). A data é 02/01/2020. Eu acabei de. Acabei de escapar do Sítio Exclusionário-06. Eu acho … mas não tenho certeza, mas acho que ta todo mundo morto. Esses caras, eles foram minuciosos. Se eu não tivesse conseguido o traje, eu estaria … oh deus.

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-2

Eu tenho que me recompor ou isso não vai mesmo ser legível. Bem provável que vão querer algum tipo de registro sobre todo esse incidente para depois.

As coisas começaram a cerca de seis, talvez sete horas atrás. Um grupo que se identificavam como Força Tarefa Móvel Zeta-19 ("Somente Solitário") - Infiltrados da Insurgência, talvez? - entraram no Sítio, eles tinham identificação apropriada e tudo, juntaram todo mundo no refeitório. Então começaram a atirar.

Jesus, Eu … eu ainda consigo sentir o gosto do sangue. Não consigo arrancar esse gosto horrível de metal da minha língua. É um milagre que eu não tenha sido atingido ou atropelado, pelo jeito que cada um tentava pular um sobre o outro pra sair dali. Se eu não tivesse conseguido a Armadura de Exclusão, estaria morto. Sem dúvida sobre isso - como disse, eles foram minuciosos.

Eu sou o técnico da rede elétrica no SE-06, então não entendo plenamente como essa coisa funciona, porém entendo o básico. Esse negócio do filtro de percepção não significa que as pessoas não podem me ver, mas sim significa que eles não reconhecem o fato de poderem me ver. O que da no mesmo quando você chega na raiz disso.

Mas esses infiltrados … eles nem levaram nada, nem mesmo tentaram. Eu vigiei depois de entrar nesse negócio - Eu tava assustando demais (covarde de merda) pra tentar alguma coisa. Eles só checaram os corpos e saíram. Uma bala extra pra cada cabeça.

Eles foram lá só pra matar a gente.

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-3

Finalmente consegui chegar no abrigo seguro depois de horas e horas caminhando por essa merda de deserto. Escutei algumas explosões à distância - talvez a Fundação tenha enviado uma FTM para atacar os infiltrados antes deles saírem de lá? Espero que sim.

Nunca estive tão feliz em ver água engarrafada na minha vida. A armadura sustenta seu corpo enquanto você a veste, aparentemente, mas minha mente ainda pensa que eu deveria beber. Natureza humana, eu acho.

De qualquer forma, assim que conseguir descansar as minhas pernas, eu vou tentar botar esses sistemas aqui online. Preciso entrar em contato com a Fundação e descobrir o que exatamente ta acontecendo.

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-4

Puta merda.


ARQUIVO BAIXADO 0001-1

Contexto: Eles enviaram esse comunicado para todo governo, novas organizações e agências anômalas no planeta. Não fode.

skiplogosmall

A mensagem a seguir é composta pelo consenso do Conselho O5.

Para aqueles que atualmente não estão cientes de nossa existência, nós representamos a organização conhecida como Fundação SCP. Nossa prévia missão se concentrava em torno de contenção e estudo de objetos anômalos, entidades e outros diversos fenômenos. Essa missão era o foco de nossa organização por mais de cem anos.

Devido a circunstâncias fora de nosso controle, agora essa diretriz foi alterada. Nossa nova missão será a exterminação da raça humana.

Não haverão próximas comunicações.


ARQUIVO COMPOSTO 0001-1

Imediatamente seguido do anúncio realizado ao arredor do mundo, a Fundação começou seu ataque sobre a humanidade.

A reação às anomalias que a Fundação soltou foram rápidas como puderam ser, mas o dano está sendo feito. É difícil dizer o que ta acontecendo exatamente, mas aqui da minha posição - acessando a rede da Fundação e acompanhando as notícias - Consegui captar um pouco. Vou botar tudo que eu sei abaixo - assim quando isso acabar, se alguém estiver vivo, saberão o que aconteceu conosco.

Anomalia Relevante Medidas tomadas pela Fundação
SCP-096 Imagens do rosto de SCP-096 circularam pelas plataformas de mídia social. Número de mortos já chegava às centenas antes que as imagens fossem derrubadas do ar. Baseado em tudo que sei, essa situação ainda continua.
SCP-169 Uma série de cargas nucleares foram detonadas ao longo das costas de SCP-169, causando leves agitações por parte deste em seu sono. Os tsunamis e terremotos resultantes disso devastaram um número significante de localidades costeiras ao arredor do mundo.
SCP-662 Ao longo de vinte e quatro horas, um indivíduo o qual sua aparência corresponde a de 'Sr. Deeds' aparece nas proximidades de vários Chefes de Estado e os assassina usando qualquer ferramenta disponível de imediato, desaparecendo tão rápido quanto. Não sei o porquê isso parou depois do primeiro dia.
SCP-610 Amostras de SCP-610 são espalhadas por agentes infiltrados da Fundação dentro de várias grandes cidades, incluindo Nova York e Deli. Todos os civis na área, junto com os próprios agentes, são rapidamente infectados e sucumbem em SCP-610. Posterior propagação de SCP-610 é interrompida por esforços combinados da Coalizão Oculta Global e da Igreja do Deus Quebrado.
SCP-682 Solto.

Não entendo por que isso ta acontecendo.


ARQUIVO BAIXADO 0001-2

Contexto: Novas filmagens que eu consegui baixar em meio a sessões de bebedeira.

<Gravação Inicia>

(A repórter Maria Henderson está falando de dentro de uma tenda de evacuação da COG. A legenda acima indica que ela está falando das periferias de Trosa, Suécia. Atrás dela, pode-se ver pacientes sendo tratados por doutores completamente equipados com roupagem de proteção. Ela mesma está vestindo uma mascara cirúrgica, um pouco puxada para cima permitindo que ela fale no microfone - o que meio que destrói o propósito da mascara se me perguntassem.)

