SCP-556

avaliação: 0+x

Item nº: SCP-556

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-556 está armazenado em um hangar de segurança no Sítio ██. Nenhum material contendo qualquer tinta, corante ou verniz pode entrar na Zona Vermelha estabelecia em um raio de 50 metros ao redor de SCP-556.

No caso de um incidente 'de escoamento' da introdução acidental de matéria-prima em SCP-556, a área de contenção deve ser bloqueada por um mínimo de 48 horas enquanto se aguarda a reavaliação de SCP-556 por meio de exploração remota. Funcionários trabalhando dentro da Zona Vermelha de SCP-556 devem estar sempre emparelhados e qualquer funcionário desaparecido deve ser relatado imediatamente.

Descrição: SCP-556 são os destroços recuperados do voo de carga PP-VLU da Varig, um Boeing 707-323C que caiu aproximadamente 320 km a leste-nordeste de Tóquio, Japão, em 30 de Janeiro de 1979. Na hora, a aeronave estava carregando 153 pinturas quando um posto de escuta da Fundação captou um sinal anômalo de Mayday do voo. Oficialmente, a aeronave desapareceu sem deixar rastros e nenhum destroço foi recuperado. Ativos da Fundação foram capazes de recuperar SCP-556 quase intacto a uma profundidade de ███ metros em █/█/1979 e transportaram os destroços para o Sítio ██, onde eles permanecem até hoje.

O exterior de SCP-556 sofreu danos extensos consistentes com um impacto de alta velocidade na água seguido por exposição em profundidade de esmagamento. Apesar disso, o interior de SCP-556 está praticamente intacto e foi, de fato, descoberto seco no momento da recuperação e 86% coberto por uma camada de tinta. Análises espectroscópicas e químicas mostraram que essa camada é uma mistura da tinta das pinturas transportadas pelo PP-VLU em seu último voo, com traços de DNA humano. A tinta forma uma cena contínua e estática, retratando um grande complexo industrial no qual várias figuras humanas estão sendo [DADOS EXPURGADOS].

No momento da descoberta, nenhum vestígio físico da carga ou dos seis membros da tripulação pôde ser encontrado. Uma pesquisa inicial mostrou que a cena pintada continha 68 indivíduos exclusivamente identificáveis, dos quais vários mostraram semelhanças incríveis com descrições e fotografias da tripulação desaparecida.

Adendo 556-1 Trecho traduzido do Gravador de Voz (CVR) danificado recuperado de SCP-556:

███: (ininteligível) vindo da área de carga (ininteligível)

█████: (ininteligível) pegou (ininteligível) feche o (ininteligível)

████: (ininteligível)

(ininteligível, gritos)

████: (ininteligível) Mayday, aqui é o (ininteligível) caindo perto de (ininteligível) Mayday Mayday Mayday (ininteligível)

(gritos, corte)

Fim da Transcrição (queda de energia a bordo)

Adendo 556-2: Em ██/█/198█, foi feita uma tentativa de transferir a tinta do interior de SCP-556 para outro meio. SCP-556 subsequentemente [DADOS EXPURGADOS] em um raio de 200 metros. Análises subsequentes agora mostram 217 indivíduos únicos dentro da cena, e a cobertura das paredes da cabine aumentou para 91%. Tentativas futuras de remover a tinta foram suspensas enquanto se aguarda uma investigação mais aprofundada sobre o incidente.

Adendo 556-3: Em █/██/199█, um trabalhador de manutenção classe-D com tatuagens extensas em 46% de seu corpo acidentalmente entrou dentro da Zona Vermelha de SCP-556 e foi imediatamente [DADOS EXPURGADOS]. A contagem atual de figuras dentro de SCP-556 é de 218, com 92% das paredes da cabine coberto em tinta. Funcionários classe-D agora devem ser examinados quanto a tatuagens corporais antes de serem permitidos dentro da área de contenção de SCP-556.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License