Maria Henderson: - Repetindo o que previamente foi expressado pela Coalizão Oculta Global, moradores que ainda não evacuaram são aconselhados a se selarem dentro de suas casas o mais rápido possível, usando quaisquer materiais disponíveis.

(Um dos doutores atendendo um paciente se levanta com urgência, olhando para o soldado acima das camas.)

Doutor: Temos expiração! Preparem o apagador!

(Rapidamente Maria Henderson começa a se mover para fora da tenda, em um campo cheio de instalações similares. É possível ouvir um zumbido alto de dentro da tenda atrás dela, e ver vários lampejos de luz também. Fumaça grossa vazando por uma brecha no topo da tenda.)

Maria Henderson: Quaisquer indivíduos que estiverem, um, estiverem em uma área comprometida são aconselhados a manterem uma vigia cautelosa à sua volta. Se qualquer amigo ou membro da família começar a, um, desculpa, isso, começar a exalar um notório, uh, cheiro mentolado, esse deverá ser isolado em quarentena imediatamente -

(Imagem é cortada. Depois acabei descobrindo que foi aí que a televisão parou em todo lugar. Internet, também. O mundo ficou cego em alguns segundos.)

<Gravação Termina>


REGISTRO DE DIÁRIO 0001-5

É engraçado. Com os suprimentos desse lugar - sem mencionar a Armadura de Exclusão - Eu provavelmente poderia viver aqui por anos. Mas a ideia de permanecer sentado aqui, sem ideia do que esta acontecendo no mundo afora … é insuportável. Ainda sim, eu não sei se realmente quero saber o que ta acontecendo lá fora também.

Quando eu era uma criança - bem doente o tempo todo, sem poder sair tanto - eu gostava mesmo de histórias de detetive, Sherlock Holmes e toda essa treta. Eu sempre quis descobrir as coisas. De qualquer forma, meu pai tinha uma fileira de floreiras na parede fora de casa, e elas estavam sempre sendo derrubadas, mas ele nunca conseguiu descobrir o que estava fazendo isso. Esse foi praticamente o pico da minha obsessão por ser detetive, então eu estava nesse caso mais que qualquer coisa. Eu era um estúpido de merda, então não conseguia realmente deduzir qualquer coisa, se sabe, assim acabei comprando uma câmera de espião barata e gravando a parade durante a noite.

Era um gato de rua. Meu pai acabou chutando ele até a morte, como se eu soubesse que ele fosse. Curiosidade … bem, você conhece o ditado. Todo mundo envolvido teria estado melhor se eu tivesse cuidado da minha própria vida. Exceto meu pai, mas ele que se foda.

Fudido se tu fizer, fudido se não, mas eu prefiro estar fazendo algo do que nada. Além de que, se eu tiver a Armadura de Exclusão, nunca nada que poderia querer me machucar saberia que eu estou ali.

Eu sou um turista no fim do mundo. Destinatário: Sítio-19. Mais próxima instalação real da Fundação, só faz sentido. Vou conseguir algumas respostas.


ARQUIVO GRAVADO 0001-1

Contexto: Encontro com elementos da Fundação alguns dias depois de sair do meu abrigo. Vigiando comportamento esquisito.

<Gravação Começa>

(Vendo um grupo de soldados da Fundação em uma clareira à distância - nove no total, parados em um alinhamento. Um décimo soldado, a Comandante, está silenciosamente andando para trás e para frente em frente a eles. Uniformes e insígnias indicam que eles são da FTM Epsilon-6 ("Bobos da Vila"). Depois de alguns segundos, a Comandante bate suas mãos uma vez e anda em direção ao alinhamento.)

Comandante: (para o primeiro soldado no alinhamento) Realizando a checagem agora.

Soldado #1: Claro.

(A comandante retira uma faca e apunhala o soldado no ombro. Não há reação.)

Comandante: (removendo a faca) Trate de tratar essa ferida.

(O soldado acena. A comandante procede para apunhalar cada soldado no alinhamento da mesma forma, sem reação de qualquer uma das vítimas, até o oitavo, que se estremece de forma perceptível.)

Soldado #8: Argh!

Comandante: (gritando) Temos um vivo!

(A Comandante e todos os outros soldados agilmente miram suas armas sobre o 8º Soldado e atiram em sua direção, matando-o. Ele cai no chão. A comandante então se move para o nono soldado e o apunhala no ombro - nenhuma reação visível.)

Comandante: Tudo certo, estamos livres. Partir.

(FTM Epsilon-6 guardam seus suprimentos e saem da área, deixando o corpo do soldado morto onde ele esta. Consigo recolher armamento e suprimentos médicos básicos do corpo, enterro-o também como posso depois.)

<Gravação Termina>

Anotações de Fechamento: Nem a porra da menor ideia.


ARQUIVO GRAVADO 0001-2

Contexto: Transmissão esquisita que eu apanhei em um rádio velho. Não sei se isso é importante, mas to tentando pegar o possível para depois.

<Gravação Começa>

(Apenas áudio. A voz é masculina, mais ou menos minha idade, eu chutaria.)

Voz: Sete. Cinco. Você consegue me ouvir? Tem um buraco brilhando nos buracos entre suas pálpebras. Eu nunca fui para Versalhes antes. Quero ser amado. Nove. Estou parado atrás de você agora. Cinco. Eu sou dois de nós, parado atrás de você agora. A deusa come a cidade no mar. Nove. Tem um buraco no chão com uma resposta esperando aí dentro. Sete. Veja, você está rachando. Você está rachando!!

(Mensagem continua em loop.)

<Termina Gravação>

Anotações de Fechamento: A mensagem parou assim que eu virei o rádio e vi que ele estava danificado de forma irreparável. Eu to me sentindo bem?


dawoods.jpg

Ai caralho, eu posso colocar fotos nessa coisa?

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-6

Quando eu pensei que o Sítio-19 fosse relativamente perto, não tinha realmente levado em conta que provavelmente era com um veículo em mente. Não posso arriscar carros ou qualquer coisa como isso - mesmo que eu passe despercebido, o veiculo não passaria. Tudo que preciso é um soldado da Fundação ou uma anomalia ambulante para perceber isso e então eu sou um homem morto.

Ainda sim, marchar pela floresta - mesmo com a proteção da Armadura - não é a experiência mais agradável. Seria difícil sair do caminho se alguma coisa viesse perambulando pelo mato. Só porquê as coisas não conseguem me ver não significa que elas não consigam me derrubar.

Me da tempo para pensar, no entanto. Tipo - por que diabos eu to indo pro Sítio-19 mesmo? O que eu espero cumprir? Se eu quisesse permanecer longe do perigo, sobreviver o máximo de tempo possível, eu estaria bem melhor me afastando o mais longe possível de qualquer funcionário da Fundação, e não pulando diretamente no ninho das serpentes.

Respostas, eu acho. Mais do que qualquer coisa, eu quero respostas.

Mesmo se eu for pontapeado até a morte depois disso.


ARQUIVO COMPOSTO 0001-2

Cheguei no Sítio-19. A segurança esta em péssimo estado, a maioria das anomalias foram soltas a um tempo atrás, então foi bem fácil de entrar. Mesmo assim é estressante, sair da frente dos pesquisadores enquanto eles vão fazer seus trabalhos. Eles ainda conversavam como colegas, discutindo como conseguir o máximo de casualidades humanas como se fosse algo que eles estiveram sempre fazendo.

Entretanto seus olhos … é como se algo estivesse faltando neles. Alguma faísca. Não consegui os ver como humanos, olhando em seus olhos. Talvez nem mesmo vivos. Difícil descrever, mas essa parada me deu arrepios.

Acessando o banco de dados da Fundação com algumas credenciais roubadas dos Funcionários Sênior, eu acho que consegui botar tudo junto numa linha de tempo básica do que aconteceu logo antes da declaração de guerra. Eu não sei o que isso tudo significa, mas é um começo eu acho.

Data Eventos
16/12/2019 O O5 marca um projeto chamado 'PNEUMA' como sendo de interesse especial para os Funcionários Sênior. Aparentemente, esse foi um projeto de amnestecização em massa como o Caleidoscópio, exceto que a boa parte dele focou no coletivo inconsciente humano, o psicoespaço, qualquer que seja a forma que se chama isso. Aparentemente houve um tipo de avanço mapeando esse psicoespaço - só que eu não consigo ver isso porque essa merda ta redigida. Típico.
17/12/2019 Uma votação é realizada pelo Conselho O5, com um resultado unânime. Comitê de Éticas também concorre. Não sei sobre o que o voto é, porque essa caralha ta redigida.
19/12/2019 Uma série de instruções (claro que instruções redigidas) são enviadas para todos os membros Funcionários Sênior e Diretores de Sítio. Uma onda de suicídios e demissões atravessam a Fundação, sendo o Doutor Charles Gears um dos funcionários a se demitir.
22/12/2019 Um grande número de arquivos são enviados para todos os membros Funcionários Sênior e Diretores de Sítio restantes, com instruções de disseminar o material em meio aos funcionários abaixo deles. Os arquivos estão acompanhados com a mensagem 'endureçam seus corações'. Todos os suicídios e demissões imediatamente cessam após a disseminação do material.
25/12/2019 Bloqueio total em todas as formas de comunicação de dentro e de fora dos Sítios da Fundação. Terminação da maioria das anomalias humanas e anomalias que simpatizam com humanos é realizada pelos funcionários em cada Sítio no período da próxima semana. Informações sugerem que um time de assassinato foi enviado atrás do Dr. Charles Gears, mas não diz se sucederam ou não.
02/01/2020 Forças Tarefa Móveis são despachadas para todos os Sítios Exclusionários para executar todos os funcionários. Imediatamente após a conclusão dessas missões, a Fundação declara guerra contra a humanidade.

Não tenho certeza do que tudo isso significa. Teria o conselho O5 enviado algum tipo de agente memético pra conseguir que todo mundo concorde com eles? Mas isso não explicaria por que o conselho O5 iria querer apagar a humanidade em primeiro lugar. Eu não entendo. Simplesmente não entendo.

Mais informação nas anomalias que a Fundação está ativamente usando, também. Com as notícias fora do ar, é bem difícil conseguir muita informação sólida de fora de seus próprios registros, e raios de porra, mesmo os que estão aqui estão redigidos. Quer dizer, é o fim do mundo, qual que é o ponto de redigir esses caralhos ainda? Quem liga?! Só me diz o que ta acontecendo!

Foda-se. Vou botar tudo numa tabela. Pra depois ou sei lá.

Anomalia Relevante Medidas tomadas pela Fundação
SCP-1370 Serviço de televisão temporariamente retorna. Todos os canais são propaganda de SCP-1370, tagarelando e tagarelando sobre como que este vai dominar o mundo ou sei lá. Esse aí na real não é tão ruim.
SCP-1048 Eu não sei como a Fundação fez pra pegar esse aí em primeiro lugar, mas uma filmagem de helicóptero mostra hordas de ursos criados por 1048 correndo pelas ruas de Paris. A filmagem não é muito clara, então não tenho certeza, mas parece que tem um teddy vermelho gigante ao longe também, andando por aí perto dos arranha-céus.
SCP-1290 SCP-1290-1 e SCP-1290-2 são movidos de suas posições originais e usados como um sistema rudimentar de projéteis para lançar projéteis em uma instalação protegida da COG chamada Ganzir3. Não tenho 100% de certeza sobre esses arquivos, mas essa parece ser apenas uma das francamente e obscenamente numerosas anomalias usadas que eles estão usando para tentar entrar ali. Se me perguntassem, eles estariam bem melhores simplesmente atirando mísseis, mas ninguém ta me perguntando porque todos eles piraram.
SCP-1440 SCP-1440 é transportado de acampamento de refugiados em acampamento de refugiados pela Força Tarefa Móvel Nu-22 ("Homens Foguete"), onde seus efeitos anômalos causam rápida devastação para essas comunidades ambulantes. Estranhamente, a forma com que esses eventos são descritos nos arquivos fazem parecer com que os efeitos de SCP-1440 na verdade não atingem os funcionários da Fundação designados à missão.
SCP-1678 A Fundação intencionalmente abandona a contenção de SCP-1678, removendo os funcionários das imediações. Assim que o caos causado pelas anomalias adicionais faz com que a evacuação de Londres seja impossível, oficiais dos Serviços Ocultos Britânico4 aconselham os cidadãos a se refugiar abaixo em SCP-1678. Assim que a cidade chega à sua capacidade, a Fundação detona o dispositivo nuclear estacionado ali antes de seu abandono.

Vou tentar investigar um pouco mais antes de vazar daqui, ver o que eu acho.


[ARQUIVOS DELETADOS]


REGISTRO DE DIÁRIO 0001-7

Foram mais ou menos três meses desde meu último registro. Deus sabe lá o que eu vim fazendo depois daquilo. O tempo entre antes e agora esta completamente branco na minha memória, e parece que os arquivos desse período foram deletados também. Até onde eu sei, eu deveria ser o único capaz de fazer isso, então entenda isso como quiser.

Parece que eu passei por alguns momentos difíceis. Tenho algumas cicatrizes que eu não reconheço, e eu tenho uma atadura enrolada ao arredor da minha têmpora. A Armadura de Exclusão não parece estar danificada, no entanto, então eu não sei o que me machucou. Eu cai de um morro ou algo assim? A pior parte é que eu consigo me ver fazendo algo assim. Nunca fui dos mais espertos.

O Sítio-19 já se foi a muito tempo - bem, ainda ta lá, eu assumo, mas eu estou meio caminho cruzando o país. Não conseguiria lhe dizer o porquê. É esquisito, no entanto. Eu sinto que tipo eu tenho um propósito agora, mesmo que eu não tenha 100% de certeza do que é. Só onde eu tenho que ir.

Tem uma maleta na minha mão. To tendo problema tentando lembrar o que tem exatamente dentro dela - tudo que eu sei é que isso não é arredondado, e que preciso levar até SCP-579.


[ARQUIVOS DELETADOS]


REGISTROS DE DIÁRIO 0001-8

Eu subestimei quanto tempo que levaria para chegar até SCP-579. O Sítio-19 foi uma caminhada por conta própria, mas 579 é inteiramente outra história. Eu nem saberia onde isso tava sem essa documentação - da qual eu não tenho ideia de como obtive, mas isso é além do ponto.

Parei de contar os corpos dos quais eu passei. Provavelmente já ta em dígitos quádruplos agora. Jesus, talvez maior.

Passei pelo corpo de uma criança morta, um garotinho, em uma casa que eu estava pegando suprimentos há uns tempos atrás. De primeira, achei que ele simplesmente tinha tomado um tiro na cabeça, mas quando eu fui enterrar ele eu pude ver que tinham coisas se movendo em baixo de sua pele. minhoquinhas pálidas, centenas delas, que jorraram para fora no segundo em que as toquei. Todas elas tinham seu rosto. Todas elas estavam rindo. Dei no pé dali.

Eu não tento enterrar mais ninguém. É muito mais difícil continuar indo assim do que você imaginaria.


[ARQUIVOS DELETADOS]


ARQUIVO COMPOSTO 0001-3

Essa coisa na maleta é um enviado de deus. Não sei que merda é essa, mas se ta tudo ficando demais pra mim, só preciso abrir isso - e a ultima coisa que eu sei, é que estou a milhas de distância à frente de onde eu estava, me sentindo todo quente por dentro como se algo tivesse me dado um grande incentivo. É como se fosse meu botão de avançar pessoal para quando as coisas começassem a ficar duras.

Consegui um acesso temporário ao banco de dados da Fundação através do corpo de um Agente que eu achei meio enterrado nas matas. Uns lobos já estavam se aproveitando da situação ali, mas obviamente não ligaram de eu pegar o laptop dele. Não me perceberam, de qualquer forma.

A Fundação ainda ta jogando todas as coisas que eles tem em todo mundo de fora. Vou botar isso numa tabela, deve ajudar.

Anomalia Relevante Medidas tomadas pela Fundação
SCP-2000 A Fundação intencionalmente aciona a erupção de Yellowstone, obliterando SCP-2000. Por agora, anomalias mobilizadas pela Fundação Caridosa Manna reduziram os efeitos ambientais em uma razão absurda, ainda sim é só uma questão de tempo até a gente se sufocar em cinzas.
SCP-2200 De algum jeito, a Fundação parece ter produzido SCP-2200-1 em massa, e essas espadas estão chegando às mãos dos refugiados. Com todas as vítimas que estão sendo dilaceradas por SCP-2200-1, SCP-2200-3 está transbordando - com uma montanha de SCP-2200-4 vivos presos em baixo de uma montanha de SCP-2200-4 mortos.
SCP-2241 Uma das poucas anomalias humanas que não foram terminadas. Parece que estão usando SCP-2241 como uma arma viva para destruir os maiores acampamentos de refugiados que crescem por aí, forçando sobreviventes a permanecerem em grupos pequenos. Não se sabe como que eles estão conseguindo que esse SCP esteja sendo tão leal, mas eu duvido que é agradável. Ultima informação sobre SCP-2241 diz que este está sendo mandado para ajudar com o cerco de Ganzir. Aparentemente eles estão tendo uns problemas.
SCP-2466 SCP-2466 foi constantemente usado para compelir os sobreviventes originados de █████████, Califórnia para realizarem ações socialmente prejudiciais e fisicamente hostis. Isso foi efetivo aparentemente, mas depois quatro mil e vigésimo uso de SCP-2466, este travou e ficou inutilizável. Acho que não haviam mais moradores ali.
SCP-2639 SCP-2639 estavam sendo mandados para comunidades de sobreviventes e instalações de grupos que se opuseram à Fundação para matar todo mundo presente. Aparentemente, disseram a eles que eles estavam lutando com monstros que escaparam da Fundação e que eles estavam destruindo o mundo. Claramente, eles descobriram que esse não era o caso, pois recusaram a fazer qualquer coisa depois da sexta vez que eles foram mandados. Bom pra eles.

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-9

É legal ter companhia, mesmo que eles não saibam que estou ali. Estou sentado em volta de uma fogueira com um grupo de soldados da COG que estão tentando fazer seu caminho … bem, não acho que eles realmente tem algum lugar para ir a esse ponto. Apenas perambulando, talvez. Eu pensei em me revelar, tentar pedir ajuda para eles me levarem até 579, mas eu não quero arriscar. Talvez eu simplesmente tenha me acostumado a não existir.

Esqueça de eu ser um turista, sou um fantasma.

Esse traje é realmente uma maravilha. Consegui acessar a conexão deles com o banco de dados da COG com ele enquanto eles faziam café. As novas não são boas.


ARQUIVO BAIXADO 0001-3

Contexto: Gravação de uma entrevista de uma instalação de interrogação dentro de Ganzir. Até onde estou ciente, essa é a primeira vez que um membro funcionário capturado da Fundação fala durante uma interrogação. O interrogador é o Comandante Morrison, com um cientista chamado Doutor Rhodes ali também. O cara sendo interrogado é um membro da Força Tarefa Móvel Omega-2 ("Guardiões Secretos"), Samuel Ross. Sem vídeo, apenas áudio. Não sei se é algo errado com o arquivo ou se isso foi gravado dessa maneira em primeiro lugar.

<Gravação Começa>

Comandante Morrison: Você sabe onde esta?

Samuel Ross: Estou em Ganzir, certo? Sua gente nos pegou enquanto tentávamos nos esgueirar pra dentro.

Comandante Morrison: Isso aí. Você sabe por que esta aqui?

Samuel Ross: (calmamente) Você vai me interrogar, assumo.

(Pausa.)

Comandante Morrison: Doutor?

Doutor Rhodes: Confirmado. Indivíduo não possui nada implantado dentro de si, nenhum agente mental ou malefícios cognitivos. Você está seguro para começar.

Comandante Morrison: Okay.

(Pausa.)

Comandante Morrison: Nenhum dos seus colegas com os quais conversamos falaram. Nem um, nem uma palavra. Por que você está falando comigo agora?

Samuel Ross: Nós nos conhecemos antes. Se lembra?

(Pausa.)

Comandante Morrison: Desculpe?

Samuel Ross: Nessa operação em Tenerife a alguns anos atrás. Com o seagull prince? Você lembra? Eu estava vestindo uma máscara de gás nessa época, então você provavelmente não me reconhece, mas eu reconheço você, e isso me rendeu uma gargalhada. É por isso que estou falando.

Comandante Morrison: Essa é a única razão??

Samuel Ross: É.

(Pausa.)

Comandante Morrison: Quando nós pegamos vocês, tentando se esgueirar para dentro da cidade com os refugiados, você e seus camaradas começaram a atirar na multidão aleatoriamente. Homens, mulheres e crianças todas mortas por motivo algum. Você não acha isso uma loucura?

Samuel Ross: (risadas)

Doutor Rhodes: (silenciosamente) …fudido.

Comandante Morrison: Isso é engraçado pra você?

Samuel Ross: Perdão, eu não quis ser rude, é só que … Achei que isso foi meio hipócrita.

(Pausa.)

Comandante Morrison: O quê?

Samuel Ross: Bem, quer dizer, você ta me interrogando como se a informação que você vai conseguir fosse te ajudar, porém não há mais tempo para que você possa fazer qualquer coisa, da maneira que vejo isso. Não importa quantas vezes você atire o Abel nela, a Europa de Professor Crow vai fazer esse lugar em pedaços logo. Mas ainda sim você age como se pudesse fazer algo sobre isso. Você não acha isso uma loucura?

(Pausa.)

Comandante Morrison: Se você só começou a falar para falar besteira, nós podemos sempre tentar uma interrogação aprimorada. Eu não quero, mas eu vou.

Samuel Ross: (risadas) Faça o que quiser. Assim que se percebe que você não deveria sentir dor, não há mais nada do que temer.

Comandante Morrison: O que você quer dizer nisso?

Samuel Ross: Você…

(Pausa.)

Samuel Ross: Não, você não iria querer que eu falasse.

Comandante Morrison: Eu quero muito.

Samuel Ross: Eu não estou falando com você.

Comandante Morrison: Isso não faz nenhum sentido. Diga-me, agora.

Samuel Ross: …Você tem certeza?

(Pausa.)

Comandante Morrison: Ainda estamos ok nas inoculações?

Doutor Rhodes: Protegidos de todos os agentes mortais da Fundação, sim.

Comandante Morrison: Então fale de uma vez, Ross. Pare de enrolar ou nós vamos ter que nos tornar desagradáveis.

Samuel Ross: Certo. [INAUDÍVEL]

(Pausa.)

Comandante Morrison: Eu … Eu não entendi.

Doutor Rhodes: Você vai ter que falar alto. Esse microfone tem um limite bem baixo.

Samuel Ross: [INFORMAÇÃO EXTIRPADA]

( É possível ouvir o Comandante Morrison e o Doutor Rhodes gritando bem alto. Rachaduras molhadas e sons de um vento impetuoso também são audíveis. O grito, que cresce agudamente ao passar do tempo, continua até o fim da gravação.)

Samuel Ross: Olhem para vocês mesmos. Eu disse a vocês que não gostariam disso, não gostaram? É por isso que você ouve sua voz. Mas você queria tanto saber. Eu realmente gostava de vocês, por isso estava tentando ser legal. Somos tão gentis com vocês, se sabe. Nós lutamos na luz para que você possa morrer no escuro.

(Pausa.)

Samuel Ross: …nojento.

<Gravação Termina>

Anotações de Fechamento: Aparentemente, logo após isso, algum tipo de emergência surgiu dentro de Ganzir e a cidade terminou sendo destruída tanto de dentro quanto de fora. Arquivos não mencionam as especificações, mas talvez a COG tenha acabado.


[ARQUIVOS DELETADOS]


REGISTRO DE DIÁRIO 0001-10

Ta ficando duro de continuar. Quando a COG estava se mantendo na luta, tinha esse sentimento de que as coisas pudessem dar a volta por cima, mas agora com eles em fuga é muito fácil sentir que não tem ponto algum nisso tudo. Com Ganzir fora de seu caminho, a Fundação voltou sua atenção totalmente de volta a todos os outros.

Eu não como ou bebo mais. A Armadura toma conta de tudo isso, de qualquer forma, e tem um risco bem alto de que qualquer coisa que eu consuma esteja contaminada por um desses horríveis vírus que a Fundação está tentando espalhar. Alguns deles até mesmo perambulando por aí.

Toda vez que eu abro a maleta, para avançar, eu faço muito menos progresso, me sinto um pouco menos mal. Seja lá o que estava me ajudando antes, é como se eu estivesse ficado insensível a isso. Não seria a única coisa.

Por que eu sequer estou indo até 579? Eu realmente tenho algum motivo?


ARQUIVO COMPOSTO 0001-4

A Fundação continua fudendo a gente. Abaixo uma tabela sobre isso.

Anomalia Relevante Medidas tomadas pela Fundação
SCP-3078 Aparentemente, a Igreja do Deus Quebrado conseguiu botar a internet de volta no ar em algumas áreas - só que, a Fundação fudeu isso bem rapidinho enviando mil cópias de 3078 através de toda conexão possível. Então a internet saiu novamente do ar.
SCP-3179 Essa coisa foi liberada de sua contenção após a Igreja do Deus Quebrado começar a tentar reconstruir as coisas. Desencadeou uma guerra interna dentro da Igreja seja este negócio Mekhane ou não, o que meio que abafou a habilidade disso para ajudar. Além disso, esse ta fazendo bastante paradas de exterminador conforme este consegue, então é engraçado.
SCP-3199 Ovos de SCP-3199 estão sendo lançados do céu praticamente em qualquer lugar. Tenho certeza que você imagina como que ta procedendo isso.

Talvez eu escreva mais depois.


REGISTRO DE DIÁRIO 0001-11

Continuei meu caminho em direção até 579 - talvez um pouquinho mais devagar que antes, mas quem pode me culpar por falta de motivação? Estive vendo umas coisas estranhas ultimamente. Mais estranhas que o de costume, quer dizer.

A primeira coisa são os Piscadores. Tem tido bastante desses por aí ultimamente. Agora, tenho bastante certeza que essas coisas foram criadas pela Fundação, mesmo que eu não saiba como. Não sei a maioria das coisas, então só adiciona mais essa pra lista.

Eles são estátuas, estátuas de soldados - uniformes da FTM - com órbitas vazias no lugar de seus olhos. Seus braços estão cravados em lâminas, tipo as que você veria em um louva-deus ou coisa assim. Eles são inofensivos contanto que você olhe para eles. Entretanto no segundo que você desviar o olhar, eles podem se mover - e eles são rápidos. Vi um cortando uma multidão inteira de pessoas quando uma lufada de fumaça o bloqueou de qualquer visão por um segundo.

Eu sou cauteloso com eles. O meu olhar sobre eles os param também - então mesmo que eles não percebam onde estou, eles irão deduzir que estou por aí. Talvez simplesmente comecem a cortar tudo à vista, e então esse é meu fim. Preciso dar o meu melhor pra evitar eles completamente.

A segunda coisa que eu vi é … bem, é muito esquisita.

Ela era no horizonte, tipo uma pessoa toda esticada - não, essa não é a melhor maneira de descrever isso. É como se o espaço em volta dele estivesse todo esticado, e ele fosse esticados junto com ele, tipo uma espécie de efeito ruim de photo-shop. O corpo dele ia do chão até acima nas nuvens, e seu maxilar girarava em ângulos retos. Tinha essas lacunas, também, lacunas pretas no espaço em volta do corpo dele, como asas. Ele simplesmente flutuou à frente assim.

Tinha uma galera da Fundação ali, também, mas eles estavam lutando contra ele, atirando nele com armas e foguetes. O quão fudido é eu achar estranho ver a Fundação lutando contra uma anomalia? Talvez eles fossem como eu, conseguiram dar o fora quando tudo isso começou. Pensei sobre falar com eles, mas decidi que não. Não posso arriscar isso.

Sai dali. Preciso chegar até 579. Eu preciso fazer alguma coisa. Qualquer coisa.


REGISTRO DE DIÁRIO 0001-12

Vi uma criança morrer hoje. Podia ter ajudado ela. Não o fiz.

Sou um pedaço de bosta.


ARQUIVO COMPOSTO 0001-4

Anomalia Relevante Medidas tomadas pela Fundação
SCP-4290 Pelo uso de uma amostra de SCP-008 aprimorada por SCP-914, a Fundação reanimou o corpo de SCP-4290 e soltou este. Kaijumantes da Mão da Serpente engajam, mas o arquivo não é claro sobre quais são os resultados. Escutei que a Biblioteca se desprendeu desse universo, no entanto parece que esses caras ficaram pra atrás. Imbecis.
SCP-4666 A Fundação usa anomalias temporais para parecer ser tecnicamente Natal em todo lugar - ah, que se foda isso.
Ninguém nunca vai ler isso de qualquer maneira.

ARQUIVO GRAVADO 0001-3

Contexto: VAZIO

<Gravação Começa>

(A visão do interior é da porta da frente de uma loja de joias abandonada. O céu da noite pode ser visto através de uma janela quebrada. Uma adolescente esta sentada perto de um fogo improvisado no meio da loja. Um amuleto de rubi está pendurado em seu pescoço.)

(O filtro de percepção é desativado. A garota da um pulo pra trás, alerta, pegando em mãos um cano enferrujado como arma.)

Garota: Quem é você?!

Pietro: Eu … Eu reconheço você. O colar, digo.

(Pausa. A garota grunhe, largando o cano.)

Garota: Ah, merda. Eles te enviaram pra me matar? Se vai ficar aqui por um tempo.

Pietro: Não, Eu … Eu … Consegui escapar também. Você também conseguiu?

(A garota se inclina para frente, franzindo os olhos para ver o rosto de Pietro.)

Garota: Jesus. Você tá um trapo, parceiro. Quando foi a ultima vez que dormiu?

Pietro: O traje … uhm, você não precisa dormir com ele vestido.

Garota: Você precisa dormir. Seu rosto, ta simplesmente … seriamente devastado, cara. Você odiaria ver ele.

(Pausa.)

Pietro: Eu posso entrar?

(A garota da um passo para trás, gesticulando teatralmente um braço em direção à loja.)

Garota: Mas é claro. Tem bastante vidro quebrado pra todo mundo!

(Pietro cambaleia para dentro e se senta no chão. Um som de vidro sendo esmagado pode ser ouvido.)

(Pausa.)

Garota: Eu tava brincando, sabe. Você podia ter pegado uma cadeira.

Pietro: Ta tudo bem. O traje é robusto.

Garota: (dá de ombros) Fique a vontade.

(Ela se senta à frente dele.)

Garota: Você tem um equipamento chique aí. (faz gestos para o colar) Quer fazer uma troca?

Pietro: (risadas, tosses) De jeito nenhum! Eu li o arquivo.

Garota: Vale a tentativa. Já faz um tempo que você não ri, huh?

Pietro: Não teve muito o que rir sobre.

Garota: Nem mesmo quando o Pesterbot apareceu em todas as TVs?

(Pausa.)

Pietro: (gargalhada) Okay, isso foi meio que engraçado.

(Pausa.)

Garota: Então, você escapou também. Quero dizer, estou assumindo que você era um cara da Fundação, não uma das várias pessoas que eu irritei durante minha vida buscando vingança.

Pietro: E não são ambos a mesma coisa?

Garota: (risadas) Agora você ta começando a entender!

Pietro: É, eu sou da Fundação. Era da Fundação, enfim. Tive sorte quando tudo isso começou, entrei nesse traje e escapei. E você?

(Pausa.)

Garota: Bem, eu era um Funcionário Sênior - Teriam nos dito sobre o plano antes de todo o resto, mas que me dane por não conseguir lembrar o que era. Provavelmente por causa do segundo arquivo.

Pietro: O segundo arquivo? Você viu ele? (se levanta) O que era?!

Garota: Woah, acalme seus cavalos, rapaz. Nós temos todo o tempo to mundo. Era só um monte de imagens - ovos, arvores, bagulhos religiosos. Não significavam nada para mim por si só, mas acho que tinham algo codificado neles. Não reagiram como deviam ter - (da um toque no colar) - provavelmente por causa dessa coisa.

Pietro: (se senta) Então isso foi um agente memético…

Garota: (fecha a cara) Não sei sobre isso. Eu já tive praticamente tudo que pode acontecer comigo, bem, acontecer comigo. Eu sei como é sentir sobre um agente memético. E não me senti desse jeito - mais como se eu estivesse sendo libertado de algo do que algo sendo forçado sobre mim.

Pietro: Eu … Eu entendo. Então, você também não sabe o que realmente ta acontecendo, também?

(Pausa.)

Garota: Nope.

Pietro: Porra … porra.

(Pausa. A garota retira uma garrafa pequena de cerveja de seu bolso e da um trago.)

Garota: (suspiro) Eaí, você ta indo pra algum lugar ou simplesmente perambulando por aí sentindo pena de si mesmo?

Pietro: Estou indo para 579.

Garota: (risadas) Se você for um suicida, tem maneiras mais fáceis de avançar nisso, pode crer!

Pietro: Você sabe o que é ele?

Garota: Nem ideia - o que é preocupante, porque eu sou bem importante.

(Pausa.)

Pietro: Não importa. Eu preciso ir pra lá.

Garota: Por quê?

Pietro: Eu só preciso. Pra onde você vai?

Garota: 1437. Vou ver se eu não consigo entrar em algum outro universo. Então jogar meu amuleto ali e ver onde é que eu acordo.

Pietro: (gargalhadas) Soa como um plano. Boa sorte pra você.

Garota: (se levanta) Eu te desejaria sorte, também, mas nós dois sabemos que você não vai ter isso. O dia ta prestes a surgir - Eu vou indo.

Pietro: Okay.

(A garota se levanta e se move até a porta da frente. Ela para um momento na entrada da loja.)

Garota: Eu espero que você ache o que está procurando, pelo menos.

(Ela vai embora.)

Pietro: Eu também.

<Gravação Termina>


[ARQUIVOS DELETADOS]


REGISTRO DE DIÁRIO 0001-13

Oi, diário. Já faz um tempo.

Neste momento, estou olhando para o Sítio-62C, onde SCP-579 deve estar. Não há guardas, pelo que eu posso ver, e toda a segurança esta desligada. Parece que o lugar foi abandonado há um tempo já. Eu tinha a impressão de que esse lugar era de uma prioridade extremamente alta, mas parece que a Fundação não concorda mais comigo.

Eu tenho a maleta em minhas mãos. É difícil respirar. Sinto como se tudo fosse acabar logo, de um jeito ou outro.

Estou entrando.

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-14

Oi de novo, diário. Eu sei que terminei meu ultimo registro dramaticamente, e só faz cerca de trinta segundos depois que o fiz, mas eu tenho uma novidade importante.

No segundo em que cheguei perto do Sítio-62C, tive o sentimento de que alguém pressionava uma arma contra a minha nuca. Como seu eu estivesse parado no canto de um telhado, e as mãos de alguém estivessem em minhas costas, prontas para me empurrar. Uma parada de lutar ou fugir, ligou ao máximo que pode.

Eu não sei o que SCP-579 é. Mas sei que isso está olhando pra mim.


ARQUIVO GRAVADO 0001-4

Contexto: ai merda ai merda ai merda

<Gravação Começa>

(A visão é de dentro de um corredor dentro do Sítio-62C. Graves danos são visíveis sobre as paredes, parecendo ter sido causado com o uso de uma faca grande. As luzes acima falham.)

Pietro: Caralho. Caralho.

(As luzes acima falham novamente. Quando as luzes voltam a ligar, a estatua de um soldado com lâminas no lugar dos braços é visível abaixo delas. Ela tinha órbitas vazias no lugar onde deviam ser os olhos, e sua face está presa em uma expressão onde parecia rosnar.)

<Gravação Termina>

Anotações de Fechamento: Estava errado. Eles tão aqui.


REGISTRO DE DIÁRIO 0001-15

Tava certo. Mesmo se eles não me percebessem, eles saberiam que estou ali. Destruindo tudo no caminho.

Cavucou uma das minhas pernas. Dói pra cacete, mas preciso me manter em movimento. Eles não estão me perseguindo, mas estão indo para o mesmo lugar. Preciso chegar lá primeiro. Preciso continuar vigiando eles.

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-16

Consegui consegui (consegui (consegui)) Eu consegui, consegui! consegui eu consegui.!!

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-17

Isso não é justo

Mas eu consegui. Não é justo. Eles estão presos atrás da porta - consigo ouvir eles cortando ela, mas ela é reforçada, vai segurar por um tempinho. Alguns minutos, pelo menos.

Eu estou em uma câmara de observação, cheia de instrumentos para monitorar SCP-579. A real câmara de contenção esta logo abaixo de mim. Eu consigo ver isto bem mal, se eu forçar meus olhos um pouco. Tem um buraco. Tem um buraco no chão que leva logo abaixo.

Eu sei onde 579 esta. Mesmo que os instrumentos não estivessem aqui, eu consigo sentir este. Você não pode estar perto deste sem sentir isso, provavelmente. Por um segundo eu pensei que poderia só soltar a maleta dentro do buraco e terminar com isso, mas seria muito fácil, não seria? Depois de andar pela metade do mundo, acho que eu não ganhei o direito de alguma coisa ser fácil.

Pelo ângulo do buraco, onde 579 esta, a maleta não chegaria nem perto de tocar isto. A única forma de fazer a maleta entrar em contato com este seria se eu pulasse no buraco e jogasse a maleta enquanto caía. Mas essa altura … jogar a maleta seria a ultima coisa que eu faria.

Mas é claro. Sem a menor porra de dúvida.

Levou-me a vida toda para perceber, que eu não sou o tipo de pessoa que pode ser um detetive. Sou apenas a vítima do assassinato. Morro pela história de alguém. E a raça humana está indo comigo. Eu sei quem fez isso, como fez isso … mas isso era óbvio. Todos sabiam dessa, foi me dado essa informação. Eu não sei por que. No fim, não consegui descobrir nem mesmo uma coisinha só.

Por que isso ta acontecendo? Por que a Fundação ta matando todo mundo? Por que isso ta acontecendo? Por que eles enviaram esses arquivos? Por que isso ta acontecendo? Por que Ganzir desmoronou? Por que isso ta acontecendo? Por que estou levando essa maleta pelo mundo? Por que isso ta acontecendo?!

Por que estou aqui? Por que estou fazendo isso? Por que eu … por que vou morrer? Tem alguma razão?

Se qualquer um estiver lendo isso, por favor, por favor, descubra isso. Explique isso pra mim. Alguém … qualquer um. Eu não entendo. Não entendo isso…

Eles estão prestes a entrar. Primeiro passo à frente.

lookcloser.png

SCP-579

REGISTRO DE DIÁRIO 0001-18

Oh … então é assim que isso é.

SINAIS DE VIDA PERDIDOS

Você disse invadido, certo? Talvez seja uma das ultimas vezes que isso acontece.

Certo.

Não diga isso. Deve ser pior pra você. Isso é o que todo mundo fala depois de achar algo que eles não gostam.

Jesus Cristo.

Isso não é algo que pode ser botado pra fora em algumas horas, cara. Você pode ficar quieto por um minuto? É claro que não consigo. Não, não ainda. O sentimento de ser invadido.

Por que não?

Não diga isso!
Nem mesmo fale sobre isso.

Nós devíamos ter o deixado bem suficiente sozinho.

Eu continuo pensando, tipo, seria melhor se eu acabasse com isso tudo. Não com o que eu achei. Quanto tempo eles irão demorar? Entretanto não é como isso. Tudo que eu sou. Você sabe o que eles dirão.

Sou eu.
Acabou.
Isso levará tempo.

Você é germofóbico, né?

Você teve uma resposta? Nós não devíamos ter olhado. Você também. Eu duvido que qualquer um estará falando mais sobre qualquer coisa.

Me sinto doente.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License